Blocos de concretos fabricados com incorporação de resíduos sólidos: Uma revisão sistemática

Autores

  • Isabela Pinheiro Oliveira UFMT
  • Ivan Julio Apolonio Callejas UFMT
  • Luciane Cleonice Durante UFMT

DOI:

10.18607/ES2020911288

Resumo

As atividades da construção civil são grandes geradoras de poluição ambiental e, a partir disso, faz-se pertinente a busca por métodos e materiais alternativos, que possam agregar mais sustentabilidade ao setor. Em paralelo, tem-se a problemática da geração e descarte dos resíduos sólidos urbanos, para a qual também se fazem necessárias soluções de reutilização. Aliando essas questões, diversos estudos têm abordado a incorporação de resíduos na produção de blocos de concreto de alvenaria estrutural ou de vedação. Neste trabalho, realizou-se uma revisão sistemática com o objetivo de analisar as propriedades físico mecânicas de blocos de concreto reciclados, à luz das normativas brasileiras. Os objetivos específicos são: a) relacionar a resistência mecânica dos blocos com a absorção de água e com a relação água/cimento de seus traços, avaliando como esses fatores interferem entre si, e b) classificar estatisticamente o comportamento físico mecânico dos blocos de concreto reciclados. Evidenciou-se que o coeficiente de determinação foi de 0,1955 (moderado) e 0,0031 (muito baixo) entre a resistência à compressão e a absorção de água e a relação água/cimento, respectivamente. A análise de agrupamento aplicada às propriedades dos blocos determinou seis grupos com similaridade, onde se observa a tendência dos blocos com maiores resistências possuírem menor absorção de água, e vice versa. Concluiu-se que a incorporação de resíduos permite o enquadramento da maioria dos blocos analisados às normas, devendo-se fazer uma análise cuidadosa das propriedades e características dos resíduos utilizados, com vistas a verificar como estes podem afetar suas propriedades físicas e mecânicas.

Downloads

Publicado

2020-12-14

Edição

Seção

Engenharia