ENSINO DA MATEMÁTICA EM INTERFACE COM A LÍNGUA MATERNA: PRÁTICA PEDAGÓGICA INTERDISCIPLINAR

Autores

DOI:

10.26571/reamec.v8i3.10452

Palavras-chave:

Ensino. Sequência Didática. Matemática Escolar. Interdisciplinaridade.

Resumo

Um dos grandes desafios para o processo de ensino e aprendizagem é organizar esse processo de forma interdisciplinar, evitando, sempre que necessário e possível, a fragmentação do ensino. Pensar o ensino de Matemática de maneira interdisciplinar requer, primeiramente, refletir sobre a formação do professor que ensina Matemática nos anos iniciais de escolarização e as condições didático-pedagógicas que são possibilitadas para sua rotina diária na escola. Nestes termos, este artigo tem como objetivo analisar uma prática pedagógica sobre o ensino de Matemática em interface com a língua materna, nos anos iniciais do Ensino Fundamental, desenvolvida na perspectiva interdisciplinar. O contexto da investigação foi uma turma do 2º ano do Ensino Fundamental de uma escola da rede municipal de São Francisco do Pará. A inserção no espaço de pesquisa, a organização da sequência didática e o desenvolvimento das práticas, deu-se durante o terceiro bimestre de 2018. A metodologia da pesquisa está estruturada em uma abordagem qualitativa do tipo pesquisa participante. A pesquisa foi fundamentada, principalmente, no ensino de Matemática Interdisciplinar. Para a construção das informações foram utilizados o diário de bordo e o registro das atividades realizadas pelos alunos. A sequência didática foi organizada na perspectiva interdisciplinar tendo o texto como elo integrador das atividades propostas. Os resultados mostraram que uma prática pedagógica interdisciplinar no ensino de Matemática, com suporte em Sequência Didática Interdisciplinar (SDI), é possível de ser realizada no contexto da Educação Básica, principalmente, nos anos iniciais do Ensino Fundamental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Patrícia Pena Moraes, Prefeitura Municipal de São Francisco do Pará (PMSP)

Mestrado em Docência em Educação em Ciências e Matemáticas (UFPA). Licenciada em Letras - Inglês (UFPA). Licenciada em Letras - Português (UEPA). Licenciada em Pedagogia (UNINTER). Especialista em Gestão e Orientação Escolar (UNINTER). Especialista em Ensino de Língua Inglesa (UCAM). Especialista em Educação Matemática para os Anos Iniciais do Ensino Fundamental (UFPA). Especialista em Atendimento Educacional Especializado e Educação Especial (PROMINAS). Atuou como professora dos anos iniciais do Ensino Fundamental e da Educação de Jovens e Adultos com a disciplina Língua Inglesa pela Secretaria Municipal de Educação de São Francisco do Pará. Por esta mesma secretaria, atuou como professora formadora de professores da Educação Infantil e dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental na área de Linguagem e Matemática. Autou como Professora Formadora do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC/IEMCI/UFPA). Tem experiência na área de coordenação, ensino de línguas, ensino de matemática para os anos iniciais e formação docente.

Arthur Gonçalves Machado, Universidade Federal do Pará (UFPA)

Licenciado Pleno em Ciências com Habilitação em Matemática pela União das Escolas Superiores do Pará (1988/89), Mestre em Educação em Ciências e Matemáticas pela Universidade Federal do Pará (2005) e Doutor em Educação em Ciências e Matemáticas pela Universidade Federal do Pará (2014). Professor da UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ (UFPA) desde abril de 2010, situando-se atualmente na categoria de PROFESSOR ADJUNTO. É docente/pesquisador do Programa de Pós-graduação em Docência em Educação em Ciências e Matemática (PPGDOC/IEMCI/UFPA) - Mestrado Profissional. Também é docente da Faculdade de Educação Matemática e Científica (FEMCI) no Curso de Licenciatura Integrada em Ciências, Matemática e Linguagens (LIECML) para os anos iniciais do Ensino Fundamental. Tem experiência na área de Educação Matemática e seu campo de pesquisa tem ênfase na Formação de Formadores de Professores e na Formação de Professores, atuando principalmente nos seguintes temas: formação de formadores e de professores; e, processos de ensinar e aprender matemática na Educação Básica. Atualmente em Estágio pós-Doutoral, na Universidade Estadual Paulista Júlio Mesquita – Campus Bauru, estado de São Paulo.

Referências

ALVES, Adriana. Interdisciplinaridade e Matemática. In: FAZENDA, Ivani (org.). O que é interdisciplinaridade? 2. ed. São Paulo: Cortez, 2013, p. 103-118.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular do Ensino Fundamental. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Brasília: MEC/SEB, 2017.

BUENO, Renata. Poemas Problemas. São Paulo: Editora do Brasil, 2012.

FAZENDA, Ivani (org.). Interdisciplinaridade-transdisciplinaridade: visões culturais e epistemológicas. In: FAZENDA, Ivani (org.). O que é interdisciplinaridade? 2. ed. São Paulo: Cortez, 2013, p. 21-32.

JOSÉ, Mariana Aranha Moreira. Interdisciplinaridade: as disciplinas e a interdisciplinaridade brasileira. In: FAZENDA, Ivani (org.). O que é interdisciplinaridade? 2. ed. São Paulo: Cortez, 2013, p. 91-102.

KAMII, Constance. A criança e o número: implicações educacionais da teoria de Piaget para a atuação junto a escolares de 4 a 6 anos. 20. ed. Campinas, SP: Papirus, 1995.

KAMII, Constance. Aritmética: novas perspectivas e implicações sobre a teoria de Piaget. 6. ed. Campinas, SP: Papirus, 1997.

KLEIMAN, Ângela. MORAES, Silvia. Leitura e interdisciplinaridade: tecendo redes nos projetos da escola. Campinas, SP: Mercado de Letras, 1999.

MACHADO, Nilson José. Matemática e Língua Materna. 6. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

MORAES, Patrícia Pena. ENTRE POEMAS E PROBLEMAS: o ensino de matemática nos anos iniciais e sua interface com a língua materna. Dissertação (Mestrado Profissional) sob a orientação do Prof. Dr. Arthur Gonçalves Machado Júnior. Programa de Pós-Graduação em Docência em Educação em Ciências e Matemáticas do Instituto de Educação Matemática e Científica da Universidade Federal do Pará. Belém, Pará, Brasil. 172 f. 2019.

PIAGET, Jean. SZEMINSKA, A. A gênese do número na criança. 3. ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1981.

SEVERINO, A. J. Metodologia do Trabalho Científico. 22 ed. São Paulo: Cortez, 2002.

SMOLE, Kátia Cristina Stocco. Textos em Matemática: por que não? In: SMOLE, Kátia Cristina Stocco. DINIZ, Maria Ignez. Ler, escrever e resolver problemas: habilidades básicas para aprender matemática. Porto Alegre: Artmed, 2000, p. 29-68.

SOLÉ, Isabel. Estratégias de leitura. 6. ed. Porto Alegre: Artmed, 1998.

TOMAZ, S. DAVID, M. Interdisciplinaridade e aprendizagem matemática em sala de aula. Belo Horizonte: Autêntica, 2013.

Downloads

Publicado

2020-09-08

Como Citar

MORAES, P. P.; MACHADO, A. G. ENSINO DA MATEMÁTICA EM INTERFACE COM A LÍNGUA MATERNA: PRÁTICA PEDAGÓGICA INTERDISCIPLINAR. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, [S. l.], v. 8, n. 3, p. 227-245, 2020. DOI: 10.26571/reamec.v8i3.10452. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/10452. Acesso em: 1 out. 2020.