MODELAGEM MATEMÁTICA ENVOLVENDO ATIVIDADES DE CÁLCULO INTEGRAL

Daniel Santos de Carvalho, Everton Soares Cangussu, Lúcia Helena Soares de Oliveira

Resumo


A Modelagem Matemática desenvolvida na Educação Matemática tem sua origem na Matemática Aplicada e tem se apresentado em pesquisas brasileiras com diferentes concepções. Neste artigo tem-se o objetivo de compreender a contribuição de se utilizar a Modelagem Matemática em atividades de Cálculo Integral aplicada a um grupo de alunos da turma de Cálculo II do curso de Bacharelado em Engenharia Elétrica no Instituto Federal do Maranhão – Campus Imperatriz. A pesquisa teve uma abordagem qualitativa, na medida em que foi analisado o material produzido pelo grupo de alunos em gravações de áudio durante o desenvolvimento das atividades e da observação participante do professor pesquisador. Os resultados encontrados evidenciam que a utilização da Modelagem Matemática na terceira concepção apresentada no trabalho de Klüber (2009) contribui para a aprendizagem dos conceitos de cálculo integral, já que essa vivência torna possível visualizar aplicações cotidianas.

Palavras-chave


Modelagem; Matemática; Educação

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Lourdes Werle de; SILVA, Karina Pessôa da; VERTUAN, Rodolfo Eduardo. Modelagem Matemática na Educação Básica. 1ª Ed. – São Paulo: Contexto, 2013.

BASSANEZI, Rodney Carlos. Ensino-aprendizagem com modelagem matemática: uma nova estratégia. 3. Ed., São Paulo: Contexto, 2011.

BARBOSA, J. C. Modelagem na Educação Matemática: contribuições para o debate teórico. In: REUNIÃO ANUALDA ANPED, 24., 2001, Caxambu. Anais... Rio Janeiro: ANPED, 2001. Disponível em Acesso em 19 fev. 2018

BIEMBENGUT, Maria Sallet; HEIN, Nelson. Modelagem Matemática no Ensino. 5. Ed., 3ª reimpressão – São Paulo: Contexto, 2013.

BIEMBENGUT, Maria Salett. Modelagem Matemática: Mapeamento das Ações Pedagógicas dos Educadores de Matemática. Tese de Pós - Doutorado, USP, São Paulo - SP, 2003.

BURAK, D. Modelagem matemática: ações e interações no processo de ensino aprendizagem. Tese de Doutorado. Campinas, Unicamp, 1992.

CRESWELL, J. W. Investigação qualitativa e projeto de pesquisa: escolhendo entre cinco abordagens. 3 ed. Tradução: Sandra Mallmann da Rosa. Porto Alegre: Penso, 2014.

FAZENDA, I. C. A. Integração e interdisciplinaridade no ensino brasileiro: efetividade ou ideologia. 6 ed. São Paulo: Edições Loyola, 2011.

FIORENTINI, Dario; LORENZATO, Sergio. Investigação em Educação Matemática: percursos teóricos e metodológicos. Campinas, SP: Autores Associados, 2006.

KLÜBER; T. E.; BURAK, D.. Concepções de Modelagem Matemática: Contribuições Teóricas. Educ. Mat. Pesqui., São Paulo, v. 10, n. 1, p. 17-34, jan.-jun., 2008.

KLÜBER, T. E.. Um olhar sobre a Modelagem Matemática no Brasil sob algumas categorias fleckianas. In: ALEXANDRIA Revista de Educação em Ciência e Tecnologia, Florianópolis. v. 2, n.2, p.219-240, jul. 2009. Disponível em: < https://periodicos.ufsc.br/index.php/alexandria/article/view/37963 > Acesso em: 19/05/2018.

PAGANI, E. M. L; ALLEVATO, N. S. G. Ensino e aprendizagem de Cálculo Diferencial e Integral: um mapeamento de algumas teses e dissertações produzidas no Brasil. VIDYA, v. 34, n. 2, p. 61-74, jul./dez., 2014 - Santa Maria, 2014.

SAMPIERI, Roberto Hernández; COLLADO, Carlos Fernández; LUCIO, Pilar Baptista. Metodología da pesquisa. Tradução: Daisy Vaz de Moraes; revisão técnica: Ana Gracinda Queluz Garcia, Dirceu da Silva, Marcos Júlio. – 5 ed. – Porto Alegre: Penso, 2013.




DOI: http://dx.doi.org/10.26571/REAMEC.a2019.v6.n3.p92-104.i7722

Apontamentos

  • Não há apontamentos.