DESCRIÇÃO DAS AÇÕES DOCENTES DE ESTUDANTES DE UM CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS EXATAS EM AULAS DE MATEMÁTICA COM JOGOS

Autores

DOI:

10.26571/reamec.v11i1.16004

Palavras-chave:

Ação Docente, Ensino de Matemática, Jogos lúdicos, Licenciatura

Resumo

O desenvolvimento da pesquisa que apresentamos neste artigo pautou-se na descrição das ações docentes de estudantes dos períodos finais de um Curso de Licenciatura em Ciências Exatas, em aula de Matemática planejada e executada com jogos. Assumimos nesta investigação a Análise de Conteúdo para elaborar os procedimentos metodológicos de coleta e análise dos dados, que foram obtidos por intermédio de gravações em vídeo e notas de campo provenientes da observação direta da sala de aula. Das análises realizadas emergiram quinze categorias vinculadas às ações descritas. Comparando com os resultados de pesquisas anteriores, verificamos que dez categorias foram manifestadas em outras ocasiões interpretativas, sendo elas: Agradecer; Comentar; Chamar a atenção; Escrever; Esperar; Explicar; Organizar; Pedir; Perguntar e Responder. No entanto, cinco novas categorias foram identificadas: Apresentar; Intervir; Interagir; Justificar; Supervisionar. Foi possível evidenciar também que as categorias expressam diversos tipos de relações com o ensinar em sala de aula, algumas delas relacionadas ao planejamento da aula, que neste caso considerou a utilização de jogos matemáticos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Denis Rogerio Sanches Alves, Universidade Federal do Paraná (UFPR), Palotina, Paraná, Brasil.

Denis R. Sanches Alves é Licenciado em Matemática (UNIPAR, 2000), Mestre em Ensino de Ciências e Educação Matemática pela Universidade Estadual de Londrina (2010), Doutor em Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca pela Unioeste/Toledo (2019). Pós Doutor em Ensino de Ciências e Educação Matemática na Universidade Estadual de Londrina. Atualmente é Professor do Departamento de Engenharia e Exatas na Universidade Federal do Paraná setor Palotina. Atua na área de Educação Matemática e Matemática Aplicada, principalmente em disciplinas de Cálculo e Estatística. Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências, Educação Matemática e Tecnologias Educativas. Membro do Grupo de Pesquisa em Educação Matemática (GPEM) criado em 2020 com linhas de pesquisa em Educação Matemática, Educação Não Formal, Formação de Professores de Matemática, Modelagem Matemática e História da Matemática. Participante do EDUCIM - Grupo de Pesquisa Educação em Ciências e Matemática (UEL/CNPq) vinculado ao Programa de Pós Graduação em Ensino de Ciências e Educação Matemática na Universidade Estadual de Londrina.

Sergio Mello Arruda, Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), Cornélio Procópio, Paraná, Brasil.

SERGIO DE MELLO ARRUDA é Bacharel em Física (USP, 1976), Mestre em Ensino de Ciências (USP, 1994) e Doutor em Educação (USP, 2001). Foi professor da Universidade Estadual de Londrina (UEL) de 1978 a 2016. Foi Professor Visitante Sênior da Universidade Tecnológica Federal do Paraná de 2017 a 2019. Coordenou diversos projetos de pesquisa e extensão financiados pelo CNPq, CAPES, Vitae. Possui diversos artigos e trabalhos publicados em Ensino de Ciências e Matemática. Orientou diversas dissertações de mestrado e teses de doutorado em Ensino de Ciências e Matemática. Cargos exercidos: coordenador do Programa em Ensino de Ciências e Educação Matemática da UEL (PECEM) de 2002 a 2004; diretor do Museu de Ciência e Tecnologia da UEL de 2009 a 2014; coordenador institucional do projeto PIBID/UEL de 2009 a 2013; Pró-reitor de extensão da UEL de 2014 a 2016. Atualmente é: professor permanente do Programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências e Educação Matemática da Universidade Estadual de Londrina (PECEM/UEL); professor permanente do Programa de Pós-graduação em Ensino da Universidade Estadual do Norte do Paraná (PPGEN/UENP); professor colaborador do Programa de Pós-graduação em Ensino de Matemática da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (PPGMAT/UTFPR). É membro da Rede Nacional de Ciência para a Educação (CpE). É membro da Rede de Pesquisa sobre a Relação com o Saber (Reperes). É líder do grupo de pesquisa EDUCIM, criado em 2002 (http://educim.com.br/). Linhas de pesquisa atuais: Formação de professores em Ciências e Matemática; Ensino-aprendizagem em Ciências e Matemática; Relação com o saber em sala de aula; Ação docente, ação discente e suas conexões. Bolsista de Produtividade do CNPq - nível 1D.

Marinez Meneghello Passos, Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), Cornélio Procópio, Paraná, Brasil.

MARINEZ MENEGHELLO PASSOS é Bacharel e Licenciada em Matemática (UEL, 1981-1982), Mestre em Matemática (UEL, 1989), Mestre em Educação (UEL, 2004) e Doutora em Educação para a Ciência (Unesp, 2009). Professora da Universidade Estadual de Londrina de 1982 a 2015. Desde 2015 atua como Professora Sênior da Universidade Estadual de Londrina, vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciência e Educação Matemática (PECEM). Desde 2017 atua como Professora Colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Ensino (PPGEN) da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP). Possui diversos artigos e trabalhos publicados em Educação Matemática e Ensino de Ciências. Orientou (e ainda orienta) diversas dissertações de mestrado e teses de doutorado em Ensino, Educação Matemática e Ensino de Ciências. Supervisionou (e ainda supervisiona) estágios pós-doutoral. Atuou (e ainda atua) em projetos de extensão, ensino e pesquisa como coordenadora e/ou colaboradora. Autora de livros didáticos em Matemática e Ciências para o Ensino Fundamental e a Educação de Jovens e Adultos. Atualmente coordena e colabora com projetos de pesquisa. É líder do grupo de pesquisa EDUCIM, criado em 2002 [http://www.educim.com.br/]. Dedica-se atualmente às seguintes linhas de pesquisa: Análises Qualitativas; Formação de Professores; Educação Informal; Ensino e Aprendizagem de Matemática e Ciências; Metacognição. Atualmente participa do Projeto de Cooperação Internacional entre a Universidade Licungo de Moçambique e a Universidade Estadual de Londrina do Brasil, sendo orientadora de dois doutorandos. Foi bolsista Produtividade da Fundação Araucária no período de 2014-2016; bolsista Sênior da Fundação Araucária no período de 2016-2019. ORCID: http://orcid.org/0000-0001-8856-5521. Bolsista Produtividade do CNPQ - nível 2 - aprovado no Edital 06/2019 (vigência 2020-2023). Bolsista Produtividade do CNPQ - nível 2 - aprovado no Edital 09/2022 (vigência 2023-2026).

Referências

ANDRADE, E. C.; ARRUDA, S. M.; PASSOS, M. M. Descrição da ação docente de professores de Matemática por meio da observação direta da sala de aula. Educação Matemática Pesquisa, São Paulo, v. 20, n. 2, p. 349-368, 2018. Disponível em: https://www.periodicos.unifra.br/index.php/VIDYA/article/view/2158/2194. Acesso em: 22 jul. 2022.

ARRUDA, S. M.; PASSOS, M. M.; BROIETTI, F. C. D. The Research Program on Teacher Action, Student Action and their Connections (PROACTION): Fundamentals and Methodological Approaches. REPPE – Revista de Produtos Educacionais e Pesquisas em Ensino, Cornélio Procópio, v. 5, n. 1, p. 215-246, 2021. Disponível em: https://seer.uenp.edu.br/index.php/reppe/article/view/2407/978. Acesso em: 15 jun. 2022.

BANHEZA, K. V. G.; MAFFI, G. M.; FIGUEIRA, M. M. T.; STABACK, C. E.; JESUS, M. T.; GOTZ, D. B.; ALVES, D. R. S. Ensinando matemática através da educação não formal por meio jogos matemáticos. Extensão em Foco, Curitiba, n. 19, p. 129-144, 2019. http://dx.doi.org/10.5380/ef.v0i19.62929.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Porto: Edições 70, 2011.

BRAZ, L. H. C.; MORAIS, A. R. S.; MIRANDA, P. K.; DE OLIVEIRA, P. R. O jogo e o ensino de matemática: uma experiência de revisão de conceitos aritméticos básicos com alunos do 1º ano do Ensino Médio. ForScience, Belo Horizonte, v. 6, n. 1, p. 1-17, 2018. http://dx.10.29069/forscience.2018v6n1.e00349.

CARMO, A. P. C.; SOUSA, R. S.; GALIAZZI, M. C. Experiências estéticas na formação de professores de ciências e matemática: influências da hermenêutica gadameriana. Educação Matemática Pesquisa, São Paulo, v. 24, n. 2, p. 404-432, 2022. http://dx.doi.org/10.23925/1983-3156.2022v24i2p404-432.

DIAS, M. P.; ARRUDA, S. de M.; PASSOS, M. M. Conexões entre as ações docentes e discentes em uma aula de Matemática planejada com jogos. Research, Society and Development, Vargem Grande Paulista, v. 11, n. 4, p. 1-13, 2022. http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v11i4.27061.

DIAS, M. P.; ARRUDA, S. M.; OLIVEIRA, A. C.; PASSOS, M. M. Relações com o ensinar e as categorias de ação do professor de Matemática. Caminhos da Educação Matemática em Revista, São Cristóvão, v. 7, n. 2, p. 66-75, 2017. Disponível em: https://aplicacoes.ifs.edu.br/periodicos/index.php/caminhos_da_educacao_matemati ca/article/view/144/133. Acesso em: 17 maio 2022.

FLICK, U. Introdução à pesquisa qualitativa. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

GOMES, M. C. D.; ALVES, D. R. S.; DETSCH, D. T. Jogos matemáticos como uma ferramenta de ensino. Extensão em Foco, Curitiba, n. 27, p. 172-191, 2022. http://dx.doi.org/10.5380/ef.v0i27.80668.

GRANDO, R. C. O conhecimento matemático e o uso de jogos na sala de aula. 2000. 239 f. Tese (Doutorado) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2000. Disponível em: http://repositorio.unicamp.br/Acervo/Detalhe/210144. Acesso em: 30 ago. 2023.

GRANDO, R. C. Recursos didáticos na educação Matemática: jogos e materiais manipulativos. Revista Eletrônica Debates em Educação Científica e Tecnológica, Vila Velha, v. 5, n. 02, p. 393-416, 2015. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/graduacao/article/viewFile5969/4319. Acesso em: 30 ago. 2023.

HERMANN, W.; COQUEIRO, V. S.; PACHECO, P. S. Um panorama das publicações de quatro periódicos da área de educação de matemática a respeito de jogos como recursos didáticos para o ensino de matemática. Research, Society and Development, Vargem Grande Paulista, v. 9, n. 10, p. 1-21, 2020. http://doi.org/10.33448/rsd-v9i10.9002.

LEIVAS, J. C. P.; NADALON, D. O.; SOARES, G. O.; LUTZ, M. R. Recurso didático para ensinar Geometria: O uso de dobras de papel para obter regiões poligonais/polígonos. REAMEC – Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, [S. l.], v. 5, n. 2, p. 265-281, 2017. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/5715/pdf. Acesso em: 15 jun. 2023.

LIMA, P. H.; CABRAL, L. F.; SILVANO, A. M. C. Análise das principais metodologias ativas utilizadas no ensino de matemática na educação básica: um estudo bibliográfico. REAMEC – Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, [S. l.], v. 9, n. 2, p. 1-22, 2021. http://doi.org/10.26571/reamec.v9i2.12530.

MARTINS, T. D.; GOLDONI, V.; SANTOS, M. B. Educação não formal: trabalhando em uma educação diferenciada. Revista da Graduação, Belo Horizonte, v. 2, n. 2, p. 1-19, 2009. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/graduacao/article/viewFile5969/4319. Acesso em: 21 jun. 2022.

MOURA, P. C.; VIAMONTE, A. J. Jogos matemáticos como recurso didático. Revista da Associação de Professores de Matemática, v. 3, n. 2, p. 1-9, 2006. Disponível em: https://docplayer.com.br/298911-Jogos-matematicos-como-recurso-didactico-paula-cristina-moura-ana-julia-viamonte-universidade-portucalense-paulacmouraster-gmail-com-ajs-upt.html. Acesso em: 19 jun. 2022.

SANTANA, O. A. T. Usando jogos para ensinar Matemática. In: Programa de Desenvolvimento Educacional – PDE, Curitiba, Paraná, 2007. Disponível em: http://www.gestaoescolar.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/producoes_pde/artigo_onelcy_aparecida_tiburcio_santana.pdf. Acesso em: 6 fev. 2023.

STABACK, C. E.; MAFFI, G. M.; BANHEZA, K. V. G.; JEZUS, M. T. de; ALVES, D. R. S. Educação não formal: ensinando Matemática através de Jogos. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE ENSINO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, 6., 2018, Ponta Grossa. Anais [...]. Ponta Grossa, PR, 2018. Disponível em: http://www.sinect.com.br/2018/selecionados.php. Acesso em: 3 mar. 2023.

VICENTIN, F. R.; PASSOS, M. M.; ARRUDA, S. de M. Caracterização das ações de alunos e professor que exploram objetos de aprendizagem em aulas de Matemática. Revista Paranaense de Educação Matemática, Campo Mourão, v. 9, n. 20, p. 62-88, 2021. http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v10i2.12221.

Downloads

Publicado

2023-10-21

Como Citar

ALVES, D. R. S. .; MELLO ARRUDA, S.; PASSOS, M. M. . DESCRIÇÃO DAS AÇÕES DOCENTES DE ESTUDANTES DE UM CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS EXATAS EM AULAS DE MATEMÁTICA COM JOGOS. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Cuiabá, Brasil, v. 11, n. 1, p. e23063, 2023. DOI: 10.26571/reamec.v11i1.16004. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/16004. Acesso em: 25 fev. 2024.