FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA NA PERSPECTIVA DA INCLUSÃO DE ESTUDANTES COM DEFICIÊNCIA VISUAL: ANÁLISE DE UMA EXPERIÊNCIA REALIZADA EM RONDÔNIA

Marcia Rosa Uliana, Gerson de Souza Mól

Resumo


O presente estudo objetivou analisar como uma disciplina/curso de formação para futuros professores de Matemática, centrada em estratégias de ensino a estudantes com deficiência visual, pode contribuir para a preparação docente tendo em vista a promoção do ensino inclusivo. Metodologicamente, trata-se de uma pesquisa-ação desenvolvida na abordagem qualitativa que teve como participantes 20 licenciados em Matemática. O processo formativo/investigativo aconteceu na Fundação Universidade Federal de Rondônia - Campus da cidade de Ji-Paraná, e consiste num curso de formação de 40 horas. Foram utilizados questionários, vídeos-gravação e narrativas/casos de ensino para produzir/coletar dados junto aos participantes. Os dados produzidos/coletados durante as ações revelaram que a disciplina/curso gerou múltiplas e significativas contribuições, principalmente aos saberes docentes para a promoção de um ensino inclusivo para estudantes com deficiência visual.


Palavras-chave


Deficiência visual; Formação de professores de Matemática; Inclusão; Disciplina/curso.

Texto completo:

PDF

Referências


AMIRALIAN, Maria Lucia Toledo Moraes. Comunicação e Participação Ativa: a inclusão de pessoas com deficiência visual. In: AMIRALIAN, Maria Lucia Toledo Moraes (org.). Deficiência Visual: perspectivas na contemporaneidade. 1. ed. São Paulo: Vetor, 2009. p. 19-38.

CAMARGO, Eder Pires de. Ensino de Física e Deficiência Visual: dez anos de investigações no Brasil. São Paulo: Plêiade, 2008.

COSTA, Vanderlei Balbino da. Inclusão Escolar do com deficiência visual no ensino regular. Jundiaí: Paco Editorial, 2012.

FERRONATO, Rubens. A construção de um instrumento de inclusão no ensino da matemática. 2002. 124 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia da Produção) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia da Produção, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2002.

IMBERNÓN, Francisco. Formação permanente do professorado: novas tendências. Trad. Sandra Trabucco Valenzuela. São Paulo: Cortez, 2009.

LUDKE, Menga; ANDRÉ, Marli. E. D. A. Pesquisa em Educação: abordagens qualitativas. 6. ed. São Paulo: Editora Pedagógica e Universitária (EPU), 2003.

MAGALHÃES, Rita de Cássia Barbosa Paiva; CARDOSO, Ana Paula Lima Barbosa. Educação Especial e Educação Inclusiva: conceitos e políticas educacionais. In: MAGALHÃES, Rita de Cássia Barbosa Paiva (org.). Educação Inclusiva: escolarização, política e formação docente. Brasília: Liber Livros, 2011. p. 13-33.

MANTOAN, Maria Teresa Eglér. Inclusão Escolar: O que é? Por quê? Como Fazer? São Paulo: Moderna, 2006.

MITTLER, Peter J. Educação inclusiva: contextos sociais. Porto Alegre: Artmed, 2003.

MORIN, Edgar. Os sete saberes necessários à educação do futuro. Trad. Catarina Eleonora F. da Silva e Jeanne Sawaya. 11. ed. São Paulo: Cortez/Brasília: UNESCO, 2006.

MIZUKAMI, Maria da Graça Nicoletti et al. Escola e Aprendizagem da docência: processos de investigação e formação. São Carlos: UFSCar, 2010.

NOVÓA, António. O passado e o presente dos professores. In: NOVÓA, António (org.). Profissão Professor. 2. ed. Porto, Portugal: Porto Editora, 1999. p. 13-34.

STAINBACK, Susan; STAINBACK, William. Inclusão: um guia para educadores. Trad. Magda França Lopes. Porto Alegre: Artmed, 1999.

TARDIF, Maurice. Saberes Docentes e Formação Profissional. 14. ed. Petrópolis: Vozes, 2012.

ULIANA, Marcia Rosa. Formação de professores de Matemática, Física e Química na perspectiva da inclusão de estudantes com deficiência visual: análise de uma intervenção realizada em Rondônia. 2015. 314 f. Tese (Doutorado) – Programa de Pós- Graduação em Ensino de Ciências e Matemática, Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Universidade Federal do Mato Grosso, Cuiabá, 2015.

VALLE, Jan W.; CONNOR, David J.; Ressignificando a deficiência: da abordagem social às práticas inclusivas na escola. Traduzido por Fernando Siqueira Rodrigues. Porto Alegre: AMGH. 2014.




DOI: http://dx.doi.org/10.26571/REAMEC.a2019.v7.n2.p127-145.i8511

Apontamentos

  • Não há apontamentos.