A RevDia (ISSN 2319-0825 - QUALIS B2) é um periódico dos Grupos de Pesquisa REBAK (Relendo Bakhtin) e REBAK SENTIDOS, constituindo-se como um veículo de divulgação das pesquisas realizadas pelos membros dos grupos de pesquisa referenciados acima, bem como, da comunidade externa aos grupos e a UFMT. Os números tem capa padronizada representando diversas linguagens simbolizando a produção do conhecimento científico. A RevDia é composta pelas seções "Caderno Música, Arte e Cultura", "Caderno Estudos de Linguagens e Literários", "Caderno Artigos Livres", "Caderno Primeira Impressão", "Caderno Monografias" e "Caderno Outros Dizeres: Resenhas, Críticas e Entrevistas".

 

 

 

Os artigos publicados pela RevDia, também estão indexados a:

  

  

Notícias

CHAMADA TEMÁTICA: Português como Língua Estrangeira: múltiplos olhares

2021-04-22
A Revista Diálogos (UFMT) RevDia – ISSN 2319-0825 – Qualis B2 está recebendo artigos e resenhas para volume de 2021/2 até dia 01 de setembro de 2021. Os trabalhos devem ser enviados exclusivamente pelo site da revista, em submissão de artigos. A previsão de publicação é até dezembro de 2021. O tema desse número será: Português como Língua Estrangeira: múltiplos olhares. As instruções para os autores e submissões estão disponíveis em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/revdia/about/submissions.

 

Saiba mais sobre CHAMADA TEMÁTICA: Português como Língua Estrangeira: múltiplos olhares

Edição Atual

v. 9 n. 1 (2021): Bakhtin e o contexto pandêmico
					Visualizar v. 9 n. 1 (2021): Bakhtin e o contexto pandêmico

A reclusão, em virtude da pandemia do corona vírus, nos colocou frente a um Eu e a um Outro, desprovido de suas principais atribuições, tendo muitas dessas, reguladas e outras tantas virtualizadas, fato que nos leva a crer, que esse Eu e esse Outro, não são reais: foram inventados, regulados e normatizados para responderem passivamente a superestrutura, que se utilizou do constexto, da pseudo ciência (tendo em vista que na medicina o conhecimento é gerado lentamente e que a doença que provocou a pandemia é nova), da mídia funesta, para propagar o medo, o quê provoca baixa da imunidade no organismo humano, deixando a população ainda mais vunerável. Mediante ao exposto, quisemos questionar como se dá o ser/existir na pandemia e como podemos compreende-lo a partir do olhar bakhtiniano.

Publicado: 2021-05-26

Editorial

Dossiê Temático

Caderno Estudos Linguísticos e Literários

Ver Todas as Edições