UMA ANÁLISE SISTEMÁTICA ACERCA DA PESQUISA NO ENSINO DE CIÊNCIAS COMO EMERGÊNCIA DE UMA EPISTEMOLOGIA

Autores

DOI:

10.26571/reamec.v10i3.14259

Palavras-chave:

Ensino de Ciências, Epistemologia, Pesquisa no Ensino de Ciências

Resumo

Este texto analisou artigos, dissertações e teses, com o intuito de averiguar as publicações sobre “o ensino de ciências como emergência de uma epistemologia”. O objetivo foi investigar as produções científicas publicadas no Periódicos Capes, na BDTD, no Scielo e no Google Acadêmico que englobam o tema “epistemologia no ensino de ciências”, permitindo conduzir uma análise sistemática sobre os principais estudos realizados referentes ao tema, no período de dez anos (2009/2019), bem como investigar as principais considerações e possibilidades a partir desse contexto. Para tanto, foi implementado um percurso de análise sistemática que oportunizou conhecer quais publicações estão articuladas com o tema da epistemologia da ciência, a pesquisa no ensino de ciências e a construção de um olhar sobre o estudo epistemológico. Assim, foi possível perceber que os estudos acerca da pesquisa no ensino de ciências como emergência de uma epistemologia caminham em um processo de constante construção e entrelaçamento de aspectos teóricos, histórico-filosóficos, ontológicos e metodológicos, e que mais estudos a respeito desse tema são necessários.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Evandro Ghedin, Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Manaus, Amazônas, Brasil.

Professor Titular-Livre da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Possui Pós-doutorado em Didática pela Faculdade de Educação da USP (2010). É Doutor em Filosofia da Educação pela USP (2004). Mestre em Educação pela UFAM (2000). Especialista em Antropologia da Amazônia pela UFAM. Especialista em Filosofia e Existência pela Universidade Católica de Brasília (UCB). Graduado em Filosofia pela UCB (1995). Professor Permanente no PPGECEM - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática (REAMEC). Professor Permanente no PPGE-UFAM. Professor Permanente no PGEDA - Doutorado em Educação na Amazônia - EDUCANORTE. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação em Ciências, atuando principalmente nos seguintes temas: Didática e Formação de Professores;Metodologia da Pesquisa em Educação; Epistemologia; Educação em ciências; Filosofia da Educação. Atuou na Educação Básica da Rede Pública e Privada por 5 anos. É professor Universitário desde 1997. É autor de diversos livros e artigos científicos na área da Educação.

Uiara Ferraz Mendes Pinho, Instituto Federal do Acre (IFAC), Rio Branco, Acre, Brasil.

Possui graduação em Licenciatura Plena em Química pela Universidade do Estado do Acre (2011) e Mestrado em Ciências pela Universidade Federal do Acre, pelo Programa de Pós-graduação em Ciência, Inovação e Tecnologia para a Amazônia (CITA), (2013). É Professora de Química do Ensino Básico, Técnico e Superior do Instituto Federal do Acre (IFAC). Tem experiência na área de Química, com ênfase em química orgânica, possui experiência básica na área laboratorial de química. Atualmente está cursando o Doutorado em Educação em Ensino de Ciências e Matemática pela Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática (REAMEC) no Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática (PPGECEM). 

Barbara Castro Lapa, Universidade federal do Amazônas (UFAM), Manaus, Amazônas, Brasil.

Mestra em Ensino Tecnológico pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (IFAM). Doutoranda no Programa de Pós-graduação em Educação (PPGE) pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Licenciada em Ciências Biológicas pelo mesmo instituto (IFAM), no qual integrou o Programa de Educação Tutorial - PET e desenvolveu projeto de pesquisa e extensão na zona rural de Manaus. Participou como bolsista do Programa Ciência sem Fronteiras (CNPq), realizando projeto na Universidade de Tübingen-Alemanha. Componente do Laboratório de Neurodidática e Formação de Professores, também do Grupo de Estudo e Pesquisa sobre Processos Formativos de Professores no Ensino Tecnológico (GEPROFET). Participou como Professora Colaboradora no Programa de Extensão ComCiência da Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Professora colaboradora no projeto Ecoethos da Amazônia, oferecido pelo Laboratório de Psicologia e Educação Ambiental (LAPSEA) do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA). Participou como professora em nível de Pós-Graduação Lato Sensu-EaD na Especialização em Educação Profissional e Tecnológica (EPT), oferecida pela Universidade Aberta do Brasil-UAB/IFAM. Participou como professora colaboradora em nível de Pós-graduação Lato Sensu na especialização em Investigações Educacionais, oferecida pela Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação (DIPESP) do IFAM. Como produto educacional, fruto da construção da dissertação de mestrado, realizou o processo de elaboração, implementação e validação do Massive Open Online Course (MOOC) intitulado ?Um traçado entre Autoformação Docente e Sentidos de Trabalho para Professores da Educação Profissional e Tecnológica?, publicado e vigente na Plataforma de Cursos Online dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, no endereço http://mooc.ifam.edu.br:15000/. Professora de Biologia/Ciências na rede pública de ensino do Amazonas (SEDUC-AM), no Centro de Educação de Jovens e Adultos (CEJA) Professora Jacira Caboclo. Membro da Rede Amazonense de Educação Ambiental(RAMEA).

Referências

BACHELARD, G. A. Epistemologia. Tradução de F.L. Godinho y M.C. Oliveira. Lisboa: Edições 70 Ltda, 2006.

CACHAPUZ, A. GIL-PEREZ, D.; CARVALHO, J. P.; VILCHES, A. (Org.). A necessária renovação do ensino das ciências. São Paulo: Cortez, 2005. Disponível em: http://professor.pucgoias.edu.br/SiteDocente/admin/arquivosUpload/17569/material/T.5-%20A%20NECESS%C3%81RIA%20RENOVA%C3%87%C3%83O%20DO%20ENSINO%20DAS%20CI%C3%8ANCIAS.pdf. Acesso em: 05 out. 2005.

CAVALCANTI, A. S. Olhares epistemológicos e a pesquisa educacional na formação de professores de ciências. Educação em Pesquisa, 40(4), 983-998, 2014. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ep/v40n4/08.pdf. Acesso em: 21 jul. 2019.

CHASSOT, A. Das disciplinas à indisciplina. Curitiba: Appris, 2016.

GAMBOA, S. S. Investigação Educativa: análise e reflexão através dos pressupostos epistemológicos. Campinas: Universidade Estadual de Campinas, 2005. Disponível em: http://www.geocities.ws/grupoepisteduc/arquivos/Telma.pdf. Acesso em: 20 jul. 2019.

GERMANO, M. G. Uma nova ciência para um novo senso comum. Campina Grande: EDUEPB, 2011.

GHEDIN, E. L. O Ensino de ciências e suas Epistemologias. Boa Vista: Editora da UFRR, 2017.

JAPIASSU, H. Introdução ao pensamento epistemológico. v. 3. Rio de janeiro: Francisco Alves. 1979. Disponível em: https://www.passeidireto.com/arquivo/2894022/japiassu-hilton-introducao-ao-pensamento-epistemologico. Acesso em: 21 jul. 2019.

KITCHENHAM, B. Procedures for performing systematic reviews. Joint Technical Report Software Engineering Group, Department of Computer Science, Keele University, United King and Empirical Software Engineering, National ICT. Austrália: Australia Ltd, 2004.

LALANDE, A. Vocabulário técnico e crítico da filosofia. São Paulo: Martins Fontes, 1993.

MORAES, R., GALIAZZI, M. C. Análise Textual Discursiva. v. 2. Ijuí: Ed. Unijuí, 2011.

MORIN, E., CIURANA, E. R., MOTTA, R. D. Educar na era planetária. Tradução de S.T. Valenzuela. Revisão técnica: E. de A. Carvalho. São Paulo: Cortez, 2003.

NARDI, R., ALMEIDA, M. J. P. M., KUSSUDA, S. R., COSTA, A. C. S. A pesquisa em ensino de ciências e o ensino de sala de aula: memórias de professores que atuaram nas últimas décadas. In: XVIII Simpósio Nacional de Ensino de Física - Formação Continuada de Professores em Serviço: Educação de Qualidade para uma Sociedade da Aprendizagem. Anais do XVIII Simpósio Nacional de Ensino de Física. Vitória: Universidade Federal do Espírito Santo, 2009, 1-8. Disponível em: https://sec.sbfisica.org.br/eventos/snef/xviii/sys/resumos/T0787-2.pdf. Acesso em: 25 jul. 2019.

OBSERVATÓRIO DE CIÊNCIA TECNOLOGIA E INOVAÇÃO. Panorama da Ciência Brasileira: 2015-2020. Boletim anual OCTI, Brasília, v. 1. jun. 2021. Disponível em: https://www.cgee.org.br/documents/10195/734063/CGEE_Pan_Cie_Bra_2015-20.pdf. Acesso em: 25 set. 2022.

ROSA, J. E. B. da; RAMOS, E. da S. B.; KALHIL, J. D. B. Referenciais epistemológicos das

pesquisas sobre saberes docentes dos professores de física. REAMEC-Rede Amazônica de

Educação em Ciências e Matemática, v. 7, n. 2, p. 62-90, 2019. Disponível em:

https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/8557/pdf. Acesso em

jul. 2022.

RUIZ, A. I., RAMOS, M. N., HINGEL, M. Escassez de professores no Ensino médio: propostas estruturais e emergenciais. Brasília: MEC, 2007. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/escassez1.pdf. Acesso em: 20 jul. 2019.

SILVA, E. P.; ARCANJO, F. G. História da ciência, epistemologia e dialética. Trans/Form/Ação, v. 44, p.149-174, 2021. Disponível em: https://www.scielo.br/j/trans/a/6J8grRSZ78dgcLryCLfFvyM/?lang=pt. Acesso em: 27 jul. 2022.

SILVA-BATISTA, I. C da; MORAES, R. R. História do ensino de Ciências na Educação Básica no Brasil (do Império até os dias atuais). Revista Educação Pública, v. 19, nº 26, 22 de outubro de 2019. Disponível em: https://educacaopublica.cecierj.edu.br/artigos/19/26/historia-do-ensino-de-ciencias-na-educacao-basica-no-brasil-do-imperio-ate-os-dias-atuais. Acesso em: 27 jul. 2022.

SILVA, M. J.; MUZZETI, L. R. Educação brasileira: projeto de uma crise. Trama Interdisciplinar, São Paulo, 8(2), 223-243. doi.org/10.5935/2177-5672, 2017.

SILVA, A. S. S. A (in)visibilidade de Paul Feyerabend nas publicações sobre ensino de ciências no Brasil. (Dissertação). Mestrado em Educação em Ciências e Matemática. Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2016. Disponível em: https://files.cercomp.ufg.br/weby/up/97/o/Disserta%C3%A7%C3%A3o_final_ARI_SIMPLICIO_S_SILVA.pdf. Acesso em: 28 jul. 2022.

SILVEIRA, F. P. R. A.; OLIVEIRA, T. R. C.; PINHEIRO, L.; MENDONÇA, C. A. S.; KOCK, A. A contribuição da Epistemologia da Ciência para o ensino e a pesquisa em Ensino de Ciências: de Laudan a Mayr. Atas do VIII Encontro Nacional de Pesquisas em Educação em Ciências (ENPEC), Campinas. 2019. Disponível em: http://abrapecnet.org.br/atas_enpec/viiienpec/resumos/R0898-1.pdf. Acesso em 28

jul. 2022.

Publicado

2022-10-19

Como Citar

GHEDIN, E.; PINHO, U. F. M.; LAPA, B. C. UMA ANÁLISE SISTEMÁTICA ACERCA DA PESQUISA NO ENSINO DE CIÊNCIAS COMO EMERGÊNCIA DE UMA EPISTEMOLOGIA. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Cuiabá, Brasil, v. 10, n. 3, p. e22063, 2022. DOI: 10.26571/reamec.v10i3.14259. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/14259. Acesso em: 18 maio. 2024.

Edição

Seção

Educação em Ciências