DOUTORADO DA REDE AMAZÔNICA DE EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS E MATEMÁTICA SOB A PERSPECTIVA DOS EGRESSOS

Autores

DOI:

10.26571/reamec.v8i2.9979

Palavras-chave:

REAMEC. Ensino de Ciências e Matemática. Doutorado em Rede.

Resumo

A formação em nível stricto sensu no Brasil ocorreu, por muito tempo, nos grandes centros, sobretudo nas regiões Sul e Sudeste. A Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática (REAMEC) tem contribuído para mudar tal cenário, formando doutores para a região da Amazônia Legal. A pesquisa realizada teve como objetivo analisar como a REAMEC proporcionou mudanças na carreira profissional do doutor egresso, e analisar as percepções dos egressos em relação à formação obtida no processo de doutoramento. A abordagem da pesquisa é de cunho qualitativo, descritivo e exploratório, tendo como instrumento de produção de dados entrevistas e levantamento na plataforma Lattes com informações dos currículos dos egressos da turma 2011. A análise das entrevistas   foi elaborada mediante análise de conteúdo de Bardin. Com os dados obtidos nas entrevistas, três categorias emergiram: satisfação acadêmica, financiamento e oportunidade de permanência na Amazônia Legal. A REAMEC formou 130 doutores até dezembro de 2019, e os entrevistados deste estudo mostraram-se   satisfeitos com a formação recebida e narraram   como a rede foi importante em sua trajetória profissional e de igual importância foi a sua formação ter ocorrido na região na qual atuam. O estudo possibilitou mostrar que a REAMEC é um programa consolidado na região e que  possibilita, a passos largos, a constituição de grupos de pesquisas e programas de pós-graduação na área.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Ana Claudia Tasinaffo Alves, Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT)

Doutora em Educação em Ciências e Matemática pela Rede Amazônica em Educação em Ciências - Pólo UFMT. Possui Graduação em Ciências Biológicas com habilitação em Matemática pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Jales (1998) e Graduação em Ciências da Natureza - com habilitação em Química pela Universidade Federal de Mato Grosso (2007). Possui Especialização em Química pela Universidade Federal de Lavras, Mestrado em Ciência de Materiais pela Universidade Federal de Mato Grosso. Atualmente é professora da área de Química e Diretora de Emnsino do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso. Membro do Grupo de Pesquisa Laboratório de Pesquisa e Ensino de Química de Mato Grosso (LabPEQ-UFMT) e do Grupo de Pesquisa em Ensino de Ciências e Matemática no Baixo Araguaia (GPEnCiMa). Docente Orientadora do Programa Residência Pedagógica - Capes 2018-2020.

Irene Cristina de Mello, Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT)

Irene Cristina de Mello concluiu o doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo em 2003. Professora lotada no Departamento de Química do Instituto de Ciências Exatas e da Terra. É professora permanente do Programa de Pós-graduação em Educação da UFMT desde 2003 e do Programa de Pós-graduação em Educação em Ciências e Matemática, Doutorado da Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática - REAMEC. É docente colaboradora no Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências (Mestrado profissional) na UFMT. Foi Coordenadora de Formação Docente da UFMT (gestão 2008-2012) e Pró-Reitora de Ensino de Graduação da UFMT (gestão 2012-2016). Participou da Comissão Avaliadora de Livros Didáticos de Química do Ministério da Educação no Programa Nacional do Livro Didático (PNLD 2007, 2012, 2015 e 2018). Participou com avaliadora de cursos de graduação do Ministério da Educação. É representante regional (Centro-Oeste) da Sociedade Brasileira de Ensino de Química. É membro do Comitê Assessor do Grupo Coimbra de Universidades Brasileiras. Integra a Cátedra UNESCO Ética e Sociedade na Educação Superior, desde 2017.

Referências

ALVES, A. C. T.; MELLO, I. C. Amazonian Education network in sciences and mathematics: Impacts in Phd formation for networking. Revista Prática Docente, v. 2, n. 2, 2017. Disponível em: http://periodicos.cfs.ifmt.edu.br/periodicos/index.php/rpd/article/view/107/43. Acesso em: 28 dez. 2019.

ALVES, A. C. T.; MELLO, I. C. Rede Amazônica de Educação em Ciências: Consolidação na formação de doutores na Amazônia Legal. Latin American Journal of Science Education. v. 6, 12014, 2019. Disponível em: http://www.lajse.org/may19/2019_12014.pdf. Acesso em: 28 dez. 2019.

BRASIL. A Criação de cursos por Associações de IES. CAPES. Brasília, DF, 2007. Disponível em:

http://www.capes.gov.br/images/stories/download/avaliacao/CriacaoCursos_Associ acaoIES2007.pdf. Acesso em: 01 out. 2019.

BRASIL. O que é? Amazônia Legal. Desafios do Desenvolvimento, IPEA, Ano 5, ed. 44, 2008. Disponível em: http://www.ipea.gov.br/desafios/index.php?option=com_content&id=2154:catid=28& Itemid=23. Acesso em 22 de maio de 2019.

BRASIL. Divisão Territorial Brasileira. IBGE. Brasília, DF, s.a. Disponível em: http://www.memoria.ibge.gov.br. Acesso em: 03 mar. 2019.

BRASIL. Projeção da população do Brasil e das Unidades da Federação. IBGE. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/apps/populacao/projecao/index.html?utm_source=portal&utm_medium=popclock&utm_campaign=novo_popclock. Acesso em: mar. 2020.

BRASIL. Proposta de curso novo na modalidade acadêmica em forma associativa. CAPES, Brasília, DF, 2014. Disponível em: https://www.capes.gov.br/images/stories/download/avaliacao/avaliacao-n/852014Proposta-de-curso-novo-na-forma-associativa.pdf. Acesso em: 03 out. 2019.

BRASIL. Ficha de Avaliação da REAMEC. Área de Ensino. Avaliação Quadrienal. CAPES, Brasília, DF, 2017.

BRASIL. Relatório de Avaliação: ENSINO. Avaliação Quadrienal. CAPES, Brasília, DF, 2017a. Disponível em: https://capes.gov.br/images/stories/download/avaliacao/relatorios-finais-quadrienal2017/20122017-ENSINO-quadrienal.pdf. Acesso em: 24 mai. 2018.

CAVALCANTI, Alberes de Siqueira; MARTINES, Elizabeth Antonia Leonel de Moraes. A Formação Doutoral em Educação: repensando o estágio de docência para professores e professoras experientes. Revista REAMEC, Cuiabá - MT, v. 6, n. 1, 2018. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/5877/pdf . Acesso em 07 abr. 2020.

CUNHA, M. I. O tema da formação de professores: trajetórias e tendências do campo na pesquisa e na ação. Educação e Pesquisa. São Paulo, n. 3, p. 609-625, jul-set, 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ep/v39n3/aop1096.pdf. Acesso em: 21 jun. 2018.

DARSIE, M. M. P. Programa de Pós-Graduação – Doutorado em Educação em Ciências e Matemática – PPGECEM – da Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática – REAMEC. Revista Educação Pública. Cuiabá, v. 20, n. 43, p. 357-377, maio/ago. 2011. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/educacaopublica/article/view/310. Acesso em: 03 out. 2019.

DAY, C. Desenvolvimento Profissional de Professores: os desafios da aprendizagem permanente. Porto, Porto Editora, 2001.

FREITAS, M. E. Viver a tese é preciso! In: BIANCHETTI, L, MACHADO, A. M. N. Orgs. A Bússola do Escrever: desafios e estratégias na orientação e escrita de teses e dissertações. 3 ed. São Paulo: Cortez, 2012.

HUBERMAN, M. O ciclo de vida profissional dos professores. In: NÓVOA, António (Org.). Vidas de professores. Porto: Porto, 2000, p. 31-62.

REAMEC. Projeto do Programa de Doutorado Educação em Ciências e Matemática. Cuiabá, 2008.

REAMEC. Edital 1. Cuiabá, 2010. Disponível em: https://www.unir.br/noticias_arquivos/3114_edital_reamec_2011.pdf. Acesso em: 14 mai. 2019.

REAMEC. Processo Seletivo 2013/1 Doutorado em Educação em Ciências e Matemática/REAMEC. Cuiabá, 2012. Disponível em: http://www.ufmt.br/ufmt/site/editais/detalhes/368/9/Cuiaba. Acesso em: 14 mai. 2019.

REAMEC. Processo Seletivo 2015/1 Doutorado em Educação em Ciências e Matemática/REAMEC. Cuiabá, 2014. Disponível em: http://www.ufmt.br/ufmt/site/editais/detalhes/657/9/Cuiaba. Acesso em: 14 mai. 2019.

REAMEC. Processo Seletivo 2017/1 Doutorado em Educação em Ciências e Matemática/REAMEC. Cuiabá, 2016. Disponível em: http://www.ufmt.br/ufmt/site/editais/detalhes/979/9/Cuiaba. Acesso em: 14 mai. 2019.

REAMEC. Processo Seletivo 2019/1 Doutorado em Educação em Ciências e Matemática/REAMEC. Cuiabá, 2016. Disponível em: https://www.ufmt.br/ufmt/site/editais/detalhes/1333/9/Cuiaba. Acesso em 01 ago. 2019.

Downloads

Publicado

2020-04-30

Como Citar

TASINAFFO ALVES, A. C.; MELLO, I. C. de. DOUTORADO DA REDE AMAZÔNICA DE EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS E MATEMÁTICA SOB A PERSPECTIVA DOS EGRESSOS. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, [S. l.], v. 8, n. 2, p. 147-166, 2020. DOI: 10.26571/reamec.v8i2.9979. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/9979. Acesso em: 25 set. 2020.