EDUCAÇÃO & TECNOLOGIA: REFLEXÕES SOBRE A INCORPORAÇÃO DE TECNOLOGIAS MÓVEIS NA EDUCAÇÃO

Autores

DOI:

10.26571/2318-6674.a2013.v1.n1.p88-101.i5290

Palavras-chave:

Formação de professores, Dispositivos móveis, Tecnologia de informação e comunicação.

Resumo

Nos tempos atuais, existe um apelo cada vez maior para a inclusão de dispositivos móveis na sala de aula, tais como tablets, celulares, smartphones com o intuito de melhorar o aprendizado a as práticas de ensino. No entanto, a presença dessas tecnologias provoca questionamentos, desafios, reflexões sobre a necessidade de repensar a prática pedagógica. Para isto, o objetivo deste artigo é apresentar os resultados parciais de uma pesquisa exploratória para discutir o processo de incorporação de tecnologias na educação. Primeiramente, são apresentadas algumas reflexões sobre a expansão tecnológica e suas aplicações. Em seguida, é abordado o processo de incorporação das TIC na educação: quais as etapas necessárias e os desafios e tensões a serem superados, principalmente com relação à formação de professores. O professor continua a ser crucial para orientar o processo de ensino aprendizagem, mas o seu papel de professor muda. Apresenta também o relato de uma atividade pedagógica realizada com a participação de discentes do curso de licenciatura Química da Universidade Federal de Rondônia (UNIR) sob a orientação de duas professoras (uma formadora de professores de Química e uma professora de informática).

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Liliane da Silva Coelho Jacon, Universidade Federal de Rondônia

Liliane da Silva Coelho Jacon, docente da Universidade Federal de Rondônia-UNIR desde fevereiro de 2006 (Associado)., É professora do Departamento Acadêmico de Ciência da Computação e do Mestrado de Educação Matemática de Ji-Paraná (Programa de Pós Graduação Scricto Sensu em Educação Matemática). Doutora em Educação em Ciências e Matemática pela Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática REAMEC (2014) e Mestre em Computação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul UFRGS (2002). Orienta trabalhos com ênfase em: Tecnologias Digitais na Educação, Emprego de Realidade Aumentada no Ensino de Ciências/Matemática, Robótica Educacional, Desenvolvimento de aplicativos educacionais (M-Learning) e Programação para a WEB

Elizabeth Antonia Leonel de Moraes Martines, Universidade Federal de Rondônia

Graduada em Licenciatura em Ciências pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - atual IBILCE (1973) e em Ciências Biológicas pela Faculdade de Ciências e Letras de Votuporanga (1974), mestre (2000) e doutora (2005) em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pela Universidade de São Paulo. Atualmente é professora aposentada da Universidade Federal de Rondônia - UNIR. Coordenou na UNIR o Doutorado em Educação em Ciências e Matemática (PPGECEM) ofertado pela REDE AMAZÔNICA DE EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS E MATEMÁTICA (REAMEC). É docente colaboradora do programa de pós-graduação: REAMEC / PPGECEM - Linhas de pesquisa "Formação de professores" e "Fundamentos e metodologias de Educação em ciências e matemática"; Lidera (vice líder) o Grupo de pesquisa Laboratório de Ensino de Ciências (EDUCIENCIA) registrado no CNPq. Coordenou projetos de formação de professores de Biologia financiados pela CAPES (LICBIO e PIBID). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação em Ciências, atuando principalmente nos seguintes temas: formação de professores, ensino de ciências naturais, ensino de biologia, ensino e aprendizagem de ciências e pesquisa ação colaborativa. Coordenou o Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio em Rondônia de janeiro a junho de 2014 e participou do programa como formadora de julho 2014 a maio de 2015.

Irene Cristina de Mello, Universidade Federal de Mato Grosso

Irene Cristina de Mello concluiu o doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo em 2003. Professora lotada no Departamento de Química do Instituto de Ciências Exatas e da Terra. É professora pesquisadora permanente do Programa de Pós-graduação em Educação da UFMT desde 2003 e do Programa de Pós-graduação em Educação em Ciências e Matemática, Doutorado da Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática - REAMEC. É docente colaboradora no Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências (Mestrado profissional) na UFMT. Foi Secretária de Relações Internacionais da Universidade Federa de Mato Grosso (gestão 2016-2020). Foi Coordenadora de Formação Docente da UFMT (gestão 2008-2012) e Pró-Reitora de Ensino de Graduação da UFMT (gestão 2012-2016). Participou da Comissão Avaliadora de Livros Didáticos de Química do Ministério da Educação no Programa Nacional do Livro Didático (PNLD 2007, 2012, 2015 e 2018). Participou com avaliadora de cursos de graduação do Ministério da Educação. É representante regional (Centro-Oeste) da Sociedade Brasileira de Ensino de Química. Foi membro do Comitê Assessor do Grupo Coimbra de Universidades Brasileiras (2017-2020). Integra a Cátedra UNESCO Ética e Sociedade na Educação Superior, desde 2017.

Referências

BASTOS, Maria Inês. O impacto das TICs na Educação: O desenvolvimento de competências em TIC para a educação na formação de docentes na América Latina. Org.

Unesco OREALC. Brasília. Abril, 2010.

GATTI, Bernadette A. (coord.); BARRETO, E.S. de Sá. A formação continuada em questão. cap. 8 p.199-236. Livro Professores do Brasil: impasses e desafios. Brasília, set/2009.

HABERMAS, Jurgen. Técnica e ciência como “ideologia”. Lisboa: edições 70, 1994, p.45-92.

HEIDEGGER, Martin. Ensaios e conferências. Petrópolis: Vozes, 2001; p.11-38. MORAIS, Regis de. Filosofia da Ciência e da Tecnologia. 7ª.ed. Campinas: Papirus, 2002; p.99-172.

MORAN, José Manuel. Tablets e netbooks na educação. Disponível em: http://www.eca.usp.br/prof/moran/tablets.pdf. Acesso em 5 abr 2012a.

______ Tablets para todos conseguirão mudar a escola? Disponível em: http://www.eca.usp.br/prof/moran/tablet.pdf Acesso em 5 abr 2012b

POLI, José Luis. Matemático usa smartphone para ensinar analfabetos a ler e a escrever em SP. Entrevista concedida a Claudia E. Izumi, publicada na UOL Educação. Disponível em http://educacao.uol.com.br/noticias/2012/10/25/matematico-usa-smartphone-para-ensinaranalfabetos-a-ler-e-a-escrever-em-sp.htm. Acesso em 25.out.2012

RICHIT, Adriana. Apropriação do Conhecimento Pedagógico-Tecnológico em Matemática e a Formação Continuada de Professores. Tese de doutorado. Unesp, Rio Claro, SP. 2010.

SUNKEL, Guillermo. Las nuevas tecnologias de la comunicacion y la informacion TIC

em la educacion: Desafios para lãs políticas públicas em América Latina. Santiago do Chile: CEPAL, Division de Desarollo Social, Serie Políticas Sociales, 2006.

VALENTE, José Armando. O uso das tecnologias digitais de informação e comunicação

na Educação: a passagem do currículo da era do lápis e papel para o currículo da era digital. Palestra proferida no dia 19.out.2011, em Porto Velho, RO.

VIEIRA PINTO, Álvaro. O conceito de tecnologia. Volume I. Rio de Janeiro: Contraponto, 2005, p.29-355. Cap. III e IV

Publicado

2013-12-30

Como Citar

JACON, L. da S. C.; OLIVEIRA, A. C. G. de; MARTINES, E. A. L. de M.; MELLO, I. C. de. EDUCAÇÃO & TECNOLOGIA: REFLEXÕES SOBRE A INCORPORAÇÃO DE TECNOLOGIAS MÓVEIS NA EDUCAÇÃO. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Cuiabá, Brasil, v. 1, n. 1, p. 88–101, 2013. DOI: 10.26571/2318-6674.a2013.v1.n1.p88-101.i5290. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/5290. Acesso em: 28 maio. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>