AULAS PRÁTICAS DE BOTÁNICA NO INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DE EDUCAÇÃO DO HUAMBO, ANGOLA

Ainel González Robledo, Pedro Capitango, Lenia Robledo Ortega

Resumo


A realização de aulas práticas associadas às aulas teóricas no ensino de Botânica é essencial para uma aprendizagem efetiva por parte dos alunos. A ciência deve ser ensinada para formar aprendizes mais flexíveis, eficientes e autônomos, com capacidade de aprendizagem. O presente trabalho teve como objetivo investigar as práticas de campo que realizam os futuros professores de Biologia nas disciplinas de Botânica do curso de Licenciatura em Ensino da Biologia do Instituto Superior de Ciências de Educação do Huambo, Angola e perspectivas futuras para o seu melhoramento. Adotou-se como metodologia a abordagem qualitativa. Aplicou-se inquéritos aos estudantes do primeiro ao quinto ano. Da análise feita as respostas e opiniões dos estudantes, confirmou-se a ausência de aulas práticas de botânica nos anos anteriores e a pouca frequência no ensino superior. O papel da prática nesta ciência é fundamental para que os futuros professores estejan mais preparados para o ensino de alta qualidade e ajudarem na difusão de informação sobre a preservação e conservação da biodiversidade nacional.

Palavras-chave


Aulas práticas; Ensino aprendizagem.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.26571/2318-6674.a2015.v3.n1.p42-51.i5305

Apontamentos

  • Não há apontamentos.