ANÁLISE DE UMA FORMAÇÃO CONTINUADA EM MATEMÁTICA PARA PROFESSORES DO AEE EM JI-PARANÁ (RO)

Autores

DOI:

10.26571/reamec.v11i1.15147

Palavras-chave:

AEE, Deficiência intelectual, Formação continuada, Educação matemática

Resumo

A pesquisa teve como objetivo analisar as contribuições educacionais produzidas em uma formação continuada em matemática para professores do Atendimento Educacional Especializado (AEE) em Ji-Paraná (RO). Trata-se de investigação de abordagem qualitativa, do tipo interventiva, desenvolvida entre setembro e outubro de 2021, norteada pela seguinte questão: Quais as contribuições educacionais de uma formação continuada para os professores do AEE que dão suporte ao professor do ensino regular para o desenvolvimento do pensamento, habilidades matemáticas e capacidade interpretativa dos estudantes com Deficiência Intelectual (DI)? O processo investigativo/formativo ocorreu em três etapas - diagnóstica, interventiva e avaliativa -, com a participação de quatro professoras do AEE. Como instrumentos para a produção/coleta de dados foram utilizados: questionários, entrevista semiestruturada e coletiva e a observação participante. Os dados foram analisados e entrelaçados com as normativas e legislações nacionais e internacionais e autores que tratam sobre a educação inclusiva e educação matemática no processo de ensino e aprendizagem do estudante com DI. A análise evidenciou que a formação continuada desenvolvida atendeu aos objetivos iniciais propostos na etapa diagnóstica. As professoras participantes se envolveram e cooperaram ativamente na formação, deixando transparecer que as atividades desenvolvidas na intervenção contribuíram para um novo pensar pedagógico, a fim de promover o ensino de matemática para o estudante com deficiência, em especial daqueles com DI.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Maria Cecília Correa de Souza, Supervisora Escolar na Rede municipal de Educação de Ji-Paraná, Rondônia, Brasil.

Mestra em Educação Matemática pela Universidade Federal de Rondônia - UNIR. Formada em Pedagogia pela Universidade Federal de Rondônia (1999). É supervisora Escolar do Centro Municipal de Atendimento Educacional Especializado para Autismo em Ji-Paraná. Especialização em Psicopedagogia e Educação Especial; Especialização em Educação de Surdos e Déficit Cognitivo; Especialização em Psicopedagogia Clínica e Institucional, Especialização em Libras. Experiência na formação de professores para Educação Inclusiva e Diversidade. Atuou na formação de professores para o Atendimento Educacional Especializado. Experiência na Educação de estudantes surdos, na formação de cuidadores para o atendimento do estudante com graves comprometimentos. Atuou como orientadora do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa e formadora da BNCC. Foi presidente do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência e Membro do Conselho Municipal de Educação de Ji-Paraná.

Marcia Rosa Uliana , Universidade Federal de Rondônia (UNIR), Ji-Paraná, Rondônia, Brasil.

Doutora em Educação em Ciência e Matemática pela Rede Amazônica de Educação em Ciência e Matemática (REAMEC) (2015) e Mestre em Ensino de Ciências e Matemática pela PUC-Minas (2013). Licenciada em Matemática pela Universidade Federal de Rondônia (2005), professora efetiva da Universidade Federal de Rondônia - Departamento de Matemática e Estatística, do Mestrado em Educação Matemática (PPGEM) e do Mestrado em Ensino de Ciências da Natureza (PGECN) ofertado pela Universidade Federal de Rondônia. Membro do Grupo de Pesquisa Grupo de Estudo Interativo e Pesquisa em Educação Inclusiva (GEIPEI) e do Grupo Rondoniense de Estudos e Pesquisas em Educação Matemática (GROEPEM). Atua desenvolvendo pesquisa nas seguintes temáticas: Formação de professores que ensinam Matemática; Educação Inclusiva; Educação especial; e o Processo de ensino-aprendizagem de Ciências e Matemática para estudante com deficiência.

Referências

AZEVEDO, E. D. M. Apresentação do trabalho montessoriano. Educação & Matemática, n. 3, p. 26-27, 1979.

BATISTA, C. A. M.; MANTOAN, M. T. E. Educação inclusiva: atendimento educacional especializado para a deficiência mental. Brasília: MEC/SEESP, 2006.

BERSCH, R. Introdução à tecnologia assistiva. Tecnologia e Educação. Porto Alegre, 2013.

BEYER, H. O. A. A educação inclusiva: incompletudes escolares e perspectivas de ação. Cadernos de Educação Especial, Santa Maria, n. 22, p. 1-8, 2003.

BRASIL. Censo escolar. Sinopse Estatística. Brasília: MEC/INEP, 2019.

BRASIL. Lei brasileira de inclusão da pessoa com deficiência. 2015. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2015/lei/l13146.htm. Acesso em: 15 jan. 2022.

BRASIL. Decreto n. 7611, de 17 de novembro de 2011. Disponível em: https://download.inep.gov.br/educacao_basica/censo_escolar/legislacao/2012/decreto_n_7611_17112011.pdf. Acesso em: 28 fev. 2022.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. Política nacional de educação especial na perspectiva da educação inclusiva. Brasília: MEC, 2008.

BRASIL. Atendimento educacional especializado: deficiência mental. 2007. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/aee_dm.pdf. Acesso em: 19 jan. 2021.

BRASIL. Leis de diretrizes e bases da educação. 1996. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9394.htm. Acesso: 2 mar. 2019.

BRASIL. Educação na Constituição Federal de 1988: o artigo 205. 1988. Disponível em: https://www.direitonet.com.br/artigos/exibir/479/Educacao-na-Constituicao-de-1988-O-Artigo-205. Acesso em: 19 jan. 2021.

BRASIL. Ministério da Saúde. COVID 19. Disponível em: https://portal.fiocruz.br/pergunta/por-que-doenca-causada-pelo-novo-coronavirus-recebeu-o-nome-de-covid-19. Acesso: 08/03/2021.

COSTA, W. C. L. da; VIZOLLI, I. Um olhar em relação ao ensino de fração para estudantes surdos na perspectiva dos jogos de linguagem de Wittgenstein. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, [S. l.], v. 10, n. 2, p. e22036, 2022. https://doi.org/10.26571/reamec.v10i2.13602

GALVÃO, F. N. dos S.; BITENCOURT, L. P. Aprendizagens e saberes da docência universitária em uma licenciatura em matemática. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, [S. l.], v. 8, n. 3, p. 266–279, 2020. https://doi.org/10.26571/reamec.v8i3.10031

GLAT, R.; PLETSCH, M. D. O. Inclusão escolar de alunos com necessidades especiais. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2011.

KRANZ, C. R. O desenho universal pedagógico na educação matemática inclusiva. São Paulo: Livraria da Física, 2015.

LEITE, L. P.; MARTINS, S. E. S. O. Fundamentos e estratégias pedagógicas inclusivas: respostas às diferenças na escola. São Paulo: Cultura Acadêmica/Marília: Oficina Universitária, 2012.

LORENZATO, S. Laboratório de ensino de matemática na formação de professores. Campinas: Autores Associados, 2006.

LINS, G. S. O ensino de matemática para alunos do 9º ano com deficiência intelectual atendidos na sala de recursos multifuncional. 2019. 129 f. Dissertação (Mestrado em Ensino) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Foz do Iguaçu, 2019.

MANTOAN, M. T. E. Inclusão escolar. O que é? Por quê? Como fazer? São Paulo: Moderna, 2003.

MANTOAN, M. T. E.; PRIETO. R. G. Inclusão escolar: pontos e contrapontos. São Paulo: Summus, 2006.

MENDES, R. S.; TORISU, E. M.; BOSCO, C. S. Gestão da matéria de uma professora de matemática: saberes mobilizados na prática. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, [S. l.], v. 9, n. 2, p. e21054, 2021. https://doi.org/10.26571/reamec.v9i2.12739

SCHON, D. Formar professores como profissionais reflexivos. In: NÓVOA, A. (Coord.). Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992. P. 1-14.

ULIANA, M. R.; MÓL, G. de S. Formação de professores de matemática na perspectiva da inclusão de estudantes com deficiência visual: análise de uma experiência realizada em Rondônia. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, [S. l.], v. 7, n. 2, p. 127–145, 2019. https://doi.org/10.26571/REAMEC.a2019.v7.n2.p127-145.i8511

Downloads

Publicado

2023-10-18

Como Citar

SOUZA, M. C. C. de .; ULIANA , M. R. . ANÁLISE DE UMA FORMAÇÃO CONTINUADA EM MATEMÁTICA PARA PROFESSORES DO AEE EM JI-PARANÁ (RO) . REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Cuiabá, Brasil, v. 11, n. 1, p. e23060, 2023. DOI: 10.26571/reamec.v11i1.15147. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/15147. Acesso em: 16 jun. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)