A QUALIDADE DE UMA PESQUISA EM EDUCAÇÃO: CONCEPÇÕES EXPRESSAS POR REAMEQUIAN@S, TURMA 2019

Autores

DOI:

10.26571/reamec.v8i3.9513

Palavras-chave:

Estudos de doutoramento. Pesquisa. Qualidade. Questionário

Resumo

O presente artigo busca apresentar algumas das concepções sobre a qualidade de uma pesquisa em educação expressas por reamequian@s no percurso da disciplina de Pesquisa em Ciências da Educação do Doutorado em Educação em Ciências e Matemática da REAMEC, Universidade Federal de Mato Grosso, em 2019. O instrumento-base de coleta de dados para a produção deste trabalho foi um questionário proposto aos colegas reamequian@s em uma atividade prática desenvolvida com a turma durante a socialização de um texto que aborda rigor e qualidade de pesquisa em educação. A análise dos dados pautou-se em Bardin. Entre os resultados apresentados pel@s doutorand@s sobre o que deve ter uma pesquisa para ela ser considerada de qualidade, constaram conceitos que envolviam: confiabilidade, imparcialidade, relevância, valores morais e éticos, princípios/rigor científicos, análise dos caminhos da educação, contribuições do resultado da pesquisa para o processo educativo e para mudanças/transformação da realidade, novos conhecimentos, evolução e consolidação da ciência. Conclui-se que a qualidade de uma pesquisa está atrelada ao rigor científico/metodológico, entre outras características, mas, além de tudo, deve ser útil para que se possa resolver as situações problemáticas no campo educacional, que muito tem precisado de estudos e trabalhos dos pesquisadores da área.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Kênya Maria Vieira Lopes, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins (IFTO).

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Federal do Tocantins (2006), especialização em Planejamento e Docência para o Ensino Superior pela Faculdade Integrada de Araguatins (2007) e mestrado em Educação Agrícola pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (2011). Iniciou, em 2019, o doutorado em Educação em Ciências e Matemática da REAMEC (Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática) na Universidade Federal de Mato Grosso, Polo Cuiabá. É Professora (por opção) do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico do Campus Porto Nacional, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins, atuando principalmente nos seguintes temas: avaliação, formação de professores e profissionalização docente. Recebeu, em 2013, o título Mãe de uma menina, e, em 2015, o prêmio Mãe de um menino. Menções que têm lhe proporcionado novas aprendizagens no campo teórico e prático da educação infantil.

Marta Maria Pontin Darsie, Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

Possui graduação em Pedagogia, com habilitação em Docência e Supervisão Escolar (1982) e habilitação em Admisnistração Escolar (1983) pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Palmas. Especialização em Formação e Atuação do Educador na Realidade Educacional, pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Palmas (1984); especialização em Metodologia do Ensino de Matemática de 1ª à 4ª série pela Universidade Federal de Mato Grosso (1986). Mestrado em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso (1992) e doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (1998). É professora da Universidade Federal de Mato Grosso desde 1986, e professora pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Mato Grosso desde 1999. Líder do grupo de estudos e pesquisas em Educação Matemática - GRUEPEM. Atualmente é Coordenadora Geral do Programa de Pós Graduação em Educação em Ciências e Matemática- PPGECEM, doutorado da Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática-REAMEC; coordenadora do Projeto Observatório da Educação com foco em Matemática e iniciação às Ciências do Polo UFMT-Cuiabá. É pesquisadora na área de Educação, com ênfase em Ensino de Ciências e Matemática, atuando principalmente nos seguintes temas: educação matemática, formação de professores, avaliação da aprendizagem, avaliação em larga Escala - ALE, metacognição e matemática, Dificuldades de aprendizagem Matemática-DAM, Educação de Jovens e Adultos.

Referências

ANDRÉ, M. Etnografia da prática escolar. Campinas, SP: Papirus: 1995.

ANDRÉ, M. O que é um estudo de caso qualitativo em educação? Revista da FAEEBA – Educação e Contemporaneidade, Salvador, v. 22, n. 40, p. 95-103, jul./dez. 2013.

ANDRÉ, M. Pesquisa em Educação: buscando rigor e qualidade. Cadernos de Pesquisa. n. 113, p.51-64, julho/2001.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. São Paulo: Edição 70, 2011.

CAPES, História e Missão. Disponível em: https://www.capes.gov.br/historia-e-missao Acesso em: 30 mar. 2019.

CLANDININ, D. J..; CONNELLY, F. M. Pesquisa Narrativa: experiência e história em Pesquisa Qualitativa. 2ª Ed. Uberlândia: EDUFU, 2015.

DARSIE, M. M. P. REAMEC [mensagem pessoal]. Mensagem recebida por kenya@ifto.edu.br em: 4 dez. 2018.

DESGAGNÉ, S. (Tradução Adir Luiz Ferreira, Margarete Vale Sousa). O conceito de pesquisa colaborativa: a ideia de uma aproximação entre pesquisadores universitários e professores práticos. Revista Educação em Questão, Natal, v. 29, n. 15, p.7-35, maio/ago. 2007.

FRANÇA, J. L.; VASCONCELLOS, Ana Cristina de. Manual para normalização de publicações técnico-científicas. 7. ed. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2004.

GAMBOA, S. S. Pesquisa em educação: métodos e epistemologias. 2ª ed. Chapecó: Argos, 2012.

GAMBOA, S. S. Pesquisa Qualitativa: superando tecnicismos e falsos dualismos. Contrapontos. Volume 3, n. 3, p.393- 405.Itajaí, 2003.

GATTI, B. Pós-modernidade, educação e pesquisa: confrontos e dilemas no início de um novo século. Psicologia da educação, n.20. São Paulo jun. 2005. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/psie/n20/v20a08.pdf. Acesso em: 18 fev. 2019.

GATTI, B.; ANDRÉ, M. A relevância dos métodos de pesquisa qualitativa em Educação no Brasil. In: WELLER, Wivian; PFAFF, Nicole. Metodologia da Pesquisa Qualitativa em Educação: teoria e prática. Petrópolis: Vozes, 2011.

GOMES, C. F. Meninos e Brincadeiras de interlagos: um estudo etnográfico da ludicidade (Tese de doutorado socializada pelo autor aos reamequian@s). Cuiabá: Registro da aula do PPGECEM do dia 20 fev. 2019 feito por Lopes, 2019.

INEP, História. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/historia Acesso em: 30 mar. 2019.

JAPIASSÚ, H.; MARCONDES, D. Dicionário Base de Filosofia. Rio de Janeiro: Digitalizado por TupyKurumin, 2001.

LOPES, K. M. V.; CUNHA; J. N. F.; Questionários sobre Conceitos de Pesquisa em Educação de Qualidade. Cuiabá: Instrumento proposto aos reamequian@s em aula do dia 14 fev. 2019.

MONTEIRO, F. M. de A. Pesquisas Narrativas. Cuiabá: Registro da aula do PPGECEM do dia 21 fev. 2019 feito por Lopes, 2019.

PEREIRA, T. Z. M.; SILVEIRA, C. A produção acadêmica da Região Norte: uma análise na ata do XI Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, [S.l.], v. 7, n. 2, p. 245-260, jul/dez, 2019. ISSN 2318-6674. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/8726/pdf. Acesso em: 25 mar. 2020.

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS E MATEMÁTICA (PPGECEM); REDE AMAZÔNICA DE EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS E MATEMÁTICA (REAMEC). Edital de abertura, nº 01/2019, publicado em: 29 jun. 2018. Disponível em: https://www.ufmt.br/ufmt/site/userfiles/editais/de513bff0991770da2c7d2a58d11349f.pdf Acesso em: 21 ago. 2018.

TRIPP, D. Pesquisa-ação: uma introdução metodológica. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 31, n. 3, p. 443-466, set./dez. 2005.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO (UFMT). Projeto Básico: Doutorado em Educação em Ciências e Matemática. Cuiabá: Secretaria do PPGECEM/REAMEC, 2012.

Downloads

Publicado

2020-04-30

Como Citar

LOPES, K. M. V.; DARSIE, M. M. P. A QUALIDADE DE UMA PESQUISA EM EDUCAÇÃO: CONCEPÇÕES EXPRESSAS POR REAMEQUIAN@S, TURMA 2019. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, [S. l.], v. 8, n. 2, p. 21-39, 2020. DOI: 10.26571/reamec.v8i3.9513. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/9513. Acesso em: 25 set. 2020.