A ABORDAGEM STEAM COMO POSSIBILIDADE DE COMBATER O NEGACIONISMO CIENTÍFICO E MOVIMENTO ANTIVACINA NA REGIÃO CENTRO OESTE DA AMAZÔNIA LEGAL

Autores

DOI:

10.26571/reamec.v12.15409

Palavras-chave:

Abordagem de ensino, Antivacinação, Covid-19, Notícias falsas, Pandemia

Resumo

Desde o início de 2020 quando foi decretado a pandemia da Covid-19 a desinformação relacionada à ciência evidenciou uma grave problemática a ser enfrentada pelos países. Além disso, a divulgação de informações falsas por grupos negacionistas da ciência e antivacina tem causado um problema social relacionado a saúde pública e coletiva. Neste sentido, o estudo tem por objetivo fazer uma revisão bibliográfica sobre o negacionismo científico e a antivacina, bem como mostrar a abordagem STEAM como uma possibilidade de combate. A metodologia molda-se na abordagem qualitativa de natureza básica e em relação ao procedimento como bibliográfica. Realizou-se consultas a artigos científicos no google acadêmico e periódicos capes, além de livros, no período de setembro de 2021 a novembro de 2022. A pesquisa revela o crescimento dos grupos que negam a ciência e a vacina em função do advento da internet e redes sociais, bem como a visibilidade desses grupos durante a pandemia da Covid-19 com a divulgação de notícias falsas afetando o controle da doença e o processo de vacinação. Também se observou urgência do ensino de ciências com enfoque no ensino que possibilite a alfabetização científica. Desse modo, o STEAM emerge como uma possibilidade para combater o negacionismo científico e a antivacina, por ser uma abordagem de ensino que proporciona ao estudante o protagonismo, a criatividade, a criticidade e a reflexão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Vanusa Maria de Oliveira, Secretaria Estadual de Educação (SEDUC), Primavera do Leste, Mato Grosso, Brasil.

Mestra em Ensino pelo Instituto Federal de Mato Grosso, campus Cel. Octayde Jorge da Silva (2021-2023). Possui graduação em Ciências Naturais e Matemática (Licenciatura) pela Universidade Federal de Mato Grosso (2012) e graduação em Ciências Biológicas (Bacharel) pela Faculdades de Ciências Humanas, Biológicas e da Saúde de Primavera do Leste - UNIC - Unidade de Primavera do Leste (2009). Possui especialização em Gestão em Saúde pela Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT (2012) e especialização em Metodologia do Ensino de Biologia e Química pela Universidade Cândido Mendes. Professora efetiva do componente curricular Ciências da Natureza lotada na Escola Estadual Paulo Freire, SEDUC/MT, no município de Primavera do Leste (MT). Atualmente exerce a função de coordenadora pedagógica na escola de lotação.

Geison Jader Mello, Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), Cuiabá, Mato Grosso, Brasil.

Possui Licenciatura Plena em Ciências Naturais e Matemática - Habilitação em Física (2008), Mestrado (2010) e Doutorado (2013) ambos pelo Programa de Pós-Graduação Física Ambiental (PGFA), Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), na área de Concentração Análise e Modelagem da Interação Biosfera - Atmosfera. Atualmente é professor de Física no Campus Cuiabá "Octayde" do Instituto Federal de Mato Grosso (CBA IFMT). Atua nos níveis do Ensino Médio Integrado, Técnico Subsequente, Ensino Superior e Pós-Graduação. Docente Permanente do Programa de Pós-Graduação em Ensino - Mestrado Acadêmico (PPGEn IFMT) e Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional e Tecnológica - Mestrado Profissional (ProfEPT IFMT), desenvolve pesquisas nas temáticas do Ensino de Ciências e Matemática, Metodologias Ativas, Abordagem STEAM (Ciências, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática) e Educação Profissional e Tecnológica.

Referências

ALVES, H. R.; RIBEIRO, M. T. D. Uma proposta de sequência didática para o ensino de soluções. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Cuiabá, Brasil, v. 8, n. 1, p. 302–322, 2020. https://doi.org/10.26571/reamec.v8i1.9748

ANDRADE, Rodrigo de Oliveira. Resistência a ciência. Pesquisa Fapesp, nº 284, outubro, 2019. Disponível em:https://revistapesquisa.fapesp.br/resistencia-a-ciencia/. Acesso em: 05 nov. 21.

BACICH; Lilian; HOLANDA, Leandro. STEAM:integrando as áreas para desenvolver competências. IN: BACICH, L.; HOLANDA, L. (Org.). STEAM, em sala de aula: a aprendizagem baseada em projetos integrando conhecimentos na educação básica. [recurso eletrônico]. Porto Alegre: Penso, 2020.

BARTELMEBS, Roberta Chiesa; VENTURI, Tiago; SOUSA, Robson Simplício de. Pandemia, negacionismo científico, pós-verdade:contribuições da Pós-graduação em Educação em Ciências na Formação de Professores. RIS – Revista Insignare Scientia, Edição especial, v. 4, n. 5, 2021. https://doi.org/10.36661/2595-4520.2021v4i5.12564

BEZERRA, Josenildo Soares; MAGNO, Madja Elayne da Silva Penha; MAIA, Carolina Toscano. Desinformação, antivacina e políticas de morte: o mito (d)e virar jacaré. Revista Mídia e Cotidiano, v. 15, n. 3, 2021. https://doi.org/10.22409/rmc.v15i3.50944

BIVAR, Gabriela Caracilo Carvalho; AGUIAR, Maria Eduarda Santini Cesar de; SANTOS, Renata Virgínia Cavalcanti; CARDOZO, Pablo Ramon Gualberto. Covid-19, the anti-vaccine movement and immunization challenges in Brazil:a review. Scientia Medica, v. 31, p. 1-8, 2021. Disponível em: https://revistaseletronicas.pucrs.br/index.php/scientiamedica/article/view/39425. Acesso em: 09 out. 2021. https://doi.org/10.15448/1980-6108.2021.1.39425

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC/Secretaria de Educação Básica, 2017. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/. Acesso em: 05 nov. 2021.

BRITTO, D. M. C. de; MELLO, I. C. de. Ensino de ciências na era da pós-verdade: considerações acerca do discurso presente em fake news. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Cuiabá, Brasil, v. 10, n. 1, p. e22002, 2022. https://doi.org/10.26571/reamec.v10i1.13007

CAMARGO JUNIOR, Kenneth Rochel de. Lá vamos nós outra vez: a reemergência do ativismo antivacina na Internet. Cad. Saúde Pública, 36 Sup 2, e00037620, 2020. https://doi.org/10.1590/0102-311X00037620

CHASSOT, Attico. A Ciência através dos tempos. 2. ed. São Paulo, Moderna, 2004.

DIAS, Tatiane Maria da Silva; MELLO, Geison Jader. Aplicação da abordagem STEAM através de projeto interdisciplinar sobre a pandemia da Covid-19. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, Centro Científico Conhecer – Jandaia-GO, v.18 n.38; p. 85, 2021. https://doi.org/10.18677/EnciBio_2021D5

DIAS, Tatiane Maria da Silva; MELLO, Geison Jader. Análise das competências e habilidades da área de Ciências da Natureza orientadas através da abordagem STEAM. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, [S. I], v. 10, n. 1, p. e22013, janeiro-abril, 2022. https://doi.org/10.26571/reamec.v10i1.13094

DIAS, Tatiane Maria da Silva; MELLO, Geison Jader. A abordagem STEAM aplicada através de projeto interdisciplinar sobre a pandemia da Covid-19. Research, Society and Development, v. 11, n. 13, e283111334800, 2022. Acesso em: 10 nov 2022. http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v11i13.34800

FONSECA, Eril Medeiros da; DUSO, Leandro. A discussão do movimento antivacina para uma formação crítica: implicações no ensino de ciências através das controvérsias sociocientíficas. Tear: Revista de Educação Ciência e Tecnologia, v.9, n.1, 2020. https://doi.org/10.35819/tear.v9.n1.a3972

LORENZIN, Mariana; ASSUMPÇÃO, Cristiana Mattos; BIZERRA, Alessandra. Desenvolvimento do currículo STEAM no ensino médio: a formação de professores em movimento. In: In: BACICH, Lilian.; MORÁN, José (Org.). Metodologias ativas para uma educação inovadora: uma abordagem téorico-prática. Porto Alegre: Penso, 2018.

MARIANI, Vanessa de Cassia Pistóia; SEPEL, Lenira Maria Nunes. Olhares docentes: caracterização do Ensino de Ciências em uma rede municipal de ensino perante a BNCC. Revista Brasileira de Ensino de Ciências e Matemática, v. 3, n. 1, p. 48-75, 2020. https://doi.org/10.5335/rbecm.v3i1.10022

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos da metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Editora Atlas S.A., 2003.

MASSONI, Adriano Minuzzo; MELLO, Geison Jader. Tirando onda na cozinha: um projeto baseado na abordagem STEAM com alunos do 9º ano do Ensino Fundamental. Revista Prática Docente, [S. l.], v. 7, n. Especial, p. e22110, 2022. https://doi.org/10.23926/RPD.2022.v7.nEspecial.e22110.id1746

MATO GROSSO. Documento de Referência Curricular para Mato Grosso. Ensino Fundamentais anos finais. 2018.

MATTOS, K. R. C. de; WALCZAK, A. T.; GÜLLICH, R. I. da C. Pensamento crítico em ciências: estudo comparativo temporal dos conceitos nas produções. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Cuiabá, Brasil, v. 6, n. 2, p. 273–290, 2018. https://doi.org/10.26571/REAMEC.a2018.v6.n2.p273-290.i7043

MELLO, Geison Jader; GRAÇA, Aline Ribeiro Tosta. Transformação curricular do novo ensino médio sob a ótica da abordagem STEAM. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, [S. l.], v. 10, n. 3, p. e22069, 2022. https://doi.org/10.26571/reamec.v10i3.14268

MORAN, José. Metodologias ativas para uma aprendizagem mais profunda. In: BACICH, Lilian; MORÁN, José (Org.). Metodologias ativas para uma educação

inovadora: uma abordagem téorico-prática. Porto Alegre: Penso, 2018.

MOREL, Ana Paula Massadar. Negacionismo da Covid-19 e educação popular em saúde: para além da necropolítica. Trabalho, Educação e Saúde, v. 19, e00315147, 2021. https://doi.org/10.1590/1981-7746-sol00315

OLIVEIRA, A. G.; SILVA, R. N. da. Matemática nas fake news: o corriqueiro, o falso e o artístico. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Cuiabá, Brasil, v. 11, n. 1, p. e23103, 2023. https://doi.org/10.26571/reamec.v11i1.16746

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE - OMS. Benin goes on digital offensive againstCOVID-19. OMS, 09 abr. 2020. Disponível em: https://www.afro.who.int/pt/node/12523. Acesso em: 13/10/2021.

Organização Pan-Americana da Saúde - OPAS. Organização Mundial da Saúde - OMS. Repositório Institucional para Troca de Informações – Iris. Fichas Informativas COVID-19: entenda a infodemia e a desinformação na luta contra a COVID-19 [Internet]. Brasília: Organização Pan-Americana da Saúde; 2020 [citado 2020 ago 3]. Disponível em: https://iris.paho.org/handle/10665.2/52054?locale-attribute=pt. Acesso em: 21 out 2021.

PASTERNAK, Natália; ORSI, Carlos. Contra a realidade: A negação da ciência, suas causas e consequências. Campinas, SP: Papirus 7 Mares, 2021.

PEREIRA, Aldo Aoyagui Gomes; DOS SANTOS, Camilia Aoyagui. Desinformação e negacionismo no ensino de ciências:sugestão de conhecimentos para se desenvolver uma alfabetização científica midiática. Ensino & Multidisciplinaridade, São Luís, v. 6, n. 2, p. 21–40, 2021. Disponível em: https://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/ens-multidisciplinaridade/article/view/16626. Acesso em: 17 nov. 2022.

PIVARO, Gabriela Fasolo; GIROTTO JUNIOR, Gildo. O ataque organizado à ciência como forma de manipulação: do aquecimento global ao coronavírus. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 37, n. 3, p. 1074-1098, dez. 2020. http://dx.doi.org/10.5007/2175-7941.2020v37n3p1074

PUGLIESE, Gustavo Oliveira. Um panorama do STEAM education como tendência global. In: BACICH, L.; HOLANDA, L. STEAM, em sala de aula: a aprendizagem baseada em projetos integrando conhecimentos na educação básica. [recurso eletrônico] / Org. Lilian Bacich, Leandro Holanda -Porto Alegre: Penso, 2020.

RECUERO, Raquel; SOARES, Felipe Bonow; VINHAS, Otávio; VOLCAN, Taiane; ZAGO, Gabriela; STUMPF, Elisa Marchioro; VIEGAS, Paula; HÜTTNER, Luiz Ricardo; BONOTO, Carolina; SILVA, Gabriela; PASSOS, Iara; SALGUEIRO, Igor; SODRÉ, Giéle. Desinformação, Mídia Social e Covid-19 no Brasil. [livro eletrônico] Relatório, resultados e estratégias de combate. 1. ed. - Pelotas, RS: MIDIARS - Grupo de Pesquisa em Mídia Discurso e Análise de Redes Sociais, 2021. Disponível em: https://wp.ufpel.edu.br/midiars/files/2021/05/Desinformac%CC%A7a%CC%83o-covid-midiars-2021-1.pdf. Acesso em: 13 nov. 2022.

SAMPIERI, Roberto Hernández; COLLADO, Carlos Fernández; LUCIO, Maria Del Pilar Baptista. Metodologia de pesquisa.5 ed. Porto Alegre: Penso, 2013.

SARTORI, J.; LONGO, M. Práticas investigativas no ensino de ciências na educação básica. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Cuiabá, Brasil, v. 9, n. 3, p. e21075, 2021. https://doi.org/10.26571/reamec.v9i3.11976

SILVA, Iatiçara Oliveira da et al. Educação Científica empregando o método STEAM e um makerspace a partir de uma aula-passeio. Latin American Journal of Science Education, v. 4, 22034, p. 1-9, 2017. Disponível em: http://www.lajse.org/nov17/22034_Silva_2017.pdf. Acesso em: 15 nov. 2022.

SILVEIRA, Denise Tolfo; CÓRDOVA, Fernanda Peixoto. Métodos de Pesquisa. Unidade 2 – A pesquisa científica. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2009.

SRIKOOM, Wachira; FAIKHAMTA, Chatree; HANUSCIN, Deborah L.Dimensions of Effective STEM Integrated Teaching Practice. K-12 STEM Education, v. 4, n. 2, Apr-Jun 2018, p. 313-330, 2018. Disponível em: https://core.ac.uk/download/pdf/229309706.pdf. Acesso em: 22/10/21. Doi: https://doi.org/10.14456/k12stemed.2018

TAKIMOTO, Elika. Como dialogar com um negacionista. São Paulo: Livraria da Física, 2021.

TEIXEIRA, Odete Pacubi Baierl. A Ciência, a Natureza da Ciência e o Ensino de Ciências. Ciênc. Educ., Bauru, v. 25, n. 4, p. 851-854, 2019. https://doi.org/10.1590/1516-731320190040001

VASCONCELLOS-SILVA, Paulo R., CASTIEL, Luis David. Covid-19, as fakes news e o sono da razão comunicativa gerando monstros: a narrativa dos riscos e os riscos das narrativas. Cadernos de Saúde Pública [online]. 2020, v. 36, n. 7. Disponível em: https://www.arca.fiocruz.br/bitstream/handle/icict/45195/1678-4464-csp-36-07-e00101920.pdf?sequence=2&isAllowed=y. Acesso em: 02 nov. 2021. Doi: https://doi.org/10.1590/0102- 311X00101920

VIGNOLI, Richele Grenge; RABELLO, Rodrigo; ALMEIDA, Carlos Cândido de. Informação, misinformação, desinformação e movimentos antivacina: materialidade de enunciados em regimes de informação. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, v. 26, p. 01-31, 2021. https://doi.org/10.5007/1518-2924.2021.e75576

VILELA, Mariana Lima; SELLES, Sandra Escovedo. É possível uma Educação em Ciências crítica em tempos de negacionismo científico? Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 37, n. 3, p. 1722-1747, 2020. https://doi.org/10.5007/2175-7941.2020v37n3p1722

YAKMAN, Georgette. STEAM Education: an overview of creating a model of integrative education. 2008. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/327351326_STEAM_Education_an_overview_of_creating_a_model_of_integrative_education. Acesso em: 22 de out. 2021.

YAKMAN, Georgette; LEE, Hyonyong. Exploring the exemplary STEAM education in the US as a practical educational framework for Korea. Journal of the korean Association for Science Education, v. 32, n. 6, p. 1072-1086, 2012. Disponível em: http://www.koreascience.or.kr/article/JAKO201213459004832.pdf. Acesso em: 17 nov 2021.

Downloads

Publicado

2024-01-31

Como Citar

OLIVEIRA, V. M. de; MELLO, G. J. A ABORDAGEM STEAM COMO POSSIBILIDADE DE COMBATER O NEGACIONISMO CIENTÍFICO E MOVIMENTO ANTIVACINA NA REGIÃO CENTRO OESTE DA AMAZÔNIA LEGAL. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Cuiabá, Brasil, v. 12, p. e24002, 2024. DOI: 10.26571/reamec.v12.15409. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/15409. Acesso em: 13 jul. 2024.