O ESTADO DA ARTE DE METODOLOGIAS DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA SOBRE A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DO ENSINO DE CIÊNCIAS COM ENFOQUE CTS

Autores

DOI:

10.26571/REAMEC.a2018.v6.n1.p65-86.i5958

Palavras-chave:

Metodologias, CTS, Produção Científica, Formação Docente.

Resumo

O presente artigo busca fazer uma revisão sobre o estado da arte das metodologias aplicadas na produção científica nacional para a formação de professores do Ensino de Ciências com enfoque CTS (Ciência, Tecnologia e Sociedade), com particular recorte para o Ensino de Biologia. Para isso, realizou-se uma pesquisa bibliográfica em periódicos brasileiros disponíveis nos programas de pós-graduação no repositório da Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD) por um período de dez anos (2007 a 2016), vinculadas ao “Estado da Arte”, que discutem a referida temática, cujo principal objetivo é abordar a pesquisa sobre o ensino de Ciências, principalmente à luz de diferenças paradigmáticas e metodológicas encontradas em algumas produções científicas desta abordagem na Educação Científica. A análise por meio do mapeamento permitiu a elaboração de quadros, fluxogramas e gráficos com as seguintes informações: produção temporal, temática sobre formação de professores, ensino de ciências, métodos voltados para enfoques científicos, tecnológicos e sociais via modelo CTS, das teses e dissertações analisadas nas Instituições de Ensino Superior (IES).

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Terezinha de Jesus Reis Vilas Boas, Instituto Federal do Amazonas

Possui graduação em Licenciatura Plena em Letras pela Universidade Federal do Amazonas - UFAM (2004), Especialização (Latu Sensu) em Metodologia do Ensino Superior (2005), Gestão Educacional com ênfase em Supervisão Escolar (2005), pela Universidade Nilton Lins - AM e Gestão Ambiental pela Faculdade de Educação da Serra "FASE" - (2007). Mestrado Profissional em Ensino Tecnológico pelo Instituto Federal de Educação, Ciências, Tecnologia do Amazonas - IFAM (2015); Doutoranda do Programa de Pós-graduação em Educação em Ciências e Matemática pela REAMEC (2017), Professora efetiva do Instituto Federal de Educação, Ciência, Tecnologia do Amazonas, Campus Presidente Figueiredo, atualmente é coordenadora de Ensino Médio e Educação Básica, e do Programa Institucional para Concessão de Bolsas de Incentivo a Iniciação Científica (PIBIC). Atua também como parecerista /revisora de artigos do Simpósio Interdisciplinar de Tecnologias e Educação (SInTE).

Josefina Barrera Kalhil, Universidade do Estado do Amazonas

Doutora em Ciências Pedagógicas ( Educação) pela Universidade da Havana (2003). Mestra em Ciências da Educação Superior - Universidade de Matanzas, Cuba (1998). Homologado pela Universidade Federal da Bahia, com o número 341, no Livro de Registro 37-B com o número 2278. Possui graduação em Licenciatura em Física (1979), em Matanzas, Cuba . Mais de 15 especializações em diferentes áreas de Ensino de Física e Pedagogia. Trabalha como Professora na Universidade do Estado do Amazonas - UEA, Manaus, Brasil. É professora do Curso de Mestrado acadêmico l em Ensino de Ciências na Amazônia e coordenadora do polo Amazonas do doutorado em Rede de Educação em Ciências e Matemática ( REAMEC) . Tem experiência na área de Física, com ênfase em Física Geral e Aplicada nos Cursos de Licenciatura e Engenharia . Atuando também nos seguintes áreas: Didática, Formação de Professores, Metodologia da Pesquisa Científica, entre outras. Orientou mais de 18 teses de Mestrado e 8 de Doutorado. Ministrou cursos de pós-graduação em diferentes países, entre eles Brasil , México e Bolívia . Publicou mais de 5 livros no Brasil e 2 em Cuba . Participou em mais de 37 Congressos Internacionais e em 12 deles como Convidada Especial. É especialista em Formação de Habilidades de Pesquisa no Ensino Superior.. É membro do Comitê Editorial da Revista Eletrônica Latin American Journal of Physics Education de México e revisora das revistas Ciência e Educação, ensino de física de Brasil e de RBEP Pertence ao colegiado do doutorado a distância do Instituto politecnico nacional de México, IPN. Membro do comitê organizador do XIX Simpósio nacional de ensino de Física , da conferencia Lasera. Professora associada da Universidade do Estado de Amazonas -UEA Coordenadora e Docente do Doutorado em redes de Ensino de Ciências da Amazônia do polo Manaus. Membro Sociedade Brasileira de Física na categoria de sócio(a) Efetivo, matrícula nº 23703. Tem artigos publicados em revistas nacionais e internacionais .

Mateus de Souza Coelho Filho, Universidade do Estado do Amazonas

Professor do departamento de Pedagogia do Centro de Estudos Superiores de Parintins-CESP, campus da Universidade do Estado do Amazonas-UEA no munícipio de Parintins-Am, Brasil. Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática-REAMEC. Mestre em Educação e Ensino de Ciências na Amazônia - Universidade do Estado do Amazonas. Pós-Graduado em Metodologia da Educação Superior - Universidade do Estado do Amazonas. Graduado em Pedagogia - Universidade Federal do Amazonas. Coordenador do Programa de Pós-Graduação Lato Sensu em Metodologia da Educação Superior no Centro de Estudos Superiores de Parintins. Coordenador do Programa de Pós-Graduação Lato Sensu em Gestão do Currículo e Desenvolvimento de Práticas Pedagógicas no Centro de Estudos Superiores de Parintins. Coordenador de Área no Curso de Pedagogia no Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência. Docente Orientador do Programa Residência Pedagógica. Vice-Coordenador do Laboratório de Pedagogia do Centro de Estudos Superiores de Parintins-UEA. Pesquisador do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Matemática. Desenvolvo pesquisa e possuo experiência na área de Formação de Professores. Educação de Jovens e Adultos, Planejamento de Ensino e Avaliação, Didática e Didática Geral, Estrutura e Funcionamento do Ensino Básico, Legislação Educacional e Iniciação a Pesquisa Científica.

Rubia Darivanda da Silva Costa, Universidade Federal do Amazonas

Doutora em Educação em Ciências e Matemática pelo Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática ? PPGECEM, da Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática ? REAMEC / UFMT-UFPA-UEA (2020). Mestra em Ciência, Inovação e Tecnologia para a Amazônia pela Universidade Federal do Acre (2015), com especialização em Educação para o Desenvolvimento Sustentável pela Universidade Federal do Amazonas (2008), é graduada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Pará (2003). Atualmente é professora do quadro efetivo da Universidade Federal do Amazonas - Instituto de Educação, Agricultura e Ambiente - Campus Vale do Rio Madeira, em Humaitá/Am.

Referências

AZEVEDO, Rosa Oliveira Marins. Ensino de Ciências e formação de Professores. Manaus: BK Editora, 2009.

BARTUNEK, J. M Qualitative can add new meaningsto qualitative research. Journal of Organizacional Behavior, v. 23, n. 2, mar, 2002.

CHIZZOTTI, Antônio. Pesquisa qualitativa em ciências humanas e sociais. 2 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008.

CRESWELL John W. Projeto de pesquisa: Métodos qualitativo, quantitativo e misto ed.- Porto Alegre: Artmed, 2010.

FARIAS, C. R. de F.; FREITAS, D. Educação ambiental e relações CTS: uma perspectiva integradora. Ciência & Ensino, v.1, número especial, nov. 2007.

FABRI, F.; SILVEIRA, R. M. C. F. O ensino de ciências nos anos iniciais do ensino fundamental sob a ótica CTS: uma proposta de trabalho diante dos artefatos tecnológicos que norteiam o cotidiano dos alunos. Revista Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, v.18, n.1, p. 77-105, 2013.

FERREIRA, Norma Sandra de Almeida. As pesquisas denominadas “estado da arte” Educação & Sociedade, ano XXIII, nº 79, Agosto/2002.

FONSECA, J. J. S. Metodologia da pesquisa científica. Fortaleza: UEC, 2002.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas, 1999.

MINAYO, M.C.S. (Org.). Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. 29 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010.

MOREIRA, Marco Antônio. Metodologias de pesquisa em ensino. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2011.

PILLÃO, Delma. A pesquisa no âmbito das relações didáticas entre matemática e musica: Estado da Arte. 2009. 109f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo.

REIGOTA, M. O estado da arte da pesquisa em Educação Ambiental no Brasil. Pesquisa em Educação Ambiental, v.2, n. 1, p.33-66, 2007.

ROMANOWSKI, J.P; ENS, R.T: As Pesquisas Denominadas do Tipo Estado da Arte em Educação. Revista Diálogo Educ. v. 6, nº 19, p. 37-50, set/dez. 2006.

SANTOS, Wilson Luiz Pereira dos. Contextualização no ensino de ciências por meio de temas CTS numa perspectiva crítica. Ciência & Educação, vol. 1, número especial, p. 1-12, 2007.

SANTOS, Wilson Luiz Pereira dos; SCHNETZLER, Roseli Pacheco dos Santos. Educação em Química. 3 ed. Unijuí, 2003.

SILVA, E. L. da; MENEZES, E. M. Metodologia da pesquisa e elaboração de dissertação. 4. ed. Florianópolis: UFSC, 2005. 138 p. Disponível em: . Acesso em: 12 de abril. 2017.

TEIXEIRA, Paulo Marcelo Marini. Pesquisa em ensino de Biologia no Brasil [1972- 2004]: um estudo baseado em dissertações e teses. Dissertação de Doutorado – Faculdade de Educação. 1v., 413p. Universidade Estadual de Campinas, SP, 2008.

VASCO, A. P.; ZAKRZEVSKI, S. B. B.O estado da arte das pesquisas sobre percepção ambiental no Brasil. Perspectiva, Erechim. v. 34, n. 125, p. 17-28, mar. 2010.

ULER, Arnilde Marta. Avaliação da Aprendizagem: um estudo sobre a produção acadêmica dos Programas de Pós-Graduação em Educação (PUCSP, USP, UNICAMP). Tese de Doutorado em Educação pela PUC−SP, 2010.

OLIVEIRA, Maxwell Ferreira de. Metodologia científica: um manual para a realização de pesquisas em Administração. Catalão: UFG, 2011.

Downloads

Publicado

2018-05-10

Como Citar

VILAS BOAS, T. de J. R.; KALHIL, J. B.; COELHO FILHO, M. de S.; COSTA, R. D. da S. O ESTADO DA ARTE DE METODOLOGIAS DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA SOBRE A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DO ENSINO DE CIÊNCIAS COM ENFOQUE CTS. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, [S. l.], v. 6, n. 1, p. 65-86, 2018. DOI: 10.26571/REAMEC.a2018.v6.n1.p65-86.i5958. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/5958. Acesso em: 25 jul. 2021.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>