REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec <p>A<strong> Revista REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática</strong> é um periódico vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática (PPGECEM) da Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática (REAMEC). Publica artigos relacionados às diversas temáticas inerentes à <strong>área de Ensino de Ciências e Matemática</strong> (Área 46) da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). A área de Ensino/Educação em Ciências e Matemática é considerada como uma área multi e interdisciplinar que busca investigar fenômenos relativos aos diversos processos de ensino, de aprendizagens e de formação de professores em <strong>Matemática, Física, Química, Biologia, Pedagogia</strong>, que ensinam nos anos iniciais e finais do Ensino Fundamental e no Ensino Médio, incluindo todos os níveis, etapas, fases e modalidades da Educação Básica, no Ensino Superior, em espaço formal, não-formal e informal.<br /><br />A Revista REAMEC publica e divulga pesquisas na <strong>área de Ensino de Ciências e Matemática</strong>. Conforme o seu Foco e Escopo a Revista REAMEC aceita, para publicação, <strong>artigos científicos inéditos</strong>, escritos em <strong>português</strong>, <strong>inglês</strong>, <strong>espanhol</strong>, resultantes de pesquisas científicas que incidam na produção do conhecimento na referida área. Divulga pesquisas realizadas, principalmente, na Região Amazônica, mas também de outras instituições nacionais e internacionais oriundas de outras regiões geográficas.<br /><strong><br />Qualis 2017-2020:</strong> A4 Ensino <br /><strong>Qualis 2013-2016:</strong> B3 Ensino / B5 Ciências Ambientais / B5 Direito / B5 Filosofia / B5 Interdisciplinar / C Educação<br /><strong>ISSN:</strong> 2318-6674 <br /><strong>Prefixo DOI:</strong> 10.26571</p> Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) pt-BR REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática 2318-6674 <p><strong>Política de Direitos autorais</strong></p> <p>Os direitos autorais são mantidos pelos autores, os quais concedem à Revista REAMEC – Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática - os direitos exclusivos de primeira publicação. Os autores não serão remunerados pela publicação de trabalhos neste periódico. Os autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não exclusiva da versão do trabalho publicada neste periódico (ex.: publicar em repositório institucional, em site pessoal, publicar uma tradução, ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial neste periódico. Os editores da Revista têm o direito de proceder a ajustes textuais e de adequação às normas da publicação.</p> <p><strong>Política de Acesso Aberto/Livre</strong></p> <p>Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento. Os usuários podem ler, baixar, copiar, distribuir, imprimir, pesquisar ou utilizá-los para qualquer finalidade legal, respeitando a legislação nacional dos direitos autorais e sem solicitar permissão prévia do editor ou do autor. As opiniões apresentadas nos artigos são de responsabilidade dos/das autores/autoras. A Revista não cobra Taxas de Processamento de Artigos (APCs – <em>Article Processing Charges</em>)</p> <p><strong>Política de licenciamento - licença de uso</strong></p> <p>Licenciado sob a Licença Creative Commons <a href="https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/">Attribution-NonCommercial 4.0 International (CC BY-NC 4.0)</a>. Esta licença permite compartilhar, copiar, redistribuir os manuscritos publicados na Revista REAMEC em qualquer meio ou formato. Além disso, permite adaptar, remixar, transformar e construir sobre o material, desde que seja atribuído o devido crédito de autoria e publicação inicial neste periódico. </p> ESTÁGIO DOCÊNCIA EM EDUCAÇÃO DO CAMPO NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/14928 <p>O Esse artigo apresenta o relato da experiência de proposição, implementação e avaliação de uma intervenção pedagógica realizada durante o Estágio Curricular Supervisionado de licenciandos em Educação do Campo na modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA). A proposta envolveu a elaboração de um projeto contextualizado que englobasse diversos recursos didáticos e metodologias diferenciadas, buscando-se um processo de ensino - aprendizagem mais ativo. Neste contexto, para a avaliação da experiência, tecer-se-á reflexões sobre a aproximação desta proposta de intervenção com a perspectiva de educação freireana, uma educação que busca a emancipação dos educandos em prol de uma formação para a cidadania. Para tanto, se propôs uma sequência didática que dialogasse com os alunos, vinculando conceitos científicos com sua realidade, de forma que os estudantes pudessem dialogar com esses conhecimentos de forma crítica e em busca de uma autonomia intelectual. Acredita-se que ao se experienciar novas metodologias de ensinar e aprender, a partir do diálogo e da troca de conhecimentos, se possa criar sementes para novas práticas pedagógicas em sala de aula. Elaborar, sistematizar e avaliar este projeto proporcionou uma base sólida e confiança de se trabalhar com conteúdos temáticos de forma interdisciplinar, lúdica e didática.</p> Danilo Fernandes Lobato Renata José de Melo Fernanda Welter Adams Simara Maria Tavares Nunes Copyright (c) 10 3 UMA ANÁLISE BIBLIOMÉTRICA DE PESQUISAS SOBRE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS COM TECNOLOGIAS DIGITAIS EM TEMPOS DE PANDEMIA DA COVID-19 https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/14917 <p><span style="font-weight: 400;">Este artigo&nbsp; visa investigar, mediante uma análise bibliométrica, as problemáticas de práticas pedagógicas com Tecnologias Digitais na educação brasileira em tempos de pandemia </span><span style="font-weight: 400;">da Covid-19 de 2020 a 2022, nas educação básica e superior. </span><span style="font-weight: 400;">O </span><span style="font-weight: 400;">artigo possui uma abordagem qualitativa, com enfoque descritivo. Diante da Análise de Conteúdo, elencaram-se as seguintes categorias: 1) </span><span style="font-weight: 400;">Produção científica sobre ensino remoto emergencial e tecnologias digitais; 2) Principais autores; 3) Desafios e possibilidades com ensino remoto emergencial. De acordo com os resultados, evidencia-se que a pandemia veio descortinar os desafios/dificuldades enfrentados na educação. O estudo &nbsp; nos possibilitou refletir sobre como a introdução das Tecnologias Digitais nas práticas pedagógicas foi sendo uma demanda construída historicamente, bem como, os questionamentos/problematizações sobre quais caminhos serão tomados na/para educação pós Covid-19.</span></p> Jhonatan Luan de Almeida Xavier Alexandra Nascimento de Andrade Cinthya Garcia Leandro Neiva Costa das Chagas Copyright (c) 10 3 PRÁTICAS PEDAGÓGICAS EM ENSINO DE CIÊNCIAS NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL E O QUE NOS REVELAM OS LEVANTAMENTOS BIBLIOGRÁFICOS https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/14906 <p><span style="font-weight: 400;">Este artigo tem o objetivo de realizar uma revisão de literatura sobre as práticas pedagógicas voltadas ao ensino de ciências nos anos iniciais do ensino fundamental. A principal pergunta que norteou a pesquisa foi a seguinte: Quais as características do ensino de ciências nos anos iniciais a partir das práticas pedagógicas levantadas nas plataformas de pesquisa entre os anos de 2017 a 2021?&nbsp; Buscamos investigar quais temas revelam as produções acadêmicas em duas plataformas de pesquisa, sendo a primeira a Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações&nbsp; e a segunda, o Catálogo de Teses e Dissertações da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Para o recorte temporal, catalogamos o material disponível entre os anos de 2017 a 2021. As características metodológicas estão elencadas na abordagem qualitativa, mediante espiral de análise de Creswell (2014). A análise dos dados coletados foi realizada em três etapas, sendo a &nbsp; organização dos dados, categorização, e por fim,&nbsp; a interpretação e representação. Os resultados da pesquisa mostraram o levantamento de quatro categorias que nos fazem refletir sobre as práticas pedagógicas em ensino de ciências nos anos iniciais.</span></p> Jhonatan Luan de Almeida Xavier Ana Cláudia Ribeiro de Souza Copyright (c) 10 3 INTERAÇÕES INTERMOLECULARES NA ARTE DO GRAFITE https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/14893 <p>Com as crescentes denúncias de violência e injustiças nas relações sociais, a educação pensada “em” e “para” os direitos humanos se faz insurgente ao sistema atual de ensino e aprendizagem. Precisamos fazer dialogar as ciências da natureza com as ciências sociais, garantindo possibilidades de aprendizagem científica e atitudinal que permeiam a ética na formação dos estudantes. Os autores procuraram investigar as possibilidades de se planejar um jogo educativo informal para o ensino das interações intermoleculares dentro do contexto social dos estudantes, contemplando importantes questões que podem possibilitar reflexões sobre o ensino de química e a educação em direitos humanos. Este trabalho é um ensaio teórico que utilizou a análise estrutural-funcional de concepções importantes para a formação de professores de química como agentes sociais, culturais e políticos.</p> KLEBER FRANCISCO SILVA Roberto Dalmo Varallo Lima de Oliveira Márlon Herbert Flora Barbosa Soares Copyright (c) 10 3 PRÁTICAS DE LEITURA DE PROFESSORES DE CIÊNCIAS DO ENSINO FUNDAMENTAL https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/14884 <p>Este trabalho objetivou identificar as práticas de leitura de professores de Ciências das redes municipal e estadual das cidades de Mariana e Ouro Preto - MG. A coleta de dados foi realizada por meio da aplicação de questionários distribuídos a 20 professores de escolas públicas. Além disso, um fragmento de aula da mediação de leitura de uma professora foi analisado. Os resultados evidenciam que os exercícios fotocopiados estão muito presentes na sala de aula e a leitura de textos didáticos é realizada sem que os professores utilizem estratégias didáticas que os textos de ciências exigem. Nesse sentido, o propósito dos textos não leva os estudantes à compreensão dos conteúdos e dialogia nas aulas de Ciências.</p> Sheila Alves Almeida Copyright (c) 10 3