PERFIL DOS EGRESSOS DA TURMA 2013 DO PPGECEM/REAMEC

Autores

DOI:

10.26571/reamec.v11i1.15098

Palavras-chave:

Acompanhamento de Egressos., REAMEC., Amazônia Legal.

Resumo

Este trabalho tem o objetivo de traçar o perfil dos egressos da segunda turma Programa de Pós- Graduação em Educação e Ciências e Matemática (PPGECEM) da Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática (REAMEC), buscando identificar o impacto dessa formação na vida dos egressos e na região amazônica. A pesquisa consiste em um estudo de caso, no qual se utilizou análise documental e questionário on line para produção dos dados, analisados estatisticamente (questões fechadas) e por Análise Textual Discursiva (ATD) (questões abertas). Como resultados temos a distribuição dos egressos por gênero e instituição em que trabalham, bem como o impacto da formação doutoral por campo de atuação, inserção em grupos de pesquisa e programas de pós-graduação e produção acadêmica (ensino, pesquisa, extensão e gestão). Constatou-se um número significativo de mulheres nessa turma (26 mulheres e 16 homens), representando uma porcentagem de 59%. Em relação à formação inicial dos egressos, notou-se a predominância dos cursos de licenciaturas em Pedagogia e Matemática. Quanto ao intervalo de tempo entre a graduação e o doutorado, vinte (20) dos doutores esperaram entre 11 a 20 anos para cursar doutorado, evidenciando a escassez de oferta de cursos dessa natureza na Amazônia Legal. O principal impacto da formação doutoral dessa turma pode ser notado na produção científica sobre Ensino de Ciências e Matemática e os egressos vêm contribuindo com a criação e manutenção de grupos de pesquisa e programas de pós-graduação na área, além de seu importante papel na formação de professores na região amazônica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Virgílio Bandeira do Nascimento Filho, Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Parintins, Amazonas, Brasil.

Possui Mestrado em Teologia com a Linha de Pesquisa Educação Comunitária com Infância e Juventude pela Faculdade EST (2014). Doutor do Programa de Pós-graduação em Educação em Ciências e Matemática (REAMEC), Pós-Graduação em Didática do Ensino Superior pela Faculdade Tháhiri/Iseama - AM (2009), Pós Graduação em Gestão Estratégica e Qualidade pela Ucam - Universidade Cândido Mendes RJ (2004). Graduado em Pedagogia pela UFPA - (Universidade do Estado do Pará (1999). Professor Concursado da Universidade do Estado do Amazonas ministrando as disciplinas Estágio, Didática, Pesquisa e prática Pedagógica, Currículo Educacional, Sociologia da Educação, Legislação da Educação Básica. Desenvolve pesquisa sobre Formação de Professores e Didática. Faz parte do grupo de Pesquisa EDUCIENCIA, Laboratório de Ensino de Ciências - EDUCIENCIA, do(a) Universidade Federal de Rondônia.

Elizabeth Antonia Leonel de M. Martines , Universidade Federal de Rondônia (UNIR), Ji-Paraná, Rondônia, Brasil.

Graduada em Licenciatura em Ciências pela Faculdade de filosofia, Ciências e Letras (atual Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (Ibilce) da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho) em 1973 e em Ciências Biológicas pela Faculdade de Ciências e Letras de Votuporanga (1974), mestre (2000) e doutora (2005) em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pela Universidade de São Paulo. Atualmente é professora aposentada da Universidade Federal de Rondônia - UNIR. Coordenou na UNIR o Doutorado em Educação em Ciências e Matemática (PPGECEM) ofertado pela REDE AMAZÔNICA DE EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS E MATEMÁTICA (REAMEC). É docente colaboradora do programa de pós-graduação: REAMEC / PPGECEM - Linhas de pesquisa "Formação de professores" e "Fundamentos e metodologias de Educação em ciências e matemática"; Lidera (vice líder) o Grupo de pesquisa Laboratório de Ensino de Ciências (EDUCIENCIA) registrado no CNPq. Coordenou projetos de formação de professores de Biologia financiados pela CAPES (LICBIO e PIBID). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação em Ciências, atuando principalmente nos seguintes temas: formação de professores, ensino de ciências naturais, ensino de biologia, ensino e aprendizagem de ciências e pesquisa ação colaborativa. Coordenou o Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio em Rondônia de janeiro a junho de 2014 e participou do programa como formadora de julho 2014 a maio de 2015.

Referências

ANDRIOLA, W. B.; BARROZO FILHO, J. L.; NOGUEIRA, P. R. M. de C. Avaliação de Instituições de Ensino Superior (IES): relevância do acompanhamento de alunos egressos para o aprimoramento acadêmico. Educação & Linguagem, ano 5, nº 2, Dez. 2018, p. 1-16. Disponível em: https://www.scielo.br/j/aval/a/thtJxftVXVGK4MMVCKGb6Dy/abstract/?lang=pt. Acesso em: 25/06/2023.

ALVES, A. C. T. O Programa de Pós-Graduação da Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática: estudo da trajetória profissional de egressos. Tese (Doutorado em Educação em Educação em Ciências e Matemática). 2018. Cuiabá-MT. Disponível em: <https://www1.ufmt.br/ufmt/un/publicacao/ppgecem?busca=Ana+Claudia+Tasinaffo+Alves&filtro=autor&categoria>. Acesso em: mai. de 2020.

ALVES, A. C. T.; MELLO, I. C. de. Doutorado da Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática sob a perspectiva dos egressos. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, [S. l.], v. 8, n. 2, p. 147–166, 2020 https://doi.org/10.26571/reamec.v8i2.9979

BARROS, V. Relatório Global de Gap de Gênero 2022 - Fórum Econômico Mundial - Insight Report Julho 2022. Disponível em: https://pt.linkedin.com/pulse/relat%C3%B3rio-global-de-gap-g%C3%AAnero-2022-forum-econ%C3%B4mico-valeria-barros?trk=public_post. Acesso em 24 fev. 2023.

CAPES – Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Documento de Área 2019 – Área 46 Ensino. Brasília, 2019. Disponível em: https://www.gov.br/capes/pt-br/centrais-de-conteudo/ENSINO.pdf . Acesso em: 26 mai. 2022.

CGEE - Centro de Gestão e Estudos Estratégicos. Brasil: Mestres e Doutores 2019. Brasília, DF. Disponível em: https://mestresdoutores2019.cgee.org.br. Acesso em: fev. 2023.

DAMEÃO, A.; FARIAS, G. dos S.; PEREIRA, P. S. Discussões sobre Formação de Professores e Interdisciplinaridade: O que dizem as Resoluções CNE/CP2/2015 e CNE/CP2/2019? REAMEC – Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática. Cuiabá, v. 11, n., 1, e23020, jan./dez., 2023. http://dx.doi.org/10.26571/reamec.v11i1.14343 .

DIAS SOBRINHO, J. Avaliação da educação superior. Petrópolis: Vozes, 2000.

DIAS SOBRINHO, J. Avaliação Institucional: instrumento de qualidade educativa. A experiência da UNICAMPI. In: DIAS SOBRINHO, J.; BALZAN, N. C. Avaliação institucional. Teoria e experiência. 3ed. São Paulo: Cortez, 2005.

DIAS SOBRINHO, J. Avaliação Educativa: Produção de sentidos com valor de formação. Avaliação – Revista da Avaliação da Educação Superior, Campinas, Sorocaba/SP, v. 13, n. 1, p. 193-207, mar. 2008. Disponível em: < https://www.scielo.br/pdf/aval/v13n1/a11v13n1.pdf> Acesso em mai. 2020.

ESPARTEL, L. B. O uso da opinião dos egressos como ferramenta de avaliação de cursos: o caso de uma instituição ensino superior catarinense. Revista Alcance – Eletrônica, v. 16, n. 1, p. 102 – 114, 2009. Disponível em: https://periodicos.univali.br/index.php/ra/article/view/1050. Acesso em: junho de 2020.

GUEDES, M. de C. A presença feminina nos cursos universitários e nas pós-graduações: desconstruindo a ideia da universidade como espaço masculino. História, Ciências, Saúde – Manguinhos, Rio de Janeiro, v.15, supl., p.117-132, jun. 2008. Disponível em: https://www.scielo.br/j/hcsm/a/tPvR4dWz5GzGCgn4c6GCZHp/abstract/?lang=pt. Acesso em fev. 2023.

LIMA, L. A.; ANDRIOLA, W. B. Acompanhamento de egressos: subsídios para a avaliação de Instituições de Ensino Superior (IES). Avaliação, Campinas; Sorocaba, SP, v. 23, n. 1, p. 104-125, mar. 2018. Disponível em: https://www.scielo.br/j/aval/a/thtJxftVXVGK4MMVCKGb6Dy/?format=pdf. Acesso em 07/11/2022.

MACCARI, E. A.; TEIXEIRA, G. C. Estratégia de Planejamento de Projeto para Acompanhamento de Alunos Egressos de Programa de Pós-Graduação. Revista Administração, Santa Maria, v.7, n.1, p. 101-116, 2014. Disponível em: http://www.spell.org.br/documentos/ver/31436/estrategia-e-planejamento-de-projeto-para-acompanhamento-de-alunos-egressos-de-programas-de-pos-graduacao-stricto-sensu. Acesso em: 25/06/2023.

MARTINES, E. A. L. de M. O currículo possível na educação superior: Estudo sobre o curso de Biologia em uma universidade amazônica. Tese (Doutorado em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano) 2005. Universidade de São Paulo. São Paulo-SP. Disponível em:<https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47131/tde-22032007-163140/pt-br.php> Acesso em: 05 mai. 2020.

MORAES, R; GALIAZZI, M. C. Análise textual discursiva: processo reconstrutivo de múltiplas faces. Ciência & Educação, v. 12, n. 1, p. 117-128, 2006. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-3132006000100009. Acesso em: 06 jul. 2020.

MOTA, J. L. T. Estudo da Eficácia da Formação de Graduandos Através da Avaliação de Egressos. 2014. 161 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Ceará. Fortaleza – CE. Disponível em: https://repositorio.ufc.br/handle/riufc/9176. Acesso em: maio de 2021.

NASCIMENTO FILHO, V. B. Processo formativo de egressos no doutorado em educação em ciências e matemática da REAMEC – Avaliação com a segunda turma (2013). 194f. Tese. (Doutorado em Educação em Ciências e Matemática) - Universidade Federal do Mato Grosso, PPGECEM/REAMEC. Cuiabá/MT, 2022.

REAMEC. Projeto de criação do Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática da Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática (PPGECEM / REAMEC). Comissão de Elaboração, Cuiabá, 2008.

SANTOS, J. P. C. Relações entre Ensino de Ciências e Matemática e minorias sociais na Amazônia: Contribuições dos egressos da Terceira Turma da REAMEC. 227f. Tese (Doutorado em Educação em Ciências e Matemática) - Universidade Federal do Mato Grosso, PPGECEM/REAMEC. Cuiabá/MT, 2022.

SAUL, A. M. Avaliação Emancipatória - Desafio à teoria e à prática da avaliação e reformulação do currículo. 2 ed. São Paulo: Cortez ed. /Autores Associados, 1991.

SAUL, A. M. Avaliação Emancipatória - Desafio à teoria e à prática da avaliação e reformulação do currículo. Editora Cortez, 2000.

¬¬

SAUL, A. M. Avaliação Emancipatória - Desafio à teoria e à prática da avaliação e reformulação do currículo. Editora Cortez, 2010.

SOUSA, A. G. de. Avaliação emancipatória do currículo e desenvolvimento profissional: um estudo com formadores da licenciatura em ciências biológicas do IFRO. Tese (Doutorado em Educação em Ciências e Matemática. REAMEC. Universidade Federal de Mato Grosso. Cuiabá, 2018. Disponível em: <https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=7136769> Acesso em: mai. 2020.

Downloads

Publicado

2023-08-30

Como Citar

NASCIMENTO FILHO, V. B. do; MARTINES , E. A. L. de M. . PERFIL DOS EGRESSOS DA TURMA 2013 DO PPGECEM/REAMEC. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Cuiabá, Brasil, v. 11, n. 1, p. e23050, 2023. DOI: 10.26571/reamec.v11i1.15098. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/15098. Acesso em: 21 jun. 2024.