APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA: DESAFIOS DA AVALIAÇÃO NO ENSINO DE CIÊNCIAS

Autores

DOI:

10.26571/reamec.v10i1.13144

Palavras-chave:

Ensino de Ciências, Aprendizagem significativa, Avaliação

Resumo

O presente artigo tem como objetivo discutir os desafios da avaliação no ensino de ciências numa perspectiva de aprendizagem significativa. Trata-se do recorte de uma pesquisa em andamento, cujo tema é “Ensino de ciências: um estudo sobre a avaliação da aprendizagem no componente curricular de ciências, no 5º ano do ensino fundamental”. É um estudo bibliográfico com abordagem qualitativa, baseado nos autores Moreira (2017), Freire (2018/2020), Arroyo (2013), Fernandes (2014), dentre outros. As reflexões de caráter teórico, produzidas neste estudo, apontam os desafios presentes em movimentos de luta que não podem ficar apenas nas narrativas, e destacam a necessidade de superarmos a lógica tradicional de como os estudantes vêm sendo avaliados, a fim de caminhar na construção do processo de avaliação como parte de uma aprendizagem significativa no ensino de ciências, abrindo caminhos e possibilidades para novos debates e diálogos nos espaços de formação sobre a avaliação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Tânia Lopes Dos Santos Brasil, Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Manaus, Amazonas, Brasil.

Possui Pedagogia pela Escola Superior Batista do Amazonas (2008). Pós - graduação em Docência do Ensino Superior pela Faculdade Montenegro (2010). Pós graduação Lato Sensu em Libras pela Universidade Cândido Mendes (2016). Tem experiência na área de Educação e liderança. Atuou na coordenação escolar na rede privada de ensino como professora regente e coordenadora Pedagógica. Atualmente é Discente no Curso de Mestrado Acadêmico em Educação em Ciências na Amazônia pela Universidade do Estado do Amazonas, Busca contribuir em estudos sobre currículo na formação do professor.

Josefina Diosdada Barrera Kalhil, Universidade do Estado do amazonas (UEA), Manaus, Amazonas, Brasil.

Doutora em Ciências Pedagógicas ( Educação) pela Universidade da Havana (2003). Mestra em Ciências da Educação Superior - Universidade de Matanzas, Cuba (1998). Homologado pela Universidade Federal da Bahia, com o número 341, no Livro de Registro 37-B com o número 2278. Possui graduação em Licenciatura em Física (1979), em Matanzas, Cuba . Mais de 15 especializações em diferentes áreas de Ensino de Física e Pedagogia. Trabalha como Professora na Universidade do Estado do Amazonas - UEA, Manaus, Brasil. É professora do Curso de Mestrado acadêmico l em Ensino de Ciências na Amazônia e coordenadora do polo Amazonas do doutorado em Rede de Educação em Ciências e Matemática (REAMEC) . Tem experiência na área de Física, com ênfase em Física Geral e Aplicada nos Cursos de Licenciatura e Engenharia . Atuando também nos seguintes áreas: Didática, Formação de Professores, Metodologia da Pesquisa Científica, entre outras. Orientou mais de 18 teses de Mestrado e 8 de Doutorado. Ministrou cursos de pós-graduação em diferentes países, entre eles Brasil , México e Bolívia . Publicou mais de 5 livros no Brasil e 2 em Cuba . Participou em mais de 37 Congressos Internacionais e em 12 deles como Convidada Especial. É especialista em Formação de Habilidades de Pesquisa no Ensino Superior.. É membro do Comitê Editorial da Revista Eletrônica Latin American Journal of Physics Education de México e revisora das revistas Ciência e Educação, ensino de física de Brasil e de RBEP Pertence ao colegiado do doutorado a distância do Instituto politecnico nacional de México, IPN. Membro do comitê organizador do XIX Simpósio nacional de ensino de Física , da conferencia Lasera. Professora associada da Universidade do Estado de Amazonas -UEA Coordenadora e Docente do Doutorado em redes de Ensino de Ciências da Amazônia do polo Manaus. Membro Sociedade Brasileira de Física na categoria de sócio(a) Efetivo, matrícula n 23703. Tem artigos publicados em revistas nacionais e internacionais .

Lucinete Gadelha da Costa, Universidade do Estado do amazonas

Graduação em Pedagogia pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM, 1995) com Habilitação em Orientação Escolar, Especialização em Educação Popular (1998), Mestrado em Educação pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM, 2001), Doutorado em Educação - Universidade Federal da Paraíba (UFPB, 2012). Nesse caminhar venho desenvolvendo estudos sobre os temas: Formação de Professores, Gestão educacional, Currículo, Educação Popular, Educação do Campo e Ensino de Ciências. Professora adjunta da Universidade do Estado do Amazonas- UEA, vinculada ao curso de Pedagogia, Programa de Pós-graduação em Educação em Ensino de Ciências na Amazônia e líder do Grupo de Estudo e Pesquisa em Formação de Professores para a Educação em Ciências na Amazônia (GEPEC/UEA).

Referências

ARROYO, Miguel G. Ofício de mestre: imagens e autoimagens. 15. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2013.

CERVO, Amado Luiz; BERVIAN, Pedro Alcino. Metodologia científica. 4. ed. São Paulo: MAKRON Books, 1996.

DELIZOICOV, Demétrio; ANGOTTI, José André; PERNAMBUCO; Marta Maria. Ensino de Ciências: fundamentos e métodos. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2018.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 75. ed. Rio de Janeiro/São Paulo: Paz e Terra, 2020.

______. Pedagogia da autonomia. 56. ed. Rio de Janeiro/São Paulo: Paz e Terra, 2018.

FERNANDES, Domingo. Avaliar para aprender: fundamentos, práticas e políticas. São Paulo: Editora UNESP, 2009.

FERNANDES, Claudia de O. (org.). Avaliação das aprendizagens: sua relação com o papel social da escola. São Paulo: Cortez, 2014.

KRASILCHIK, Myriam. O professor e o currículo das ciências. São Paulo: EPU – Editora da Universidade de São Paulo, 1987.

MOREIRA, MARCO A. Ensino e Aprendizagem significativa. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2017.

SOUZA, Marcela Tavares de; SILVA, Michelly Dias da; CARVALHO, Rachel de. Revisão Integrativa: o que é e como fazer – Intergrative review: what is it? How to do it? Einstein, 2010 – 8 (1 P+1): 102 – 6. https://doi.org/10.1590/S1679-45082010RW1134

VASCONCELLOS, Selso dos S. Avaliação classificatória e excludente e a inversão fetichizada da função social da escola. In: FERNADES, Claudia de O. (org). Avaliação das aprendizagens: sua relação com o papel social da escola. São Paulo: Cortez, 2014.

Publicado

2022-04-05

Como Citar

BRASIL, T. L. D. S.; KALHIL, J. D. B.; COSTA, L. G. da. APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA: DESAFIOS DA AVALIAÇÃO NO ENSINO DE CIÊNCIAS. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Cuiabá, Brasil, v. 10, n. 1, p. e22018, 2022. DOI: 10.26571/reamec.v10i1.13144. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/13144. Acesso em: 21 jun. 2024.

Edição

Seção

Educação em Ciências