RESIDÊNCIA PEDAGÓGICA NA E PARA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DE CIÊNCIAS

Autores

DOI:

10.26571/reamec.v12.15676

Palavras-chave:

Desenvolvimento profissional, Formação de Professores, Ensino de Ciências

Resumo

A presente pesquisa apresenta uma abordagem qualitativa e tem por objetivo compreender a contribuição do Programa Residência Pedagógica (PRP) na e para a formação inicial de professores da área de Ciências da Natureza, com isso desenvolvemos uma revisão da literatura do tipo estado do conhecimento. A partir da revisão, selecionamos os trabalhos que contemplaram o objetivo da pesquisa e a análise destes deu-se pela análise temática de conteúdo. Assim, por meio da pesquisa, podemos evidenciar que o PRP vem fortalecendo a formação inicial de professores e criando condições de uma formação enriquecedora que mobiliza os saberes docentes e que está alicerçada na teoria e na prática articulando o conhecimento profissional com o acadêmico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Tailine Penedo Batista, Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Cerro Largo, Rio Grande do Sul, Brasil.

Mestranda do Programa de Pós- Graduação em Ensino de Ciências (PPGEC- UFFS). Licenciada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Campus Cerro Largo. Participante do projeto de extensão Ciclos Formativos em Ensino de Ciências e Matemática e do Grupo de Estudos e Pesquisa em Ensino de Ciências e Matemática (GEPECIEM)- UFFS, Cerro Largo/RS. Atuou como bolsista de Iniciação Tecnológica e de Inovação (FAPERGS). Foi voluntária no projeto guarda-chuva: Epistemologia e formação de professores. Foi bolsista dos programas: Programa Institucional de Bolsa de Iniciação a Docência (PIBID período 2017) e Residência Pedagógica (período 2018-2019). Durante a graduação trabalhou com pesquisa na área de formação inicial e continuada de professores e tecnologias educacionais.

Eliane Gonçalves dos Santos, Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Cerro Largo, Rio Grande do Sul, Brasil.

Licenciada em Ciências Biológicas pela Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (2002). Especialização em Interdisciplinaridade pela FACIPAL (2003). Mestrado em Ensino Científico e Tecnológico (2011) pela URI. Doutora em Educação nas Ciências (UNIJUÍ), com período sanduíche na Universidade do Minho (Braga, Portugal). Já atuou como professora da Educação Básica. Atualmente professora de Prática de Ensino e Estágio Supervisionado em Ciências e Biologia da Universidade Federal da Fronteira Sul - Campus Cerro Largo e docente permanente do Programa de Programa de Pós-graduação no Ensino de Ciências (PPGEC), atuando na pesquisa, extensão e docência, principalmente nos temas: formação inicial e continuada de professores, cinema e o ensino de ciências/biologia, educação em saúde, práticas pedagógicas. Coordenou o PIBID/CAPES, Subprojeto Ciências Biológicas, Residência Pedagógica/CAPES, Subprojeto Multidisciplinar 2018/2020 e atualmente coordena o Residência Pedagógica, Subprojeto Biologia, Física, Química. Membro do grupo de pesquisa GEPECIEM e Coordenadora Adjunta da Pesquisa e Pós-Graduação do campus Cerro Largo, RS (CAPPG-CL/UFFS).

Referências

ALARCÃO, I. Professores reflexivos em uma escola reflexiva. 8ª ed. São Paulo: Cortez, 2011.

BERVIAN, P. V.; SANTOS, E. G.; ARAÚJO, M. C. P. O PIBID como terceiro espaço: elementos para formação de professores de ciências na profissão. Interfaces da Educação, v. 10, p. 423-444, 2019. https://doi.org/10.26514/inter.v10i29.3441

BRASIL. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Portaria n.° 206, de 2018. Disponível em: https://www.gov.br/capes/pt-br. Acesso em: 12 mar. 2022.

CALDEIRA, A. M. S. La práctica docente cotidiana de una maestra y el proceso de apropiación y construcción de su saber. 1993. Tese de Doutorado, Universidade de Barcelona, Barcelona, 1993.

CARDOSO, M. L.M. et al. Residência Pedagógica: estado do conhecimento sobre programa de iniciação à docência. Revista Cocar, Belém, v. 15, n. 31, p. 1-16, jan. 2021. Disponível em: https://periodicos.uepa.br/index.php/cocar/article/view/2912. Acesso em: 20 ago. 2022.

CARR, W; KEMMIS, S. Becoming critical: education, knowledge and action research. London: The Falmer Press, 1986.

CARR, W; KEMMIS, S. Teoria crítica de la enseñanza: investigación acción en la formación del profesorado. Barcelona: Martinez Roca, 1998.

COELHO, L. R.; ANJOS, D. S. C. dos. Implicações da Residência Pedagógica em Química na formação de professores pesquisadores. REAMEC – Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática. Cuiabá, v. 11, n. 1, e23022, jan./dez., 2023. https://doi.org/10.26571/reamec.v11i1.14275

CONTRERAS, J. La investigacion en la acción: ¿que és? Cuadernos de Pedagogia, Madrid, n. 224, p. 8-12, 1994.

FARIA, J. B.; DINIZ-PEREIRA, J. E. Residência pedagógica: afinal, o que é isso? Revista de Educação Pública, [S. l.], v. 28, n. 68, p. 333-356, 2019. https://doi.org/10.29286/rep.v28i68.8393

GAUTHIER, C. Por uma teoria da Pedagogia: Por uma teoria da Pedagogia pesquisas contemporâneas sobre o saber docente. Ijuí: Unijuí, 1998.

GÜLLICH, R, I. Investigação-formação-ação em ciências: um caminho para reconstruir a relação entre o livro didático, o professor e o ensino. Curitiba: Prismas, 2013.

GUTIERREZ, K. Developing sociocultural literacy in the third space. Reading Research Quarterly, 43(2), 148-164, 2008. Disponível em: https://scirp.org/reference/referencespapers.aspx?referenceid=2067908. Acesso em: 17 jul. 2022.

LEITE, J.C; JUNIOR, C.A.O.M. Diálogos entre licenciandos(as) em ciências biológicas acerca do universo docente e suas representações sociais. ACTIO: Docência em Ciências, Curitiba, v. 6, n. 3, p. 1-24, set./dez. 2021. Disponível em: https://periodicos.utfpr.edu.br/actio/article/view/13470/8644. Acesso em: 17 jun. 2022.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M. E. D. A. de. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas.2. ed. Rio de Janeiro: E.p.u., 2013.

MONTEIRO, J. H. de L; et al. O Programa Residência Pedagógica: dialética entre a teoria e a prática. Holos, [S.L.], v. 3, p. 1-12, 15 maio 2020. Instituto Federal de Educacao, Ciencia e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN). http://dx.doi.org/10.15628/holos.2020.9545

MOROSINI, M. Estado do conhecimento e questões de campo científico. Revista da Educação. Santa Maria, v. 40, n. 1, pp. 101-116, jan./abr. 2015. https://doi.org/10.5902/1984644415822

NÓVOA, A. Formação de professores e profissão docente. In NÓVOA, A. (Org). Os professores e a sua formação. Lisboa: Dom Quixote, Portugal, 1992.

NÓVOA, A. Formação de professores e trabalho pedagógico. Lisboa: Educa, 2002.

NÓVOA, A. Professores: Imagens do futuro presente. Lisboa: Educa, 2009.

NUNES, C. M. F. Saberes docentes e formação de professores: um breve panorama da pesquisa brasileira. Educação & Sociedade, v. 22, n. 74, p. 27–42, abr. 2001. https://doi.org/10.1590/S0101-73302001000100003

PANSERA-DE-ARAÚJO, M. C.; AUTH, M. A.; MALDANER, O. A. Autoria Compartilhada na Elaboração de um Currículo Inovador em Ciências no Ensino Médio. In: CONTEXTO e EDUCAÇÃO. Editora Unijuí Ano 22 nº 77. 2007. Disponível em: https://www.revistas.unijui.edu.br/index.php/contextoeducacao/article/view/1092. Acesso em: 15 maio. 2022.

PIMENTA, S. G. Formação de Professores – Saberes da Docência e Identidade do Professor. R.Fac.Educ. SãoPaulo, v.22, n2 p.72-89, jul./dez.1996. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rfe/article/view/33579. Acesso em: 10 abr. 2022.

RADETZKE, F. S; FRISON, M. A constituição docente pela Teoria da Atividade: um olhar para o programa Residência Pedagógica. Revista Insignare Scientia - RIS, v. 5, n. 1, p. 192-208, 16 mar. 2022. https://doi.org/10.36661/2595-4520.2022v5n1.12512

ROCHA, C. J. T. da. Desenvolvimento profissional docente e formação do sujeito criativo investigativo de acordo com a Base nacional comum curricular para o ensino de ciências. Revista Brasileira de Educação, v. 26, p. 1-19, 2021. https://doi.org/10.1590/s1413-24782021260063

SANTOS, E.; PANSERA DE ARAÚJO, M. C. Implicações de um processo Formativo de professores mediado por filmes, na constituição de uma visão ampliada de Saúde. Revista Insignare Scientia - RIS, v. 3, n. 5, p. 517-539, 18 dez. 2020. https://doi.org/10.36661/2595-4520.2020v3i5.11902

SHULMAN, L. Those who understand: the knowledge growths in teaching. In: Educational Research. nº 2, vol. 15, pp. 4-14, 1986.

SILVA, L. H. A. Modos de mediação de um formador de área científica específica na constituição docente de futuros professores de Ciências/Biologia. 2004. Tese de Doutorado- Educação, Universidade Metodista de Piracicaba- Unimep, Piracicaba, SP, 2004.

SILVA, L.H.A; SCHNETZLER, R.P. A elaboração conceitual na constituição docente de futuros professores de Ciências/Biologia: modos de mediação do formador. ANPED, 2004. Disponível em: https://www.anped.org.br/sites/default/files/t0817.pdf. Acesso em: 10 maio. de 2022.

SOARES, E. C.; NÓBREGA, A. P. A. de; NEHME, C. J.; SILVA, C. A. da. Desenvolvimento profissional de professores e o programa da residência pedagógica. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Cuiabá, Brasil, v. 9, n. 3, p. e21083, 2021. https://doi.org/10.26571/reamec.v9i3.12616

TARDIF, M.Saberes docentes e formação profissional. 12. ed. Petrópolis, RJ: Vozes,2011.

ZANON, L. B. Interações de licenciandos, formadores e professores na elaboração conceitual de prática docente: Módulos triádicos na licenciatura de Química. Universidade Metodista de Piracicaba – UNIMEP. Faculdade de Ciências Humanas: Piracicaba. (Tese de Doutoramento). 2003.

ZEICHNER, K. M; DINIZ-PEREIRA, J. E. Pesquisa dos educadores e formação docente voltada para a transformação social, Cadernos de Pesquisa, São Paulo: Fundação Carlos Chagas , v. 35, n. 125, p. 63-80, maio/ago. 2005. Disponível em: http://educa.fcc.org.br/pdf/cp/v35n125/v35n125a05.pdf. Acesso em: 20 jun. 2022.

ZEICHNER, K. Repensando as conexões entre a formação na universidade e as experiências de campo na formação de professores em faculdades e universidades. Educação, v. 35, n. 3, p. 479-504, maio/ago. 2010. https://doi.org/10.5902/198464442357

Downloads

Publicado

2024-01-31

Como Citar

BATISTA, T. P.; SANTOS, E. G. dos. RESIDÊNCIA PEDAGÓGICA NA E PARA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DE CIÊNCIAS. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Cuiabá, Brasil, v. 12, p. e24003, 2024. DOI: 10.26571/reamec.v12.15676. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/15676. Acesso em: 17 abr. 2024.