TEMATIZAÇÃO DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA NO ENSINO MÉDIO

EXPERIÊNCIAS EDUCATIVAS EM UMA PERSPECTIVA INTERCULTURAL E ANTIRRACISTA

Autores

  • Daniel Teixeira Maldonado Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo, São Paulo, Brasil
  • Márcio Cardoso Coelho Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil
  • Priscila Moreira Magalhães Souza Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo, São Paulo, Brasil
  • Jadeh Moura Vieira Bastos Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo, São Paulo, Brasil

DOI:

10.51283/rc.v25i1.10920

Palavras-chave:

Pedagogia Intercultural, Ensino Médio, Educação Física

Resumo

Os projetos sociais esportivos têm como advento a promoção da prática de esportes e atividades física que aventem, também, possibilidades de transformações e ressignificações do status quo em ambientes com grandes demandas sociais, econômicas e educacionais. Dessa forma, o estudo buscou diagnosticar, em um projeto social esportivo, desenvolvido no contexto universitário, como são contemplados referenciais que contemplem os aspectos socioeducativos, técnico-táticos e histórico-cultural, chancelados pela disciplina da Pedagogia do Esporte e suas tendências metodológicas emergentes. A investigação foi pautada pela triangulação de dados oriundos de entrevistas com quatro dos membros fundadores, 11 responsáveis legais de alunos e alunas e análise documental do estatuto da instituição pesquisada. Os resultados demonstraram maior contemplação do referencial socioeducativo, realçando a importância de se estabelecer um contexto que viabilizem a participação, formação e a prática de valores sociais por meio do esporte, relativa preocupação com o referencial técnico-tático e lacunas quanto à exploração do referencial histórico-cultural no referido projeto social esportivo. Ressalta-se, assim, o cuidado com a elaboração do projeto político-pedagógico em instituições desta natureza e coerência teórico-prática com a aplicação dos pressupostos didático-metodológicos estabelecidos formalmente.

Referências

BAUMAN, Zygmunt. Vida para o consumo: transformação das pessoas em mercadoria. Rio de Janeiro: Zahar, 2008.

BOSSLE, Fabiano; BOSSLE, Cibele Biehl; NEIRA, Marcos Garcia. Desafios para a docência na educação física escolar. In: BOSSLE, Fabiano; WITTIZORECKI, Elisandro Schultz. Didática(s) da educação física: formação docente e cotidiano escolar. Curitiba, PR: CRV, 2016.

BROTTO, Fábio Otuzi. Jogos Cooperativos: se o importante é competir, o fundamental é cooperar. 5. ed. Santos, SP: Projeto Cooperação, 1997.

BUGARIM, Jonatha Pereira e colaboradores. A cultura afro-brasileira na educação básica: um estudo sobre o exercício da lei 10.639/03 em três escolas municipais de Tucuruí-PA. Motrivivência, v. 32, n. 62, p. 1-19, abr./ jun., 2020.

CANDAU, Vera Maria. Direitos humanos, educação e interculturalidade: as tensões entre igualdade e diferença. Revista brasileira de educação. v. 13, n. 37, p. 45-56, 2008.

______. Multiculturalismo e educação: desafios para a prática educativa. In: MOREIRA, Antonio Flávio; CANDAU, Vera Maria. Multiculturalismo: diferenças culturais e práticas pedagógicas. 10. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2013.

COELHO, Márcio Cardoso; ROCHA, Leandro Oliveira. O nosso “inédito viável”: diálogos sobre o lugar da educação física escolar. Revista brasileira de educação física escolar, ano 5, v. 2, p. 8-21, 2019.

COELHO, Márcio Cardoso e colaboradores. Negritude, pedagogia crítica e educação física escolar: uma possibilidade de diálogo entre Aimé Césaire e Paulo Freire. In: BOROWSKI, Eduardo Batista Von; MEDEIROS, Tiago Nunes; BOSSLE, Fabiano. Por uma perspectiva crítica na educação física escolar: ensaiando possibilidades. Curitiba, PR: CRV, 2020. p. 143-152.

CONTRERAS, José. Relatos de experiência, em busca de um saber pedagógico. Revista brasileira de pesquisa (auto) biográfica, v. 1, n. 1, p. 14-30, 2016.

CORSINO, Luciano Nascimento; CONCEIÇÃO, Willian Lazaretti. Educação física escolar e relações étnico-raciais: subsídios para a implementação das leis 10.639/03 e 11.645/08. Curitiba, PR: CRV, 2016.

CUNHA, Débora Alfaia. Brincadeiras africanas para a educação cultural. Castanhal, PA: Edição do Autor, 2016.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários para a prática educativa. 51. ed. Rio de Janeiro: Pax e Terra, 2015.

______. Pedagogia do oprimido. 69. ed. São Paulo/Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2019.

GOMES, Nilma Lino. Relações étnico-raciais, educação e descolonização dos currículos. Currículo sem fronteiras, v. 12, n. 1, p. 98-109, 2012.

______. O movimento negro educador: saberes construídos nas lutas por emancipação. Petrópolis, RJ: Vozes, 2017.

______. Educação e relações raciais: refletindo sobre algumas estratégias de atuação. In: MUNANGA, Kabengele. Superando o racismo na escola. 2. ed. Brasília, DF: MEC/BID/UNESCO, 2005.

GRANDO, Beleni Saléte; XAVANTE, Severiá Idioriê; CAMPOS, Neide da Silva. Jogos e brincadeiras indígenas: a memória lúdica de adultos e idosos de 18 grupos étnicos. In: GRANDO, Beleni Saléte. Jogos e culturas indígenas: possibilidades para a educação intercultural na escola. Cuiabá, MT: EdUFMT, 2010.

GRISON, Francine Cruz e colaboradores. Relações étnico-raciais na educação física escolar: estado da arte em teses e dissertações brasileiras. Coleção pesquisa em educação física, v. 19, n. 1, p. 91-99, 2020.

LARROSA BONDÍA, Jorge. Notas sobre a experiência e o saber de experiência. Revista brasileira de educação. n. 19, p. 19-28, 2002.

LIMA, Maurício; BARRETO. Antônio. O jogo da onça e outras brincadeiras indígenas. São Paulo: Panda Books. 2005.

LIMA, Isabela Talita Gonçalves de; BRASILEIRO, Lívia Tenório. A cultura afro-brasileira e a educação física: um retrato da produção do conhecimento. Movimento, v. 26, e26022, 2020.

NASCIMENTO, Abdias. O genocídio do negro brasileiro: processo de um racismo mascarado. 3. ed. São Paulo: Perspectiva, 2016.

______. O quilombismo: documentos de uma militância pan-africanista. 3. ed. São Paulo: Perspectiva, 2019.

NEIRA, Marcos Garcia. Ensino de educação física. São Paulo: Cengage Learning, 2010.

______. Análise e produção de relatos de experiência da educação física cultural: uma alternativa para a formação de professores. Textos FCC, v. 53, p. 52-64, 2017.

NOBREGA, Carolina Cristina dos Santos. Os orixás na educação física antirracista: educando no combate à intolerância religiosa. Revista brasileira de educação física escolar, ano 5, v. 2, p. 48-63, 2019.

OLIVEIRA, Luiz Fernandes; CANDAU, Vera Maria Ferrão. Pedagogia decolonial e educação antirracista e intercultural no Brasil. Educação em revista, v. 26, n. 1, p. 15-40, 2010.

PRISTA, António; TEMBE, Mussá; EDMUNDO, Hélio. Jogos de Moçambique. Centro de documentação e informação “Almir Cabral” - CIDAC: Instituto Nacional de Educação Física – INEF, 1992.

RIPOLL, Oriol; CURTO, Rosa María, Jogos de todo o mundo. 2. ed. São Paulo: Ciranda Cultural, 2011.

ROCHA, Leandro Oliveira. Reconhecimento intersubjetivo da multicultura corporal: o reposicionamento da teoria crítica na educação física escolar na perspectiva de Axel Honneth. 2019. 286f. Tese (Doutorado em Ciências do Movimento Humano). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, 2019.

SANTOMÉ, Jurjo Torres. Currículo escolar e justiça social: o cavalo de Troia da educação. Porto Alegre, RS: Penso, 2013.

SANTOS, Karolainy Benedet dos; BONA, Bruna Carolini de; TORRIGLIA, Patrícia Laura. A cultura afro-brasileira e a dança na educação física escolar. Motrivivência, v. 32, n. 62, p. 1-20, abr./ jun., 2020.

SILVA, Elizabeth de Jesus da. Desafios para o ensino da cultura e história da África: experiências com jogos africanos em escolas públicas. Novos olhares sociais, v. 1, n. 1, p. 186-212, 2018.

SLEE, Tom. Uberização: a nova onda do mercado precarizado. São Paulo: Elefante, 2017.

SOUSA SANTOS, Boaventura. O fim do império cognitivo: a afirmação das epistemologias do sul. Belo Horizonte, MG: Autêntica, 2020.

Downloads

Publicado

2021-03-29

Como Citar

Maldonado, D. T., Coelho, M. C., Souza, P. M. M., & Bastos, J. M. V. (2021). TEMATIZAÇÃO DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA NO ENSINO MÉDIO: EXPERIÊNCIAS EDUCATIVAS EM UMA PERSPECTIVA INTERCULTURAL E ANTIRRACISTA. Corpoconsciência, 25(1), 39-63. https://doi.org/10.51283/rc.v25i1.10920

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)