UM RECORTE DO ESTADO DA ARTE SOBRE ANÁLISE DE ERROS NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DO CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL

Autores

DOI:

10.26571/reamec.v8i3.9983

Palavras-chave:

Análise de erros, Processo de Ensino e Aprendizagem, Cálculo I

Resumo

As pesquisas de Estado da Arte são imprescindíveis para os pesquisadores que têm interesses em explorar um determinado campo científico de conhecimento, pois fornecem ferramentas que orientam as discussões de futuros resultados das pesquisas e auxiliam o entendimento do que se pretende estudar. Este artigo tem como objetivo mostrar como está o desenvolvimento das pesquisas no campo de análise de erros em cálculo diferencial e integral no processo de ensino e aprendizagem. Procedemos um recorte do estado da arte dos últimos cinco anos, 2014 a 2018, no catálogo de Teses e Dissertações de CAPES e nos Programas de Cursos de Pós-graduação em Educação e Ensino de Ciências e Matemática. Fizemos o levantamento de 17 Dissertações e 4 Teses, dos quais selecionamos cinco Dissertações e três Teses para a leitura, onde descrevemos: tema e foco do estudo, informações sobre a amostra, e os resultados fundamentais da pesquisa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Francisco Sebastião Sumbane, Universidade do Estado do Amazonas

Possui graduação em Matemática pela Universidade Eduardo Mondlane (2011). Especialista em Tutoria em Educação a distância pela Faculdade Educamais (2020), Estudante do Mestrado acadêmico em Educação em Ciências na Amazônia e Membro do Grupo de pesquisa Alternativas Inovadoras para o Ensino de Ciências Naturais na Amazônia- AIECAM-UEA.

Josefina Barrera Kalhil, Universidade do Estado do Amazonas

Doutora em Ciências Pedagógicas ( Educação) pela Universidade da Havana (2003). Mestra em Ciências da Educação Superior - Universidade de Matanzas, Cuba (1998). Homologado pela Universidade Federal da Bahia, com o número 341, no Livro de Registro 37-B com o número 2278. Possui graduação em Licenciatura em Física (1979), em Matanzas, Cuba . Mais de 15 especializações em diferentes áreas de Ensino de Física e Pedagogia. Trabalha como Professora na Universidade do Estado do Amazonas - UEA, Manaus, Brasil. É professora do Curso de Mestrado acadêmico l em Ensino de Ciências na Amazônia e coordenadora do polo Amazonas do doutorado em Rede de Educação em Ciências e Matemática ( REAMEC) . Tem experiência na área de Física, com ênfase em Física Geral e Aplicada nos Cursos de Licenciatura e Engenharia . Atuando também nos seguintes áreas: Didática, Formação de Professores, Metodologia da Pesquisa Científica, entre outras. Orientou mais de 18 teses de Mestrado e 8 de Doutorado. Ministrou cursos de pós-graduação em diferentes países, entre eles Brasil , México e Bolívia . Publicou mais de 5 livros no Brasil e 2 em Cuba . Participou em mais de 37 Congressos Internacionais e em 12 deles como Convidada Especial. É especialista em Formação de Habilidades de Pesquisa no Ensino Superior.. É membro do Comitê Editorial da Revista Eletrônica Latin American Journal of Physics Education de México e revisora das revistas Ciência e Educação, ensino de física de Brasil e de RBEP Pertence ao colegiado do doutorado a distância do Instituto politecnico nacional de México, IPN. Membro do comitê organizador do XIX Simpósio nacional de ensino de Física , da conferencia Lasera. Professora associada da Universidade do Estado de Amazonas -UEA Coordenadora e Docente do Doutorado em redes de Ensino de Ciências da Amazônia do polo Manaus. Membro Sociedade Brasileira de Física na categoria de sócio(a) Efetivo, matrícula nº 23703. Tem artigos publicados em revistas nacionais e internacionais.

Referências

BACHELARD, G (1884-1962). Formação do espírito científico: contribuição para uma psicanálise do conhecimento. Tradução Esteia dos Santos Abreu. - Rio de Janeiro: Contraponto, 1996.

CARVALHO, H, A. (2016). A análise dos erros dos alunos em Cálculo I como estratégia de ensino. 2016.75p. Dissertação (Mestrado profissional em Matemática) ˗Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2016. Disponível em: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/

trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=5118135. Acesso em 19 de setembro de 2019.

CRESWELL, John W. Projeto de pesquisa: Métodos qualitativo, quantitativo e misto.3 eds. Porto Alegre: Artmed, 2010.

DÖRR, Raquel Carneiro. Análises de aprendizagens em cálculo diferencial e integral: um estudo de caso de desenvolvimento de conceitos e procedimentos algébricos em uma universidade pública brasileira. 2017. 237 f. Tese (Doutorado em Educação) − Universidade de, Brasília. 2017.Disponível em: https://repositorio.unb.br/bitstream/10482/25283/1/2017_RaquelCarneiroD%c3%b6rr.pdf. Acesso em 15 de setembro de 2019.

HADAR, M, et al. (2005). An empirical classification model for errors in high school mathematics. Journal for Research in Mathematics Education. 18 (1), 3-14. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/263926481 An_Empirical_Classification_Model for_Errors_in_High_School_Mathematics. Acesso em 12 de abril de 2019.

MACEDO, L, D. Ensaios construtivistas.4. ed. São Paulo: Casa do Psicólogo,2002.

MONÇÃO, F, F. Uma leitura dos erros cometidos por estudantes na resolução de questões do cálculo diferencial e integral. 2015.Dissertação(Mestrado em Matemática) - Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, 2015. Disponível em: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/

viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=2524213. Acesso em 31de dezembro de 2019.

MÜLLER, T, J. Objetos de aprendizagem Multimodais e Ensino de Cálculo: Uma proposta baseada em análise de erros. 2015.203f. Tese (Doutora em Informática na Educação) - Universidade Federal do Grande do Sul, 2015. Disponível em: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/

viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=2666279. Acesso em 15 de setembro de 2019.

NASCIMENTO, Patrícia Cacho. Estudo sobre os Erros dos alunos em Cálculo Diferencial e Integral I em curso de engenharia civil .2017.91 f. Dissertação (Mestrado Académico em Ensino de ciências e Matemática) – Universidade Cruzeiro do Sul, São Paulo ,2017. Disponível em: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/

viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=6089251. Acesso em 15 de setembro de 2019.

PINTO, N, B. O erro como estratégia didática: Estudo do erro no ensino da matemática elementar, campinas, SP: Papirus, 2000.

POPPER, Karl (1902-1994). Conjeturas e refutações. Lisboa Edições 70, 2018.

RICO, Luis, et al. Educação Matemática: Errores y dificultades de los estudiantes Resolución de problemas Evaluación Historia. Bogotá, 1998. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/278009025. Acesso em 11 de dezembro de 2019.

ROCHA, Messenas, Miranda. Releitura do Processo de Aprendizagem de Estudantes Repetentes de Cálculo I .2016.247f. Tese (Doutoramento em Educação) – Centro de Educação, Universidade Federal do Espírito Santo. Vitória -ES ,2016. Disponível em: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/

viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=4067445. Acesso em 12 de novembro de 2019.

ROMANOWSKI, J, R e ENS, R, T. As pesquisas denominadas do tipo “estado da arte” em Educação. Diálogo Educ., Curitiba, v. 6, n.19, p.37-50, set./dez. 2006. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/1891/189116275004.pdf. Acesso em 15 de abril de 2019.

SOUSA, Valdirene da Silva de. O erro no ensino de Matemática: Reflexões a respeito de ações docentes no processo de ensino.2017. 130f.Dissertação(Mestrado em Educação Matemática) ˗ Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: https://sucupira.capes.gov.br/. Acesso em 12 de novembro de 2019.

Publicado

2020-10-25

Como Citar

SUMBANE, F. S.; KALHIL, J. B. . UM RECORTE DO ESTADO DA ARTE SOBRE ANÁLISE DE ERROS NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DO CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, [S. l.], v. 8, n. 3, p. 483-497, 2020. DOI: 10.26571/reamec.v8i3.9983. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/9983. Acesso em: 3 out. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>