PROFESSORES UNIDOCENTES: ANALISANDO A ELABORAÇÃO DE PLANEJAMENTOS NO ENSINO DE CIÊNCIAS

Autores

DOI:

10.26571/reamec.v11i1.14483

Palavras-chave:

Ensino de ciências, Formação de professores, Unidocência, Anos iniciais do Ensino Fundamental, Planejamento docente

Resumo

Este artigo apresenta e discute os resultados de uma pesquisa realizada com um grupo de quatro professores unidocentes, em um curso de extensão oferecido por uma universidade pública brasileira, cujo objetivo foi compreender como os professores unidocentes elaboram suas aulas de Ciências. Para analisar os resultados da pesquisa foi utilizada a análise do conteúdo (Bardin, 2011), articulada a uma abordagem qualitativa. Coletados por meio de uma ferramenta digital (Padlet), os dados foram sistematizados e categorizados pelos pesquisadores. Os resultados evidenciaram quatro categorias que emergiram das escritas desses docentes, permitindo observar que os professores unidocentes elaboram suas aulas (1) por meio da sua ação docente, (2) considerando o planejamento, (3) utilizando recursos para motivar e facilitar o aprendizado e, ainda (4) demonstrando muita dificuldade por não dominar o conhecimento de conteúdo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Adriana Bigido Rocha, Universidade Federal do ABC (UFABC), Santo André, São Paulo, Brasil

Formada em Magistério antigo CEFAM, Pedagoga, Neuropsicopedagoga, Psicomotricista, Especialista em Gestão Escolar / Alfabetização e Letramento. Atua na área educacional há mais de 25 anos. Palestrante em Simpósios e cursos para formação de educadores, com ênfase na educação básica e nos anos iniciais do Ensino Fundamental. Foi docente no curso de Pós graduação de Psicologia Escolar/ Alfabetização e Letramento. Coordenadora educacional de uma plataforma de ensino digital, realizando elaboração de projetos, baseados na neurociência, Taxonomia de Bloom, Teoria da Resposta ao Item e desenvolvimento humano.

Solange Wagner Locatelli, Universidade Federal do ABC (UFABC), Santo André, São Paulo, Brasil

Doutora e Mestre em Ensino de Ciências pela Universidade de São Paulo. Formada em Química e Pedagogia. Experiência na docência e na formação de professores. Desde 2016, é professora adjunta na Universidade Federal do ABC. Foi coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Ensino e História das Ciências e Matemática (PEHCM) (02/2021- 01/2023), vice-coordenadora (02/2019-01/2021), onde orienta mestrado e doutorado; também colabora no PECMA - UNIFESP. Líder do Grupo de Pesquisa em Ensino de Ciências e Metacognição (PECME), CNPq, desde 2017. Participa do corpo editorial de 5 periódicos científicos nacionais e internacionais, entre eles o Problems of Education in the 21st Century (A2) e Amazônia (A2). Linhas de pesquisa: Ensino-aprendizagem e Formação de professores, sendo os principais interesses, a metacognição e a aprendizagem autorregulada em sala de aula, aproximações da educação com a neurociência, ensino por investigação, os níveis de representação em química e na Educação de Surdos. É autora de mais de 50 artigos científicos na área de educação. Desde 2022 é membro da IUPAC (International Union of Pure and Applied Chemistry). Possui projetos científicos com financiamento FAPESP e CNPq, sendo Bolsista Produtividade CNPq, Nível 2, a partir de 2023.

Leonardo André Testoni, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Diadema, São Paulo, Brasil.

Doutor em Educação (ênfase em Ciências e Matemática) pela Universidade de São Paulo. Mestre em Educação (ênfase em Ciências e Matemática) pela Universidade de São Paulo. Realiza Estágio Pós-doutoral na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), na área de Educação: Psicologia da Educação. Graduado em Física pela Universidade de São Paulo, Química pela Universidade Municipal de Taubaté e Matemática pelo Instituto Claretiano. Atualmente, é Professor Adjunto e Pesquisador na Universidade Federal de São Paulo (Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas) e orientador do Programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências e Matemática (PECMA - UNIFESP). Atua, também, como orientador e docente colaborador no Programa de Pós-graduação em Ensino e História das Ciências e Matemática, na Universidade Federal do ABC. Especialista em Química Forense e Perito Forense nomeado pelo Conselho Regional de Química - IV Região (núm. 04166209). Atuou como Perito Criminal da Superintendência de Polícia Técnico-científica de São Paulo. Atuou como pesquisador do Laboratório de Ensino de Física (LAPEF) da Universidade de São Paulo (USP). Tem experiência na área de Ciências da Natureza/ Matemática/ Educação, com ênfase em Processos de Ensino-Aprendizagem, Formação de Professores e História e Filosofia das Ciências e Matemática.

Referências

AUGUSTO, T.G.S.; AMARAL, I.A. A formação de professoras para o ensino de ciências nas séries iniciais: análise dos efeitos de uma proposta inovadora. Ciênc. Educ., Bauru, v. 21, n. 2, p. 493-509, 2015. https://doi.org/10.1590/1516-731320150020014

BARDIN, L. Análise do conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CP n. 1, de 15 de maio de 2006. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Pedagogia, licenciatura. 2006. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rcp01_06.pdf. Acesso em: 21 maio 2023.

BRASIL. Estudo exploratório sobre o professor brasileiro com base nos resultados do Censo Escolar da Educação Básica 2007. Ministério da Educação ‐ Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Brasília, 2009. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/estudoprofessor.pdf. Acesso em: 21 maio 2023.

BRZEZINSKI, I. Políticas contemporâneas de formação de professores para os anos iniciais do ensino fundamental. Educação & Sociedade, Campinas, SP, v. 29, n. 105, p. 1139-1166, 2008. https://doi.org/10.1590/S0101-73302008000400010

CAIXETA, S. S. Unidocência: uma análise do trabalho pedagógico de professoras dos anos iniciais do Ensino Fundamental. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2017.

CALDEIRA, A. M. S.; ZAIDAN, S. Prática pedagógica. In: OLIVEIRA, D. A.; DUARTE, A. C.; VIEIRA, L. M. F. (Org.). Dicionário: trabalho, profissão e condição docente. Belo Horizonte: Mestrado/UFMG, 2010.

CASTOLDI, R; POLINARSKI, C. A. A utilização de Recursos didático-pedagógicos na motivação da aprendizagem. In: II Simpósio Nacional de Ensino de Ciência e Tecnologia. Ponta Grossa, PR, 2009.

DELIZOICOV, N. C.; LOPES, A. R. L. V.; ALVES, B. D. Ciências Naturais nas Séries Iniciais: características e demandas no ensino de Ciências. In: Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, 5, Bauru, SP, 2005.

DINIZ‐PEREIRA, J. A. Formação acadêmico‐profissional: compartilhando responsabilidades entre universidades e escolas. In: EGGERT, E. et al. Trajetória e processos de ensinar e aprender: didática e formação de professores. Porto Alegre: EdiPUCRS, 2008. p. 253‐266.

FALEIRO, W.; FLAVIANO, S. Formação de professores para o ensino de Ciências nos anos iniciais da Educação Básica. In: PERES, S.; PAULA, M.H.; SANTOS, M. (Org.). Educação e formação de professores: concepções políticas e práticas. São Paulo: Blucher, 2017.

FRANCO, M. A. R. S. Prática pedagógica e docência: um olhar a partir da epistemologia do conceito. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos. 97 –247, 2016. https://doi.org/10.1590/S2176-6681/288236353

FREIRE, C. Y. Ensino de ciências: o que pensam os professores polivalentes. 147 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2000.

GATTI, B. A. Formação de professores para o ensino fundamental: instituições formadoras e seus currículos. Relatório final (Pedagogia) – Fundação Carlos Chagas, São Paulo, 2008

GATTI, B. A; NUNES, M. M. R. Formação de professores para o ensino fundamental: Instituições formadoras e seus currículos. Relatório final: Pedagogia. São Paulo: Fundação Carlos Chagas, 2008.

LIBÂNEO, J.C; PIMENTA, S. G. Formação dos profissionais da educação: visão crítica e perspectiva de mudança. In: PIMENTA, S. G. (Org.) Pedagogia e pedagogos: caminhos e perspectivas. 2. Ed. São Paulo: Cortez Editora, 2006, p. 11‐57.

LIMA, V. M. M. Formação do professor polivalente e saberes docentes: um estudo a partir de escolas públicas. 2007. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007.

MULINE, L.S.; DE SOUSA, I.C.F. Práticas pedagógicas no ensino de ciências dos anos iniciais da educação fundamental no contexto de uma escola municipal de Vitória/ES. Horizontes – Revista de Educação, v. 8, n. 15, p. 161-182, 2020. https://doi.org/10.30612/hre.v8i15.12286

NICOLA, J. A.; PANIZ, C. M. A importância da utilização de diferentes recursos didáticos no ensino de biologia. Infor, Inov. Form., Rev. NEaD-Unesp, São Paulo, v. 2, n. 1, p.350-375, 2016. Disponível em: https://ojs.ead.unesp.br/index.php/nead/article/download/InFor2120167/pdf. Acesso em: 21 maio 2023.

NÓVOA, A. O passado e o Presente dos professores. p. 13-34. In: NÓVOA, António. Profissão Professor. 2 ed. Porto: Porto Editora, 1999.

PIECZKOWSKI, T. M. Z. Um olhar sobre o curso de pedagogia: práticas docentes predominantes. Eccos -Revista Científica, São Paulo, n. 56, p. 1-16, e 8487, 2021. https://doi.org/10.5585/eccos.n56.8487

PINHEIRO, A. P. Planejamento no ensino de Ciências: prospecções e reflexões. Dissertação (Mestrado). Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo. 2012.

POZO, J. I.; CRESPO, M. A. G. A aprendizagem e o ensino de ciências: do conhecimento cotidiano ao conhecimento científico. 5. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009

SANTOS, A. H.; SANTOS, H. M. N.; SANTOS JUNIOR, B.; SOUZA, I. S.; FARIA, T. L. As dificuldades enfrentadas para o Ensino de Ciências Naturais em escolas Municipais do Sul de Sergipe e o processo de formação continuada. XI Congresso Nacional De Educação. EDUCERE. 2013.

SANTOS, M. L; PERIN, C. S. B. A importância do planejamento de ensino para o bom desempenho do professor em sala de aula. Os desafios da escola pública Paranaense na perspectiva do professor. PDE. v.1. 2013

SAVIANI, D. Formação de Professores: aspectos históricos e teóricos do problema no contexto brasileiro. Revista Brasileira de Educação. v. 14 n. 40. Jan./abr. 2009. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbedu/a/45rkkPghMMjMv3DBX3mTBHm/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 21 maio 2023

SILVA, A. V. P. A construção do saber docente no ensino de ciências para as séries iniciais. In: NARDI, R. (Org.). Questões atuais no ensino de ciências. São Paulo: Escrituras, 1998. p. 33-41.

SILVA, V. A formação de pedagogos para o ensino de Ciências nos anos iniciais. 2014. Dissertação (Mestrado) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel/PR.

SILVA, S.N.; SILVA, A.P.A.; COSTA, C.R.M.; RAMOS, J.C.F.; OLIVEIRA, L.F.; SILVA NETO, J.X. O ensino de ciências nas séries iniciais do ensino fundamental e os desafios encontrados pelo professor polivalente. Redin, v.10, n.1, p.108-119, 2021. Disponível em: file:///C:/Users/dails/Dropbox/My%20PC%20(DESKTOP-CMNIBVH)/Downloads/2165-Texto%20do%20Artigo-6196-1-10-20211214.pdf. Acesso em: 21 maio 2023.

SOUZA, S. E. O uso de recursos didáticos no ensino escolar. In: I Encontro de pesquisa em Educação, IV Jornada de Prática de Ensino, XIII semana de pedagogia da UEM, Maringá, 2007.

VASCONCELLOS, C. S. Planejamento: projeto de ensino-aprendizagem e projeto político pedagógico. 9 ed. São Paulo: Libertad, 2000.

VIERO, J.; ROCHA, J. B. T. Reflexões em torno do processo de ensino e aprendizagem de Ciências a partir do minicurso gibi “Pulmão e sua turma”. VIDYA, v. 31, n. 2, p. 123-138, 2011.

VICENTINI, P. P.; LUGLI, R. G. História da profissão docente no Brasil. São Paulo, SP: Cortez, 2009.

Downloads

Publicado

2023-05-31

Como Citar

ROCHA, A. B.; LOCATELLI, S. W.; TESTONI, L. A. PROFESSORES UNIDOCENTES: ANALISANDO A ELABORAÇÃO DE PLANEJAMENTOS NO ENSINO DE CIÊNCIAS. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Cuiabá, Brasil, v. 11, n. 1, p. e23023, 2023. DOI: 10.26571/reamec.v11i1.14483. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/14483. Acesso em: 21 jun. 2024.