https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/issue/feed REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática 2021-12-03T10:35:07+00:00 Gladys Denise Wielewski revistareamec@gmail.com Open Journal Systems <p>A<strong> Revista REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática</strong> é um periódico vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática (PPGECEM) da Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática (REAMEC). Publica artigos relacionados às diversas temáticas inerentes à <strong>área de Ensino de Ciências e Matemática</strong> (Área 46) da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). A área de Ensino/Educação em Ciências e Matemática é considerada como uma área multi e interdisciplinar que busca investigar fenômenos relativos aos diversos processos de ensino, de aprendizagens e de formação de professores em <strong>Matemática, Física, Química, Biologia, Pedagogia</strong>, que ensinam nos anos iniciais e finais do Ensino Fundamental e no Ensino Médio, incluindo todos os níveis, etapas, fases e modalidades da Educação Básica, no Ensino Superior, em espaço formal, não-formal e informal.<br /><br />A Revista REAMEC publica e divulga pesquisas na <strong>área de Ensino de Ciências e Matemática</strong>. Conforme o seu Foco e Escopo a Revista REAMEC aceita, para publicação, <strong>artigos científicos inéditos</strong>, escritos em <strong>português</strong>, <strong>inglês</strong>, <strong>espanhol</strong>, resultantes de pesquisas científicas que incidam na produção do conhecimento na referida área. Divulga pesquisas realizadas, principalmente, na Região Amazônica, mas também de outras instituições nacionais e internacionais oriundas de outras regiões geográficas.<br /><strong><br />Qualis 2019:</strong> A3 <br /><strong>Qualis 2013-2016:</strong> B3 Ensino / B5 Ciências Ambientais / B5 Direito / B5 Filosofia / B5 Interdisciplinar / C Educação<br /><strong>ISSN:</strong> 2318-6674 <br /><strong>Prefixo DOI:</strong> 10.26571</p> https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/13212 ENSINO REMOTO EMERGENCIAL NA EDUCAÇÃO BÁSICA: UMA ANÁLISE DAS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS E ADEQUAÇÕES DOS PROFESSORES DE DUAS ESCOLAS PÚBLICAS EM RORAIMA 2021-12-03T10:35:07+00:00 JESUCINA DO NASCIMENTO MOURA OLIVEIRA jesucina.2000@gmail.com ROSEANE PARENTE CUNHA roseaneparente@hotmail.com PATRÍCIA MACEDO DE CASTRO patriciacastro@uerr.edu.br ELENA CAMPO FIORETTI lefioretti@hotmail.com <p>Com a decretação da pandemia da Covid-19, instalou-se um cenário de incertezas em diferentes campos, entre estes o educacional. Em virtude deste cenário, este trabalho teve como objetivo, investigar o desenvolvimento da prática pedagógica e o processo de adequação dos professores ao Ensino Remoto Emergencial com o uso das tecnologias como instrumento mediador no processo de ensino aprendizagem dos alunos. Como embasamento teórico, foram utilizadas publicações que tratam da questão da pandemia e do enfrentamento educacional em meio aos desafios incluindo o Ensino Remoto Emergencial. Os procedimentos metodológicos, deste estudo contemplam uma abordagem qualitativa de objetivo exploratório, onde utilizou-se, um questionário com 11 perguntas abertas via<em> Google </em><em>Forms</em>, aplicado com oito professores de duas escolas de Roraima, visando identificar a realidade em dois contextos diferentes, quatro dos professores atuam na capital Boa Vista e quatro no município de Alto Alegre à 87 km da capital. Os resultados evidenciam que tanto os professores da capital quanto do interior em sua maioria, tiveram que se adequar para o ensino remoto e sentem insegurança e despreparo frente ao uso dos meios tecnológicos, necessitando de maior formação continuada, e mesmo com um cenário de adaptações, sentem-se frustrados e cansados. Contudo, mostram a importância para um olhar diferenciado no cenário pós pandemia quanto as novas formas de ensino, assim como uma autorreflexão de que precisam de maior preparação frente ao conhecimento e uso dos meios tecnológicos.</p> Copyright (c) https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/13169 SUGESTÕES METODOLÓGICAS PARA O ENSINO-APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA A PARTIR DO USO DA MÚSICA 2021-11-17T19:00:43+00:00 Adão José Martins adao.martins@ufma.br Raimundo Santos de Castro raicastro@ifma.edu.br <p>O presente artigo é fruto de uma pesquisa realizada com alunos do primeiro ano do Ensino Médio Integrado do Instituto Federal do Maranhão, Campus de Bacabal, junto ao programa de Mestrado em Educação Profissional e Tecnológica – ProfEPT do Instituto Federal do Maranhão (IFMA), <em>Campus</em> São Luís – Monte Castelo. O texto apresenta discussões e sugestões envolvendo aspectos da metodologia para o ensino e a aprendizagem, mais especificamente, a possibilidade do uso da Música como suporte metodológico para a disciplina de Matemática. Durante a realização da pesquisa tivemos como objetivo principal investigar as potencialidades de a Música, por meio da elaboração de paródias, contribuir para dinamizar o ensino e a aprendizagem de Matemática. Assim, com base nos resultados obtidos e nas percepções dos discentes, a paródia, quando utilizada de forma correta e com objetivos claros, é uma alternativa metodológica eficiente, viável e que pode trazer grandes contribuições para o processo de ensino-aprendizagem de Matemática. Uma das delas é que o seu uso, bem como o processo de elaboração, possibilita a interação e a sociabilidade entre os discentes, além de fazer com que a aprendizagem dos conteúdos ocorra de forma natural.</p> Copyright (c) https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/13167 EDUCAÇÃO CTS: CONTRIBUIÇÕES PARA A FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE CIÊNCIAS 2021-11-25T13:56:10+00:00 Morgana Welke morganawelke@gmail.com Sinara München sinaramunchen@gmail.com <p>Este artigo teve como foco investigar em teses e dissertações brasileiras como estão se desenvolvendo os processos de formação continuada (FC) de professores de Ciências da Natureza e suas Tecnologias (CNT), que se balizam na perspectiva Ciência/Tecnologia/Sociedade (CTS). A pesquisa parte de um levantamento bibliográfico, com abordagem metodológica qualitativa, e utiliza a análise de conteúdo para categorizar as contribuições dos processos de FC para os participantes dos mesmos. Os resultados da pesquisa compõem três categorias: 1) Evolução das concepções sobre educação CTS; 2) Integração e coletividade e 3) Reflexão sobre a própria prática. Conclui-se que os processos de FC de professores de CNT, balizados no enfoque CTS, são fundamentais para impulsionar reflexões sobre as práticas docentes, por meio da compreensão dos pressupostos da educação CTS em ambientes formativos compartilhados, bem como, ressalta-se a carência de mais programas de FC que venham alicerçar-se nesses moldes.</p> Copyright (c) https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/13144 APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA: 2021-11-25T13:50:52+00:00 Tânia Lopes Dos Santos Brasil Brasil tania1brasil@gmail.com Josefina Diosdada Barrera Kalhil jbkalhil@uea.edu.br Lucinete Gadelha da Costa lucinetegadelha@gmail.com <p>O presente artigo tem como objetivo discutir os desafios da avaliação no ensino de ciências numa perspectiva de aprendizagem significativa. Trata-se do recorte de uma pesquisa em andamento, cujo tema é “Ensino de ciências: um estudo sobre a avaliação da aprendizagem no componente curricular de ciências, no 5º ano do ensino fundamental”. É um estudo bibliográfico com abordagem qualitativa, baseado nos autores Moreira (2017), Freire (2018/2020), Arroyo (2013), Fernandes (2014), dentre outros. As reflexões de caráter teórico, produzidas neste estudo, apontam os desafios presentes em movimentos de luta que não podem ficar apenas nas narrativas, e destacam a necessidade de superarmos a lógica tradicional de como os estudantes vêm sendo avaliados, a fim de caminhar na construção do processo de avaliação como parte de uma aprendizagem significativa no ensino de ciências, abrindo caminhos e possibilidades para novos debates e diálogos nos espaços de formação sobre a avaliação.</p> Copyright (c) https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/13136 Testando um Roteiro-Guia para visitação à Xiloteca do Herbário UFMT. 2021-11-27T12:24:20+00:00 Mariana Andrade Martins martins-mari@hotmail.com Temilze Gomes Duarte temilzeduarte@hotmail.com Ana Kelly Koch anakbio@gmail.com <p><span style="font-weight: 400;">Implementada em 2019, a xiloteca do Herbário da Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT, campus de Cuiabá, conta com 468 amostras de madeiras, compostas por 119 na forma de disco e 349 em cilindro, dentre elas 183 foram destinadas à coleção científica, representando 16 famílias, 30 gêneros e 24 espécies. Além do potencial científico da xiloteca, há também o didático que a torna acessível para visitas guiadas e aulas práticas, assim como a maioria das coleções científicas. Neste contexto, a elaboração de materiais que possam subsidiar informações gerais sobre as coleções podem auxiliar as visitas e um maior aproveitamento do conteúdo a ser trabalhado. Para tanto, elaborou-se um roteiro-guia para visitação à xiloteca do Herbário UFMT. Logo, o objetivo do presente trabalho foi testar o roteiro-guia, a partir da avaliação feita por professores atuantes na educação básica. Para a avaliação foram elaborados dois questionários (pré e pós-roteiro) que foram aplicados a um grupo de professores da rede pública e privada. Todos os procedimentos e questionários foram aplicados por meio de plataforma virtual. Com as respostas obtidas foi possível traçar o perfil dos participantes, aprimorar e validar o roteiro-guia. As avaliações demonstraram que o uso do roteiro-guia propiciará a preparação teórica para a visita à xiloteca do Herbário UFMT.</span></p> Copyright (c)