DA TEORIA AO PLANEJAMENTO: OFICINA FORMATIVA E A DIMENSÃO DO PERFIL TEÓRICO CONHECIMENTO TECNOLÓGICO PEDAGÓGICO DO CONTEÚDO

Autores

DOI:

10.26571/reamec.v11i1.16304

Palavras-chave:

Ensino de Física, TPACK, Formação Docente Tecnológica

Resumo

Este estudo objetiva analisar de que maneira professores em formação inicial na área de Física, à luz do perfil teórico TPACK, incorporam a tecnologia em suas práticas pedagógicas para ensinar Física. Adotando uma abordagem qualitativa de natureza básica, assim como um procedimento de pesquisa participante, 14 licenciandos em Física participaram de uma oficina formativa com duração de 8 semanas. Nesse contexto, os dados foram construídos através da observação do comportamento dos licenciandos e da análise dos planos de aula por eles produzidos. A análise dos dados, através de abordagens indutivas e interpretativo-construtivas, evidencia que os licenciandos demonstram uma forte propensão à elementos relacionados ao TPACK, como criatividade, tomada de decisão e colaboração, durante o desenvolvimento da oficina e a elaboração dos planos de aula. Nesse sentido, eles estabelecem uma relação intrínseca entre a didática e a criação de um ambiente tecnologicamente enriquecedor a partir de conteúdos científicos, envolvente e de relevância.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Lucas Eduardo de Siqueira, Universidade Federal do Paraná (UFPR), Curitiba, Paraná, Brasil.

Mestrando em Educação em Ciências e em Matemática pelo PPGECM na UFPR; Possui graduação em Licenciatura em Física pela Universidade Federal do Paraná (2021). Atualmente é professor de Física da rede privada e do Estado. Tem experiência na área do Ensino de Física, com ênfase em Conhecimento Tecnológico (CT), atuando principalmente nos seguintes temas: formação docente, REA, TIC, TDIC, conhecimento tecnológico pedagógico do conteúdo (TPACK) e formação inicial de professores de Física.

Everton Bedin, Universidade Federal do Paraná (UFPR), Curitiba, Paraná, Brasil.

Graduado em Química Licenciatura Plena pela Universidade de Passo Fundo - UPF (2009). Especialista em Tecnologia de Informação e Comunicação na Educação - TICEDU - pela Universidade Federal de Rio Grande - FURG (2014), Gestão Educacional pela Universidade Federal de Santa Maria - UFSM (2018). Mestre em Educação em Química pela Universidade Federal de Uberlândia - UFU (2012). Doutor e Pós-Doutor em Educação em Ciências: química da vida e saúde pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS (2015). Atualmente é professor permanente no Departamento de Química da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e nos Programas de Pós-graduação em Educação em Ciências e em Matemática (PPGECM), onde atua como Vice-Coordenador, e no Mestrado Profissional em Química em Rede Nacional (PROFQUI). Possui experiência na área de Química com ênfase em Química, trabalhando, principalmente, nos temas: formação docente, ensino-aprendizagem, TICs, interdisciplinaridade e metodologias de ensino

Referências

ALVES, M. N. A.; VICTER, E. F. Jogos online e lúdicos: um impacto no ensino remoto. Brazilian Journal of Development, v. 8, n. 6, p. 47211-47222, 2022. Disponível em: <https://encurtador.com.br/bhrX0>. Acesso em 17 jul. 2023

BEDIN, E. O uso das tecnologias como processo cooperativo: uma avaliação docente-discente nas redes sociais. Revista Areté| Revista Amazônica de Ensino de Ciências, v. 10, n. 22, p. 166-178, 2017. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/arete/article/view/640>. Acesso em 30 jul. 2023

BEDIN, E.; DEL PINO, J. C. Tecnologias no Ensino de Química: Uma Avaliação Neurocientífica para os Processos de Ensino e Aprendizagem. Revista Debates em Ensino de Química, v. 2, n. 1, p. 31-40, 2016. Disponível em: <https://journals.ufrpe.br/index.php/REDEQUIM/article/view/1276>. Acesso em 8 jul. 2023

BEDIN, E.; DEL PINO, J. C. Aprendizagem Colaborativa e interações nas redes sociais: qualificação da educação básica. Revista Areté| Revista Amazônica de Ensino de Ciências, v. 8, n. 17, p. 187-201, 2017. Disponível em: <http://periodicos.uea.edu.br/index.php/arete/article/view/190>. Acesso em 27 jul. 2023

BEDIN, E.; MARQUES, M. S.; CLEOPHAS, M. G. Research on the Content, Technological, and Pedagogical Knowledge (TPACK) of Chemistry Teachers During Remote Teaching in the Pandemic in the Light of Students’ Perceptions. Journal of Information Technology Education: Research, v. 22, p. 001-024, 2023. https://doi.org/10.28945/5063

BELLONI, M. L.; GOMES, N. G. Infância, mídias e aprendizagem: autodidaxia e colaboração. Educação & Sociedade, v. 29, p. 717-746, 2008. https://doi.org/10.1590/S0101-73302008000300005

BRASIL. Pesquisa sobre o uso das Tecnologias de Informação e Comunicação nas escolas brasileiras. Comitê Gestor da Internet no Brasil. (CGI), 2016.

CLEOPHAS, M. G.; BEDIN, E. An investigative study on teachers' level of expertise on the triad science-pedagogy-technology: evaluating Chemistry classrooms during the pandemic. Ciência & Educação (Bauru), v. 28, 2022a. https://doi.org/10.1590/1516-731320220038

CLEOPHAS, M. G.; BEDIN, E. Panorama sobre o Conhecimento Tecnológico Pedagógico do Conteúdo (CTPC) à luz das percepções dos estudantes. RENOTE, v. 20, n. 1, p. 399-408, 2022b. https://doi.org/10.22456/1679-1916.126687

DA SILVA, A. S.; DE SIQUEIRA, L. E.; BEDIN, E. Base conceitual do conhecimento tecnológico pedagógico do conteúdo de professores de ciências exatas. Revista de Investigação Tecnológica em Educação em Ciências e Matemática, v. 1, p. 136-151, 2021. Disponível em: <https://revistas.unila.edu.br/ritecima/article/view/3178>. Acesso em 13 jul. 2023.

DA SILVA, W. A.; KALHIL, J. B. Modelo SK: um guia para utilização das tecnologias digitais no processo ensino-aprendizagem de ciências e matemática. REAMEC-Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, v. 9, n. 2, p. e21045-e21045, 2021. https://doi.org/10.26571/reamec.v9i2.11881

DOS SANTOS, C; DOS SANTOS, D. P.; DE LIMA, M. A. A importância da atividade lúdica na educação matemática. Revista Psicologia & Saberes, v. 9, n. 14, p. 79-87, 2020.

FALKEMBACH, G. A. M. O lúdico e os jogos educacionais. CINTED-Centro Interdisciplinar de Novas Tecnologias na Educação, UFRGS, p. 911, 2006.

FIELD, K. A. P.; RIBEIRO, K. D. F.; SOUZA, R. A. Utilização de Metodologias Ativas Apoiadas em Tecnologias Digitais para o Ensino de Química: Um Relato de Experiência. REAMEC–Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, v. 9, n. 2, 2021. https://doi.org/10.26571/reamec.v9i2.11890

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. Ediitora Atlas SA, 2008.

GOMES, C.; GONZALEZ REY, F. L. Psicologia e inclusão: aspectos subjetivos de um aluno portador de deficiência mental. Revista Brasileira de Educação Especial, v. 14, p. 53-62, 2008. https://doi.org/10.1590/S1413-65382008000100005

GONZÁLEZ REY, F. L. Pesquisa Qualitativa e Subjetividade: os processos de construção da informação. Cengage Learning Editores, 2005.

HEIDRICH, R. A.; DE ALMEIDA, C. M. M.; BEDIN, E. Observações e Práticas Pedagógicas de Química Baseadas nas Tecnologias Digitais no Ensino Médio. Ensino de Ciências e Tecnologia em Revista–ENCITEC, v. 12, n. 1, p. 167-185, 2022. https://doi.org/10.31512/encitec.v12i1.671

HOFER, M.; HARRIS, J. TPACK Research with Inservice Teachers: Where’s the TCK?. In RESTA, P. (Ed.). Proceedings of SITE 2012--Society for Information Technology & Teacher Education International Conference (pp. 4704-4709). Austin, Texas, USA: Association for the Advancement of Computing in Education (AACE). Retrieved November 12, 2023. https://www.learntechlib.org/primary/p/40352/.

KENSKI, V. M. Educação e Tecnologias: o novo ritmo da informação. 2 ed. Campinas: Papirus, 2007.

KIELT, E. D. et al. Utilização integrada do Just-In-Time Teaching e Peer Instruction como ferramentas de ensino de mecânica no ensino médio mediadas por APP. Dissertação de Mestrado. Universidade Tecnológica Federal do Paraná, 2017.

KOEHLER, M.; MISHRA, P. What is technological pedagogical content knowledge (TPACK)?. Contemporary issues in technology and teacher education, v. 9, n. 1, p. 60-70, 2009. https://www.learntechlib.org/primary/p/29544/.

KURZ, D. L.; BEDIN, E. As potencialidades das tecnologias de informação e comunicação para a área das ciências da natureza: uma investigação em periódicos da área. Interfaces da Educação, v. 10, n. 30, p. 199-220, 2019. https://doi.org/10.26514/inter.v10i30.3932

KURZ, D. L.; BEDIN, E.; GROENWALD, C. L. O. O ensino de ciências: especificidades pedagógicas entre o dizer e o fazer. REAMEC-Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, v. 8, n. 3, p. 692-712, 2020. https://doi.gov/10.26571/reamec.v8i3.11089

LÜDKE, M. O professor e a pesquisa. 6ª ed. Campinas: Papirus, 2009.

MAGALHÃES, I. A. de. Lúdico e tecnologia nos processos de ensino-aprendizagem da educação infantil. 2021. 40 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Pedagogia) - Universidade de Brasília, Brasília, 2021.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos de metodologia científica. São Paulo: Editora Atlas, 2010.

MISHRA, P.; KOEHLER, M. J. Technological pedagogical content knowledge: A framework for teacher knowledge. Teachers college record, v. 108, n. 6, p. 1017-1054, 2008. https://doi.org/10.1111/j.1467-9620.2006.00684.

MORALES-SOZA, M. G. M. TPACK para integrar efectivamente las TIC en educación: Un modelo teórico para la formación docente. Revista Electrónica de Conocimientos, Saberes y Prácticas, v. 3, n. 1, 133-148. https://doi.org/10.5377/recsp.v3i1.9796

ORTEGA, J. M. El conocimiento tecnológico pedagógico de contenido (TPCK): un análisis a partir de la relación e integración entre el componente tecnológico y conocimiento pedagógico de contenido. Tecné, Episteme y Didaxis: TED, n. 47, 2020. https://doi.org/10.17227/ted.num47-11339

RIBEIRO, P. R. L.; PIEDADE, J. M. N. Revisão sistemática de estudos sobre TPACK na formação de professores no Brasil e em Portugal. Rev. Educ. Questão, Natal, v. 59, n. 59, e-24458, jan. 2021. https://doi.org/10.21680/1981-1802.2021v59n59id24458

ROGERS, E. M. Lessons for guidelines from the diffusion of innovations. The Joint Commission journal on quality improvement, v. 21, n. 7, p. 324-328, 1995. https://doi.org/10.1016/S1070-3241(16)30155-9

ROLANDO, L. G. R.; LUZ, M. R. M. P; SALVADOR, D. F. O conhecimento tecnológico pedagógico do conteúdo no contexto lusófono: uma revisão sistemática da literatura. Revista Brasileira de Informática na Educação, v. 23, n. 03, 2015. http://dx.doi.org/10.5753/rbie.2015.23.03.174

SHULMAN, L. Knowledge and teaching: Foundations of the new reform. Harvard educational review, v. 57, n. 1, p. 1-23, 1987. https://doi.org/10.17763/haer.57.1.j463w79r56455411

SILVA, B. A tecnologia é uma estratégia. In. DIAS, P.; FREITAS, V. (org.) Actas da II Conferência Internacional Desafios 2001. Braga: Centro de Competência da Universidade do Minho do Projecto Nónio, p. 839-859, 2001.

VALENTE, J. A. Aprendizagem Ativa no Ensino Superior: a proposta da sala de aula invertida. Notícias, Brusque, 2013.

VILELA, J. L. L.; FERRAZ, A. C.; DE ARAÚJO, M. S. T. Utilização de recursos tecnológicos nas aulas de física como forma de superar as dificuldades impostas pela pandemia da COVID-19. REAMEC–Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, v. 9, n. 2, 2021. https://doi.org/10.26571/reamec.v9i2.11470

ZHANG, J. E. Integrative Analytics for Technological Pedagogical Content Knowledge. Complexity, 2021. https://doi.org/10.1155/2021/5774789

Downloads

Publicado

2023-11-29

Como Citar

SIQUEIRA, L. E. de; BEDIN, E. DA TEORIA AO PLANEJAMENTO: OFICINA FORMATIVA E A DIMENSÃO DO PERFIL TEÓRICO CONHECIMENTO TECNOLÓGICO PEDAGÓGICO DO CONTEÚDO. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Cuiabá, Brasil, v. 11, n. 1, p. e23094, 2023. DOI: 10.26571/reamec.v11i1.16304. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/16304. Acesso em: 16 jun. 2024.