O ENSINO DA MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: UMA ANÁLISE DA AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DO ESTUDANTE NA REDE MUNICIPAL DE MANAUS

Autores

DOI:

10.26571/reamec.v11i1.14849

Palavras-chave:

Matemática, Formação, Educação, Jovens, Adultos

Resumo

Este artigo apresenta os resultados das oficinas formativas realizadas com professores da 3ª fase da EJA em Manaus. Inicialmente, foi feito um levantamento estatístico das provas da ADE aplicadas para 704 estudantes dessa fase, que permitiu identificar as habilidades críticas na prova de matemática por meio de instrumentos de psicometria. Com base nessas habilidades, foram desenvolvidas oficinas formativas para os professores da Divisão Distrital Zonal Leste II, em três encontros formativos, abordando os principais aspectos relacionados a essas habilidades. O objetivo foi discutir e refletir sobre metodologias que permitam novos planejamentos com os conceitos envolvidos, bem como desenvolver uma formação voltada para esse público, uma vez que esses professores não têm formação específica na área de Matemática, mas atuam no ensino dessa disciplina para jovens, adultos e idosos. Os resultados apontam que as dificuldades dos estudantes foram em relação às noções de reagrupamento, resolução de problemas, reconhecimento das noções de igualdade e identificação de conceitos de geometria espacial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Bruno Thayguara de Oliveira Ribeiro, Secretaria Municipal de Educação de Manaus, Divisão de Avaliação e Monitoramento (DAM), Manaus, Amazonas, Brasil.

Graduado em Matemática pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM), graduado em Física pelo Centro Universitário ETEP, Especialização em Metodologia do Ensino da Matemática para ensino fundamental pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Especialização em Metodologia do Ensino de Jovens e Adultos pela Faculdade Educacional da Lapa (FAEL), Mestre em Ensino de Ciências e Matemática pela Universidade Luterana do Brasil (ULBRA), doutorando em Ensino de Ciências e Matemática pela Ulbra- Canoas. Tem experiência com ensino de Matemática, Física e ensino da Matemática para Educação de Jovens e Adultos (EJA), atuou na gravação de aulas para o projeto ?Aula em Casa? da Secretaria Municipal de Educação, experiência em elaboração de item para avaliações em larga escala com curso de formação na área, atuou na Divisão de Avaliação de Monitoramento como elaborador e revisor de itens da Avaliação do Desempenho do Estudante (ADE), elaboração dos cadernos de habilidades e competências para rede municipal de ensino, atua na formação de professores voltadas para as habilidades da Base Nacional Curricular Comum-BNCC (capital e interior), atua na formação de professores para as novas habilidades do SAEB, pesquisou sobre o ensino da Matemática voltada para EJA no município de Manaus e promoveu formações com o público da Divisão Distrital Zonal Leste II, atuou na elaboração do currículo municipal escolar da rede municipal de Manaus em 2020 e da elaboração da proposta curricular de Matemática para EJA da rede municipal do ensino, tem experiência com análise de itens através das teorias da Psicometria com ênfase na Teoria Clássica de Testes (TCT) e Teoria de Resposta ao Item (TRI), elaboração de sequência didática de Matemática para rede municipal de Manaus. Têm experiência com: Ensino da Matemática, EJA, Avaliação em Larga Escala, Análise Psicométrica, Formação de Professores, Elaboração e Revisão de itens, Elaboração de Currículo e Materiais didáticos voltados para Educação Matemática na EJA. Atualmente trabalha no setor de Análise da Divisão de Avaliação de Monitoramento da Secretaria Municipal de Educação com elaboração de relatórios feitos a partir da Avaliação de Desempenho do Estudante (ADE).

Claudia Lisete Oliveira Groenwald, Universidade Luterana do Brasil

Possui graduação em Matemática pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos, especialização em Matemática pela Universidade do Vale do Rio do Sinos (UNISINOS), doutorado em Ciências da Educação pela Universidade Pontifícia de Salamanca, Espanha, título reconhecido pela Universidade de São Paulo (USP). Pós-doutorado pela Universidade de La Laguna na Espanha. Atualmente é professora titular da Universidade Luterana do Brasil. Atua no curso de Matemática Licenciatura e como coordenadora do Programa de Pós Graduação em Ensino de Ciências e Matemática da ULBRA. Tem experiência na área de Matemática, com ênfase na formação de professores, atuando principalmente nos seguintes temas: Educação Matemática, Currículo de Matemática, Tecnologias da Informação e Comunicação, Formação Continuada e Ensino e Aprendizagem. É secretária do Comitê Interamericano de Educação Matemática (CIAEM), gestão 2019-2023. É Diretora Nacional da Sociedade Brasileira de Educação Matemática (SBEM), gestão 2022-2025. Pesquisadora Bolsa Produtividade do CNPq, nível 2.

Referências

ANDRADE, Wendel. Oficina de Elaboração de Itens de Matemática. Ceará, 2011. Disponível em: http://www.matematicauva.org. Acesso em: 12 dez. 2020.

ARROYO, Miguel G. Passageiros da noite: do trabalho para a EJA: itinerários pelo direito a uma vida justa. Editora Vozes Limitada, 2017.

BELMAR, C. C.; WIELEWSKI, G. D. Estágio supervisionado: espaço de aprendizagem de saberes para a docência em matemática na EJA. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Cuiabá, v. 9, n. 2, p. e21066, 2021. https://doi.org/10.26571/reamec.v9i2.12875

BITÃO, Poliana Figueiredo Cardoso Rodrigues; FERREIRA, Gilza Santos Simão. A Matemática na EJA: A Importância do Estudo de Metodologias de Ensino na Formação Inicial dos Professores. Revista Científica Interdisciplinar. ISSN, v. 2358, p. 8411, 2015.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2018. Disponível em: http://download.basenacionalcomum.mec.gov.br/ . Acesso 30.dez.2022.

DANTE, L. R. Didática da resolução de problemas de matemática. São Paulo: Ática, 12º ed., 2002.

DALCASTGNÈ, R. & AZEVEDO, L. (orgs.) Espaços possíveis na literatura brasileira contemporânea. Porto Alegre: Zouk, 2015.

DE MOURA DIAS, Julio Cesar; FREITAS, Adriano Vargas; FANTINATO, Maria Cecilia. " Não olha para a cara da gente": ensino remoto na EJA e processos de invisibilização em contexto de pandemia. Revista Latino-americana de Etnomatemática, v. 13, n. 1, p. 104-124, 2020.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. Siglo xxi, 2005.

LEITE, Sérgio Antônio da Silva. Afetividade e Letramento na educação de jovens e adultos EJA, (org.). São Paulo: Cortez, 2013.

LOPES, K. M. V.; SOUZA, N. M. P. de. A avaliação na educação profissional de jovens e adultos. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Cuiabá, v. 9, n. 2, p. e21061, 2021. https://doi.org/10.26571/reamec.v9i2.12788

MANAUS- SEMED. Dam-2021: Matrizes de referência preliminares da avaliação de desempenho do estudante - ADE -Sistema de Avaliação do Desempenho Educacional de Manaus – SADEM documento de referência - ade. 1 ed. Manaus-Amazonas: Semed-Manaus, 2021. 56 p. Disponível em: https://drive.google.com/file/d/1NKg-xnHY_oJpo3eJIUq8ZXPT-_xVzgSE/view . Acesso em: 27 fev. 2022.

MOREIRA, Tania Oliveira. Da exclusão à reinserção na escola: motivações para o abandono e retorno dos jovens e adultos aos estudos formais. 2019. Disponível em <http://www.repositoriodigital.ufrb.edu.br/bitstream/123456789/1703/1/TCC-%20DE%20TANIA%20FINAL%20%2023.09.2018.pdf > Acesso em 24.jun.2021

PASQUALI, Luiz. Teoria dos testes na psicologia e na Educação. Editora Vozes Limitada, 2017.

RABELO, Eneida Rejane et al. Adaptação transcultural e validação de um questionário de conhecimento da doença e autocuidado, para uma amostra da população brasileira de pacientes com insuficiência cardíaca. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 19, p. 277-284, 2011.

RABELO, Mauro. Avaliação educacional: fundamentos, metodologia e aplicações no contexto brasileiro. Rio de Janeiro: SBM, v. 29, 2013.

RIBEIRO, E. da S.; MARIA PONTIN DARSIE, M. Da educação matemática à educação matemática de jovens e adultos. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Cuiabá, v. 9, n. 2, p. e21063, 2021. https://doi.org/10.26571/reamec.v9i2.12796

SANTOS, L. R. dos; WIELEWSKI, G. D. Abordagem do raciocínio proporcional em alguns livros didáticos para a EJA. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Cuiabá, v. 9, n. 2, p. e21060, 2021. https://doi.org/10.26571/reamec.v9i2.12778

SARTES, Laisa Marcorela Andreoli; Souza-Formigoni, Maria Lúcia Oliveira de. Avanços na teoria clássica dos testes à teoria de resposta ao item. Psicologia: Reflexão e Crítica , v. 26, p. 241-250, 2013.

SOARES, Leôncio. Avanços e desafios na formação do educador de jovens e adultos. In: Disponível em: < chrome-extension://efaidnbmnnnibpcajpcglclefindmkaj/http://29reuniao.anped.org.br/trabalhos/trabalho/GT18-2030--Int.pdf > Acesso em 26.ago.2022.

Downloads

Publicado

2023-05-31

Como Citar

RIBEIRO, B. T. de O.; GROENWALD, C. L. O. . O ENSINO DA MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: UMA ANÁLISE DA AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DO ESTUDANTE NA REDE MUNICIPAL DE MANAUS. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Cuiabá, Brasil, v. 11, n. 1, p. e23019, 2023. DOI: 10.26571/reamec.v11i1.14849. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/14849. Acesso em: 21 jun. 2024.