PRÁTICAS E FORMAÇÕES DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA NO ENSINO REMOTO: LETRAMENTO DIGITAL COMO DESAFIO NO PÓS-PANDEMIA

Autores

DOI:

10.26571/reamec.v10i1.12985

Palavras-chave:

ensino de matemática, Pandemia, Letramento digital, Prática e formação docente

Resumo

O contexto pandêmico da covid-19 tornou-se um momento oportuno ao debate da formação tecnológica de professores e da prática de ensinar em ambientes virtuais. Assim, o objetivo do estudo foi evidenciar aspectos do aprender e ensinar e do letramento digital de professores que ensinaram matemática na Educação Básica, durante o ensino remoto emergencial. Este artigo caracteriza-se como uma pesquisa exploratória, com amostragem por conveniência e não-probabilística, seguindo uma abordagem mista, com dados qualitativos e quantitativos. A coleta de dados consistiu na aplicação de questionários digitais, voltada para professores de matemática que realizaram atividades de ensino remoto, no ano letivo de 2020 e em parte de 2021. Obteve-se repostas de 70 docentes. Os resultados evidenciam o uso de diversas estratégias pelos docentes para enfrentar as exigências do ensino remoto, bem como investimentos próprios para aquisição de equipamentos. O baixo letramento digital da maioria dos professores foi enfrentado com procura autônoma de qualificação e adesão aos pacotes das grandes empresas de tecnologia, frisando-se a ausência das secretarias e das instituições de ensino na formação para as aulas remotas. Conclui-se que o ensino remoto de matemática foi, muitas vezes, um desafio solitário do professor, ao arcar com ônus financeiros e formativos para obtenção de algum êxito. Apesar dos esforços individuais, o letramento digital docente ainda se impõe como pauta política a ser enfrentada no pós-pandemia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Claúdio Lopes de Freitas, Universidade Federal do Pará (UFPA), Belém, Pará, Brasil.

Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Docência em Educação em Ciências e Matemáticas da Universidade Federal do Pará (PPGDOC/UFPA). Especialista em Educação para Relações Étnico-raciais (IFPA/NEAB/Belém). Graduado em Pedagogia (UFPA). Tecnólogo em Gestão da Tecnologia da Informação (FAPAN). Formação Profissional em Tecnologia da Informação e Comunicação (SENAC/Belém). Possui experiência docente em Educação Superior na Universidade Federal do Pará e no Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica - PARFOR/Pedagogia/UFPA e em cursos profissionalizantes pela MICROLINS/Belém. Atualmente sou professor da Secretaria de Estado de Educação (SEDUC); ministrante de oficinas de formação continuada de professores para o uso de tecnologias digitais e educacionais e desenvolvedor de sites acadêmicos e comerciais. Atua ainda como assessor em TI, tendo como foco a produção de material didático digital.

Débora Alfaia da Cunha, Universidade Federal do Pará (UFPA), Castanhal, Pará, Brasil.

Doutorado em Educação pela Universidade de Brasília (Unb) e Mestrado em Planejamento do Desenvolvimento pelo Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (Naea/UFPA). Possui Graduação em Pedagogia (1996), habilitação em Supervisão escolar (1997), especialização em Corporeidade, esporte e educação (1998) e em Estatísticas educacionais (2006), todos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Atualmente é Professora do quadro permanente da UFPA, lotada no Campus Universitário de Castanhal. Na graduação. ministra as disciplinas: fundamentos teórico-metodológicos para o ensino de matemática, ludicidade, motricidade e corporeidade, bem como as relacionadas ao trabalho científico. Na extensão, coordena o projeto de formação continuada de educadores e de vivências lúdicas em cultura africana e afro-brasileira, voltado a educação das relações étnico-raciais. Na pesquisa, coordena o Grupo de Estudo e Pesquisa em interculturalidade e Educação (GEPIntE), voltado à problemática intercultural em espaços educativos, em especial na Educação Superior.

Elizabeth Cardoso Gerhardt Manfredo, Universidade Federal do Pará (UFPA), Belém, Pará, Brasil.

Doutora (2013) e Mestre (2004) em Educação em Ciências e Matemáticas - PPGECM/UFPA; especialista em Educação e Problemas Regionais (2000)-PPGED/UFPA; Graduada em Pedagogia(1998) pela UFPA; é professora de ensino superior, Associada I, do Instituto de Educação Matemática e Científica (IEMCI) da Universidade Federal do Pará(UFPA) onde atua no ensino de graduação e de pós-graduação desde 2009. Coordena o projeto de pesquisa: Letramentos matemático e científico na formação e na prática de professores dos anos iniciais do Ensino Fundamental (2019-2020), vinculado ao PPGDOC-IEMCI. Tem experiência e estudos no campo da formação e saberes de professores para a docência na Educação Básica e Superior com temas que incluem a perspectiva do professor-pesquisador reflexivo da própria prática; processos de aprendizagens envolvendo a alfabetização e letramento em linguagem, bem como os letramentos matemático e científico de alunos do primeiro ao quinto ano e da Educação de Jovens e Adultos (EJA) do Ensino Fundamental anos iniciais; abordagens em estudos que consideram histórias de vida; saberes docentes; pesquisa narrativa; biografia e autobiografia; memorial de formação; projetos de trabalho; currículo; planejamento de ensino e de pesquisa; gêneros textuais na docência; leitura e produção de gêneros textuais acadêmicos.

Referências

BERALDO, R.; FONTENELLE, R. (Trad.). O que é o software livre? GNU. [S.L.]. Disponível em: https://www.gnu.org/philosophy/free-sw.pt-br.html. Acesso em: 22 jul. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria Nº 343, de 17 de março de 2020. Dispõe sobre a substituição das aulas presenciais por aulas em meios digitais enquanto durar a situação de pandemia do Novo Coronavírus - COVID-19. Brasília: 2020. Disponível em: https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-343-de-17-de-marco-de-2020-248564376. Acesso em: 12 jun. 2021.

CHANG, Gwang-Chol; YANO, Satoko. How are countries addressing the Covid-19 challenges in education? A snapshot of policy measures. Unesco. 24 de mar. de 2021. Disponível em: https://world-education-blog.org/2020/03/24/how-are-countries-addressing-the-covid-19-challenges-in-education-a-snapshot-of-policy-measures/. Acesso em:14 fev. de 2022.

CORDEIRO, K. M. de A. O Impacto da Pandemia na Educação: A Utilização da Tecnologia como Ferramenta de Ensino. Faculdades IDAAM. Manaus, 2020. Disponível em: http://idaam.siteworks.com.br/jspui/handle/prefix/1157. Acesso em: 20 jun. 2021.

CORRÊA, J. N. P.; BRANDEMBERG, J. C. Tecnologias digitais da informação e comunicação no ensino de matemática em tempos de pandemia: desafios e possibilidades. Boletim Cearense de Educação e História da Matemática, v. 8, n. 22, p. 34–54, 2020. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/BOCEHM/article/view/4176. Acesso em: 26 jun. 2021. Doi: https://doi.org/10.30938/bocehm.v8i22.4176.

CUNHA, D. A.; FREITAS, C. L. de. Formação de professores e inclusão digital no Plano Nacional de Formação dos Professores da Educação Básica (PARFOR). In: I Seminário Linguagens, Tecnologias e Práticas Docentes. Grupo de Estudos em Linguagens e Práticas Educacionais na Amazônia (GELPEA) CCSE/UEPA. 2012.

FERNANDES, R. O Google Meet completa um ano grátis e cresce no Brasil. TechTudo. 29 de abr. de 2021. Disponível em: https://www.techtudo.com.br/noticias/2021. Acesso em 29 abri. 2021.

FERREIRA, L. A.; CRUZ, B. D. S.; ALVES, A. O.; LIMA, I. P. Ensino de Matemática e Covid-19: práticas docentes durante o ensino remoto. EM TEIA – Revista de Educação Matemática e Tecnológica Iberoamericana, vol. 11 – Nº 2 – 2020. Disponível em: < https://periodicos.ufpe.br/revistas/emteia/article/view/247850>. Acesso em: 12 jun. 2021. DOI: https://doi.org/10.36397/emteia.v11i2.247850.

FRANÇA, M. D. V. de. A utilização do laboratório de informática pelos docentes como uma ferramenta de ensino. In: V EPEAL. Pesquisa em Educação: desenvolvimento, ética e Responsabilidade Social. Programa de Pós-graduação em Educação (PPGE). Universidade Federal de Alagoas. 2010. Disponível em: https://docplayer.com.br/storage/26/8727852/1630874456/IhWlTYq3CBVGYlQRB1DDNA/8727852.pdf. Acesso em: 06 jun. 2021.

FRÓES, J. R. M. A relação Homem-Máquina e Questão da Cognição. Salto para o Futuro. TV e Informática na Educação. Brasília: MEC, 1999. (Séries Estudos). Disponível em: http://edu3051.pbworks.com/f/foes+cognicao_aula2.PDF. Acesso em: 04 jul. 2021.

MARQUES, P. P. M.; ESQUINCALHA, A. C. Desafios de se ensinar matemática remotamente: os impactos da pandemia Covid-19 na rotina de professores. IX Seminário de Pesquisa em Educação Matemática do Rio de Janeiro – Edição Virtual, 2020. Disponível em: http://eventos.sbem.com.br/index.php/spem-rj/ix-spem-rj/paper/view/1399/1167. Acesso em: 29 mai. 2021.

MOTA, R. Em meio à pandemia, Google vê aumento nas buscas e crescimento de 13%. Olhar Digital. [S.L.]. 29 de abr. de 2020. Disponível em: https://olhardigital.com.br/2020/04/29/coronavirus/em-meio-a-pandemia-google-ve-aumento-nas-buscas-e-crescimento-de-13/. Acesso em 29 abri. 2021.

PARANHOS, R.; FIGUEIREDO FILHO, D. B.; ROCHA, E. C.; SILVA JÚNIOR, J. A.; FREITAS, D. Uma introdução aos métodos mistos em Ciência Política. Revista Sociologias, Porto Alegre, RS, v. 18, n. 42, ago. 2016. ISSN 1807-0337. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/sociologias/article/view/54268. Acesso em: 18 maio. 2021. Doi: https://doi.org/10.1590/15174522-018004221.

REIS, M. A. dos; NANTES, E. A. S.; MACIEL, C. M. L. A. Letramento Digital: uma investigação da teoria à prática docente dos professores do Estado de Mato Grosso. Revista Prática Docente, [S. l.], v. 3, n. 1, p. 249-262, 2018. Disponível em: http://periodicos.cfs.ifmt.edu.br/periodicos/index.php/rpd/article/view/88. Acesso em: 18 jul. 2021. Doi: https://doi.org/10.23926/RPD.2526-2149.2018.v3.n1.p249-262.id88.

RITTER, D.; SCHMITZ, G.; BULEGON, A.; TOLENTINO-NETO, L. Percepções de professores de Matemática sobre as aulas remotas: uma análise à luz da teoria fundamentada nos dados. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 12, n. 3, p. 1-19, 6 jun. 2021. Disponível em: https://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/2965. Acesso em: 26 jun. 2021. Doi: https://doi.org/10.26843/rencima.v12n3a38.

ROSA, L. S.; MACKEDANZ, L. F. A análise temática como metodologia na pesquisa qualitativa em educação em ciências. Revista Atos de Pesquisa em Educação, v.16, e8574, 2021. Disponível em https://proxy.furb.br/ojs/index.php/atosdepesquisa/article/view/8574. Acesso em: 02 jul. 2021. Doi: http://dx.doi.org/10.7867/1809-0354202116e8574.

SANTOS, J. E. B.; ROSA, M. C; SOUZA, D. S. O ensino de matemática online: um cenário de reformulação e superação. Revista Interacções, vol. 16, Nº 55. 2020. Disponível em: https://revistas.rcaap.pt/interaccoes/article/view/20894. Acesso em: 05 jun. 2021. Doi: https://doi.org/10.25755/int.20894.

SOARES, M. B. Novas práticas de leitura e escrita: letramento na cibercultura. Disponível em: https://www.scielo.br/j/es/a/zG4cBvLkSZfcZnXfZGLzsXb/?lang=pt&format=pdf. Acesso em: 23 jul. 2021. Doi: https://doi.org/10.1590/S0101-73302002008100008.

SOUZA, V. V. S. Letramento digital e formação de professores. Revista Língua Escrita, n. 2, p. 55-69, dez. 2007. ISSN 1981-6847. Disponível em: https://www.ceale.fae.ufmg.br/pages/view/lingua-escrita-n-2.html. Acesso em: 22 jul. 2021.

TEIXEIRA, A. S. M.; MUSSATO, S. Contribuições do software GeoGebra nas aulas com sólidos geométricos de faces planas nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, [S. l.], v. 8, n. 3, p. 449-466, 2020. DOI: 10.26571/Reamec.v8i3.10835. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/10835. Acesso em: 31 jul. 2021.

WAGNER, F. R. Habilidade e Inclusão Digital – O papel das escolas. Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br). Pesquisa sobre o Uso das Tecnologias da Informação e da Comunicação no Brasil 2009. São Paulo, 2010, p. 47-51. Disponível em: https://cetic.br/media/docs/publicacoes/2/tic-2009.pdf. Acesso em: 27 jun. 2021.

Publicado

2022-03-02

Como Citar

FREITAS, C. L. de; CUNHA, D. A. da; MANFREDO, E. C. G. PRÁTICAS E FORMAÇÕES DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA NO ENSINO REMOTO: LETRAMENTO DIGITAL COMO DESAFIO NO PÓS-PANDEMIA. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Cuiabá, Brasil, v. 10, n. 1, p. e22012, 2022. DOI: 10.26571/reamec.v10i1.12985. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/12985. Acesso em: 21 jun. 2024.

Edição

Seção

Educação Matemática