DESENVOLVIMENTO DE UMA SEQUÊNCIA DIDÁTICA INVESTIGATIVA SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS EM PONTES E LACERDA-MT

Autores

DOI:

10.26571/reamec.v9i2.11897

Palavras-chave:

Educação Ambiental, Educação de Jovens e Adultos, Ensino Investigativo, Sequência Didática

Resumo

O presente estudo tem como objetivo analisar as contribuições da utilização de uma sequência didática investigativa na aprendizagem sobre Educação Ambiental no Ensino de Jovens e Adultos. O local da pesquisa foi o Centro de Educação de Jovens e Adultos 6 de Agosto, no município de Pontes e Lacerda-MT. A Educação Ambiental pode ser trabalhada em qualquer um dos componentes curriculares e não somente nos de Biologia, de Ciências Naturais ou de Geografia. A Educação de Jovens e Adultos veio para suprir o direito à educação de muitos cidadãos que, por diversos motivos, não conseguiram estudar quando mais novos. O ensino investigativo traz uma nova roupagem na metodologia de ensino porque o estudante é instigado a buscar respostas, fazendo, assim, que se interesse no conteúdo apresentado. Em uma sequência didática, o conteúdo segue uma ordem de atividades, que podem ser elaboradas conforme a complexidade do assunto em horas/aulas, sendo uma ótima opção para uso dos professores. A pesquisa teve abordagem qualitativa, com a perspectiva da pesquisa-ação-participativa. A participação dos estudantes em todo o processo da sequência didática foi muito significativa e com certeza levarão esses conhecimentos aos seus familiares e amigos. Ao final da aplicação, observamos que o desenvolvimento da sequência didática adequada à modalidade de jovens e adultos, com seus espaços de tempo diferenciados, propiciou condições para o estudo da Educação Ambiental de forma a garantir um vasto aprendizado aos estudantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Adriele Silva Cardoso, Secretaria Estadual de Educação de Mato Grosso

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado de Mato Grosso (2003). Atualmente é professora de Biologia - Centro de Educação de Jovens e Adultos 6 de Agosto. Especialista em Meio Ambiente: Impacto Ambiental. Mestranda no ProfBio - Mestrado Profissional no Ensino de Biologia.

Débora Eriléia Pedrotti-Mansilla , Universidade Federal de Mato Grosso

Possui graduação em Licenciatura Plena em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Mato Grosso (1995), Mestrado em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso (2005), e Doutorado em Ciências no Programa de Ecologia e Recursos Naturais na Universidade Federal de São Carlos (2010). Professora Adjunto I da Universidade Federal de Mato Grosso no Instituto de Biociências/Departamento de Biologia e Zoologia/Cuiabá. Atua ainda como professora no Programa de Pós Graduação em Ensino de Ciências Naturais e do Mestrado Profissional em Ensino de Biologia da Universidade Federal de Mato Grosso e do Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática (PPGECEM) da Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática (REAMEC). Professora colaboradora do Grupo Pesquisador em Educação Ambiental e Arte da UFMT. Tem experiência na área de Educação e Ensino de Ciências Naturais, com ênfase em Educação ambiental, Estágio Supervisionado e Ensino de ciências naturais. 

Referências

ALVES, Renata Cristina da Dores. Jornal escolar: uma proposta para o protagonismo discente. Revista Práticas de Linguagem/v. 9, n. 1, 2019 – Práticas autorais para uma escola do século XXI. Publicado 30/09/2019. Pag. 74-84.

CARVALHO, Anna Maria de Pessoa. (Org.) Ensino de ciências por investigação: condições para implementação em sala de aula/ São Paulo: Cengage Learning, 2013.

CARVALHO, Rita de Cássia Chagas. A Educação Ambiental na Educação de Jovens e Adultos: As Práticas dos Sujeitos Ensinantes e Aprendentes em uma Escola De XiqueXique-Bahia. 2018. Dissertação (Mestrado). 121 páginas. Departamento de Educação do Campus I, Universidade do Estado da Bahia, Salvador, 2018.

CONCEPÇÕES PARA A EDUCAÇÃO BÁSICA. Documento de Referência Curricular para Mato Grosso. Mato Grosso, 2018.

CRESWELL, John, W. Projeto de pesquisa: métodos qualitativos, quantitativo e misto/John W. Creswell; tradução Luciana de Oliveira da Rocha. – 2 ed. – Porto Alegre: Artmed, 2007.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido, 17ª. Ed. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1987.

HENICKA, Gracieli da Silva. O ensino introdutório da Teoria da Endossimbiose Sequencial a luz da Teoria da Complexidade na Educação de Jovens e Adultos, no município de Alta Floresta, MT. Dissertação (mestrado) – Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto de Física, Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Naturais, Cuiabá, 2015.

JUNIOR, A. A. de C.; SOUSA, M. F. da C.; OLIVEIRA, S. K. S. de; RIZZATTI, I. M.; SILVA, W. L. da. SEQUÊNCIA DIDÁTICA PARA ABORDAR A POLUIÇÃO AMBIENTAL EM ESPAÇO NÃO FORMAL COM ESTUDANTES DO 1º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL EM BOA VISTA - RORAIMA. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, [S. l.], v. 7, n. 2, p. 28-43, 2019. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/8122. Acesso em: 28 maio. 2021.

MACHADO, M. M. A Educação de Jovens e Adultos Após 20 anos da Lei nº 9.394 de 1996. Revista Retratos da Escola, Brasília, v. 10, n. 19, p. 429-451, jul./dez. 2016. Disponível em:

MATO GROSSO. Secretaria de Estado de Educação. Orientações Curriculares: Diversidades Educacionais. / Secretaria de Estado de Educação de Mato Grosso. Cuiabá: Defanti, 2010.

MOTOKANE, M. T. Sequências didáticas investigativas e argumentação no ensino de ecologia. Revista Ensaio. Belo Horizonte. v. 17 n. especial. p. 115-137, novembro, 2015.

NASCIMENTO, S. M. Educação de Jovens e Adultos EJA, na visão de Paulo Freire. Monografia de Especialização. Universidade Tecnológica Federal do Paraná /Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação/Especialização em educação: Métodos e Técnicas de Ensino. Paranavaí-Paraná, 2013.

NEGREIROS, F. & SILVA, C.F.C. & SOUSA, Y.L.G. & Santos, L.B. Análise psicossocial do fracasso escolar na Educação de Jovens e Adultos. Psicologia em Pesquisa | UFJF | 11(1) | 1-11 | Janeiro-Junho de 2017.

OLIVEIRA, Kaline Soares de. O ensino por investigação: construindo possibilidades na formação continuada do professor de ciências a partir da ação-reflexão/Dissertação (mestrado) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Centro de Ciências Exatas e da Terra. Programa de Pós Graduação em Ensino de Ciências Naturais e Matemática. – Natal, 2015.

PAIVA, A. S. Conhecimentos tradicionais e ensino de biologia: desenvolvimento colaborativo de uma sequência didática sobre reprodução vegetal. Ayane do Souza Paiva. 2014. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal da Bahia. Faculdade de Educação, Salvador, 2014.

PINHEIRO, Débora Dutra. “Sapiando”: produto educacional para o ensino sobre anfibiofauna na modalidade da Educação de Jovens e Adultos/ Dissertação de Mestrado – Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto de Física, Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Naturais, Cuiabá, 2014.

PRADO, Edman Weverton do. Sequência didática e canteiros de ervas aromáticas: estratégias para aprendizagem significativa de conteúdos botânicos no ensino médio / Dissertação de Mestrado - Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto de Física, Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Naturais, Cuiabá, 2018.

SAUVÉ, L. Educação Ambiental: possibilidades e limitações. Université du Québec à Montréa. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 31, n. 2, p. 317-322, maio/ago. 2005.

SCARPA, D. L.; SASSERON, L. H.; SILVA, M. B. O Ensino por Investigação e a Argumentação em aulas de Ciências Naturais. Tópicos Educacionais, Recife, v. 23, n.1, p.7-27, jan/jun. 2017. Disponível em: < https://periodicos.ufpe.br/revistas/topicoseducacionais/>

SPONHOLZ, Simone. O Professor Mediador/Rev. Ciên. Jur. e Soc. da Unipar, v.6, n.2, p. 205-219, jul./dez., 2003.

TRIVELATO, S. L.F.; TONIDANDEL, S. M. R. Ensino por investigação: eixos organizadores para sequências de ensino de biologia. Revista ensaio. Belo Horizonte, v.17 n. especial. p. 97-114. Novembro, 2015.

ZABALA, Antoni. A prática educativa: como ensinar/Antoni Zabala; tradução Ernani F. da F. Rosa – Porto alegre: Artmed, 1998.

Downloads

Publicado

2021-08-22

Como Citar

CARDOSO, A. S.; PEDROTTI-MANSILLA , D. E. . DESENVOLVIMENTO DE UMA SEQUÊNCIA DIDÁTICA INVESTIGATIVA SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS EM PONTES E LACERDA-MT. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, [S. l.], v. 9, n. 2, p. e21053, 2021. DOI: 10.26571/reamec.v9i2.11897. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/11897. Acesso em: 23 set. 2021.

Edição

Seção

Educação em Ciências