DESAFIOS NO ENSINO-APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS – EJA EM ARAGUAÍNA-TO

Autores

DOI:

10.26571/reamec.v9i2.12856

Palavras-chave:

Desafios, Ensino, Aprendizagem, Educação de Jovens e Adultos – EJA

Resumo

Os desafios no processo de ensino e de aprendizagem na Educação de Jovens e Adultos (EJA) têm interferido no desenvolvimento de alunos da Educação Básica no Tocantins. A superação de obstáculos presentes dentro e fora de sala de aula é fator preponderante para a vida acadêmica dos envolvidos diretamente no processo. Esta pesquisa apresenta uma investigação de abordagem quantitativa, motivada pela inquietação de compreender os desafios pessoais enfrentados pelos estudantes e que influenciam no processo de ensino e de aprendizagem na Educação de Jovens e Adultos (EJA). Assim, temos como questão diretriz “Quais são os principais desafios pessoais enfrentados pelos estudantes das turmas de 1ª série da EJA?”. Desse modo, O objetivo é identificar os desafios pessoais enfrentados por alunos que estudam na EJA da Escola Estadual Francisco Máximo de Sousa em Araguaína-TO. O procedimento metodológico é o Estudo de Caso e para obtenção das informações, aplicamos um questionário diagnóstico composto de treze questões. A análise dos resultados mostra evidências que estes desafios têm sido influenciadores no desenvolvimento estudantil destes estudantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Douglas Silva Fonseca , Universidade Federal do Norte do Tocantins (UFNT), Araguaína, Tocantins, Brasil

Graduação em Licenciatura Plena em Matemática pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) (2004), Mestrado em Educação pela mesma instituição (2009) e Doutorado em Educação Matemática pela Universidade Anhanguera de São Paulo (UNIAN) e com período de estudos com período na modalidade sanduíche pela Rutgers University Newark (2018) além de ser Psicoterapeuta (2019) pelo Instituto HUNUM e Pedagogo (2020) pela Claretiano Centro Universitário. Professor Adjunto da Universidade Federal do Tocantins (UFT) no curso de Licenciatura em Matemática no campus de Araguaína. Leciona as disciplinas de Estágio Supervisionado 1, 2 e 3, Laboratório de Ensino de Matemática, TDIC, Fundamentos da Educação Inclusiva, TCC 1 e 2 e disciplinas do Ensino Básico de Matemática em geral. Na Especialização em Educação Matemática, ministra a disciplina Mídias Educacionais e Redes Sociais na Educação. Atua como colaborador na disciplina de Educação Mediada por Tecnologias no Mestrado de Modelagem Computacional no campus de Palmas. É docente do Mestrado Profissional de Matemática de Araguaína (ProfMat) e ex-bolsista como Formador do PARFOR (2011 a 2014) e da EAD na Licenciatura em Matemática no campus de Arraias (2018 a 2021). Atualmente é coordenador de área do PIBID de Matemática da UFT. Foi Coordenador do Curso de Licenciatura em Matemática de (2013 a 2015) e Coordenador Substituto de 2019 a 2020. Atualmente é Coordenador da Especialização em Educação Matemática do Campus de Araguaína gestão 2019-2021, além de ser o Diretor da Sociedade Brasileira de Educação Matemática Regional Tocantins (SBEM-TO) gestão 2019-2022.

Referências

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico, 1988. Disponível em: https://www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/id/518231/CF88_Livro_EC91_2016.pdf. Acesso em 29 abr. 2021.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, LDB. 9394/1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 10 jan. 2021.

BRASIL. Lei nº 5.692, de 11 de agosto de 1971. Brasília, DF, Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l5692.htm.

BRASIL. Ministério da Educação, MEC. Agenda Territorial de EJA. 15 set. 2016. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/component/tags/tag/32737-eja. Acesso em: 05 fev. 2021.

BRASIL. Ministério da Justiça e Segurança Pública. Arquivo Nacional. MOBRAL. 2019. Disponível em: http://querepublicaeessa.an.gov.br/assista-um-filme/191-mobral.html. Acesso em: 23 abr. 2021.

BRASIL. Proposta Curricular para a educação de jovens e adultos. 2002. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/secad/arquivos/pdf/eja_livro_01.pdf. Acesso em: 21 abr. 2021.

CAESAR, Gabriela. Cresce número de cidades com mais mulheres que homens eleitores; 03 em cada 05 municípios têm mais eleitoras. Portal de notícias G1, 29 set. 2020. Disponível em: https://g1.globo.com/politica/eleicoes/2020/eleicao- emnumeros/noticia/2020/09/27/cresce-numero-de-cidades-com-mais-mulheres-que- homenseleitores-3-em-cada-5-municipios-tem-mais-eleitoras.ghtml. Acesso em: 14 jan. 2021.

CUNHA, Maria Isabel da. Repensando a Didática. 21ª. ed. rev. e atual. Campinas, SP: Papirus, 2004.

FERREIRA, Valdivina Alves. RODRIGUES, Marcilene Ferreira. Educação de jovens e adultos: modalidade de ensino e direito educacional. RBPAE - v. 32, n. 2, p. 571 - 583 mai./ago. 2016.

FONSECA, Maria da Conceição Ferreira Reis. Educação matemática de jovens a adultos: especificidades, desafios e contribuições. 3. Ed. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2012.

FREITAS, Danielli Xavier. O direito à educação nas Constituições brasileiras. Jusbrasil, 2014. Disponível em: https://daniellixavierfreitas.jusbrasil.com.br/artigos/144779190/odireito-a-educacao-nas- constituicoesbrasileiras?utm_source=Email&utm_medium=email&utm_campaign=link_share. Acesso em: 20 fev. 2021.

FRIEDRICH, Márcia et al . Trajetória da escolarização de jovens e adultos no Brasil: de plataformas de governo a propostas pedagógicas esvaziadas. Ensaio: aval.pol.públ.Educ., Rio de Janeiro , v. 18, n. 67, p. 389-410, jun. 2010. DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-40362010000200011.

MOURA, Maria da Gloria Carvalho. Educação de Jovens e Adultos: um olhar sobre sua trajetória histórica/ Maria da Glória Carvalho Moura – Curitiba: Educarte, 2003.

NUNAN, D Métodos de pesquisa em aprendizagem de línguas. Cambridge: Cambridge Jornal universitário, 1992.

PACIEVITCH, Thais. Educação de Jovens e Adultos. InfoEscola, 2021. Disponível em: https://www.infoescola.com/educacao/de-jovens-e-adultos/. Acesso em: 10 jan. 2021.

PEREIRA, Paula Graciano. Reflexões sobre o uso de música na sala de aula de LE: As crenças e a prática de dois professores de inglês. Orientadora: Francisco José Quaresma de Figueiredo. 2007. 147 f. TCC (Pós-Graduação) – Curso de Letras e Linguística da Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2007. Disponível em: https://files.cercomp.ufg.br/weby/up/26/o/paulagraciano_dissertacao.pdf. Acesso em: 17 fev. 2021.

SANTANA, Daniela Cordeiro. Eja: breve análise da trajetória histórica e tendências de Formação do educador de jovens e adultos. Editora Realize. Disponível em: <https://www.editorarealize.com.br/artigo/visualizar/133>. Acesso em: 14 jan. 2021.

UNESCO. 750 milhões de jovens e adultos no mundo são analfabetos. 2018.

Disponível em: https://unicrio.org.br/unesco-750-milhoes-de-jovens-e-adultos-nomundosao- analfabetos/. Acesso em:15 fev. 2021.

YIN. R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 3 ed., Porto Alegre: Bookman, 2005.

Downloads

Publicado

2021-08-28

Como Citar

ALENCAR, W. R. C. de .; FONSECA , D. S. . DESAFIOS NO ENSINO-APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS – EJA EM ARAGUAÍNA-TO. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, [S. l.], v. 9, n. 2, p. e21062, 2021. DOI: 10.26571/reamec.v9i2.12856. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/12856. Acesso em: 26 set. 2021.

Edição

Seção

Educação Matemática na EJA