PESQUISAS SOBRE CULTURA ESCOLAR EM TESES E DISSERTAÇÕES (2018-2021)

Autores

DOI:

10.26571/reamec.v11i1.14322

Palavras-chave:

Cultura Escolar, História da Educação Matemática, Pesquisa Bibliográfica, Concepções Históricas

Resumo

O presente trabalho enfoca o conceito de cultura escolar, tomando como referência o ensino de matemática e seus aspectos históricos. Para o desenvolvimento do estudo, foram realizadas buscas no site da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), no Catálogo de Teses e Dissertações nos últimos cinco anos, com o propósito de identificar e coletar contribuições já produzidas por diferentes autores que abordaram a temática em suas investigações. A pesquisa foi desenvolvida tendo como questão cerne de investigação: de que maneira a temática cultura escolar tangencia as pesquisas investigadas? Trata-se de uma pesquisa de natureza bibliográfica, de abordagem qualitativa e interpretativa. Como aportes teóricos que serviram como base para esta pesquisa, temos os seguintes autores: Grazziotin, Klaus e Pereira (2022), Silva (2006), Garnica (2015), Morosini e Fernandes (2014), Julia (2001), Chartier (2010), Chervel (1990) e Viñao (2006; 2000). Os resultados da investigação permitem afirmar que é por meio da ideia de cultura escolar que parece existir um espaço para o desenvolvimento de novas pesquisas, das quais podem emergir mais sobre esse tema em um país com tamanha diversidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Juliana Stascovian, Professora de Matemática na Secretaria do Estado de Educação de Mato Grosso (SEDUC-MT), Tangará da Serra, Mato Grosso, Brasil.

Mestra em Ensino (2019), Licenciatura Plena em Matemática (2006) e Pedagogia (2016). Atualmente é docente rede estadual de ensino de Mato Grosso na Escola Estadual "29 de Novembro" e no Colégio La Salle ATEC.

Paulo Malicka Musiau, Secretaria do Estado de Educação de Rondônia (SEDUC-RO), Ji-Paraná, Rondônia, Brasil.

Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGedu) da Universidade do Vale dos Sinos (UNISINOS-RS). Mestrado Nacional Profissional no Ensino de Física pela Universidade Federal de Rondônia (2015). Especialização em Docência do Ensino Superior pela UCAM (2003). Especialização em Educação Matemática pela Universidade Federal de Rondônia (2005). Graduação em Matemática pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Mandaguari (1999).Trabalhou como professor emergencial na Escola Estadual do município de Rio Branco do Ivaí-PR com as disciplinas de matemática e ciências no ano de (1999). Foi professor substituto nas disciplinas de matemática, física e química na Escola Estadual do município de Rosário do Ivaí- PR no ano de (2000). Professor concursado 40 horas na Escola Estadual do Município de Monte Negro- RO, com as disciplinas de ciências e matemática entre (2001-2006). Foi Professor Concursado 20 horas na área de matemática pela rede municipal de Monte Negro- RO, entre (2001-2006). Trabalhou no cursinho pré-vestibular Darwin no município de Ji-Paraná, na área de Física no período de (2009-20013). Na Escola Estadual Júlio Guerra trabalhou como emergencial com a disciplina de matemática no período de (2012-2014). Foi professor efetivo de matemática e física na Escola Estadual Júlio Guerra (2007-2015). Trabalhou com as disciplinas de matemática e física na Escola Família Agrícola de Ji-Paraná-RO em (2009-2016); atualmente é professor concursado pela rede estadual na Escola Alejandro Yague Mayor, de tempo integral, município de Ji-Paraná-RO, com a disciplina de matemática, na qual foi contemplada em 2020, com o 1º IDB do Estado de Rondônia .No período noturno atua no Ensino Superior (ESTÁCIO/UNIJIPA) no Curso de Engenharia Civil, Arquitetura e Ambiental com as disciplinas de Cálculo Diferencial e Integral; Geometria Analítica/Álgebra Linear, Fundamentos das Ciências Exatas, Fenômenos Físicos, Física Teórica e Experimental e nos nos cursos de Ciências Contábeis e Administração com Matemática Empresarial e Estatística e Probabilidade.

Marlos Gomes de Albuquerque, Universidade Federal de Rondônia (UNIR), Ji-Paraná, Rondônia, Brasil.

Graduado em Matemática pela Universidade de Pernambuco (1988). Pós-Graduado em Matemática Pura pela Universidade Federal de Pernambuco (1996). Mestre em Ciências da Computação pela Universidade Federal de Santa Catarina (2000). Doutor em Educação em Ciências e Matemática, UFMT (2014). Professor Associado III da Universidade Federal de Rondônia - UNIR. Docente do Mestrado em Educação Matemática da UNIR em Ji-Paraná-RO. Coordenador da linha de pesquisa em História da Educação Matemática do Grupo Rondoniense de Estudos e Pesquisas em História da Educação Matemática - GROEPEM. Membro do Grupo de Pesquisa de História da Educação Matemática - GHEMAT. Tem experiência na área de Matemática, com ênfase em Matemática, atuando principalmente nos seguintes temas: ensino de matemática, ensino-aprendizagem, História da Educação Matemática e Formação de Professores .

Referências

ALBUQUERQUE, Marlos Gomes de; FREITAS, José Luiz M. de. Um olhar sobre a primeira década da formação de professores em Rondônia (1973-1983): espaço formativo construído pela circulação de diferentes IES federais. REAMEC – Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, v. 4, n. 1, p. 5-23, 2016. ISSN: 2318-6674. https://doi.org/10.26571/2318-6674.a2016.v4.n1.p5-23.i5314.

BENITO, Agustín Escolano. A escola como cultura: experiência, memória e arqueologia. Campinas: Alínea, 2017.

CARVALHO, Marta M. C.; HANSEN, João A. Anne-Marie Chartier: historiadora das práticas culturais. In: REGO, Teresa C (org.). Memória, história e escolarização. v. 3. Rio de Janeiro: Vozes, 2011. p. 57-90. (Coleção Pedagogia Contemporânea).

CHARTIER, R. A História ou a leitura do tempo. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

CHERVEL, A. História das disciplinas escolares: reflexões sobre um campo de pesquisa. Teoria & Educação, v. 2, p. 177-229, 1990.

GARNICA, Antonio Vicente Marafioti. História oral em educação matemática: um panorama sobre pressupostos e exercícios de pesquisa. História Oral, v. 18, n. 2, p. 35-53, 2015. ISSN:2358-1654. Disponível em: https://revista.historiaoral.org.br/index.php/rho/article/view/559. Acesso em: 15 jul. 2022.

GRAZZIOTIN, Luciane Sgarbi; KLAUS, Viviane; PEREIRA, Ana Paula Marques. Pesquisa documental histórica e pesquisa bibliográfica: focos de estudo e percursos metodológicos. Pro-Posições, v. 33, p. 1-21, 2022. ISSN: 1980-6248. https://doi.org/10.1590/1980-6248-2020-0141

JULIA, Dominique. A cultura escolar como objeto histórico. Revista Brasileira de História da Educação, n. 1, p. 9-44, 2001. ISSN: 2238-0094. Disponível em: https://periodicos.uem.br/ojs/index.php/rbhe/article/view/38749. Acesso em: 16 jul. 2022.

MACÊDO, E. G. de; SARMENTO, A. K. C.; MACÊDO, F. S.; SILVA, T. R. da. Desigualdades sociais e exclusão escolar no ensino de ciências: influências do capital cultural. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática. Cuiabá, v. 5, n. 2, p. 324-343, 2017. https://doi.org/10.26571/2318-6674.a2017.v5.n2.p324-343.i5761

MOROSINI, Marília Costa; FERNANDES, Cleoni Maria Barboza. Estado do conhecimento: conceitos, finalidades e interlocuções. Educação Por Escrito, v. 5, n. 2, p. 154-164, jul./dez. 2014. ISSN: 2179-8435. https://doi.org/10.15448/2179-8435.2014.2.18875

SILVA, Fabiany de Cássia Tavares. Cultura escolar: quadro conceitual e possibilidades de pesquisa. Educar, n. 28, p. 201-206, 2006. ISSN: 1984-0411. https://doi.org/10.1590/S0104-40602006000200013

SOBRINHO, R. S. M.; HERRAN, V. C. S. Cultura midiática e alfabetização científica: contribuições para o processo ensino-aprendizagem. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática. Cuiabá, v. 5, n. 1, p. 48-61, 2017. https://doi.org/10.26571/2318-6674.a2017.v5.n1.p48-61.i5342

SYRYCZYK, E. F. Pesquisa etnomatemática: métodos e técnicas para uma construção socioetnoculturalista. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática. Cuiabá, v. 1, n. 1, p. 73-87, 2013. https://doi.org/10.26571/2318-6674.a2013.v1.n1.p73-87.i5289

VIÑAO, Antonio. Sistemas Educativos, Culturas Escolares e Reformas: continuidades y cambios. Madrid: Ediciones Morata, 2006.

VIÑAO, Antonio. Culturas escolares y reformas (sobre la naturaleza histórica de los sistemas e instituições educativas. Teias, v. 1, n. 2, p. 1-25, 2000. ISSN: 1982-0305. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/revistateias/article/view/23855. Acesso em: 16 jul. 2022.

Downloads

Publicado

2023-02-05

Como Citar

STASCOVIAN, J.; MUSIAU, P. M.; ALBUQUERQUE, M. G. de. PESQUISAS SOBRE CULTURA ESCOLAR EM TESES E DISSERTAÇÕES (2018-2021). REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Cuiabá, Brasil, v. 11, n. 1, p. e23010, 2023. DOI: 10.26571/reamec.v11i1.14322. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/14322. Acesso em: 21 jun. 2024.