ANÁLISE DE FATORES QUE DIFICULTAM A PRÁTICA PEDAGÓGICA DOS PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA NAS ESCOLAS DA REDE MUNICIPAL DE SÃO PAULO

Autores

  • Daniel Teixeira Maldonado Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia
  • Sheila Aparecida Pereira dos Santos Silva Centro Universitário FIEO

Palavras-chave:

Prática Pedagógica, Educação Pública, Professores de Educação Física

Resumo

Este estudo descritivo analisa e compara as dificuldades percebidas por professores de Educação Física (EF) que trabalham em escolas públicas municipais da cidade de São Paulo ao realizar suas práticas pedagógicas. Solicitou-se que 79 professores de EF expressassem seu grau de desacordo/acordo em relação a 44 afirmações. O software SPSS, versão 21.0, foi usado para analisar estatisticamente as respostas, e o teste U de Mann-Whitney, com nível de significância de 5%, foi usado nas comparações. Vinte e cinco afirmações foram identificadas como pouco, muito ou extremamente prejudiciais para a prática pedagógica. Não houve diferença estatisticamente significativa na percepção de professores formados em diferentes décadas ou com diferentes tempos de experiência profissional. A maioria das dificuldades percebidas para a eficácia da prática pedagógica resultou de questões macroestruturais que afetam a rotina diária nas escolas. Nesse contexto, é necessária a participação efetiva dos docentes nas políticas públicas voltadas para a Educação Básica.

Biografia do Autor

Daniel Teixeira Maldonado, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Doutor em Educação Física pela Universidade São Judas Tadeu. Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo.

Sheila Aparecida Pereira dos Santos Silva, Centro Universitário FIEO

Doutora em Educação pela PUC. Docente do Centro Universitário FIEO (Unifieo)

Referências

ANDRÉ, Marli Eliza Dalmazo Afonso Etnografia da prática escolar. 14. ed. São Paulo: Papirus, 2008.

BERNARDI, Guilherme Bardemaker; MOLINA NETO, Vicente. Implicações da proletarização do trabalho docente na educação física escolar. Pensar a prática, v. 19, n. 2, p. 339-349, 2016.

BOSSLE, Fabiano; MOLINA NETO, Vicente; MOLINA, Rosane Kreusburg. The eye of the hurricane: autoethnography in the southern Brazilian school context. International journal of qualitative studies in education, v. 27, n. 10, p. 1226-1242, 2014.

BOZOGLU, Oğuzhan; GOKTURK, Söheyda. What’s Going on in Physical Education Classes in Turkey? An Insight into Student Attitude Towards Physical Education, Curricular Issues and School Conditions. Journal of Education and Practice, v. 7, n. 33, p. 156-165, 2016.

BRACHT, Valter. A constituição das teorias pedagógicas da educação física. Caderno Cedes, ano XIX, n. 48, p. 69-88, 1999.

BRACHT, Valter. Educação física & ciência: cenas de um casamento infeliz. 4. ed. Ijuí, RS: Unijuí, 2014.

FIGUEIREDO, Zenólia Christina Campos e colaboradores. Between the prescribed and the lived in physical education lessons. Sport, education and society, v. 21, n. 6, p. 945-962, 2016.

FREIRE, Elisabete Santos; MARQUES, Bruna Gabriela; MIRANDA, Maria Luiza Jesus. Teaching values in physical education classes: the perception of Brazilian teachers. Sport, education and society, v. 23, n. 5, p. 449-461, 2018.

GUEDES, Dartagnan; GASPAR, Eron. “Burnout” in a sample of brazilian physical education professional. Revista brasileira de educação física e esporte, v. 30, n. 4, p. 1011-1022, 2016.

GAUDREAULT, Karen Lux; RICHARDS, Andrew; WOODS, Amelia May. Understanding the perceived mattering of physical education teachers. Sport, Education and Society, v. 23, n. 6, 2018.

HESS, Cássia Maria; MOREIRA Evando Carlos; TOLEDO, Eliana. Dematerializing physical education in public schools: an indication of permanece. Motriz, v. 24, n. 2, e101820, 2018.

HUBERMAN, Michael. O ciclo de vida profissional dos professores. In: NOVOA, António. Vidas de professores. Porto, Portugal: Porto, 1995.

JENKINSON, Kate; BENSON, Amanada. Barriers to providing physical education and physical activity in Victorian State secondary schools. Australian journal of teacher education, v. 35, n. 8, p. 1-17, 2010.

LOPES, Jorge. O fazer do trabalho científico em ciências sociais aplicadas. Recife, PE: Editora Universitária da UFPE, 2016.

MACHADO, Thiago Silva e colaboradores. The practices of pedagogical divestiture in school physical education. Movimento, v. 16, n. 2, p. 129-147, 2010.

MALDONADO, Daniel Teixeira. Implementação da proposta curricular de Educação Física do município de São Paulo: análise a partir do cotidiano escolar. 344f. 2012. Dissertação (Mestrado em Educação Física). Universidade São Judas Tadeu, São Paulo, 2012.

MALDONADO, Daniel Teixeira.; SILVA, Sheila Aparecida Pereira Santos. Prática pedagógica e cotidiano escolar: os desafios enfrentados por professores de Educação Física. Educação e cultura contemporânea, v. 13 n. 32, p. 42-60, 2016.

MALDONADO, Daniel Teixeira; SILVA, Sheila Aparecida Pereira Santos; MIRANDA, Maria Luiza Jesus. Research of physical education in daily school life: the state of the art. Movimento, v. 20, n. 4, p. 1373 – 1395, 2014.

MARKONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos da metodologia científica. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

MISSIAS-MOREIRA, Ramon. Percepções de professores de educação física sobre educação inclusiva. Quaestio, v. 19, n. 2, p. 291-306, 2017.

OLIVEIRA, Dalila Andrade; VIEIRA, Lívia Fraga. Condições de trabalho docente: uma análise a partir de dados de sete estados brasileiros. In: OLIVEIRA, Dalila Andrade; VIEIRA, Lívia Fraga. Trabalho na educação básica: a condição docente em sete estados brasileiros. Belo Horizonte, MG: Fino Traço, 2012.

OSBORNE, Renata e colabordores. Obstacles for physical education teachers in public schools: an unsustainable situation. Motriz, v. 22, n. 4, p. 310-318, 2016.

POZZATI, Mariana e colaboradores. Condições de trabalho, tempo de carreira e dimensões da saúde de professores de educação física do Espírito Santo. Motrivivência, v. 27, n. 46, p. 99-118, 2015.

PORATH, Margareth e colaboradores. Fases de desinvestimento da carreira docente de professores de Educação Física. Movimento, v. 17, n. 4, p. 203-222, 2011.

QI, Jing; WANG, Lijuan; HA, Amy. Perceptions of Hong Kong physical education teachers on the inclusion of students with disabilities. Asia pacific journal of education, v. 37, n. 1, p. 86-102, 2017.

RUFINO, Luiz Gustavo Bonatto. O trabalho docente na perspectiva de professores de educação física: análise de alguns fatores condicionantes e suas restrições para o desenvolvimento da prática pedagógica. Movimento, v. 23, n. 4, p. 1257-1270, 2017.

SACRISTÁN, José Gimeno. O currículo: uma reflexão sobre a prática. 4. ed. Porto Alegre, RS: Artmed, 2017.

SOUZA, Sinara Pereira; NASCIMENTO, Paulo Rogério Barbosa; FENSTERSEIFER, Paulo Evaldo. Atuação docente em educação física escolar: entre investimento e desinvestimento pedagógico. Motrivivência, v. 30, n. 54, p. 143-159, 2018.

SÃO PAULO. Secretaria Municipal de Educação. Programa e implementação da educação física – 1ª a 8ª série. São Paulo: SME/DOT, 1988.

SÃO PAULO. Secretaria Municipal de Educação. Educação física: visão de área. São Paulo: SME/DOT, 1992.

SÃO PAULO. Secretaria Municipal de Educação. Orientações curriculares e proposição de expectativas de aprendizagem para o ensino fundamental: ciclo 2: educação física. São Paulo: SME/DOT, 2007.

SÃO PAULO. Secretaria Municipal de Educação. Programa Mais Educação São Paulo: subsídios para a implantação. São Paulo: SME/DOT, 2014.

SÃO PAULO. Secretaria Municipal de Educação. Direitos de Aprendizagem dos ciclos interdisciplinar e autoral: Educação Física. São Paulo: SME/COPED, 2016.

SOUZA NETO, Samuel e colaboradores. A formação do profissional de educação física no Brasil: uma história sob a perspectiva da legislação federal do século XX. Revista brasileira de ciências do esporte, v. 25, n. 2, p. 113-128, 2004.

TARDIF, Maurice. A profissionalização do ensino passados trinta anos: dois passos para a frente, três passos para trás. Educação e sociedade, v. 34, n. 123, p. 551-571, 2013.

TARDIF, Maurice; LESSARD, Claude. O trabalho docente: elementos para uma teoria da docência como profissão de interações humanas. 9. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2017.

TOLOI, Gabriela Gallucci et al. Inclusive classes in Physical education: teachers difficulties. Journal of international special needs education, v. 19, n. 1, p. 25-33, 2016.

WITTIZORECKI, Elisandro Schultz; FRASSON, Jéssica Serafim. Professores iniciantes: do choque com o real ao encontro da docência. In: CONCEIÇÃO, Victor Julierme Santos; FRASSON, Jéssica Serafim. Textos e contextos sobre o trabalho do professor de educação física no início da docência. Porto Alegre, RS: Sulina, 2016.

Downloads

Publicado

2019-12-09