UNIDADES DE ENSINO POTENCIALMENTE SIGNIFICATIVAS (UEPS) E A APRENDIZAGEM DA OXIRREDUÇÃO

Autores

DOI:

10.26571/reamec.v11i1.14444

Palavras-chave:

Aprendizagem Significativa, Ensino de Química, Oxirredução

Resumo

As buscas por novas estratégias que auxiliem no processo de ensino-aprendizagem dos conceitos químicos são necessárias, sobretudo, para desenvolver uma aprendizagem contextualizada, não fragmentada e com significado. O objetivo do trabalho foi avaliar evidências de aprendizagem significativa de conceitos da oxirredução a partir de uma Unidade de Ensino Potencialmente Significativa (UEPS). Participaram da pesquisa 17 estudantes voluntários do 2 ° ano do Ensino Médio de uma escola pública Estadual de Manaus, cujos instrumentos de coleta de dados foram roda de conversa e folhas de atividades. A discussão pautou-se na Teoria da Aprendizagem Significativa, norteada pela pesquisa participante e os dados avaliados de forma descritiva e interpretativa e pela análise de conteúdo. Com base nos resultados obtidos, ficou evidenciado que o uso das UEPS possibilita e facilita o processo de aprendizagem significativa, evidenciando-se indícios de aprendizagem de conceitos como oxidação, redução, transferência de elétrons, corrosão, reatividade apontados na literatura como de difícil assimilação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Duliane da Costa Gomes, Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Manaus, Amazônas, Brasil.

Possui graduação em Licenciatura em Quimica pelo Centro Universitário do Norte - UNINORTE (2009) e Bacharel em Química pela Universidade Federal do Amazonas - UFAM. Atualmente é professora de química do ensino médio da Secretaria de Educação do Estado do Amazonas - SEDUC. Tem experiência na área de Ensino da Química desde 2010, tendo atuado no Ensino Médio.

Katiuscia dos Santos de Souza, Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Manaus, Amazônas, Brasil.

Possui Graduação em Bacharelado e Licenciatura em Química pela Universidade Federal do Amazonas. Mestrado com ênfase na Análise de Combustíveis pela Universidade Federal do Amazonas e Doutorado em Química, área de concentração Química Analítica, também pela Universidade Federal do Amazonas. Atua na área de Química Ambiental (Métodos Analíticos e Metais Potencialmente Tóxicos) e em Ensino de Química com destaque para Processos de Ensino-Aprendizagem (CTS, Aprendizagem Significativa e Problematização), além de Formação de Professores no Departamento de Química da UFAM. Atualmente atua como vice coordenadora do Curso de Licenciatura em Química, além de atividades na modalidade à distância.

Referências

ADU-GYAMFI, K.; AMPIAH, J. G. Chemistry students’ difficulties in learning oxidation-reduction reactions. Chemistry: Bulgarian Journal of Science Education, v. 28, n. 2, p. 180-200, 2019. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/333056995_CHEMISTRY_STUDENTS'_DIFFICULTIES_IN_LEARNING_OXIDATION-REDUCTION_REACTIONS . Acesso em 20 jun. 2022.

AL-BALUSHI, S. M.; AL-HAJRI, S. H. Associating animations with concrete models to enhace students comprehension of different visual representations in organic chemistry. Chemistry Education Research and Practice, v. 15, n. 1, p. 47-58, 2014. http://dx.doi.org/10.1039/C3RP00074E.

ALVES, J. Q.; MARTINS, T. J.; ANDRADE, J. J. Documentos Normativos e Orientadores da Educação Básica: A Nova BNCC e o Ensino de Química. Currículo sem Fronteiras, v. 21, n. 1, p. 241-268, 2021. http://dx.doi.org/10.35786/1645-1384.v21.n1.13.

ASTOLFI, G.; LOPES JUNIOR, D. Investigação sobre Conhecimentos Prévios de Alunos do Curso Técnico em Informática a partir da aplicação de Organizadores Prévios. Aprendizagem Significativa em Revista, v. 5, n. 3, p.15-28, 2015. Disponível em: http://www.if.ufrgs.br/asr/artigos/Artigo_ID85/v5_n3_a2015.pdf. Acesso em 15 mai. 2022.

ATIBI, A.; ALKABABI, K.; ALKABABI, I.; RADID, M.; TALBI, M. Difficulties encountered by Moroccan Student in Studying Oxydoreduction. International Journal of Innovation and Research in Educational Sciences, v. 4, n. 1, p. 115-122, 2017. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/320404451_Difficulties_encountered_by_Moroccan_Student_in_Studying_Oxydoreduction. Acesso em: 20 jun. 2022.

AUSUBEL, D. P. Aquisição e retenção de conhecimentos: Uma perspectiva cognitiva 1. ed. Lisboa: Paralelo, 2003.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. 3ª reimp. da 1ª ed. São Paulo: Edições, 2016.

BISPO, V. M. S.; REIS, E. A. P. O entendimento do aço: do desenvolvimento a suas patologias. ETIC - ENCONTRO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, v. 15, n. 15, 2019. Disponível em: http://intertemas.toledoprudente.edu.br/index.php/ETIC/article/view/7825. Acesso em: 15 mai. 2022.

BORGES, D. K. G.; FARIAS, S. A.; SOUZA, K. S. Contribuições do enfoque Ciência Tecnologia e Sociedade em um Projeto de Ensino: Um Caminho para o consumo sustentável. Brazilian Journal of Education, Technology and Society (BRAJETS). v. 14, n. 02, p. 285-298, 2021. http://dx.doi.org/10.14571/brajets.v14.n2.

BRANDÃO, C. R.; STRECK, D. R. Pesquisa participante: a partilha do saber. São Paulo: Ideias & Letras, 2006.

DE JONG, O.; ACAMPO, J.; VERDONK, A. Problems in Teaching the Topic of Redox Reactions: Actions and Conceptions of Chemistry Teachers. Journal of Research in Science Teaching, v. 32, n. 10, p.1097–1110, 1995. https://doi.org/10.1002/tea.3660321008.

DE OLIVEIRA, C. B.; GONZAGA, L. T.; GOMES, E. C.; TERÁN, A. F. Espaços educativos: oportunidade de uma prática educativa problematizadora. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática. Cuiabá, v. 7, n. 1, p. 59-73, 2019. https://doi.org/10.26571/REAMEC.a2019.v7.n1.p59-73.i6962

FABRI, P. H.; GIACOMINI, R. A. Estudo da Motivação do Aluno no Processo de Ensino e Aprendizagem promovida pelo uso de Modelos Moleculares, validado por meio de Áudio e Vídeo. Química Nova na Escola. v. 40, n.3, p.196-208, 2018. http://dx.doi.org/10.21577/0104-8899.20160123.

GOES, L. F.; NOGUEIRA, K. S. C.; FERNANDEZ, C. Limitations of Teaching and Learning Redox: A Systematic Review. Problems of Education in the 21st Century, v. 78, n. 5, p. 698-718, 2020. http://dx.doi.org/10.33225/pec/20.78.698.

GOES, L. F.; FERNANDEZ, C.; EILKS, I. The Development of Pedagogical Content Knowledge about Teaching Redox Reactions in German Chemistry Teacher Education. Education Science, v. 10, 170, p. 1-23, 2020. http://dx.doi.org/ 10.3390/educsci10070170.

HAUPT, F. T., RAUPP, D. T.; LAVAYEN, V. A utilização de organizadores prévios para o ensino de estequiometria: uma proposta de unidade de ensino potencialmente significativa. Revista Brasileira de Ensino de Ciências e Matmática (RBECM), Passo Fundo, v. 4, n. 2, p. 953-969, 2021. http://dx.doi.org/10.5335/rbecm.v4i2.11599.

KARIMA, M.; OUSSAMA, A.; MOUNIA, C.; KARIMA E. B.; Didactic and Epistemological Study of The difficulties of Studying the Concept of Redox In Secondary Education (Morocco), Journal of Hunan University (Natural Science) v. 48, n. 12, p. 1933 – 1947, 2021. Disponível em: https://johuns.net/index.php/publishing/273.pdf. Acesso em 06 abr. 2022.

KIRSCHNER, P. A.; DE BRUYCKERE, P. The myths of the digital native and the multitasker. Teaching and Teacher Education, v. 67, p. 135-142, 2017. https://doi.org/10.1016/j.tate.2017.06.001.

KLEIN, S. G.; BRAIBANTE, M. E. F.; BRAIBANTE, H. T. S. Reações de Oxi-redução: Uma proposta de abordagem em sala de aula. Experiências em Ensino de Ciências. v.15, n.1, p. 468-487, 2020. Disponível em: https://fisica.ufmt.br/eenciojs/index.php/eenci/article/view/573. Acesso em 20 abr. 2022.

MASINI, E. F. S. Aprendizagem Significativa: Condições para ocorrência e Lacunas que levam a comprometimentos. Aprendizagem Significativa em Revista, v.1, n. 1, p.16-24, 2011. Disponível em: http://www.if.ufrgs.br/asr/artigos/Artigo_ID2/v1_n1_a2011.pdf. Acesso em 15 maio 2022.

MATEUS, P. G.; FERREIRA, L. H. Investigação da aprendizagem significativa do conceito de equilíbrio químico por meio de modelos mentais expressos por licenciandos em Química. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias v. 20, n.1, p.73-98, 2021

MEDEIROS, D. R.; GOI, M. E. J. A Resolução de Problemas articulada ao Ensino de Química. Revista Debates em Ensino de Química. v.6, n. 1, p. 115-135, 2020. Disponível em: http://www.journals.ufrpe.br/index.php/REDEQUIM/article/view/2754. Acesso em: 15 jun. 2022.

MILTNER, K. M., HIGHFIELD, T. Never gonna GIF you up. Analysing the cultural significance of the Animated GIF. Social Media + Society. P. 1-11, 2017. https://doi.org/10.1177/2056305117725223.

MOREIRA, M. A. Unidades de Enseñanza Potencialmente Significativas – UEPS. Aprendizagem Significativa em Revista, v.1, n. 2, 43-63. 2011. Disponível em: http://www.if.ufrgs.br/asr/artigos/Artigo_ID10/v1_n2_a2011.pdf. Acesso em 15 jan. 2022.

MOREIRA, M. A. ¿Al Final, Qué es Aprendizaje Significativo? Revista Qurriculum, 25, p. 29-56, 2012. Disponível em:

https://lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/96956/000900432.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em 15 jan. 2022.

MOREIRA, M. A. Ensino e Aprendizagem Significativa. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2017.

NOGUEIRA, K. S. C.; FERNANDEZ, C.; GOES, L. F. As limitações de ensino- aprendizagem associadas ao conteúdo redox nos eventos brasileiros. X CONGRESO INTERNACIONAL SOBRE INVESTIGACIÓN EN DIDÁCTICA DE LAS CIENCIAS, SEVILLA, 5-8 de Setembro de 2017. Disponível em:

https://ddd.uab.cat/pub/edlc/edlc_a2017nEXTRA/54_-_As_limitacoes_de_ensino aprendizagem_associadas.pdf. Acesso em 15 jan. 2022.

NÚÑEZ, I. B.; RAMALHO, B. L. Os itens de Química do ENEM 2014: erros e dificuldades de aprendizagem. Acta Scientiae, v. 19, n. 5, 2017. Disponível em: http://www.periodicos.ulbra.br/index.php/acta/issue/view/255. Acesso em 15 jan. 2022.

OLIVEIRA, G.; SILVA, H. R. G.; RODRIGUES, A. P.; SILVA, J. S.; SILVA, S. K. O uso da cotidianização como ferramenta para o Ensino de Química Orgânica no Ensino Médio. In: Encontro Nacional de Educação, Ciência e Tecnologia/UEPB. 1., 2012, Campina Grande/PB. Anais. Campina Grande/PB: Universidade Estadual da Paraíba, 2012.p. 1-8. Acesso em: 15 jun. 2022.

OSTERLUND, L. L.; BERG, A.; EKBORG, M. Redox models in chemistry textbooks for the upper secondary school: friend or foe? Chemistry Education Research and Practice, v.11, p.182–192, 2010. https://doi.org/10.1039/C005467B.

PAULETTI, F. Entraves ao Ensino de Química: Apontando meios para potencializar este ensino. Rev. ARETÉ. v. 5, n. 8, p.98-107, 2012. Disponível em: http://periodicos.uea.edu.br/index.php/arete/article/view/39. Acesso em 15 fev. 2022.

RODRIGUEZ, L. G.; PÉREZ, B. C. Aprendizaje de las reacciones químicas a través de actividades de indagación en el laboratorio sobre cuestiones de la vida cotidiana. Enseñanza de las ciencias: revista de investigación y experiencias didácticas, v. 34, n. 3, p. 143-160, 2016. Disponível em: https://raco.cat/index.php/Ensenanza/article/view/314149. Acesso em 10 dez. 2021.

SANJUAN, M. E. C. et al. Maresia: uma proposta para o ensino de eletroquímica. Química Nova na Escola, v. 31, n. 3, p. 190-197, 2009. Disponível em: http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc31_3/07-RSA-2008.pdf. Acesso em 10 dez. 2021.

SANTAROSA, M. C. P. Ensaio sobre a aprendizagem significativa no ensino de Matemática. Aprendizagem Significativa em Revista, v. 6, n. 3, p. 57-69, 2016. Disponível em: http://www.if.ufrgs.br/asr/artigos/Artigo_ID92/v6_n3_a2016.pdf. Acesso em 10 dez. 2021.

SANTOS, A. O.; SILVA, R. P.; ANDRADE, D.; LIMA, J. P. M. Dificuldades e Motivações de Aprendizagem em Química de Alunos do Ensino Médio Investigadas em Ações do (PIBID/UFS/Química). Scientia Plena. v. 9, n.7, p.077204-1, 2013. Disponível em: https://scientiaplena.org.br/sp/article/view/1517. Acesso em 10 dez. 2021.

SANTOS, B. M.; SILVA, H. E. da; ROSA, R. C. Relato de experiência: atividades lúdicas e experimentais para o ensino de ondas. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática. Cuiabá, v. 8, n. 2, p. 327-351, 2020. https://doi.org/10.26571/reamec.v8i2.9368

SESTARI, F. B.; GARCIA, I. K.; SANTAROSA, M. C. P. Integração de conceitos no contexto do ensino técnico integrado ao ensino médio a partir de Unidades de Ensino Potencialmente Significativas (UEPS). Research, Society and Development, v.9, n.4, e64942855, 2020. http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i4.2855.

SILVA, L. P. S. C.; ALVES, J. M. S.; LEAL, R. B. Linguagem dos nativos digitais e as tecnologias educacionais: reconectando-nos com nossos alunos. Anais. II Seminário Diálogos sobre EaD: práticas pedagógicas, v. 1, n. 1, 2018.

SILVA, R. S. Experimentação no Ensino de Química: Uma Sequência Didática sobre a Formação da Ferrugem. Revista REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, v. 9, n. 2, e21058, 2021. http://dx.doi.org/10.26571/reamec.v9i2.12744.

STIEFF, M.; BATEMAN JR, R. C.; UTTAL, D. H. Teaching and learning with three-dimensional representations, in Gilbert J.K. (ed.), visualization in science education, p. 93–118, 2005.

SOARES, S. T.; LIMA, S. S.; CARBO, L. Conhecimento especializado de professores de química: modelo teórico. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática. Cuiabá, v. 8, n. 2, p. 648-666, 2020. https://doi.org/10.26571/reamec.v8i2.10255

TREAGUST, D. F.; MTHEMBU, Z.; CHANDRASEGARAN, A. L. Evaluation of the predict-observe-explain instructional strategy to enhance students’ understanding of redox reactions. DEVETAK, I.; GLAZAR, S. A. (eds.) In: Learning with understanding in the chemistry classroom. p. 265-286, 2014. http://dx.doi.org/10.1007/978-94-007-4366-3_14.

Downloads

Publicado

2023-02-05

Como Citar

GOMES, D. da C.; SOUZA, K. dos S. de. UNIDADES DE ENSINO POTENCIALMENTE SIGNIFICATIVAS (UEPS) E A APRENDIZAGEM DA OXIRREDUÇÃO. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Cuiabá, Brasil, v. 11, n. 1, p. e23004, 2023. DOI: 10.26571/reamec.v11i1.14444. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/reamec/article/view/14444. Acesso em: 16 jun. 2024.