A militância de Florestan Fernandes em defesa da escola pública brasileira (1954 – 1964)

Mario Borges NETTO, Maria Cristina Gomes MACHADO

Resumo


Temos por objetivo analisar a participação de Florestan Fernandes na Campanha em Defesa da Escola Pública (1960). Do estudo, compreendemos que a luta pela superação dos dilemas educacionais conferiu unidade à atuação de Florestan Fernandes dentro e fora do espaço acadêmico e coerência entre sua visão de mundo e ação intelectual. Momento em que o sociólogo aliou sua formação intelectual à persuasão, para conscientizar e convocar os cidadãos a transformar a realidade. Isso nos levou a defender que os escritos educacionais se fazem centrais para entender Florestan Fernandes como intelectual.

Palavras-chave


História da Educação; Florestan Fernandes; intelectual

Texto completo:

PDF

Referências


BUFFA, E. Ideologias em conflito: escola pública e escola privada. São Paulo: Cortez & Moraes, 1979. (Coleção educação universitária).

FERNANDES, F. A condição de sociólogo. São Paulo: HUCITEC, 1978.

FERNANDES, F. A contestação necessária: retratos intelectuais de inconformistas e revolucionários. 2 ed. São Paulo: Expressão Popular, 2015.

FERNANDES, F. A democratização do ensino. In: BARROS, R. S. M. de (Org.). Diretrizes e bases da educação nacional. São Paulo: Pioneira, 1960a.

FERNANDES, F. A sociologia numa era de revolução social. São Paulo: Editora Nacional, 1963.

FERNANDES, F. Capitalismo dependente e classes sociais na América Latina. 4ª ed. rev. São Paulo: Global, 2009.

FERNANDES, F. Educação e sociedade no Brasil. São Paulo: Dominus, 1966.

FERNANDES, F. Em defesa da escola pública. In: BARROS, R. S. M. de (Org.). Diretrizes e bases da educação nacional. São Paulo: Pioneira, 1960b.

FERNANDES, F. Ensaios de Sociologia Geral e Aplicada. 2ª ed. São Paulo: Pioneira, 1971.

FERNANDES, F. Florestan Fernandes, história e histórias. In: COHN, A. (Org.). Florestan Fernandes. Rio de Janeiro: Beco do Azougue, 2008a. (Encontros).

FERNANDES, F. Mudanças sociais no Brasil. 4ª ed. São Paulo: Global, 2008a.

FERNANDES, F. Objetivos da Campanha em Defesa da Escola Pública. In: BARROS, R. S. M. de (Org.). Diretrizes e bases da educação nacional. São Paulo: Pioneira, 1960c.

FREITAG, B. Democratização, universidade, revolução. In. D’INCAO, M. A. (Org.). O saber militante: ensaios sobre Florestan Fernandes. Rio de Janeiro: Paz e Terra; São Paulo: EdUnesp, 1987.

FREITAG, B. Florestan Fernandes por ele mesmo. Estudos Avançados. vol. 10, n°. 26. São Paulo, jan./abr. 1996.

GRAMSCI, A. Quaderni del carcere – Edizione critica dell’Istituto Gramsci. A cura di Valentino Gerratana. Turim: Einaudi, 2007, 4 vols.

SANFELICE, J. L. Florestan Fernandes: um intelectual da educação. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, nº56, p.252-265, mai. 2014.

SAVIANI, D. Ensino Público e algumas falas sobre universidade. 5. ed., São Paulo: Cortez: Autores Associado, 1991.

SAVIANI, D. Florestan Fernandes e a educação. Estudos Avançados, São Paulo, v.10, n.26, p.71-87, jan.-abr. 1996.

TEIXEIRA, A. Educação não é privilégio. Rio de Janeiro: José Olympio, 1957.




DOI: https://doi.org/10.29286/rep.v29ijan/dez.8517

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


     
 
 

Fontes de Indexação:

        
 
 
 
R. Educ. Públ. Cuiabá:UFMT. Av. Fernando Corrêa da Costa, 2367, Boa Esperança. Cuiabá-MT, Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto de Educação, sala 02 térreo.. CEP: 78.060-900 – Telefone: (65) 3615-8466. Homepage: http://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/educacaopublica; E-Mail: rep@ufmt.br
 
Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial 3.0 Brasil License
 
 
 

 

contador de visitantes Acessos

Design e editoração eletônica