ESTUDO DO EFEITO FOTOELÉTRICO POR PROBLEMATIZAÇÃO NO INSTITUTO FEDERAL EM XAPURI/AC

Autores

DOI:

10.26571/reamec.v10i1.13224

Palavras-chave:

Três Momentos Pedagógicos, Ensino de Física, Efeito fotoelétrico

Resumo

O ensino sobre o efeito fotoelétrico nas escolas de Ensino Médio, muitas vezes, é negligenciado, geralmente, por fazer parte da ementa do último ano da disciplina de Física. Com a necessidade de os alunos acompanharem os avanços tecnológicos presentes no cotidiano, em particular, desenvolvidos a partir do uso de fotocélulas, o trabalho tem como objetivo relatar a experiência didática sobre esse tema utilizando os Três Momentos Pedagógicos, realizada com estudantes do Instituto Federal do Acre em Xapuri, cidade do interior do estado. O estudo do efeito fotoelétrico e sua utilidade observada no dia a dia, como acionamento de portas, torneiras, iluminação pública e demais aplicações foram problematizados. Como resultado, destaca-se que foi possível verificar a participação, o entusiasmo e o envolvimento dos alunos nas discussões sobre o tema abordado, bem como uma reflexão crítica entre eles sobre alguns problemas vivenciados na própria cidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Isaías Fernandes Gomes, Instituto Federal do Acre (IFAC), Xapuri, Acre, Brasil.

Professor de Física do Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia de Rondônia - IFAC/ Campus Xapuri. Mestre em Ensino de Física pelo Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física (MNPEF). Especialista Latu Senso em Ensino de Ciências e Matemática; Graduado em Física.

Bianca Martins Santos, Universidade Federal do Acre (UFAC), Rio Branco, Acre, Brasil.

Atualmente é professora da Universidade Federal do Acre (UFAC), onde atua como coordenadora do programa de pós-graduação do Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física (MNPEF/ Polo 59), vice coordenadora do curso de licenciatura em física e docente vinculada ao Mestrado Profissional em Ensino de Ciências e Matemática (MPECIM). No momento, coordena o subprojeto de Física do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) financiado pela Capes que teve início em Agosto de 2018. Possui Pós-Doutorado (2016), no Instituto de Física, na Universidade Federal Fluminense (I.F.U.F.F.), Doutorado (2015) em Física Nuclear Teórica pela Universidade Federal Fluminense (UFF), Mestrado (2011) em Engenharia nuclear pelo Instituto Militar de Engenharia (IME) e graduação em Licenciatura em Física (2008) pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). Desenvolve pesquisa na área de Ensino de Física e em Física Nuclear Teórica; e projetos de ensino, pesquisa e extensão na área de formação inicial e continuada de professores de física.

Gahelyka Aghta Pantano Souza, Universidade Federal do Acre (UFAC), Rio Branco, Acre, Brasil.

Professora na Universidade Federal do Acre (UFAC). Licenciada em Química e Mestre em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Doutora em Educação pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Vice líder do Grupo de Estudo, Pesquisa, Extensão em Ensino de Ciências (GEPEEC). Vice-líder do Núcleo de Ensino e Pesquisa em Química (NEPQ/UFAC) e Coordenadora do Laboratório de Ensino e Pesquisa em Química (LEPQ/UFAC). Atualmente é professora e pesquisadora no curso de Licenciatura em Química da UFAC na área de Ensino de Química e Coordenadora da Residência Pedagógica-Química [2020-2022]. Tem experiência na área de Química e Ensino de Química com ênfase em Materiais Didáticos e Formação Inicial e Continuada de Professores.

Antonio Romero da Costa Pinheiro, Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF), Macaé, Rio de Janeiro, Brasil.

Graduação em Física (2010) pela Universidade Federal do Acre - UFAC. Graduação Intercâmbio em Física (2011) na Universidade de Milano - UNIMI. Especialização em Geologia do Petróleo e Gás (2021) pela Universidade Católica de Petrópolis - UCP. Mestrado em Física (2013), com área de concentração em Óptica Quântica e Informação Quântica, na Universidade Federal Fluminense - UFF. Doutorado em Física (2016), com área de concentração em Física Nuclear, pelo Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas - CBPF. Trabalhou no desenvolvimento de novas ferramentas educacionais para o ensino de física a distância do Centro de Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro - CEDERJ. Atualmente é professor na Universidade Federal do Acre, no Departamento de Física. Pesquisa nas áreas de Geofísica do Petróleo, Física Nuclear, Eletromagnetismo e Energias Renováveis, Simulação Computacionais e Ensino de Física. Coordenou o Curso de Física da Universidade Federal do Acre por seis anos. Colaborador técnico da Plataforma Moodle e Professor Formador em Educação a Distância no NIEAD-Ufac. Professor Permanente no Mestrado em Ensino de Física - MNPEF-Ufac e no Doutorado de Biodiversidade e Biotecnologia da Amazônia Legal BIONORTE - Ufac. Coordenador do Laboratório Estação de Geofísica Aplicada do Acre - GFISA. Atualmente, é pós-doutorando no Grupo de Inferência de Reservatório (GIR) do Laboratório de Engenharia e Exploração de Petróleo - LENEP/UENF.

Referências

BOGDAN, R.; BIKLEN, S. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Trad. Maria João Alvarez, Sara Bahia dos Santos e Telmo Morim Baptista. Porto: Porto Editora, 1994.

BONFIM, D. D. S.; COSTA, P. C. F.; NASCIMENTO, W. J. A abordagem dos três momentos pedagógicos no estudo de velocidade escalar média. Experiências em Ensino de Ciências, Cornélio Procópio, v. 13, n. 1, p. 187-197, 2019. Disponível em: https://if.ufmt.br/eenci/artigos/Artigo_ID465/v13_n1_a2018.pdf. Acesso em: 19 mar. 2022

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. 2018. Disponível em:http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/historico/BNCC_EnsinoMedio_embaixa_site_110518.pdf. Acesso em: 16 set. 2021.

DA ROSA, C. T. W.; CÓTICA, R. P.; HENRIQUE, L. Analogias no estudo de eletricidade nos livros didáticos de física. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, v. 15, n. 3, p. 363-379, 2016. Disponível em: http://reec.uvigo.es/volumenes/volumen15/REEC_15_3_3_ex1012.pdf. Acesso em: 19 mar. 2022.

DELIZOICOV, Demétrio; ANGOTTI, José André. Metodologia do ensino de ciências. São Paulo: Cortez Editora, 1990.

DELIZOICOV, Demétrio. Conhecimento, tensões e transições. 1991. 219f. Tese (Doutorado) – Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, Programa de Pós-Graduação em Educação, São Paulo, 1991. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/75757/82794.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 08 dez. 2021.

DELIZOICOV, Demétrio; ANGOTTI, José André; PERNAMBUCO, Marta Maria. Ensino de Ciências: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2002.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 17ª. Ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, v. 3, p. 343-348, 1987.

GRASSELLI, E. C.; GARDELLI, D. O ensino da física pela experimentação no ensino médio: da Teoria à prática. Os Desafios da Escola Pública Paraense na Perspectiva do Professor, v. 1, 2014, p. 99-120, ISBN 978-85-8015-080-3. Disponível em: http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/cadernospde/pdebusca/producoes_pde/2014/2014_uem_fis_artigo_erasmo_carlos_grasselli.pdf. Acesso em: 08 dez. 2021.

KOPP, F. A.; DE ALMEIDA, V. Analogias e metáforas no ensino de Física Moderna apresentadas nos livros didáticos aprovados pelo PNLD 2018. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 36, n. 1, p. 69-98, 2019. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/fisica/article/view/2175-7941.2019v36n1p69. Acesso em: 19 mar. 2022

MELHORATO, R. L.; NICOLI, G. T. Da física clássica à moderna: o simples toque de uma sirene. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 34, n. 3, 2012. https://doi.org/10.1590/S1806-11172012000300011.

MOTISUKI DIAS, E. S.; RODRIGUES, I. L. A.; MIRANDA, H. R.; CORRÊA, J. A. Roda de conversa como estratégia de educação em saúde para a enfermagem / Conversation wheel as education strategy in health for nursing. Revista de Pesquisa Cuidado é Fundamental Online, [S. l.], v. 10, n. 2, 2018, p. 379–384.https://doi.org/10.9789/21755361.2018.v10i2.379-384.

MORAN, J. M. O vídeo na sala de aula. Comunicação & Educação, n. 2, 1995, p. 27-35. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/comueduc/article/view/36131. Acesso em: 08 dez. 2021.

NUSSENZVEIG, H. M. Curso de física básica, v. 4: ótica, relatividade, física quântica. 2 ed. São Paulo: Blucher. 2014.

RICARDO, E. C.; FREIRE, J. C. A. A concepção dos alunos sobre a física do Ensino Médio: um estudo exploratório. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 29, n. 2, p. 251-266, 2007. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbef/a/pQXFH3DqqbvMf6JW6rxXjJs/abstract/?lang=pt. Acesso em 19 mar. 2022.

ROCHA, D. M.; RICARDO, E. C. As crenças de autoeficácia de professores de Física: um instrumento para aferição das crenças de autoeficácia ligadas a Física Moderna e Contemporânea. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 31, n. 2, p. 333-364, 2014. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/fisica/article/view/2175-7941.2014v31n2p333. Acesso em: 19 mar. 2022.

SILVA, I. P.; MERCADO, L. P. L.. Revisão sistemática de literatura acerca da experimentação virtual no ensino de Física. Ensino & Pesquisa, [S.l.], jan. 2019. ISSN 2359-4381. Disponível em: http://periodicos.unespar.edu.br/index.php/ensinoepesquisa/article/view/2381. Acesso em: 08 dez. 2021.

SILVA, J. N. A.; VASCONCELOS NETO, J. A.; XIMENES, C. A. P.; MORAIS, A. C. S. A experimentação como ferramenta motivacional no ensino de física / Experimentation as a motivational method in physics teaching. Brazilian Journal of Development, v. 6, n. 12, 2020, p. 102473-102485. https://doi.org/10.34117/bjdv6n12-664.

VALADARES, E. C.; MOREIRA, A. M. Ensinando física moderna no segundo grau: efeito fotoelétrico, laser e emissão de corpo negro. Caderno Catarinense de Ensino de Física, Florianópolis, v. 15, n. 2, ago. 1998, p. 121-135. Disponível em: https://antigo.periodicos.ufsc.br/index.php/fisica/article/view/6896/7584. Acesso em: 08 dez. 2021.

ZABALA, A. A prática educativa: como ensinar. Porto Alegre: Editora Artes Médicas Sul Ltda., 1998.

Publicado

2022-04-05

Como Citar

FERNANDES GOMES, I. .; SANTOS, B. M.; SOUZA, G. A. P.; PINHEIRO, A. R. da C. ESTUDO DO EFEITO FOTOELÉTRICO POR PROBLEMATIZAÇÃO NO INSTITUTO FEDERAL EM XAPURI/AC. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Cuiabá, Brasil, v. 10, n. 1, p. e22019, 2022. DOI: 10.26571/reamec.v10i1.13224. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/13224. Acesso em: 21 jun. 2024.

Edição

Seção

Educação em Ciências