AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM EM UMA ESCOLA DO ENSINO MÉDIO SOBRE O BIOMA CERRADO POR MEIO DE JOGOS DIGITAIS NO PERÍODO DA PANDEMIA

Autores

DOI:

10.26571/reamec.v11i1.14534

Palavras-chave:

Cerrado, Ensino por Investigação, Jogos Digitais

Resumo

O tema Bioma Cerrado faz parte do contexto regional de estudantes do estado do Mato Grosso, desse modo, esta escolha deu-se por possibilitar a compreensão de peculiaridades regionais e ambientais para auxiliar os(as) estudantes no desenvolvimento de atividades realizadas por meio de ensino investigativo e de produção de jogos on-line. O ensino remoto, no período da pandemia de Covid-19, gerou desafios e impulsionou tanto educadores como estudantes a aplicar e a se envolver em uma nova forma de ensinar e de aprender. Assim, este texto demonstra o resultado de pesquisa participante com metodologia qualitativa, que foi desenvolvida em uma escola estadual de Cuiabá, com estudantes dos primeiros anos do Ensino Médio, ao longo do ano de 2021. Os encontros ocorreram de forma remota, na maior parte do tempo, alguns encontros foram presenciais, nessa oportunidade, foram seguidas as recomendações sanitárias exigidas. Dessa forma, as atividades realizadas proporcionaram a socialização de saberes adquiridos sobre o cerrado, por meio do jornal mural do aplicativo Padlet, de jogos digitais produzidos e de quizzes, pelo aplicativo Kahoot.com, que propiciaram aos estudantes sensibilização ambiental com ocorrência de aprendizagem significativa acerca do Bioma Cerrado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Valdivani Sousa de Moura, Secretaria de Estado de Educação de Mato Grosso (SEDUC), Cuiabá, Mato Grosso, Brasil.

Graduada em Licenciatura em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT (2003). Especialista em Educação Ambiental pelo Instituto Cuiabano de Educação - ICE (2008), Mestranda de Mestrado Profissional (PROFBIO/UFMT). Professora da Educação Básica da rede pública do estado de Mato Grosso. Leciona aulas de Ciências, Biologia e Ciências da Natureza Eletivas na escola Estadual Pascoal Moreira Cabral, Cuiabá, MT, Brasil.

Débora Eriléia Pedrotti Mansilla, Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Cuiabá, Mato Grosso, Brasil.

Possui graduação em Licenciatura Plena em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Mato Grosso (1995), Mestrado em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso (2005), e Doutorado em Ciências no Programa de Ecologia e Recursos Naturais na Universidade Federal de São Carlos (2010). Professora Adjunto I da Universidade Federal de Mato Grosso no Instituto de Biociências/Departamento de Biologia e Zoologia/Cuiabá. Atua ainda como professora no Programa de Pós Graduação em Ensino de Ciências Naturais e do Mestrado Profissional em Ensino de Biologia da Universidade Federal de Mato Grosso e do Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática (PPGECEM) da Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática (REAMEC). Professora colaboradora do Grupo Pesquisador em Educação Ambiental e Arte da UFMT. Tem experiência na área de Educação e Ensino de Ciências Naturais, com ênfase em Educação ambiental, Estágio Supervisionado e Ensino de ciências naturais.

Referências

ARAÚJO, G. H. M. et al. O quiz como recurso didático no processo ensino-aprendizagem em genética. In: 63ª Reunião Anual da SBPC, nº 2176-1221, 2011. Anais da 63ª Reunião Anual da SBPC. Goiânia, 2011. Disponível em: http://www.sbpcnet.org.br/livro/63ra/resumos/resumos/5166.htm. Acesso em: 16 out. 2020.

BACICH, L.; MORAN, J. Metodologias ativas para uma educação inovadora: uma abordagem teórico-prática. Porto Alegre: Editora Penso, 2018.

BEZERRA, R. G.; SUESS, R. C. Abordagem do bioma cerrado em livros didáticos de biologia do ensino médio. HOLOS, Ano 29, v. 1, 2013.

BRANDÃO. C. R. Pesquisa Participante um falar sobre ausências e silêncios. Campinas: A partilha da vida, 2008.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Educação é a Base: ensino médio. Brasília, MEC/CONSED/UNDIME, 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. Acesso em: 09 maio 2020.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Biomas. Brasília: MMA, 2020b. Disponível em: https://www.mma.gov.br/biomas.html. Acesso em: 06 nov. 2020.

CABRAL, A. L. A.; MORAS FILHO, L. O.; BORGES, L. A. C. Uso do Fogo na Agricultura: Legislação, Impactos Ambientais E Realidade Na Amazônia. Periódico Eletrônico Fórum Ambiental da Alta Paulista, 9(5). 2013.

CABRERA, W. B. A ludicidade para o ensino médio na disciplina de biologia: contribuições ao processo de aprendizagem em conformidade com os pressupostos teóricos da Aprendizagem Significativa. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Educação Matemática) Paraná: Universidade Estadual de Londrina, 2007.

CARVALHO, E. B. et al. O jogo didático “jogo dos biomas” como método de ensino e aprendizagem. Anuário de Produção Acadêmica Docente, v. 5, n. 10, 2018.

DUARTE, K. A.; MEDEIROS, L. S. Desafios dos docentes: as dificuldades da mediação pedagógica no ensino remoto emergencial. CONEDU VII Congresso Nacional de Educação, Maceió-AL, 2020. Disponível em: https://editorarealize.com.br/editora/anais/conedu/2020/TRABALHO_EV140_MD1_SA19_ID6682_01102020142727.pdf. Acesso em: 11 fev. 2021.

EMBRAPA. Cerrado: Ecologia e Flora Volume 2. Editora EMBRAPA CERRADOS, 2008. Disponível em: https://www.embrapa.br/cerrados/busca-de-publicacoes/- /publicacao/570911/cerrado-ecologia-e-flora. Acesso em: 22 mar. 2022.

FEITOZA, M. G. C. M.; SIMONE, M. S.; LEMOS, P. H. G. As tecnologias digitais da informação e comunicação e o ensino colaborativo diante do contexto da educação inclusiva em tempos de pandemia. Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - UEMS Unidade Universitária de Campo Grande ISBN:2526-4052, v. 6, n. 11, 2022.

FREITAS, D. F.; FIGUEIREDO, F. J. B.; GUIMARÃES, T. Q. o processo de ensino e aprendizagem utilizando o aplicativo kahoot IntegraEAD. Educação e Tecnologias digitais em cenários de transição: Múltiplos olhares para aprendizagem. Campo Grande-MS, 2020.

GARIN, D. M. Connect Park: Um Aplicativo Mobile para Interações no Bioma Cerrado na Perspectiva do Ensino de Ciências Naturais Inclusivo. Dissertação de Mestrado, Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Naturais, Cuiabá, MT- 2021.

SANTOS JUNIOR, V. B.; MONTEIRO, J. C. S. Educação e Covid-19: as tecnologias digitais mediando a aprendizagem em tempos de pandemia. Revista Encantar - Educação, Cultura e Sociedade, Bom Jesus da Lapa, 2, 1-15. 2020.

KAPSALIS, G.D.; GALANI, A.; TZAFEA, O. Kahoot! Como uma ferramenta de avaliação formativa na aprendizagem de línguas estrangeiras: um estudo de caso em Grego como L2. Theory and Practice in Language Studies, v. 10, n.11, 2020.

KRASILCHIK, M. Prática de Ensino de Biologia. 4. ed. São Paulo: Ed. da Universidade de São Paulo, 2008.

MONTEIRO, R. L. S. G.; SANTOS, D. S. A utilização da ferramenta Google Forms como instrumento de avaliação do ensino na Escola Superior de Guerra. Revista carioca de Ciência, Tecnologia e Educação (on-line). 2019. https://doi.org/10.17648/2596-058X-recite-v4n2-3.

MORAN, J. Metodologias ativas para uma aprendizagem mais profunda. 2015. Disponível em: C:UsersValDownloadsMetodologias ativas para uma aprendizagem mais profunda- José Moran.pdf https://www2.eca.usp.br/moran/wp-content/uploads/2013/12/metodologias_moran1.pdf. Acesso em: 14 fev. 2021.

MOREIRA, M. A. Aprendizagem Significativa Crítica. Publicada nas Atas do III Encontro Internacional sobre Aprendizagem Significativa, Lisboa (Peniche), 11 a 15 de setembro, pp. 3345, 2000.

MOTA, J. S. Utilização do Google Forms na pesquisa acadêmica. Revista Humanidades e Inovação, v.6, n.12, 2019. Disponível em: https://revista.unitins.br/index.php/humanidadeseinovacao/article/view/1106. Acesso em: 24 jan. 2023.

NÉLIO, Thamiris Silva; MIYAZAKI, Rosina Djunko; HARDOIM, Edna Lopes. Dengue e seu vetor: sequência de ensino investigativo em uma perspectiva inovadora. REAMEC – Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática. Cuiabá, v. 10, n. 3, e 22059, set./dez., 2022. https://doi.org/10.26571/reamec.v10i3.14164

OLIVEIRA, D. F. de; MOREIRA, A. S.; SOARES, E. C.; RINALDI, C. Experimentação na concepção de professores mestrandos em ensino de ciências naturais. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática. v. 8, n. 1, p. 10-28, 2020. https://doi.org/10.26571/reamec.v8i1.9251

PEREIRA, A. A.; SANTOS, K. F. dos; BATISTA, V. L. R. Kahoot como ferramenta de aprendizagem no ensino de biologia: um estudo de caso com alunos do programa institucional de bolsas de iniciação à docência. VII Congresso Nacional de Educação. Maceió-AL, 2020.

PRENSKY, M. Digital Natives, Digital Immigrants. MCB University Press, v. 9, n. 5, October, 2001.

RODRIGUES, A. Narrativas digitais, autoria e currículo na formação de professores mediada pelas tecnologias: uma narrativa-tese. Tese de Doutorado. PUC-SP, 2017. Disponível em: https://repositorio.pucsp.br/bitstream/handle/20196/2/Alessandra%20Rodrigues.pdf. Acesso em: 28 mar. 2022.

SASSERON, L. H. O ensino por investigação: pressupostos e práticas. (2020). Disponível em: https://midia.atp.usp.br/plc/plc0704/impressos/plc0704_12.pdf. Acesso em: 24 jan. 2023.

SAVIANI, D. História das ideias pedagógicas no Brasil. Campinas, SP: Autores Associados, 2010.

SCARPA, D. L.; CAMPOS, N. F. Potencialidades do ensino de Biologia por Investigação. Estudos Avançados, v. 32, n. 94, São Paulo Set/dez. 2018.

SCHUARTZ, A. S; SARMENTO, H. B. de M. Tecnologias digitais de informação e comunicação (TDIC) e processo de ensino. Revista Katálysis, v. 23, p. 429 - 438, 2020. https://doi.org/10.1590/1982-02592020v23n3p429.

SILVA, P. G.; LIMA, D. S. Padlet como ambiente virtual de aprendizagem na formação de profissionais da educação. CINTED-UFRGS Novas Tecnologias na Educação, v. 16, n. 1, julho, 2018. RENOTE. https://doi.org/10.22456/1679-1916.86051

SILVA, T. R. da; SILVA, B. R. da; COSTA, E. B. Desenvolvimento de jogo didático para o ensino de células eucarióticas: recurso lúdico na aprendizagem dos alunos. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática. v. 7, n. 1, p. 04-21, 2019. https://doi.org/10.26571/REAMEC.a2019.v7.n1.p04-21.i6626

TRIVELATO, S. L. F.; TONIDANDEL, R. Ensino por investigação: eixos organizadores para sequências de ensino de biologia. Revista Ensaio, Belo Horizonte, v.17 n. especial, p. 97-114, novembro, 2015. http://dx.doi.org/10.1590/1983-2117201517s06.

ZABALA, A.; ARNAU, L. Como aprender e ensinar competências. Trad. Carlos Henrique Lucas Lima, Porto Alegre: Editora Penso, 2014.

Downloads

Publicado

2023-02-05

Como Citar

MOURA, V. S. de; PEDROTTI MANSILLA, D. E. AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM EM UMA ESCOLA DO ENSINO MÉDIO SOBRE O BIOMA CERRADO POR MEIO DE JOGOS DIGITAIS NO PERÍODO DA PANDEMIA. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Cuiabá, Brasil, v. 11, n. 1, p. e23001, 2023. DOI: 10.26571/reamec.v11i1.14534. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/14534. Acesso em: 25 fev. 2024.