DESEMPENHO EM MATEMÁTICA DOS ALUNOS DE ALTAMIRA – PA: UMA ANÁLISE DO SAEB 2021

Autores

DOI:

10.26571/reamec.v12.15701

Palavras-chave:

Desempenho, Matemática, Saeb, Altamira-PA

Resumo

O presente artigo é uma síntese de dissertação do Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática (PPGECM) da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA), a qual se destinou a analisar o desempenho em matemática dos alunos de dez municípios paraenses no Saeb 2021. O foco deste estudo está situado na análise de apenas um dos dez municípios avaliados na dissertação, o de Altamira-PA. Desta forma, justifica-se esta proposta de pesquisa por ser importante e necessário conhecer o desempenho em matemática dos alunos do município de Altamira, a fim de que se possa realizar intervenções, reflexões e propiciar subsídios para pesquisas futuras sobre a temática estudada e, assim, contribuir de alguma forma para a melhoria da aprendizagem matemática dos alunos residentes no município analisado. A pesquisa apresenta um método de abordagem qualitativo e, quanto aos objetivos, destaca-se como uma pesquisa bibliográfica do tipo exploratória. Os resultados permitiram compreender o desempenho em matemática dos alunos do referido município, revelando um desempenho muito abaixo do esperado e, portanto, inadequado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Andreson Soares Viana, Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), Altamira, Pará, Brasil.

Mestre em Educação em Ciências e Matemática - (PPGECM/UNIFESSPA). Especialista em Educação a Distância (FAEL). Especialista em Ensino de Química (FACULDADE UNICA). Especialista em Educação Especial/Educação Inclusiva e Multiplas Deficiências (FACUMINAS). Licenciado em Química pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás - (IFG) Campus Anápolis. Licenciado em Pedagogia pela Faculdade Educacional da Lapa (FAEL).Técnico em Multimeios Didáticos Pelo Centro ProfissionaL de Anápolis (CEPA).

Attico Inácio Chassot, Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), Marabá, Pará, Brasil.

Attico Chassot, professor desde março de 1961, é licenciado em Química (UFRGS, 1965), mestre Educação (UFRGS, 1976) e doutor em Ciências Humanas (UFRGS, 1994) e tem pós-doutoramento na Universidade Complutense de Madrid (2002). É professor Titular (aposentado) do Instituto de Química da UFRGS. Foi professor da PUC-RS, da ULBRA, da Faculdade Portoalegrense, da UNISINOS (onde coordenou o Programa de Pós-Graduação Educação), da Unilasalle, na URI de Frederico Westphalen e do Centro Universitário Metodista IPA. Foi Professor visitante da Ålborg Universitete, Dinamarca e na Universidade de Lanus, na Argentina. Foi orientador em regime de co-tutela na Lyon 2, na França. Atualmente é professor e pesquisador Orientador de doutorado na REAMEC- Rede Amazônica Ensino de Ciência e Professor visitante Sênior da UNIFESSPA/Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará com atividades no PPGECM/ Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática. È professor visitante do Instituto Federal Espirito Santo no Cecimat.Enquanto professor já esteve para cursos e/ou palestras em todos estados do Brasil e em alguns países. Autor entre outros de A ciência através dos tempos (MODERNA, 1994; 28 ed. 2018); Alfabetização científica: questões e desafios para a educação (EdUNIJUÍ, 2000; 8ed. 2018); Educação conSciência (2003, 1 ed. EdUNISC; 3 ed, 2010). Para que(m) é útil o ensino? (1995; 4ed, UNIJUÍ, 2018) A Ciência é masculina? (EdUNISINOS 2003, 9ed, 2019); Sete escritos sobre Educação e Ciências (Cortez 2008); Memórias de um professor: hologramas desde um trem misto (Editora Unijuí, 2012) e Das disciplinas à Indisciplina (Editora Appris, 2016).. Mais detalhes em www.professorchassot.pro.br

Ronaldo Barros Ripardo, Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), Marabá, Pará, Brasil.

Graduado em Letras (UFPA) e em Matemática (Uepa). Mestre em Educação em Ciências e Matemática (UFPA). Doutor em Educação (USP). Pós-Doutor pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Professor Associado D do Magistério Superior da Universidade Federal o Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), vinculado ao Instituto de Ciências Exatas (ICE), atuando como professor junto à Faculdade de Matemática (Famat) e ao Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática (PPGECM) e como Assessor da Vice-Reitoria. Foi coordenador do PPGECM no período de 2018-2021. Coordena o Grupo de Estudos e Pesquisas "Prolem - Processos Linguísticos em Educação Matemática". Coordena a Rede de Educação Científica e Matemática (Recima). É um dos diretores da Série de livros Educação em Ciências e Matemática na Amazônia. É membro atuante da Sociedade Brasileira de Educação Matemática (SBEM) junto ao GT 9 - Processos Cognitivos e Linguísticos em Educação Matemática. É Pesquisador Colaborador junto ao Departamento de Práticas Culturais (Deprac) da Faculdade de Educação (FE) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Referências

ANDRADE, M.M. Como preparar trabalhos para cursos de pós-graduação: noções praticas. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

ATTIE, J. P. Relações de poder no processo de ensino e aprendizagem de matemática. 2013. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo.

BLOOM, B. S., ENGLEHART, M.D., FURST, E. J., HILL, W. J. e KRATHWOHL, D. R. Taxonomy of Educational Objectives (Handbook I: Cognitive Domain). Nova Iorque. McKay, 1956.

BRASIL. Ministérios da Educação (MEC). Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Sistema De Avaliação Da Educação Básica Documentos De Referência Versão 1.0. 2018. Disponível em: https://download.inep.gov.br/educacao_basica/saeb/2018/documentos/saeb_documentos_de_referencia_versao_1.0.pdf. Acesso em 18 de outubro de 2022.

BRASIL. Ministério da Educação. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Matrizes e Escalas. 2020 Disponível em:< https://www.gov.br/inep/pt-br/areas-de-atuacao/avaliacao-e-exames-educacionais/saeb/matrizes-e-escalas >. Acesso em: 30 de agosto de 2022.

BRASIL. Ministérios da Educação (MEC). Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Painel educacional. 2022. Disponível em: https://www.gov.br/inep/pt-br/acesso-a-informacao/dados-abertos/inep-data/painel-educacional. Acesso em 18 de outubro de 2022.

CORDEIRO, E. M.; OLIVEIRA, G. S. As Metodologias de Ensino Predominantes nas Salas de Aula. In: VIII ENCONTRO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO e III Congresso Internacional Trabalho docente e Processos Educativos. 2015, Uberaba.: Universidade de Uberaba, 2015.

DANTE, L. R. Formulação e resolução de problemas de matemática. São Paulo: Editora Ática. 2010.

FERRAZ, A. P. C. M.; BELHOT, R. V. “Taxonomia de Bloom: revisão teórica e apresentação das adequações do instrumento para definição de objetivos instrucionais”. Revista Gestão e Produção – Departamento de Engenharia de Produção – Universidade de São Carlos, V. 17, nº 2, p. 421-431, 2010.

FONSECA, J.J.S. Metodologia da pesquisa científica. 2002. Curso de Especialização em Comunidades Virtuais de Aprendizagem-Informática Educativa. Universidade Estadual do Ceará, 2002.

KRATHWOHL, D.R. A revision of Bloom's taxonomy: An overview. Theory into practice, v. 41, n. 4, p. 212-218, 2002.

MINAYO, M.C.S (Org). Pesquisa social: Teoria, método e criatividade. Petrópolis: Vozes, 2001.

OLIVEIRA, V. Como é definido o padrão de desempenho dos alunos para os resultados do Saeb?. Foco Escola. 2022. Disponível em: https://ajuda.focoescola.com.br/hc/pt-br/articles/360058736853-Como-%C3%A9-definido-o-padr%C3%A3o-de-desempenho-dos-alunos-para-os-resultados-do-Saeb- . Acesso em 25 de abril de 2023.

RABELO, E.H. Textos Matemáticos: Produção, interpretação e resolução de problemas. 3ª edição. Petrópolis, RJ. Vozes, 2002.

ROCHA, Eloy da Silva. Uma análise pedagógica dos dados estatísticos das provas de Matemática dos anos finais do Ensino Fundamental do Saeb, no período de 2011 a 2017. UFAM. Manaus, 2019.

VIANNA, H. M. Avaliações nacionais em larga escala: análises e propostas. Estudos em avaliação educacional, São Paulo: Fundação Carlos Chagas. n. 27, p. 41-76, 2003.

WAJNSZTEJN, A. C.; WAJNSZTEJN, R. Dificuldades escolares: um desafio superável. 2. ed. São Paulo: Ártemis, 2009.

Downloads

Publicado

2024-04-24

Como Citar

VIANA, A. S. .; CHASSOT, A. I. .; RIPARDO, R. B. . DESEMPENHO EM MATEMÁTICA DOS ALUNOS DE ALTAMIRA – PA: UMA ANÁLISE DO SAEB 2021. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Cuiabá, Brasil, v. 12, p. e24021, 2024. DOI: 10.26571/reamec.v12.15701. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/15701. Acesso em: 19 jun. 2024.