FORMAÇÃO EM MATEMÁTICA NA MODALIDADE A DISTÂNCIA: A CENA CIENTÍFICA EM TESES E DISSERTAÇÕES

Autores

DOI:

10.26571/reamec.v11i1.14108

Palavras-chave:

Formação de professores, Ensino de Matemática, Educação Matemática, Educação a Distância, Processo de Ensino e aprendizagem

Resumo

Refletir sobre o processo de ensino e aprendizagem da Matemática na modalidade a distância, a formação inicial em Matemática a distância, a Educação a Distância e a Educação Matemática constituem o campo de investigação desta proposta de artigo de caráter qualitativo, exploratório e analítico-descritivo, que empreendeu uma revisão sistemática das produções científicas por meio do mapeamento de estudos/pesquisas no Catálogo de Teses e Dissertações da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) objetivo de investigar como a formação em Matemática na modalidade a distância se encontra hoje no rol da produção científica acadêmica, considerando-se a relação Educação Matemática, formação em Matemática na modalidade à distância, o processo de ensino e aprendizagem da Matemática na modalidade a distância e Representações Sociais. O levantamento bibliográfico revelou uma produção científica diversificada, o que mostra possibilidades de mudanças de paradigmas convencionais quando colocados em cena o ensinar e o aprender Matemática na modalidade a distância.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Joeanne Neves Fraz, Universidade de Brasília (UnB), Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE), Brasília, Distrito Federal, Brasil.

Doutora em Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Brasília (PPGE/UnB, 2022), Linha de Pesquisa Educação em Ciências e Matemática (ECMA); Mestre em Educação pela UnB (PPGE/UnB, 2004); Especialista em Educação a Distância (UNOPAR, 2016); Licenciada e Bacharel em História pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Franca, UNESP, 1996). Integrante do Grupo de Pesquisa Dzeta Investigações em Educação Matemática ? DIEM (2018) e do Projeto de pesquisa ?Do ensino presencial ao ensino remoto emergencial em função da Covid-19: Apoios educacionais, sociais e tecnológicos para professores da rede pública de ensino do Distrito Federal?, ambos sob a coordenação do Prof. Dr. Geraldo Eustáquio Moreira (PPGE/UnB). Bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes, 2020). Docência no Ensino Superior (cursos de Pedagogia, Jornalismo, Serviço Social e Secretariado Executivo Bilíngue); Tutoria no curso de Licenciatura em Música a Distância (Disciplina: Estratégias de Ensino e Aprendizagem a Distância - UAB/UnB, 2014) e na disciplina Planejamento da Ação Docente (Faculdade Unyleya, 2019-2020); Orientadora de trabalhos de conclusão no curso de Especialização em Gestão de Políticas Públicas em Gênero e Raça (UnB, 2014; 2016); Gestora Pedagógica no Centro de Educação a Distância da Universidade de Brasília ? CEAD/UnB (3º Evento de Alinhamento para Aplicação de Exames e Avaliações do INEP, 2014; e do Projeto da Escola Nacional de Mediação e Conciliação-ENAM, Secretaria de Reforma do Judiciário/Ministério da Justiça, 2015-2017). 

Geraldo Eustáquio Moreira, Universidade de Brasília (UnB), Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE), Brasília, Distrito Federal, Brasil.

Realizou Pós-Doutorado em Educação no Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Educação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (ProPEd/UERJ, 2020). Possui Doutorado em Educação Matemática pela PUCSP (2012), com Estágio Doutoral na Universidade do Minho (Portugal); Mestrado em Educação pela UCB (2005); Pós-Graduação em de Ensino da Matemática pela UNICLAR (2000); Licenciatura em Ciências pela UEG (1996); Licenciatura em Matemática pela UNOESTE/SP (1999) e Licenciatura em Pedagogia pelo Instituto Superior Fátima/DF (2013). É Professor Adjunto da Universidade de Brasília - UnB, atuando na Faculdade de Educação, no Departamento de Métodos e Técnicas, onde é Chefe de Departamento pelo terceiro mandato; está vinculado aos Cursos de Educação (Licenciaturas) e é Professor/Pesquisador da Pós-Graduação, níveis Mestrado e Doutorado, do Programa de Educação (PPGE), onde desenvolve pesquisas assentadas na Linha Educação em Ciências e Matemática, relacionadas à Educação Matemática; à Matemática e à Educação. Desde 2022, é Tutor do Programa de Educação Tutorial de Educação do MEC junto à FE/UnB - PET-Edu. Tem feito pesquisa, ensino e extensão associados a uma atuação profissional que busca consolidar abordagens construtivistas na formação de professores de Matemática, sobretudo nas subáreas da Matemática, da Educação Matemática Inclusiva, da Etnomatemática e da Cognição Matemática. Associado a estes aspectos, tem atuado pela profissionalidade, trabalho e condições da docência de professores que ensinam Matemática; epistemologias e etnociências. Focaliza, de forma complementar e associada às questões de identidade e saberes, na formação para a docência neste campo, sobretudo no plano das didáticas específicas de Educação Matemática, Matemática e Educação Matemática Inclusiva. É líder do grupo de pesquisa "Dzeta Investigações em Educação Matemática - DIEM". Secretário Geral da SBEM Nacional (2019 - 2022). Membro da Diretoria Nacional Executiva da Sociedade Brasileira de Educação Matemática SBEM-Nacional, onde ocupa o cargo de Primeiro Secretário e compõe a Comissão Editorial Nacional, tendo coordenado os Editais de e-books da SBEM de 2020 e 2021. É, também, consultor e avaliador Ad Hoc do INEP/MEC/SINAES e avaliador Ad Hoc de revistas na área de Educação Matemática e Educação. 

Referências

ABRAEAD, Anuário Brasileiro Estatístico de Educação Aberta e a Distância. Anuário Brasileiro Estatístico de Educação Aberta e a Distância 2007. São Paulo: Instituto Monitor, 2007. Disponível em: http://www.abraead.com.br/anuario/. Acesso em: 15 abr. 2018.

ALMEIDA, M. C. A. As Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC), os novos contextos de ensino-aprendizagem e a identidade profissional de professores. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, v. 8, n. 221, jan./abr. 2008a. Disponível em: http://rbepold.inep.gov.br/index.php/rbep/article/view/723/699. Acesso em: 15 ago. 2020.

ALMEIDA, O. C. S. Evasão em cursos a distância: análise dos motivos de desistência. Mai. 2008b. Disponível em: http://www.abed.org.br/congresso2008/tc/552008112738pm.pdf. Acesso em: 27 fev. 2022.

ALMEIDA, O. C. S.; ABBAD, G.; MENESES, P. P. M.; ZERBINI, T. Evasão em Cursos a Distância: fatores influenciadores. Revista Brasileira de Orientação Profissional, jan.-jun. 2013, vol. 14, nº. 1, 19-33. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/rbop/v14n1/04.pdf. Acesso em: 10 abr. 2022.

ALMEIDA, M. A. Mediação e mediadores nos fluxos tecno-culturais contemporâneos. Informação & Informação, 19(2), 191-214, 2014. Disponível em: https://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/20000/pdf_24. Acesso em: 6 jul. 2020.

ARAÚJO, R. M. O uso de uma plataforma de ensino na aprendizagem dos sujeitos da geração Homo zappiens: uma experiência Matemática. 147f. 2015. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de Ciências e Matemática) – Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas/RS, 2015.

BELLONI, M. L. Educação a distância. 7. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2015 (Coleção Educação Contemporânea).

BIANCHINI, B. L.; BIANCHINI, M. A. Considerações sobre as competências e habilidades necessárias ao professor de Matemática para atuar com novas tecnologias aplicadas ao ensino. VIII Encontro Nacional de Educação Matemática, 2004. Disponível em: http://www.sbembrasil.org.br/files/viii/pdf/06/1RE03442487803.pdf. Acesso em: 1 mai. 2020.

BITTENCOURT, I. M.; MERCADO, L. P. L. Evasão nos cursos na modalidade de educação a distância: estudo de caso do Curso Piloto de Administração da UFAL/UAB. Ensaio: aval. pol. públ. Educ., Rio de Janeiro, v. 22, n. 83, p. 465-504, abr./jun. 2014. Disponível em: https://revistas.cesgranrio.org.br/index.php/ensaio/article/view/296.

BOGDAN, R.; BIKLEN, S. Investigação Qualitativa em Educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto, Portugal: Porto Editora, 1994.

BORBA, M. C. Educação Matemática a Distância Online: balanço e perspectivas. XIII Conferência Interamericana de Educação Matemática (CIAEM-IACME), Recife-PE, Brasil, 2011. Disponível em: http://www.rc.unesp.br/gpimem/downloads/artigos/borba/xiiiciem-edmatonline-balepersp.pdf. Acesso em: 1 mai. 2020.

BORBA, M. C. Educação Matemática a Distância Online: balanço e perspectivas. Cuadernos de Investigación y Formación Matemática, Costa Rica, ano 8, n. 11, p. 349-358, 2013. Disponível em: http://www1.rc.unesp.br/gpimem/downloads/artigos/borba/xiiiciaem-edmatonline-balepersp.pdf. Acesso em: 10 abr. 2020.

BORBA, M. C.; LLINARES, S. Online Mathematics Teacher Education: overview of an emergent field of research. In: ZDM Mathematics Education. 2012. 44: 697-704. DOI 10.1007/s11858-012-0457-3.

BRAGA, J. L.; CALAZANS, R. Comunicação e Educação: questões delicadas de interface. São Paulo: Hacker, 2001.

BRASIL, Ministério da Educação. Referenciais de Qualidade para a Educação Superior a Distância. 2007. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seed/arquivos/pdf/legislacao/refead1.pdf. Acesso em: 15 fev. 2017.

BRASIL, Ministério da Educação. Decreto Federal nº 5.800, de 08/06/2008. Dispõe sobre o Sistema Universidade Aberta do Brasil – UAB. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2006/Decreto/D5800.htm. Acesso em: 10 abr. 2020.

BRASIL, Ministério da Educação. Atualizada legislação que regulamenta Educação a Distância no país. 2017. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/component/content/article?id=49321. Acesso em: 28 ago. 2020.

BURNS, M. Distance Education for Teacher Training: Modes, Models, and Methods. Education Development Center, Inc. Washington, DC, 2011. Disponível em: https://www.edc.org/sites/default/files/uploads/Distance-Education-Teacher-Training.pdf. Acesso em: 6 jun. 2021.

CAMAS, N. P. V.; MANDAJI, M.; RIBEIRO, R. A.; MENGALLI, N. M. Professor e cultura digital: reflexão teórica acerca dos novos desafios na ação formadora para nosso. Revista Reflexão e Ação, Santa Cruz do Sul, v. 21, n. 2, p. 179-198, jul./dez. 2013. Disponível em: https://online.unisc.br/seer/index.php/reflex/article/view/3834. Acesso em: 6 jun. 2021.

CARVALHO, J. B. P. O que é Educação Matemática? Temas e Debates, n. 3, p. 17-26, São Paulo, 1991.

CHIARI, A. S. S. Tecnologias Digitais e Educação Matemática: relações possíveis, possibilidades futuras. Perspectivas da Educação Matemática, v. 11, n. 26, 28 fev. 2019. Disponível em: https://periodicos.ufms.br/index.php/pedmat/article/view/6570/5496. Acesso em: 8 nov. 2021.

COMARELLA, R. L. Educação Superior a Distância: evasão discente. 2009. 146 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia e Gestão do Conhecimento) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2009. Disponível em: http://btd.egc.ufsc.br/wp-content/uploads/2010/06/Rafaela-Lunardi-Comarella.pdf. Acesso em: 5 nov. 2017.

D’AMBROSIO, U. Educação Matemática: da teoria a prática. Campinas, SP: Papirus, 1996.

D’AMBROSIO, U. Por que se ensina Matemática? Disciplina à distância. São Paulo: SBEM, 2003.

D’AMBROSIO, U. A educação Matemática como disciplina. In: MIGUEL, A.; GARNICA, A. V. M.; IGLIORI, S. B. C.; D’AMBROSIO, U. A Educação Matemática: breve histórico, ações implementadas e questões sobre sua disciplinarização. Revista Brasileira de Educação, n. 27, p. 70-93, 2004.

FARIA, J. G. Gestão e organização da educação a distância em universidade pública: um estudo sobre a Universidade Federal de Goiás. 2011. 277 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2011.

FEITOSA, M. C.; DE AQUINO, A. A.; LAVOR, O. P. Ensino de retas e planos com auxílio do software Geogebra 3D Mobile. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática. Cuiabá, v. 8, n. 2, p. 374-391, 2020. https://doi.org/10.26571/reamec.v8i2.10042

FIORENTINI, D.; LORENZATO, S. Investigação em Educação Matemática: percursos teóricos e metodológicos. Campinas, SP: Autores Associados, 2012.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA - INEP. Sinopse Estatística da Educação Superior 2019. Brasília, DF: Inep, 2020. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/basica-censo-escolar-sinopse-sinopse. Acesso em: 19 nov. 2020.

LAPA, A.; PRETTO, N. L. Educação a distância e precarização do trabalho docente. Em aberto, Brasília (DF), v. 23, n. 84, p. 79-97, nov. 2010. Disponível em: https://repositorio.ufba.br/bitstream/ri/5569/1/1792-7441-1-PB.pdf. Acesso em: 20 set. 2020.

LIMA, J. C. A Matemática no Ensino a Distância. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. Ano 02, vol. 01. P. 603-612, abr./ 2017. Disponível em: https://www.nucleodoconhecimento.com.br/wp-content/uploads/2017/05/matematica-ensino-a-distancia.pdf. Acesso em: 8 nov. 2021.

MACHADO, V. F. Formação de professores nas modalidades de educação a distância e presencial: Representações Sociais de alunos sobre as modalidades de ensino. 2015. 134f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual de Ponta Grossa, Ponta Grossa (PR), 2015.

MAIA, M. C.; MEIRELLES, F. S.; PELA, S. K. Análise dos índices de evasão nos cursos superiores a distância do Brasil. Abril/2004. Disponível em: http://www.abed.org.br/congresso2004/por/pdf/073-TC-C2.pdf. Acesso em: 20 set. 2020.

MOORE, M.; KEARSLEY, G. Educação a Distância: uma visão integrada. São Paulo: Thomson Learning, 2008.

MORAN, J. M. Mudando a educação com metodologias ativas. In: SOUZA, C. A.; MORALES, O. E. T. (orgs.). Convergências Midiáticas, Educação e Cidadania: aproximações jovens. Vol. II, PG: Foca Foto-PROEX/UEPG, 2015. p. 15-33 (Coleção Mídias Contemporâneas).

MORAN, J. M. A educação que desejamos: novos desafios e como chegar lá. Campinas, SP: Papirus, 2007.

MOREIRA, G. E. O ensino de Matemática para alunos surdos: dentro e fora do texto em contexto. Educ. Matem. Pesq., São Paulo, v.18, n.2, p.741-757, 2016. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/emp/article/view/23486/pdf. Acesso em: 24 nov. 2020.

MOREIRA, G. E. Tendências em Educação Matemática com enfoque na atualidade. In: NEVES, R. S. P; DORR, R. C. (orgs.). Formação de Professores de Matemática: desafios e perspectivas. Curitiba, PR: Appris, 2019. p. 45-64.

MOREIRA, G. E.; MANRIQUE, A. L. Educação Matemática Inclusiva: diálogos com as teorias da atividade, da aprendizagem significativa e das situações didáticas. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2019.

MOREIRA; G. E.; SALLA, H. O Atendimento Pedagógico Domiciliar de alunos que não podem frequentar fisicamente a escola por motivos de saúde: Revisão Sistemática das investigações realizadas entre 2002 e 2015. Revista Educação Especial, v. 31, n. 60, jan./abr., 2018, p. 119-137. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial/article/view/26680/pdf. Acesso em: 6 ago. 2020.

MOREIRA, G. E.; SILVA, J. M. P.; LIMA, P. V. P. Revisão sistemática das contribuições de Malba Tahan para a Educação Matemática (2014-2017). Revemop, Ouro Preto, MG, v. 1, p. 379-396, 2019. Disponível em: https://periodicos.ufop.br:8082/pp/index.php/revemop/article/view/1845/1669. Acesso em: 6 ago. 2020.

MOURA, P. de S.; RAMOS, M. do S. F.; LAVOR, O. P. Investigando o ensino de trigonometria através da interdisciplinaridade com um simulador da plataforma Phet. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática. Cuiaá, v. 8, n. 3, p. 573-591, 2020. https://doi.org/10.26571/reamec.v8i3.10784

MOYSÉS, L. Aplicações de Vigotsky à Educação Matemática. Campinas, SP: Papirus, 2001.

NISKIER, A. Educação a Distância: a tecnologia da esperança. São Paulo: Loyola, 1999.

NOVELLO, T. P.; LAURINO, D. P. Educação a distância: seus cenários e autores. Revista Iberoamericana de Educación/Revista Ibero-americana de Educação, n.º 58/4, p. 1-15, Abr. 2012. Disponível em: https://rieoei.org/historico/deloslectores/4832Novello.pdf. Acesso em: 6 ago. 2020.

PAULIN, J. F. V. Educação Matemática, Tecnologias Digitais e Educação a Distância: um olhar retrospectivo para os artigos do SIPEM. In: ROSA, M.; BAIRRAL, M. A.; AMARAL, R. B. Educação Matemática, Tecnologias Digitais e Educação a Distância: pesquisas contemporâneas. São Paulo: Livraria da Física, 2015. p. 17-56.

PAULIN, J. F. V.; MISKULIN, R. G. S. Educação a Distância Online e Formação de Professores: práticas de pesquisas em Educação Matemática no estado de São Paulo. Bolema, Rio Claro (SP), v. 29, n. 53, p. 1084-1114, dez. 2015. Disponível em: https://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/bolema/article/view/9969. Acesso em: 6 ago. 2020.

PEREIRA, J. L. O cotidiano da tutoria. In: CORREA, J. (org.). Educação a distância: orientações metodológicas. Porto Alegre, RS: Artmed, 2007. p. 83-104.

QUEIROZ, C. R. O. Q. Desafios, conquistas e ferramentas da Matemática na EAD. Revista Sigmae, Alfenas, MG, v. 1, n. 1, p. 119-125, 2012. Disponível em: https://publicacoes.unifal-mg.edu.br/revistas/index.php/sigmae/article/view/98/33. Acesso em: 30 abr. 2020.

RAMOS, W. M. Fatores de evasão e persistência em cursos superiores online. ESUD 2014 – XI CONGRESSO BRASILEIRO DE ENSINO SUPERIOR A DISTÂNCIA, Florianópolis/SC, 05 - 08 ago. 2014, p. 2197-2211. Disponível em: http://esud2014.nute.ufsc.br/anais-esud2014/files/pdf/128192.pdf. Acesso em: 1 jun. 2020.

RAMOS, W. M.; ROSSATO, M. Democratização do acesso ao conhecimento e os desafios da reconfiguração social para estudantes e docentes. Revista Eletrônica de Educação, v.11, n.3, p.1034-1048, set./dez., 2017. Disponível em: http://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/viewFile/1906/655. Acesso em 1 jun. 2020.

RAVINDRAN, V.; SHANKAR, S. Systematic reviews and meta-analysis demystified. Indian J. Rheumatol. 10, 89 - 94. 2015. Disponível em: http://www.indianjrheumatol.com/temp/IndianJRheumatol10289-5239532_143315.pdf. Acesso em: 15 ago. 2020.

RODRIGUES, A. E. A.; COUTINHO, L. A.; MAFRA, J. R. S. Um Olhar sobre tecnologias digitais na formação de professores que ensinam Matemática. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, [S. l.], v. 10, n. 3, p. e22056, 2022. DOI: 10.26571/reamec.v10i3.14048. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/14048/11461. Acesso em: 10 dez. 2021.

ROMANOWSKI, J. P.; ENS, R. T. As pesquisas denominadas do tipo "estado da arte" em educação. Diálogo Educ., Curitiba (PR), v. 6, n.19, p.37-50, set./dez. 2006. Disponível em: https://periodicos.pucpr.br/index.php/dialogoeducacional/article/view/24176/22872. Acesso em: 18 out. 2021.

ROSSATO, M.; RAMOS, W. M.; MACIEL, D. M. A. Subjetividade e Interação nos Fóruns Online: reflexões sobre a permanência em Educação a Distância. Revista Reflexão e Ação, Santa Cruz do Sul (RS), v.21, n.2, p.399-429, jul./dez. 2013. Disponível em: https://online.unisc.br/seer/index.php/reflex/article/view/3740/3032. Acesso em: 1 de jun. 2020.

SANTOS, S. C. Discutindo sobre a evasão em um curso de licenciatura em Matemática a distância. EccoS Revista Científica, n. 34, mai-ago, 2014, p. 161-178. Universidade Nove de Julho São Paulo, Brasil. Disponível em: http://www.redalyc.org/pdf/715/71532890010.pdf. Acesso em: 26 out. 2019.

SILVA, E. V. As Representações Sociais da avaliação da aprendizagem em cursos de Licenciatura em Matemática On-Line. 2010. 183 f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática e Tecnológica) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife (PE), 2010.

SILVA, A. W.; LEAL, C. P. Tecnologias e Metodologias na Educação a Distância: passado e presente. In: FOFONCA, E. (coord.). Metodologias pedagógicas inovadoras: contextos da educação básica e da educação superior. Glaucia da Silva Brito, Marcelo Estevam, Nuria Pons Villardel Camas (orgs.). Curitiba, PR: Editora IFPR, 2018, v. 2, p. 57-69.

SILVA, J. M. P.; MOREIRA, G. E. As contribuições de John Dewey para a Educação Matemática Brasileira na década de 1930/1940. Revista Temporis[ação], v. 18, n. 2, p. 15-33, 2018. Disponível: https://www.revista.ueg.br/index.php/temporisacao/article/view/8357. Acesso em: 11 ago. 2020.

SILVA, L. F.; MOREIRA, G. E.; RIVERA, A. F. P.; RODOVALHO, M. R.; SALLA, H.; SILVA, E. C. Revisão sistemática de produções científicas sobre as práticas inclusivas em Educação Matemática. In: XII ENCONTRO NACIONAL DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA. Anais do XII ENEM: A Educação Matemática na contemporaneidade: desafios e possibilidades. São Paulo: SBEM, 2016, p. 1-11. Disponível em: http://www.sbem.com.br/enem2016/anais/pdf/7077_2992_ID.pdf. Acesso em: 11 ago. 2020.

SLOMSKI, V.; PROCÓPIO, A.; CAMARGO, A.; WEFFORT, E. Tecnologias e mediação pedagógica na educação superior a distância. Jistem: Journal of Information Systems and Technology Management, 13(1), 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/jistm/v13n1/1807-1775-jistm-13-1-0131.pdf. Acesso em: 28 jan. 2020.

TEIXEIRA, C. J.; FERREIRA, W. C.; FRAZ, J. N.; MOREIRA, G. E. Tecnologias e trabalho remoto em tempos de pandemia: concepções, desafios e perspectivas de professores que ensinam Matemática. Revista Devir Educação, Lavras-MG. Edição Especial, p. 118-140, Set./2021. Disponível em: http://devireducacao.ded.ufla.br/index.php/DEVIR/article/view/402/205. Acesso em: 29 out. 2021.

TEIXEIRA, A. S. M.; MUSSATO, S. Contribuições do software Geogebra nas aulas com sólidos geométricos de faces planas nos anos iniciais do ensino fundamental. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática. Cuiabá, v. 8, n. 3, p. 449-466, 2020. https://doi.org/10.26571/reamec.v8i3.10835

TEODORO, R. A. P. Perspectivas da Educação a Distância no ensino da Matemática. Revista Multitexto, 2015, v. 3, n. 02, p. 39-44. Disponível em: http://www.ead.unimontes.br/multitexto/index.php/rmcead/article/view/142. Acesso em: 29 set. 2020.

UNESCO. A Comissão Futuros da Educação da Unesco apela ao planejamento antecipado contra o aumento das desigualdades após a COVID-19. Paris, França: Unesco, 16 abr. 2020.

VIEL, S. R. Um olhar sobre a formação de professores de Matemática a Distância. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2012.

VILLARDI, R.; OLIVEIRA, E. G. Tecnologia na Educação: uma perspectiva sócio-interacionista. Rio de Janeiro: Dunya, 2005.

ZANETTE, E. N.; SANTOS, C. R.; GIACOMAZZO, G. F.; FIUZA, P. J. Educação a Distância no Ensino Superior: a experiência de uma equipe multidisplinar. In: ZANETTE, E. N.; GIACOMAZZO, G. F.; FIUZA, R. J. (orgs.). Tecnologias e inovações nas práticas pedagógicas: trajetórias e experiências. Jundiaí, SP: Paco Editorial, 2012. p. 13-23.

Downloads

Publicado

2023-02-05

Como Citar

FRAZ, J. N.; MOREIRA, G. E. FORMAÇÃO EM MATEMÁTICA NA MODALIDADE A DISTÂNCIA: A CENA CIENTÍFICA EM TESES E DISSERTAÇÕES. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Cuiabá, Brasil, v. 11, n. 1, p. e23007, 2023. DOI: 10.26571/reamec.v11i1.14108. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/14108. Acesso em: 14 abr. 2024.