MODELAGEM MATEMÁTICA E BIOLOGIA ASSOCIADAS PARA ESTUDO DA LEISHMANIOSE NO ENSINO MÉDIO

Erisnaldo Francisco Reis, Marli Teresinha Quartieri, Andreia A. Guimarães Strohschoen

Resumo


Neste artigo faz-se o relato de dados decorrentes de uma pesquisa desenvolvida por meio de prática pedagógica envolvendo a utilização da Modelagem Matemática e o tema leishmaniose, como proposta de ensino e de aprendizagem. O objetivo é identificar e explorar relações entre Biologia e Matemática, existentes no tema leishmaniose a partir do desenvolvimento de atividades pedagógicas por meio da Modelagem Matemática. A pesquisa foi qualitativa e um estudo de caso que envolveu alunos do 2º ano do Ensino Médio. Os instrumentos para coleta de dados utilizados foram o diário de campo do professor, gravações de aula em vídeo, áudio e questionários aplicados aos alunos. Os dados foram analisados seguindo a abordagem textual discursiva de Moraes e Galiazzi (2006). As atividades foram realizadas em grupo, envolvendo a questão da ocorrência da leishmaniose no município de Rubim-MG, que foi estudada por meio da metodologia Modelagem Matemática relacionando Biologia e Matemática. Os resultados apontam que a utilização da Modelagem Matemática nos processos de ensino e de aprendizagem acerca da Leishmaniose no Ensino Médio possibilita o estabelecimento de uma relação relevante entre Biologia e Matemática, que tem implicações importantes, tais como: relacionar o tema com o cotidiano do aluno; fazer utilização de conhecimentos matemáticos, dentre outras.

Palavras-chave


Modelagem Matemática; biologia; leishmaniose; ensino médio; aprendizagem.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.26571/2318-6674.a2017.v5.n1.p38-47.i5340

Apontamentos

  • Não há apontamentos.