O USO PEDAGÓGICO DO SOFTWARE WINPLOT NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE CÁLCULO

Autores

DOI:

10.26571/reamec.v8i3.10470

Palavras-chave:

Formação de Professor de Matemática, Winplot, Ensino de Matemática

Resumo

Apresentamos, os resultados de uma prática pedagógica, relativa à formação de professores de Matemática, promovendo-se o uso das tecnologias digitais. A investigação foi concebida metodologicamente conforme os pressupostos da pesquisa qualitativa colaborativa e desenvolvida preliminarmente, a partir de uma oficina, composta por um grupo de 16 (dezesseis) professores, destacou o objetivo de mobilizar conhecimentos e saberes, para a apropriação e o uso pedagógico do software Winplot, na construção e análise de gráficos de funções aplicadas ao cálculo diferencial e integral. A prática agregou o aporte teórico da Teoria da Aprendizagem Significativa, segundo uma proposta construtivista do uso pedagógico das Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação (TDIC). O estudo mostrou que foi predominante a satisfação por parte dos docentes em trabalharem colaborativamente, revelando indícios de que as contribuições do uso operacional e pedagógico do software Winplot auxiliam no desenvolvimento da integração e cooperação entre professores, bem como na apropriação dos pressupostos das tecnologias, o que possibilita perfazer uma reflexão a respeito do uso dos recursos digitais educativos, frente ao desenvolvimento do processo de ensino e aprendizagem de conceitos e representações de gráficos de funções.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Bergson Rodrigo Siqueira de Melo, Secretaria Municipal da Educação de Fortaleza (SME)

Doutor em Educação pelo Pograma de Pós-Graduação em Educação - PPGE da Universidade Estadual do Ceará - UECE (2018), Mestre em Tecnologia da Informação e Comunicação na Formação em EaD pela Universidade Federal do Ceará - UFC (2009), Especialista em Matemática e Física pela Universidade Regional do Cariri - URCA (2005), possui Licenciatura em Matemática pela Fundação de Ensino Superior de Olinda - FUNESO - UNESF (2000), Licenciatura em Filosofia pela Universidade Estadual do Ceará - UECE (2015). Professor de Matemática e Ciências da Prefeitura Municipal de Fortaleza - SME. Tem experiência na área de Matemática, com ênfase em Educação Matemática, atuando principalmente nos seguintes temas: Educação Matemática, Formação de Professores, Teoria da Atividade, EaD, Didática da Matemática, Filosofia da Ciência e da Matemática, Tecnologia para o ensino de Matemática, TDIC, Objetos de Aprendizagem e Ensino de Matemática.

Antonio Marcos da Costa Silvano, Instituto Federal de Educação do Ceará (IFCE)

Doutor em educação pelo Programa de Pós-graduação da Universidade Estadual do Ceará (PPGE/UECE) com ênfase em formação de professores de matemática e uso das tecnologiais digitais. Mestre no Ensino de Ciências e Matemática pela Universidade Federal do Ceará (UFC -2011) e Especialista no ensino de Matemática pela Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA-2004), Especialista em Gestão e Avaliação da Educação pública pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF-2011) e licenciado em Ciências-Matemática pela Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA-2002). Professor efetivo do Instituto Federal de Educação do Ceará (IFCE) Campus Cedro. Tem experiência na área de Educação e Matemática, com ênfase na formação de professores, Ensino e aprendizagem de Matemática, atuando principalmente no seguinte tema: Formação de professores, saberes docentes e conhecimento digital, educação matemática, didática e tecnologias digitais, álgebra, teoria dos números, estruturas algébricas e cálculo.

Júlio Wilson Ribeiro, Universidade Federal do Ceará (UFC)

Graduado em Engenharia Mecânica-Aeronáutica (ITA/1978), Mestre em Engenharia Mecânica (UFPB/1985) e Doutor em Ciências (ITA/1992). Pós-Doutor em Educação: currículo, na área de Tecnologia Educacional (PUCSP, 2010). Professor voluntário/PROPAP do DFE/FACED e permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira/PPGEB/UFC. Campos de investigação: mapeamento cognitivo; aprendizagem significativa; formação de educadores; transdisciplinaridade; integração das TIC e currículo; TIC na análise qualitativa multidimensional; educação científica, matemática e ambiental; integração pedagógica dos laboratórios de tecnologia educacional e experimentação científica; avaliação do desenvolvimento da aprendizagem. Fui bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq (1993/2001), membro do Conselho Científico da ABED e pesquisador da área de Modelagem Computacional em Engenharia Aeroespacial no IAE/CTA/SP e INPE/SP. Orientei Teses e Dissertações em Programas de Pós-Graduação/UFC nas áreas de: Computação, Física, Matemática, Engenharia de Teleinformática e Ensino de Ciências e Matemática. Campos de investigação anteriores: solução analítico-numérica de sistemas de equações diferenciais parciais acoplados e não-lineares; computação simbólica; termofísica, matemática e mecânica computacional avançadas; transferência simultânea de calor e massa em meios porosos; técnica de transformada integral generalizada; engenharia de petróleo; energia solar.

Verônica Maria Lavor Silva de Melo, Secretaria Municipal da Educação de Fortaleza (SME)

Mestranda pelo Programa de Pós-Graduação em Ensino - PPGE da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN (2019). Possui graduação em Formação Prof. em Áreas Específicas - Matemática pela Universidade Estadual do Ceará - UECE (2002). Especialista em Matemática e Física pela Universidade Regional do Cariri - URCA (2006). Atualmente é professora da Secretaria Municipal de Fortaleza - SME. Atuando principalmente nos seguintes temas: Educação Matemática, Formação de Professor de Matemática,Didática da Matemática, Tecnologia para o Ensino de Matemática, Objeto de Aprendizagem, EaD, Sequencia Didática.

Referências

AUSUBEL, D. Aquisição e Retenção de Conhecimentos: Uma Perspectiva Cognitiva. Lisboa: Plátano Edições Técnicas, 2003.

ALMEIDA, M. E. B. Integração de tecnologias à educação: novas formas de expressão do pensamento, produção escrita e leitura. In: VALENTE, José A. ALMEIDA, Maria E. B. (Org). Formação de educadores a distância e integração de mídias. São Paulo: Avercamp, 2007.

ALMEIDA, M. E. B. de VALENTE, J. A. Tecnologias e currículo: trajetórias convergentes ou divergentes? São Paulo: Paulus, 2011.

MAIA, D. Função quadrática: Um estudo didático de uma abordagem computacional.

Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática. PUC-SP, 2007. Disponível em: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/11133. Acesso em 12 dez. 2019.

MOREIRA, M.A. Aprendizagem significativa: a teoria e texto complementares. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2011.

MOREIRA, M. A; MASINI, E. F. S. Aprendizagem significativa: a teoria de aprendizagem de David Ausubel. São Paulo: Centauro Editora. 2ª edição, 2006.

PAPERT, S. Logo: computadores e educação. São Paulo: Editora Brasiliense, 1988.

OKADA, A. L. P. O que é cartografia cognitiva e por que mapear redes de conhecimento? In: OKADA. A. (Org.). Cartografia Cognitiva - Mapas do conhecimento para pesquisa, aprendizagem e formação docente. Cuiabá, MT: KCM, p. 39-65, 2008a.

RIBEIRO, J. W; VALENTE, J. A; FREITAS, D. B; MARTINS, D. G; SANTOS, M. J. C. Integração de atividades de educação em ciências utilizando TIC: uma experiência na

formação continuada de educadores do ensino médio. SEMINÁRIO WEB CURRÍCULO I, 2008a, São Paulo. Anais eletrônicos. São Paulo: PUC-SP, 2008a. Disponível em: https://www4.pucsp.br/webcurriculo/edicoes_anteriores/2008/imprensa.html. Acesso em: 10 out. 2019.

SILVANO, A. M. C. O desenvolvimento de representações gráficas em software educativo para facilitar significativa e colaborativamente a construção do conceito de funções matemáticas. Fortaleza, 2011. Dissertação de Mestrado, Mestrado Profissional de Ensino de Ciências e Matemática, Universidade Federal do Ceará. Disponível em: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2142. Acesso em: 15 nov. 2019.

SILVA, A. C.; D’ÁVILA, C. M. Prática pedagógica lúdica de professores que ensinam Matemática nos anos iniciais do ensino fundamental. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, [S. l.], v. 8, n. 2, p. 232-252, 2020. DOI: 10.26571/reamec.v8i2.10009. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/10009. Acesso em: 20 ago. 2020.

Downloads

Publicado

2020-10-01

Como Citar

MELO, B. R. S. de; SILVANO, A. M. da C.; RIBEIRO, J. W.; MELO, V. M. L. S. de. O USO PEDAGÓGICO DO SOFTWARE WINPLOT NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE CÁLCULO. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, [S. l.], v. 8, n. 3, p. 378-395, 2020. DOI: 10.26571/reamec.v8i3.10470. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/10470. Acesso em: 27 out. 2020.