ELABORAÇÃO E AVALIAÇÃO DE UM JOGO DIDÁTICO DO TIPO QUEBRA-CABEÇAS PARA ENSINAR TABELA PERIÓDICA NO 1º ANO DO ENSINO MÉDIO

Autores

DOI:

10.26571/reamec.v9i1.10833

Palavras-chave:

Ensino de química, Jogo didático, Recurso pedagógico.

Resumo

Recursos didáticos e metodologias diferenciadas podem auxiliar o ensino de Química para a compreensão dos conceitos científicos pelos estudantes. Com o presente estudo, teve-se como objetivo elaborar e avaliar um jogo didático, do tipo quebra-cabeças, para ensinar Tabela Periódica dos Elementos Químicos a estudantes do Ensino Médio. A pesquisa ocorreu no primeiro semestre de 2019 e envolveu 22 estudantes do 1º ano do Ensino Médio da Escola Estadual 29 de Julho, localizada no Município de Confresa/MT. Este estudo descritivo e exploratório teve abordagem de análise mista, o que possibilitou avaliar o jogo, além da descrição de como foi elaborado e utilizado em sala de aula. Foram utilizados dois questionários para coletar dados, contendo questões abertas e fechadas. De acordo com os resultados obtidos, o jogo foi amplamente aceito, o que evidencia a importância do uso de diferentes métodos no ensino de Química. Assim, foi possível perceber que a partir do jogo didático elaborado é possível contextualizar os conceitos que envolvem a Tabela Periódica, além de explorar as funções lúdica e educativa que o jogo proporciona. Logo, este jogo didático se mostrou um recurso pedagógico que despertou o interesse dos envolvidos e os auxiliou a superar barreiras na compreensão da temática proposta na atividade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Áurea Carola dos Santos Araújo, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso

Graduação em Licenciatura em Ciências da Natureza com Habilitação em Química (IFMT Campus Confresa). Especialização em Ensino de Ciências (IFMT Campus Confresa).

Marcelo Franco Leão, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso

Graduação em Química Licenciatura Plena (UNISC) e em Licenciatura em Física (UNEMAT). Especialização em Orientação Educacional (DOM ALBERTO) e em Relações Raciais e Educação na Sociedade Brasileira (UFMT). Mestrado em Ensino (UNIVATES) e Doutorado em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde (UFRGS). Membro do Grupo de Pesquisa Ensino de Ciências e Matemática no Baixo Araguaia (EnCiMa). Professor de Química no Departamento de Ensino do IFMT Campus Confresa, Confresa, Mato Grosso, Brasil.

Referências

ANTUNES, C. Vygotsky, quem: em minha sala de aula: fassiculo12/ Celso Antunes. 10. ed.- Petrópolis, RJ: Vozes, 2015.

ARRABA, M. F., FONSECA, J. S., DE LIMA, J. F., DA SILVA, K. C., SIMÕES, V. A. P. Jogos e brincadeiras: um espaço para o lúdico na educação infantil. Educere -Revista da Educação da UNIPAR, v.14, n.2, 2014.

AUSUBEL, D. P. A aprendizagem significativa. Editora Moraes. São Paulo. 1982.

BARDIN, L. Análise de conteúdo 4ªed. Lisboa: Edições, v. 70, p. 1977, 2011.

BONNEY, C. R.; KEMPLER, T. M.; ZUSHO, A.; COPPOLA, B. P.; PINTRICH, P. R. A aprendizagem de estudantes em salas de aula de Ciências: qual o papel da motivação? In: ALSOP, S. (ed.). Beyond cartesian dualism: encountrering affect in the teaching and learning of Science. Holanda: Springer, 2005

BRASIL. MEC. Secretaria de Educação Média e Tecnológica. PCNs + Ensino Médio: orientações educacionais complementares aos Parâmetros Curriculares Nacionais. Brasília, 2000. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf /09Quimica.pdf>. Acesso em:15 de jun. de 2020.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: introdução aos parâmetros curriculares nacionais / Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1997. 126p. Acesso em: 05 de Abr. de 2019.

CAMPOS, L. M. L. et al. A produção de jogos didáticos para o ensino de ciências e biologia: uma proposta para favorecer a aprendizagem. Caderno dos núcleos de Ensino, v. 47, p. 47-60, 2003.

CARBO, L., TORRES, F. S., ZAQUEO, K. D., & BERTON, A. Atividades Práticas e Jogos Didáticos Nos Conteúdos de Química Como Ferramenta Auxiliar no Ensino de Ciências. Revista de Ensino de Ciências e Matemática. Jaciara – MT. 2019.

COELHO, L., PISONE, S. Vygotsky: sua teoria e a influência na educação. REVISTA E-PED. Ago/2012.

CUNHA, M. B. da. Jogos no Ensino de Química: Considerações Teóricas para sua Utilização em Sala de Aula. Química Nova na Escola, São Paulo: SBQ, v.34, n.2, p. 92-98, maio 2012.

DEMO, P. Educar pela pesquisa. 9. ed., ver. (Coleção Educação Contemporânea). Campinas, SP: Autores Associados, 2011.

DUTRA, M. M.; LEÃO, M. F. Proposta diferenciada para estudar Teorias de Aprendizagem de Conceitos Científicos. 1. ed. Uberlândia/MG: Edibrás, 2017.

ELEUTÉRIO, C., GONZAGA, A., Jogos Didáticos: Alternativas no Ensino de Química. Revista Areté | Revista Amazônica de Ensino de Ciências, [S.l.], v. 2, n. 3, p. 66-75, maio 2017. ISSN 1984-7505. Disponível em: <http://periodicos.uea. edu.br/index.php/arete/article/view/325>. Acesso em: 12 de jun. de 2020.

FAZENDA, I. C. A (Org.) A pesquisa em educação e as transformações do conhecimento. Campinas/ São Paulo: Papirus, 1995. (Coleção Práxis).

FERREIRA, L. H.; CORREA, K. C. S.; DUTRA, J. L. Análise das estratégias de ensino utilizadas para o ensino da Tabela Periódica. Química Nova na Escola. v. 38, n. 4, p. 349-359, 2015.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996. Coleção leitura, p. 21, 2005.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. Antônio Carlos Gil. - 6. ed. - São Paulo: Atlas,2008.

KISHIMOTO, T. M. (org.) Jogo, Brinquedo, Brincadeira e a Educação. 14, ed. São Paulo: Cortez, 2011.

KISHIMOTO, T. M., O brinquedo na educação: considerações históricas. Série Ideias, v. 7, p. 39 citation_lastpage= 45, 1995.

MALDANER, O. A. A formação inicial e continuada de professores de química: professores/pesquisadores, 3. ed., Ijuí; Uni Ijuí, 2006.

MALDANER, O. A. A formação inicial e continuada de professores de Química. Ijuí: Ed. Unijuí, 2000.

MARCONI, M. de A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos de metodologia científica. 5. ed. - São Paulo: Atlas 2003.

MESSEDER-NETO, H. S.; MORADILLO, E. F. O lúdico no Ensino de Química: considerações a partir da Psicologia Histórico-Cultural. Revista Química Nova na Escola, v. 38, n. 4, nov. 2016, p. 360-368.

MELO, A. C. A., ÁVILA, T. M., SANTOS, D. M.C. Utilização de jogos didáticos no ensino de ciências: um relato de caso. Ciência Atual–Revista Científica Multidisciplinar do Centro Universitário São José, v. 9, n. 1, 2017.

NICOLA, J. A.; PANIZ, C. M. A importância da utilização de diferentes recursos didáticos no ensino de biologia. Infor. Inov. Form., Rev. NEaD-Unesp, São Paulo, v. 2, n. 1, p.355-381, 2016.

OLIVEIRA, A. L.; OLIVEIRA, J. C. P. DE; NASSER, M. J. S.; CAVALCANTA, M. P. O jogo educativo como recurso interdisciplinar no ensino de química. Química nova escola, São Paulo- SP: vol. 40 nº 2, p.89-96, maio 2018. Disponível em: <http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc40_2/05-RSA-82-16>. Acesso em: 20 Mar 2019.

OLIVEIRA, L. M. S.; SILVA, O. G. FERREIRA, U. V. S. Desenvolvimento jogos didáticos para o ensino de química. HOLOS, ano 26, v. 5 p. 166- 175, 2010. Disponível em: <http://www.editorarealize.com.br/trabalho_ev070_md1_sa6_id1515_02052017100420>. Acesso em: 21 Mar 2019.

PIAGET, J.; A formação do símbolo criança: imitação, jogo, imagem e representação ÁLVARO, C.; OITICICA, C. M., Rio de Janeiro, Zahar editores, 1975.

PINATI, T. C.; LIMA, M. L.; SANTOS, M. M. R., RIBEIRO, G.A.; FONSECA, R. A.S.; SANTOS, M., Os jogos e brincadeiras na educação infantil. Ciência et. Práxis, v. 10, n. 19, 2017. Acesso em: 23 Mar 2019.

RIBEIRO, R. C. B. Jogo educativo ou jogo didático: o uso dos jogos na aprendizagem

significativa da química. – Monografia – (Licenciatura em Química da Universidade Federal

Fluminense – UFF), 2014. Niterói: [s.n.], 2014. 64f.

SALES, M. F., SOUZA, G. P., SILVA, A. A., SILVA, K. L. Um Jogo Didático Para o Ensino de Química: Uma Proposta Alternativa Para o Conteúdo de Equilíbrio Químico. South American Journal of Basic Education, Technical and Technological, 5(2).2018.

SANT’ANNA, A., NASCIMENTO, P. R. A história do lúdico na educação; REVEMAT, e ISSN 1981-1322, Florianópolis (SC), v. 06, n. 2, p. 19-36, 2011. Disponível em: Acesso em 14 de Jun de 2020.

SILVA, A. M. Proposta para Tornar o Ensino de Química mais Atraente. Universidade Estadual do Ceará, Universidade Federal do Ceará e Academia Cearense de Química. Fortaleza-Ceará. 2011. Disponível em: <https://www.abq.org.br/rqi/2011/731/RQI-731-pagina7-Proposta-para-Tornar-o-Ensino-de-Quimica-mais-Atraente.pdf>. Acesso em: 05 de Mai de 2019.

SILVA, M. D. Jogos no processo de ensino-aprendizagem nas aulas de química geral em um curso de Ciência e Tecnologia, 2020. Disponível em: https://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/4908. Acesso em: 15 de Jun de 2020.

SILVA, T. R.; SILVA, B. R.; COSTA, E. B. Desenvolvimento de jogo didático para o ensino de células eucarióticas: recurso lúdico na aprendizagem dos alunos. Revista REAMEC, v. 7, p. 4-21, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.26571/REAMEC.a2019.v7.n1.p04-21.i6626. Acesso em: 15 de Jun de 2020.

SOARES, M. H. F. B., O Lúdico em Químico: Jogos e atividades aplicadas ao ensino de Química. 2004. 203f. Tese de Doutorado. Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, SP, 2004.

SOARES, M. H. F. B. Jogo para o Ensino de Química: teoria, métodos e aplicações. Guarapari-ES: Ex Libris Editora, 2008.

SOUZA, S. M. DE. Brinco, logo existo: reflexões sobre a dimensão educativa do lúdico nas séries iniciais do Ensino Fundamental. Dissertação de Mestrado. Manaus: UFAM, 2006.

VYGOTSKI, L. V. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

ZANON, D. A. V., GUERREIRO, D. M. A. S., Oliveira, R. C. Jogo didático Ludo Químico para o ensino de nomenclatura dos compostos orgânicos: projeto, produção, aplicação e avaliação. Ciências e Cognição, 13(1). Instituto de Química, UNESP, Campus Araraquara, São Paulo. 2008.

Downloads

Publicado

2021-01-22

Como Citar

ARAÚJO, Áurea C. dos S.; LEÃO, M. F. ELABORAÇÃO E AVALIAÇÃO DE UM JOGO DIDÁTICO DO TIPO QUEBRA-CABEÇAS PARA ENSINAR TABELA PERIÓDICA NO 1º ANO DO ENSINO MÉDIO . REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, [S. l.], v. 9, n. 1, p. e21010, 2021. DOI: 10.26571/reamec.v9i1.10833. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/10833. Acesso em: 28 fev. 2021.

Edição

Seção

Educação em Ciências