https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/eng/issue/feed E&S Engineering and Science 2024-06-07T19:56:03+00:00 Ivan Julio Apolonio Callejas ivancallejas1973@gmail.com Open Journal Systems <p>Revista ES Engineering and Science é um jornal de publicações eletrônicas vinculada ao departamento da Faculdade de Arquitetura, Engenharia e Tecnologia – FAET da Universidade Federal de Mato Grosso – UFMT, para a divulgação de trabalhos científicos em línguas portuguesa, inglesa e espanhola, nas áreas de engenharias, tendo periodicidade quadrimestral.</p> <p>Para maior visibilidade, a revista conta com DOI (Digital Object Identifier) que se situa catalogada no Crossref. Além disso, está inserida na base de dados Google Acadêmico, Sumários.org, DOAJ, Latindex, REDIB, e DIADORIM. Ademais, futuras indexações se encontram em processo de implementação com intuído de divulgar o conteúdo da revista, promovendo maior abrangência para os trabalhos nela publicados.</p> <p> </p> <p><strong>QUALIS 2013 - 2016:</strong> B5 Engenharia I / B5 Engenharia III / B5 Ciências Ambientais / B5 Ciências Agrárias I.</p> <p><strong>QUALIS 2017 - 2020</strong>: B2 Engenharia I / B2 Ciências Ambientais / / B2 Ciências Agrárias I / B2 Biotecnologia / B2 Biodiversidade / B2 Arquitetura Urbanismo e Design / B2 Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo.</p> <p><strong>ISSN: </strong>2358-5390</p> https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/eng/article/view/17071 Desempenho de argamassas para revestimento de estruturas de concreto armado situadas em ambientes marítimos 2024-04-19T11:56:15+00:00 Thiago Rodrigues Miranda thiagormfurg@gmail.com Jorge Luiz Saes Bandeira jorge-band@hotmail.com Alessandra Buss Tessaro alessandrabuss@gmail.com Ingrid Telles Moraes ingrid.telles.moraes@gmail.com Julio Cesar Oliveira julhao5@hotmail.com João Pedro Viana joaovianaegn@gmail.com <p>Pode-se afirmar que o conhecimento sobre como os revestimentos de argamassa possam influir na penetração de íons cloreto, em estruturas de concreto armado, é ainda incipiente, especialmente naquelas situadas em ambientes marítimos com alta exposição a esses agentes agressivos. Nesse contexto, a avaliação do desempenho de argamassas para revestimento pode auxiliar no desenvolvimento de soluções mais eficazes para proteger as estruturas de concreto armado, trazendo vantagens para a indústria da construção civil e para o meio ambiente, visto que, aumentando a durabilidade das estruturas, os custos de manutenção e os danos ambientais diminuem. Sendo assim, este trabalho tem por objetivo verificar o desempenho quanto à penetração de cloretos de argamassa mista composta de cimento e cal hidráulica como aglomerantes, e outra argamassa mista com a substituição de 10% de cimento Portland por cinza proveniente da queima de carvão mineral além de cal hidráulica na mesma proporção da primeira e por fim comparar estes dois traços com estudos similares. Para isso, foram confeccionados corpos de prova e submetidos a ensaios de difusão de cloretos, com variações do grau de saturação (GS) em 100%, 85% e 65%, o que permitiu através de ensaios de titulação potenciométrica, obter os perfis de cloretos de cada amostra. A partir dos achados, observou-se que as amostras possuem adequada resistência mecânica e alta permeabilidade e índices de vazios.</p> 2024-06-07T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Thiago Rodrigues Miranda, Jorge Luiz Saes Bandeira , Alessandra Buss Tessaro, Ingrid Telles Moraes, Julio Cesar Oliveira, João Pedro Viana https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/eng/article/view/16896 Desenvolvimento de código aberto em Octave para ajustes de funções através de linearização e MMQ 2024-04-19T12:17:42+00:00 Daniel Magalhães da Cruz dacruz.daniel@hotmail.com Ignacio Melito ignaciomelito@yahoo.com.br Aleones José da Cruz Júnior aleones.junior@ifgoiano.edu.br Marcel Willian Reis Sales marcel.sales@ifgoiano.edu.br Tales Luiz Popiolek Júnior talespopiolekjr@furg.br Carlos Eduardo Marcos Guilherme carlosguilherme@furg.br <p>Todos os estudos de engenharia recorrem a bases matemáticas para sua realização, sejam elas da probabilidade, da estatística, do cálculo diferencial e integral, da álgebra vetorial, etc. Fato é que a abordagem matemática é parte crucial do desenvolvimento. Nos estudos que lidam com dados discretos, é evidente a necessidade de parametrizações que demonstrem o comportamento de tal conjunto de dados, tornando o ajuste de curva imprescindível. Nesse sentido, destaca-se o contexto amplo do trabalho, que pretende escrever um código em Octave para parametrização de dados discretos. A metodologia implementada é o Método dos Mínimos Quadrados (MMQ), bem como a sua avaliação quantitativa de qualidade feita através do coeficiente de correlação ( ). Além disso, recursos matemáticos de linearização de modelos são utilizados para posterior adequação no MMQ. Como resultado, obtém-se um código em Octave que realiza a parametrização para os modelos: linear, de potência, exponencial, recíproca e Michaelis-Menten. O código é verificado com diferentes resultados da literatura. Como conclusão, observa-se a facilidade do script em Octave, que não apenas permite a parametrização e ajuste de curva para conjuntos de dados, mas também fornece base para inserção de demais modelos dentro do script. Além disso, o código desenvolvido conduz a novas proposições, como programas que façam algo de forma similar para 3D, ou mesmo programas que realizem cálculos de forma automatizada.</p> 2024-06-07T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Daniel Magalhães da Cruz, Ignacio Melito, Aleones José da Cruz Júnior, Marcel Willian Reis Sales, Tales Luiz Popiolek Júnior, Carlos Eduardo Marcos Guilherme https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/eng/article/view/16683 Análises probabilística e de sensibilidade aplicadas ao estudo de um pavimento asfáltico com revestimento modelado via série de Prony 2024-03-18T21:04:04+00:00 Albert Willian Faria awfaria2021@gmail.com Paulo Roberto Garcia paulo.garcia@uftm.edu.br <p>A análise probabilística e de sensibilidade do comportamento mecânico de um pavimento asfáltico submetido um carregamento variável com o tempo, proveniente do tráfego de veículos, é analisado neste trabalho. O pavimento em estudo é estruturado em três camadas: revestimento asfáltico, base granular e subleito. O modelo probabilístico do sistema é implementado usando o Método dos Elementos Finitos no software ANSYS. As variáveis de entrada do modelo 2D incluem a geometria e as propriedades mecânicas do pavimento e do subleito, e são implementados utilizando a Simulação de Monte Carlo. Um elemento quadrático plano, de oito nós e dois graus de liberdade de translação por nó é utilizado na modelagem do sistema. O revestimento asfáltico é adotado como sendo viscoelático-linear, sendo modelado empregando a série de Prony, enquanto os demais materiais são adotados como sendo elástico-lineares. O máximo deslocamento vertical médio sofrido pelo revestimento asfáltico é a única variável aleatória de saída do sistema, e cujo valor é comparado e validado através dos resultados determinísticos fornecidos pela literatura científica. Os resultados probabilísticos demonstram, com 95 % de probabilidade e confiança, que os deslocamentos verticais médios sofridos pelo pavimento são maiores que os correspondentes determinísticos. A incerteza associada ao valor do deslocamento vertical médio tende a ser maior no ponto em que a carga vertical atinge o seu máximo valor, diminuindo e se estabilizando conforme o tempo de análise. A análise de sensibilidade demonstra que a espessura do revestimento asfáltico e o módulo de elasticidade da base são os parâmetros que mais influenciam nos valores do deslocamento vertical máximo e no deslocamento permanente do pavimento, respectivamente.</p> 2024-06-07T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Albert Willian Faria, Paulo Roberto Garcia https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/eng/article/view/17013 Desempenho térmico de placas de cimento álcali-ativado fabricadas a partir de resíduos de porcelanato 2024-04-19T11:59:05+00:00 Raquel Diniz Oliveira raqueldo@gmail.com Cláudio Henrique Pires e Silva claudiopires.eng@gmail.com Paulo Henrique Ribeiro Borges paulo.borges@cefetmg.br Ricardo André Fiorotti Peixoto ricardofiorotti@ufop.edu.br <p>Cimentos álcali-ativados podem otimizar as propriedades termofísicas do concreto. Neste contexto, o presente estudo objetivou analisar o desempenho térmico de placas de cimento álcali-ativado (PCAAs), produzidas a partir de resíduos de porcelanato. A caracterização das propriedades termofísicas das placas foi realizada por meio de ensaios. Posteriormente, realizou-se simulação termoenergética de habitação naturalmente ventilada em <em>Light Steel Framing</em>, em oito climas diferentes. Os resultados das PCAAs foram comparados estatisticamente com placas de cimento Portland (PCPs). No geral as PCAAs apresentaram menores valores de densidade e absortância a radiação solar, entretanto as PCPs apresentaram valores menores de condutividade térmica e capacidade de calor específico. Nos climas mais frios as PCPs propiciaram maior número de horas em conforto térmico, alcançando, porém, menos de 45% das horas do período analisado. Para os demais climas, as PCAAs obtiveram os melhores resultados. Nos climas mais quentes, a pintura das placas na cor branca aumentou em até 7 e 9% o percentual de horas confortáveis propiciados pela PCAA e PCP, respectivamente. A análise estatística das horas em conforto obtidas confirmou os resultados da simulação uma vez que as diferenças entre as horas em conforto obtidas pelas placas em cada clima foram significativas (ANOVA e teste de Kruskal Wallis). Tais análises confirmaram também que os diferentes processos de cura da PCAAs podem ter influenciado na quantidade de horas de conforto propiciadas por cada tipo de placa. A produção de novos materiais de fechamento pode, portanto, se viabilizar como uma alternativa construtiva em algumas condições climáticas.</p> 2024-06-07T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Raquel Diniz Oliveira, Cláudio Henrique Pires e Silva, Paulo Henrique Ribeiro Borges, Ricardo André Fiorotti Peixoto https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/eng/article/view/16829 Absorção do Building Information Modeling (BIM) na gestão municipal do Estado de Mato Grosso, Brasil 2023-12-15T19:01:06+00:00 Luciane Cleonice Durante luciane.durante@hotmail.com Patrícia da Silva Fiuza Pina patricia.pina@ufmt.br KARYNA DE ANDRADE CARVALHO ROSSETI karyna.rosseti@ufmt.br Rodrigo Ferreira Senra rodrigofsenra@gmail.com RAQUEL NAVES BLUMENSCHEIN raquelblum@terra.com.br THAIS OLIVEIRA CHAVES FONTES thais.fontes@aluno.unb.br <p>Na esfera pública brasileira, registram-se diversos problemas relacionados aos processos de contratação, fiscalização e execução de projetos de edifícios e obras, o que denota a necessidade de melhorias de gestão desses serviços. A elaboração de projetos de Arquitetura e Engenharia (A&amp;E) em Building Information Modeling (BIM) pode contribuir com a precisão e compatibilização dos projetos, a rapidez na elaboração de documentações técnicas e orçamentos, a qualidade e gestão das obras, além da operação mais assertiva dos ativos. O objetivo deste artigo é diagnosticar o panorama de absorção de conhecimento em BIM pela gestão municipal, no estado de Mato Grosso, Brasil. Na metodologia foram empregadas em três etapas: definição de critérios para classificação da fase de absorção do BIM nas secretarias municipais, elaboração de questionário estruturado, coleta de dados e análise dos dados relacionados aos perfis de atuação de cada secretaria. Os resultados evidenciam que a absorção do BIM nas secretarias municipais em que se elaboram, contratam ou fiscalizam a execução de projetos e obras de construção civil e infraestrutura é incipiente, uma vez que 79% dos respondentes declararam não o utilizar. Por outro lado, as secretarias que utilizam o BIM, o fazem de maneira isolada ou em projetos pilotos, em sua maioria, aplicando-o nas etapas de planejamento, projeto e orçamentação. Os resultados fornecem um diagnóstico do uso do BIM em nível municipal e evidenciam a necessidade de planejar a incorporação do BIM nos processos de trabalho realizados, além de subsidiar políticas públicas que visem reduzir as barreiras de sua implementação.</p> 2024-06-07T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Luciane Cleonice Durante, Patrícia da Silva Fiuza Pina, KARYNA DE ANDRADE CARVALHO ROSSETI, Rodrigo Ferreira Senra, RAQUEL NAVES BLUMENSCHEIN, THAIS OLIVEIRA CHAVES FONTES https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/eng/article/view/15419 Análise fatorial exploratória na avaliação das políticas educacionais em curso de pós-graduação 2024-02-13T15:11:20+00:00 Jonimar da Silva Souza jonimar.souza@ifro.edu.br Lady Day Pereira de Souza lady.souza@ifro.edu.br Everton Luiz Candido Luiz everton.luiz@ifro.edu.br <p>Este é um estudo de caso, com o objetivo de aplicar a análise fatorial exploratória (AFE) para identificar as relações subjacentes em questionário que explora a percepção do estudante de pós-graduação sobre a área (gestão pública) e modalidade (EaD) do curso. Para tanto realizou-se coleta dos dados por meio de questionário fechado, utilizando-se a escala Likert de cinco pontos, que variam entre concordância e discordância. A amostra está composta por 2.134 estudantes ingressantes no curso de pós-graduação de Gestão de Instituição Pública na modalidade educação a distância ofertada pelo Instituto Federal de Rondônia - IFRO. Assim, o uso da Análise Fatorial Exploratória neste estudo, sugere o agrupamento de 11 variáveis do questionário em cinco fatores. A percepção dos estudantes sobre a gestão pública identifica três fatores: Capacidade da gestão, visão gerencialista e participação social. A percepção deles sobre a modalidade EaD resultou em dois fatores: rigor e autonomia. O total dos fatores explicou 58,46% da variação total, sendo que o primeiro fator explicou 14,25%, o segundo 11,75%, o terceiro 11,71%, quarto 10,84% e o quinto 9,95%. O resultado da pesquisa apresentou uma redução das variáveis em fatores que podem contribuir no processo da implementação das políticas educacionais das instituições de ensino, de modo a direcionar assertivamente novas políticas organizacionais. Conclui-se que analise fatorial pode auxiliar a instituição ensino ofertante a entender as motivações dos estudantes e alinhar suas práticas, visando, inclusive, aumentar o êxito e permanência desses estudantes e consequentemente subsidiar o colegiado a orientação didático-pedagógico e dos recursos tecnológicos.</p> 2024-06-07T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Jonimar da Silva Souza, Lady Day Pereira de Souza, Everton Luiz Candido Luiz