CONTRIBUIÇÕES DE UMA SEQUÊNCIA DIDÁTICA PARA A PROMOÇÃO DA ALFABETIZAÇÃO CIENTÍFICA NOS ANOS INICIAIS

Autores

DOI:

10.26571/reamec.v8i3.10239

Palavras-chave:

Alfabetização Científica. Ciências. Parâmetros Indicadores. Anos Iniciais., Célula

Resumo

Esta pesquisa objetivou analisar as possíveis contribuições de uma sequência didática para a promoção da alfabetização científica junto aos alunos de uma turma de 5º ano que frequentam uma escola municipal de educação integral e jornada ampliada no município de Curitiba (PR). O método de pesquisa foi de natureza qualitativa, conduzido por intervenção pedagógica. A sequência didática foi planejada com base nos eixos estruturantes de alfabetização científica. A constituição dos dados se deu por meio de diálogos e produção de atividades experimentais desenvolvidas na oficina de Práticas de Ciência e Tecnologia e teve como temática as células. A análise dos dados ocorreu por meio da utilização de três categorias de alfabetização científica, denominadas: funcional, conceitual e processual, e multidimensional. Os resultados mostraram evidências de maior expressão das categorias funcional e a conceitual e processual em relação a multidimensional, ou seja, os alunos conseguiram mobilizar, progressivamente, os conceitos científicos apreendidos para a resolução das atividades experimentais propostas e puderam se posicionar de forma fundamentada frente às discussões promovidas. Concluímos que o uso de sequências didáticas planejadas, a partir dos referenciais propostos, pode potencializar a oportunidade de aprendizagem dos estudantes e incentivar a aplicação dos conhecimentos científicos adquiridos no seu cotidiano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Lucimara Fabricio, Secretaria Municipal de Educação (SME) da Prefeitura Municipal de Curitiba

Mestre em Educação em Ciências pelo Programa de Pós-graduação em Formação Científica, Educacional e Tecnológica- PPGFCET da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Possui graduação em Bacharelado em Biologia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), Formação Pedagógica pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Especialização em Microbiologia pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e Especialização em Metodologia da Interdisciplinaridade pela Universidade Barão de Mauá. Atualmente trabalha na Prefeitura Municipal de Curitiba em Escolas de Educação Integral em Tempo Ampliado, com oficinas de Práticas de Ciências e Tecnologia, com foco na Alfabetização Científica.

Leonir Lorenzetti, Universidade Federal do Paraná (UFPR)

Possui graduação em Ciências Habilitação Em Biologia pela Universidade do Contestado (1989), mestrado em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (2000) e doutorado em Educação Cientifica e Tecnológica pela Universidade Federal de Santa Catarina (2008). Atualmente é professor da Universidade Federal do Paraná, atuando no Departamento de Química e no Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática, atuando na Linha Educação em Ciências. Atua também no Programa de Pós-Graduação em Formação Científica, Educacional e Tecnológica da Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Lider do Grupo de Pesquisa Alfabetização Científica e Tecnológica na Educação em Ciência. Atuou no Pibid como Coordenador de Área de Gestão de Processos Educacionais no período de 2014 a 2018. Atuou no Programa Licenciar da UFPR. Atuou como Coordenador do Pibid de Área do Curso de Ciências Biológicas (2018 a 2020). Coordenador do Curso de Química (Janeiro a março de 2020). Coordenador da Coordenadoria de Atividades Formativas e Estágios (Abril 2020 - atual) Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Ensino de Ciências, Ensino de Biologia e Ensino de Química, atuando principalmente nos seguintes temas:Alfabetização Científica e Tecnológica, CTS, Educação Ambiental, Formação de Professores, Epistemologia de Fleck, Pesquisa do Estado da Arte.

Alisson Antonio Martins, Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)

Licenciado em Física (2005), Mestre em Educação (2008) e Doutor em Educação, pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), com estágio de doutorado no Instituto de Educação da Universidade de Lisboa - Portugal (2014). Professor adjunto do Departamento Acadêmico de Física (DAFIS) e professor permanente do Programa em Pós-Graduação em Formação Científica, Educacional e Tecnológica (PPGFCET) da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Coordenador do curso de Licenciatura em Física, no qual atua nas disciplinas de Metodologia do Ensino de Física, Pesquisa em Ensino de Física e Estágio Curricular Obrigatório 1 e atua como coordenador de área do Subprojeto PIBID/Física na UTFPR, Campus Curitiba. No PPGFCET atua em disciplinas como Metodologia da Pesquisa em Ensino de Ciências, Teorias de Ensino e Aprendizagem e Materiais e Recursos Didáticos para o Ensino de Ciências e participa da Comissão de Eventos e Extensão. Desenvolve pesquisas no âmbito do Grupo de Estudos e Pesquisas em Ensino de Física (GEPEF/UTFPR) e do grupo Didática, práticas escolares e publicações didáticas, vinculado ao Núcleo de Pesquisa em Publicações Didáticas (NPPD/UFPR), com produção nas áreas de Educação e de Ensino, com ênfase em Ensino de Física, Formação de Professores, Livro Didático, atuando principalmente nos seguintes temas: ensino de Física, formação de professores de Física, ensino-aprendizagem e pesquisa em ensino de Física, livro didático de Ciências e de Física. No contexto destes temas, orienta alunos de Iniciação Científica, de trabalhos de conclusão de curso (TCC) e de Mestrado.

Referências

BERTO, José Alexandre; LORENZETTI, Leonir. Sequência didática para estudo da queda dos corpos: uma possibilidade de educação científica. Revista REAMEC-Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Cuiabá, v. 7, n.2, p. 261-279, 2019. Disponível: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/8632/pdf. Acesso em 10.set.2020.

BOCHECO, Otávio. Parâmetros para a abordagem de evento no enfoque CTS. 2011. 165 f. Dissertação (Mestrado em Educação Científica e Tecnológica) - Centro de Ciências da Educação, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2011. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/95281. Acesso em: 23.abr.2020.

BYBEE, Rodger W. “Achieving Scientific Literacy”. In: The Science Teacher, v.62, n.7, p. 28-33, Arlington: United States oct.1995.

CACHAPUZ, Antônio; GIL-PEREZ, Daniel; CARVALHO, Anna Maria Pessoa de; PRAIA, João; VILCHES, Amparo. A necessária renovação do ensino de Ciências. 3 ed. São Paulo: Cortez, 2011.

DAMIANI, Magda Floriano; ROCHEFORT, Renato Siqueira; CASTRO, Rafael Fonseca de; DARIZ, Marion Rodriguez; PINHEIRO, Silvia Siqueira. Discutindo pesquisas do tipo intervenção pedagógica. Cadernos de Educação, Pelotas, n. 45, p. 57 - 67, jul./ago. 2013. Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/caduc/article/view/3822. Acesso em: 22.abr.2020.

DELIZOICOV, Demétrio; ANGOTTI, José André; PERNAMBUCO, Marta Maria. Ensino de Ciências: fundamentos e métodos. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

DOLZ, Joaquim; NOVERRAZ, Michèle; SCHNEUWLY, Bernard. Gêneros orais e escritas na escola. São Paulo: Mercado de Letras, 2004.

FOUREZ, Gerard. Alphabétisation Scientifique et Technique. Bruxelles, Belgium, 1994.

GIL-PÉREZ, Daniel; VILCHES-PEÑA, Amparo. Una alfabetización científica para el siglo XXI: obstáculos y propuestas de actuación. Investigación en la Escuela, v. 43, n.1, p. 27-47. 2001. Disponível em: https://revistascientificas.us.es/index.php/IE/article/view/7667/6782. Acesso em: 05.abr.2020.

LORENZETTI, Leonir; DELIZOICOV, Demétrio. Alfabetização científica no contexto das séries iniciais. Ensaio – Pesquisa em Educação em Ciências, Belo Horizonte, v. 3, n. 1, p. 45-61. 2001. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/epec/v3n1/1983-2117-epec-3-01-00045. Acesso em 25.mar.2020.

MORAES, Roque; GALIAZZI, Maria do Carmo. Análise textual discursiva. 2. ed. Ijuí: Editora Unijuí, 2011.

SANTOS, Wildson Luiz Pereira dos; GAUCHE, Ricardo; MÓL, Gerson de Souza; SILVA, Roberto Ribeiro da; BAPTISTA, Joice de Aguiar. Formação de professores: uma proposta de pesquisa a partir da reflexão sobre a prática docente. Ensaio- Pesquisa em Educação em Ciências. Belo Horizonte, v.8, n.1, p. 62-89. 2006. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/epec/v8n1/1983-2117-epec-8-01-00069.pdf. Acesso em: 22.abr.2020.

SASSERON, Lúcia Helena; CARVALHO, Anna Maria Pessoa de. Almejando a Alfabetização Científica no Ensino Fundamental: a proposição e a procura de indicadores do processo. Investigações em Ensino de Ciências. Porto Alegre, v. 13, n.3, p. 333-352. 2008. Disponível em: https://www.if.ufrgs.br/cref/ojs/index.php/ienci/article/view/445. Acesso em: 22.abr.2020.

SHEN, Benjamin Shih Ping. Science Literacy. American Scientist, v. 63, n.3, p. 265-268. 1975.

SILVA, Virgínia Roteurs da; LORENZETTI, Leonir. A utilização dos mapas conceituais na pesquisa em educação em ciências. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Cuiabá, v. 6, n. 1, p. 43-64, 2018. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/5922. Acesso em: 11 set. 2020.

VIECHENESKI, Juliana Pinto; CARLETTO, Márcia Regina. Sequência didática para o ensino de ciências nos anos iniciais: subsídios para iniciação à alfabetização científica. Revista Dynamis, Blumenau, v. 19, n. 1, p. 3-16. 2013. Disponível em: https://bu.furb.br/ojs/index.php/dynamis/article/view/3262. Acesso em: 22.abr.2020.

Downloads

Publicado

2020-09-22

Como Citar

FABRICIO, L.; LORENZETTI, L.; MARTINS, A. A. CONTRIBUIÇÕES DE UMA SEQUÊNCIA DIDÁTICA PARA A PROMOÇÃO DA ALFABETIZAÇÃO CIENTÍFICA NOS ANOS INICIAIS . REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, [S. l.], v. 8, n. 3, p. 296-312, 2020. DOI: 10.26571/reamec.v8i3.10239. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/10239. Acesso em: 27 out. 2020.