EDUCAÇÃO ESCOLAR QUILOMBOLA E FORMAÇÃO DOCENTE

Autores

DOI:

10.26571/2318-6674.a2016.v4.n2.p23-32.i5324

Palavras-chave:

Educação, Escola quilombola, Formação de professores.

Resumo

O presente texto constitui-se um relato de experiência decorrente da realização do curso de Formação de Professores de Comunidades Remanescentes de Quilombo, que foi desenvolvido no Pela Universidade Federal de Mato Grosso, por intermédio do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Relações Raciais e Educação (Nepre). O objetivo desta narrativa é contribuir com o debate sobre formação inicial e continuada de professores, particularmente, no que se refere à formação de docentes para atuar na Educação Escola Quilombola na educação básica. Para efeito da realização da presente narrativa, os registros produzidos no decorrer do curso constituíram-se fonte imprescindível, donde advêm as informações apresentadas no texto. A oferta do curso encontrou excelente aceitação pelo público ao qual se destina. Todavia, sua realização se deparou com inúmeras dificuldades, ocasionadas pela insuficiência de recursos financeiros, necessários à sua execução. Espera-se que a iniciativa da qual decorre a presente narrativa possa ter, como repercussão, ações mais efetivas, tanto no que se refere à continuidade das ações por intermédio de política de acompanhamento e orientação para que os efeitos dessa iniciativa produzam repercussões mais abrangentes, tanto no âmbito da gestão educacional feita pelo município, pelo estado e pela união, quanto no interior das escolas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Candida Soares da Costa, Universidade Federal de Mato Grosso

Graduação em Letras (1987), Especialização em Fundamentação Didático-Metodológica para a Formação Docência em Nível Superior (1990) e Mestrado em Educação (2004) pela Universidade Federal de Mato Grosso. Significativo tempo de atuação na Educação Básica. Doutorado em Educação (2011) pela Universidade Federal Fluminense-UFF/RJ. No doutorado, foi Bolsista do Programa Internacional de Bolsas de Pós-Graduação da Fundação Ford (International Fellowships Program - IFP) no período de 2007 a 2008. Desvinculou-se da bolsa para ingressar como docente na Universidade Federal de Mato Grosso-UFMT onde, atualmente, é Professora Associada, atua no Programa de Pós-Graduação em Educação (nível Mestrado e Doutorado) e coordena o Núcleo de Estudos e Pesquisas Sobre Relações Raciais e Educação (Nepre). Tem especial interesse em temas relacionados à Relações Raciais e Educação na Sociedade Brasileira, Educação Escolar Quilombola, Racismo Cotidiano, Memórias e Narrativas. Pesquisadora associada à Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (Anped) e à Associação Brasileira de Pesquisadores(as) Negros(as) (ABPN).

Publicado

2016-12-19

Como Citar

COSTA, C. S. da. EDUCAÇÃO ESCOLAR QUILOMBOLA E FORMAÇÃO DOCENTE. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Cuiabá, Brasil, v. 4, n. 2, p. 23–32, 2016. DOI: 10.26571/2318-6674.a2016.v4.n2.p23-32.i5324. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/5324. Acesso em: 25 jul. 2024.