UM OLHAR SOBRE A PRIMEIRA DECADA DA FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM RONDÔNIA (1973-1983): ESPAÇO FORMATIVO CONSTRUIDO PELA CIRCULAÇÃO DE DIFERENTES IES FEDERAIS

Autores

DOI:

10.26571/2318-6674.a2016.v4.n1.p5-23.i5314

Palavras-chave:

Formação de professores em Rondônia, Licenciatura em Matemática, História local.

Resumo

O presente artigo contempla parte de nossa pesquisa de doutorado que se encontra em desenvolvimento. Está situada no campo de conhecimento da História da Educação Matemática e tem como tema de estudo o curso de formação de professores de Matemática na cidade de Ji-Paraná em Rondônia. O objetivo deste é fazer um estudo histórico investigativo, desde as primeiras IES que atuaram no então Território, a partir de 1973, a criação da universidade local, em específico do curso de Ciências (1983). O estudo foi desenvolvido através da articulação entre a história local e a global. Buscamos vestígios para construção das fontes históricas de suporte ao presente estudo, através de documentos oficiais e de dissertação de mestrado. Os referenciais teóricos e metodológicos foram construídos com bases nos escritos de Marc Bloch, Jaques Le Goff e Roger Chartier, todos vinculados à corrente historiográfica da Escola de Annales. A análise documental mostrou que os primeiros cursos tiveram início com o Projeto Rondon, na década de 1970 e que na primeira década de formação de professores em Rondônia houve a participação de diferentes instituições de outras unidades federativas, geralmente por meio de cursos que eram oferecidos em período de férias escolares e culminou na criação da UNIR, com seus cursos permanentes, que através das licenciaturas oferecidas trouxe a habilitação em nível superior para atender a demanda de professores neste estado que estava em plena expansão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Marlos Gomes de Albuquerque, Universidade Federal de Rondônia

Graduado em Matemática pela Universidade de Pernambuco (1988). Pós-Graduado em Matemática Pura pela Universidade Federal de Pernambuco (1996). Mestre em Ciências da Computação pela Universidade Federal de Santa Catarina (2000). Doutor em Educação em Ciências e Matemática, UFMT (2014). Professor Associado III da Universidade Federal de Rondônia - UNIR. Vice-Coordenador e Docente do Mestrado em Educação Matemática da UNIR em Ji-Paraná-RO. Coordenador da linha de pesquisa em História da Educação Matemática do Grupo Rondoniense de Estudos e Pesquisas em História da Educação Matemática - GROEPEM. Membro do Grupo de Pesquisa de História da Educação Matemática - GHEMAT. Tem experiência na área de Matemática, com ênfase em Matemática, atuando principalmente nos seguintes temas: ensino de matemática, ensino-aprendizagem, História da Educação Matemática e Formação de Professores https://orcid.org/0000-0002-5289-0741

José Luiz Magalhães de Freitas, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Possui graduação em Matemática pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1976), mestrado em Matemática pela Universidade de São Paulo (1982), doutorado em Didática da Matemática - Universite de Montpellier II (Sciences et Techniques du Languedoc) (1993) e pós doutorado em Educação Matemática pela Universidade Joseph Fourier. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação Matemática, atuando principalmente nos seguintes temas: geometria, ensino fundamental, matemática, ensino/aprendizagem e aritmética/álgebra. É professor titular em exercício como pesquisador Sênior do Instituto de Matemática da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, atuando como professor permanente no programa de pós-graduação em Educação Matemática. A partir de 2018 passou a integrar o corpo docente da Uniderp-Anhanguera, em Campo Grande-MS. É membro do DDMat - Grupo de Estudos em Didática da Matemática. https://orcid.org/0000-0001-5536-837X

Publicado

2016-06-30

Como Citar

ALBUQUERQUE, M. G. de; FREITAS, J. L. M. de. UM OLHAR SOBRE A PRIMEIRA DECADA DA FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM RONDÔNIA (1973-1983): ESPAÇO FORMATIVO CONSTRUIDO PELA CIRCULAÇÃO DE DIFERENTES IES FEDERAIS. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Cuiabá, Brasil, v. 4, n. 1, p. 5–23, 2016. DOI: 10.26571/2318-6674.a2016.v4.n1.p5-23.i5314. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/5314. Acesso em: 25 jul. 2024.