ATIVIDADES FÍSICAS E ESPORTIVAS NO BRASIL E ESPANHA: ANÁLISE COMPARADA

Autores

  • Wagner Barbosa Matias Universidade de Brasília
  • Cintia Csucsuly Rocha Universidade de Brasília
  • Fernando Mascarenhas Universidade de Brasília

Palavras-chave:

Estudos Comparados, Políticas Esportivas, Diagnósticos

Resumo

O artigo busca identificar a abrangência das atividades físicas esportivas no Brasil e na Espanha. O caminho metodológico percorrido para o estudo foi delineado por duas técnicas de pesquisa: levantamento documental e revisão bibliográfica. O levantamento se limitou aos documentos obtidos a partir de fontes institucionais e a revisão envolveu tanto a literatura espanhola como a brasileira. Para a análise comparativa a referência é o método crítico de análise de políticas sociais, especificamente a primeira categoria no que se refere a concepção e abrangência das políticas sociais. Assim, quando observamos às características da prática esportiva e dos praticantes nos dois países, a comparação revelou uma taxa elevada de pessoas que não realizam exercícios físicos e/ou esportes, principalmente entre os idosos. Além disso, ficou evidente os altos índices de pessoas que estão inseridas no universo do esporte, mas que não possuem vínculos com as instituições de alto rendimento.

Biografia do Autor

Wagner Barbosa Matias, Universidade de Brasília

Doutor em educação física- Universidade de Brasília. Professor da Secretaria de Educação do Distrito Federal

Cintia Csucsuly Rocha, Universidade de Brasília

Mestre em educação física- UnB.

Fernando Mascarenhas, Universidade de Brasília

Pós-doutor em Política social/UERJ. Professor da Universidade de Brasília.

Referências

BOSCHETTI, Ivanete. Avaliação de políticas, programas e projetos sociais. In: CFESS/ ABEPSS (Org.). Serviço social: direitos sociais e competências profissionais. Brasília, DF: CFESS/ABEPSS, 2009.

BROHM, Jean-Marie. Sociología política del deporte. Ciudad del México, México: Fondo de cultura económica, 1982.

BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa de esporte. Brasília, DF: Ministério do Esporte, 2003.

BRASIL. Diagnóstico Nacional do Esporte. Ministério do Esporte, 2015. Disponível em: http://www.esporte.gov.br/diesporte/. Acesso em: 15/12/2019.

BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Prática de esporte e atividade física. Brasília, DF: Ministério do Esporte, 2015.

CARNEIRO, Fernando H. Silva e colaboradores. Orçamento do esporte no governo Dilma: a primazia dos interesses econômicos e o direito escanteado. Revista brasileira de ciências do esporte, v. 41, n. 4, out./ dez., 2019.

CARVALHO, Elma Júlia Gonçalves de. Estudos comparados em educação: novos enfoques teórico-metodológicos. Acta scientiarum education, v. 36, n. 1, p. 129-141, jan./ jun., 2014.

COSTA, Lamartine Pereita. Diagnóstico de educação física e desportos no Brasil. Rio de Janeiro: Vozes, 1971.

ESPAÑA. Encuesta de hábitos desportivos em España 2015. Ministerio de Cultura y Deporte, 2015. Disponível em: http://www.culturaydeporte.gob.es/servicios-al-ciudadano/estadisticas/deportes/encuesta-habitos-deportivos-en-espana.html. Acesso em: 15/12/2019.

FONTES, Virgínia. O Brasil e o capital-imperialismo: teoria e história. 2. ed. Rio de Janeiro: EPSJV/ UFRJ, 2010.

MATIAS, Wagner Barbosa Matias. O enigma olímpico: o controvertido percurso da agenda e políticas esportivas no Governo Lula. Brasília, 2013. 195f. Dissertação (Mestrado em Educação Física). Universidade de Brasília, Brasília, DF, 2013.

MATIAS, Wagner Barbosa Matias. A economia política do futebol e o “lugar” do Brasil no mercado-mundo da bola. 2018. 510f. Tese (Doutorado em Educação física). Universidade de Brasília, Brasília, DF, 2013.

MIRANDA, Natália Nascimento; MASCARENHAS, Fernando. Os estudos olímpicos no Brasil: um mapeamento a partir dos periódicos científicos da Educação Física. Lecturas Educación Física y Deportes, v. 16, p. 1-8, set., 2011.

PNUD. Movimento é vida: atividades físicas e esportivas para todas as pessoas. In: PNUD. Relatório do Desenvolvimento Humano Nacional. Brasília, DF: PNUD, 2017.

ROCHA, Cíntia Csucsuly. Políticas públicas e organização esportiva: estudo comparado Brasil-Espanha. 2018. 188f. Dissertação (Mestrado em Educação Física). Universidade de Brasília, Brasília, DF, 2018.

Downloads

Publicado

2020-07-23

Como Citar

Matias, W. B., Rocha, C. C., & Mascarenhas, F. (2020). ATIVIDADES FÍSICAS E ESPORTIVAS NO BRASIL E ESPANHA: ANÁLISE COMPARADA. Corpoconsciência, 24(2), 42-56. Recuperado de https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/corpoconsciencia/article/view/10509