Avaliação compartilhada como ação formadora de futuros professores que ensinam matemática

Laura Pippi FRAGA, Anemari Roesler Luersen Vieria LOPES

Resumo


Este artigo, constituído a partir dos resultados de uma pesquisa de mestrado, tem por objetivo discutir a avaliação compartilhada como ação formadora de futuros professores envolvidos num projeto em que organizam atividades de ensino de Matemática voltadas aos anos iniciais do Ensino Fundamental. Para atingir o objetivo proposto, analisa-se uma das Unidades Didáticas, fazendo uso de registros escritos, de gravações dos encontros e de um questionário. Foi possível identificar que os futuros professores atribuem dois sentidos à avaliação e que a condição de compartilhamento permite a compreensão de aspectos relacionados ao ensino, caracterizando a avaliação como uma ação formadora.

 

Palavras-chave: Formação de Professores. Avaliação compartilhada. Educação Matemática nos Anos Iniciais.


Palavras-chave


Formação de professores; Avaliação compartilhada; Educação Matemática nos anos iniciais.

Texto completo:

PDF

Referências


CEDRO, W. L. O espaço de aprendizagem e a atividade de ensino: o clube de matemática. 2004. 169 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.

KOPNIN, P. V. A dialética como lógica e teoria do conhecimento. Rio de Janeiro: Editora Civilização Brasileira, 1978.

LEONTIEV, A. N. O desenvolvimento do psiquismo. São Paulo: Editora Moraes Ltda, 1978.

_____. Actividad, consciência, personalidad. 2. ed. Habana: Pueblo y Educación, 1983.

LOPES, A. R. L. V. Aprendizagem da docência em matemática: o Clube de Matemática como espaço de formação inicial de professores. Passo Fundo: Ed. Universidade de Passo Fundo, 2009.

_____. A aprendizagem docente no estágio compartilhado. 2004. 192 f. Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.

MIGUEIS, M. da R.; AZEVEDO, M. da G. (Entre) cruzando saberes. In: MIGUEIS, M. da R.; AZEVEDO, M. da G. (Orgs.) Educação Matemática na Infância: abordagens e desafios. Vila Nova de Gaia: Gailivro, 2007. p. 15-24.

MORETTI, V. D. Professores de matemática em Atividade de ensino: Uma Perspectiva histórico-cultural para a formação docente. 2007. 208 f. Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação – USP, São Paulo.

MORETTI, V. D. Aprendizagem da docência em atividade de ensino no clube de matemática. Revista Quadrimestral da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional, SP. Volume 18, Número 3, Setembro/Dezembro de 2014: 511-517.

MORETTI, V. D. O problema lógico-histórico: aprendizagem conceitual e formação de professores de matemática. P O I É S I S – Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação – Mestrado – Universidade Do Sul De Santa Catarina-Unisul, Tubarão, Número Especial, p. 29 - 44, Jan/Jun 2014.

MOURA, M. O. de. Matemática na infância. In: EDIÇÕES GAILIVRO (Org.). Educação matemática na infância. Abordagens e desafios. Vila Nova de Gaia: Gailivro, 2007. p. 39-64.

_____. Pesquisa colaborativa: um foco na ação formadora. In: BARBOSA, Raquel Lazzari Leite (Org.) Trajetórias e perspectivas da formação de educadores. São Paulo: Editora UNESP, 2004. Cap. 18, p. 257-284.

_____; et al. A atividade Orientadora de Ensino como Unidade entre Ensino e Aprendizagem. In: MOURA, Manoel Oriosvaldo (Org.). A atividade pedagógica na teoria Histórico-Cultural. Brasília: Líber livro, 2010. p. 81-110.

MOURA, M. O. de, LOPES, A. R. L. V.; CEDRO, W. L. A formação inicial de professores que ensinam matemática: a experiência do Clube de Matemática. Revista da Educação, XVI (2), 2008: 123-137.

MORAES, S. P. G. de. Avaliação do processo e ensino e aprendizagem em matemática: contribuições da teoria histórico-cultural. 2008. Tese de Doutorado, Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Educação. São Paulo: Universidade de São Paulo, 2008.

PÉREZ GÓMEZ, A. O pensamento prático do professor: a formação do professor como profissional reflexivo. In: NÓVOA, A. (Org.) Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1995. p. 93-114.

PIMENTA, S. G. O estágio na formação de professores: unidade, teoria e prática? São Paulo: Cortez, 1994.

RIGON, A.J.; ASBAHR, F.S.F.; MORETTI, V.D.. Sobre o processo de humanização. In: MOURA, M.O. (coord.). A atividade pedagógica na teoria histórico-cultural. Brasília: Líber, 2010.

RUBTSOV, Vitaly. A atividade de aprendizado e os problemas referentes à formação do pensamento teórico dos escolares. In: GARNIER, Catherine, BERDNARZ, Nadine, ULANOVSKAYA, Irina (orgs.). Após Vygotsky e Piaget: perspectiva social e construtivista. Escola russa e ocidental. Tradução: Eunice Gruman. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996, p.129-137.

SILVA, R. S. Os indícios de um processo de formação: A organização do ensino no Clube de Matemática. 2013. 215 p. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências e Matemática) – Universidade Federal de Goiás. Goiânia, 2013.

SCHÖN, D. Formar professores como profissionais reflexivos. In: NOVOA, Antonio (org). Os professores e sua formação. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1992, p. 77-91.

VAZ, H. G. B. A Atividade Orientadora de Ensino como organizadora do trabalho docente em matemática: a experiência do Clube de Matemática na formação de professores dos anos iniciais. 2013. 154 p. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Santa Maria. Santa Maria, 2013.

VYGOTSKY, L. S. A formação social da mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. 3. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1989.

_____. Aprendizagem e desenvolvimento intelectual na idade escolar. In: LURIA, A. R.; LEONTIEV, A.; VYGOTSKY, L. S. (Orgs). Psicologia e Pedagogia: Bases Psicológicas da aprendizagem e do desenvolvimento. São Paulo: Moraes, 1991.

_____. A construção do pensamento e da linguagem. 2. ed. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2009.

ZEICHNER, K. Novos caminhos para o practicum: uma perspectiva para os anos 90. In NÒVOA, A. Os Professores e a sua formação. Lisboa: Instituto de Inovação Educacional, 1992. p. 115-138.




DOI: http://dx.doi.org/10.29286/rep.v26i61.3198

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


     
 
 

Fontes de Indexação:

        
 
 
 
R. Educ. Públ. Cuiabá:UFMT. Av. Fernando Corrêa da Costa, 2367, Boa Esperança. Cuiabá-MT, Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto de Educação, sala 02 térreo.. CEP: 78.060-900 – Telefone: (65) 3615-8466. Homepage: http://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/educacaopublica; E-Mail: rep@ufmt.br
 
Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial 3.0 Brasil License
 
 
 

 

contador de visitantes Acessos

Design e editoração eletônica