A UTOPIA COMO ATRIBUTO DA EDUCAÇÃO EMANCIPATÓRIA

Autores

DOI:

10.29286/rep.v30ijan/dez.7777

Palavras-chave:

Utopia, Racionalidade, Emancipação, Educação

Resumo

Este ensaio reflete sobre ideais pedagógicos da educação moderna, herdados da filosofia Iluminista, como baliza para a formação cidadã, crítica e transformadora na atualidade. Trata das bases educacionais que fundam a emancipação e a utopia e que visam concretizar a autonomia do sujeito como agente de uma sociedade livre, justa e igualitária. A discussão é subsidiada por incursos teórico-hermenêuticos como metodologia compreensivo-interpretativa, fundamentada nas categorias habermasianas de sociedade e razão, para reconhecer a educação como um fenômeno universal e permanente, que aglutinou pluralidades de perspectivas (dialéticas) que moldaram o entendimento sobre seu conceito e sua missão histórico-social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Washington de Morais Medeiros, Instituto Federal da Paraíba (IFPB), João Pessoa, Paraíba, Brasil.

Doutor em Educação, Mestre em Ciência da Informação e Bacharel em Comunicação Social, habilitação em Jornalismo. Professor do Instituto Federal da Paraíba (IFPB - Campus João Pessoa). Tem interesse em eixos, como educação, racionalidade, gênero, ensino, gestão, informação, comunicação, articulados às nuances das tecnologias digitais da informação e comunicação. É professor do Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica (ProfEPT/IFPB), e por dez anos foi professor colaborador do Programa de Pós-graduação Gestão em Organizações Aprendentes da Universidade Federal da Paraíba (PPGOA/UFPB). Foi apresentador do programa Conexão Ciência, da grade constituinte da TVUFPB/Futura. Foi avaliador de cursos da Educação Superior, designado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais (INEP) do Ministério da Educação (MEC). 

Edna Gusmão de Góes Brennand, Instituto Federal da Paraíba (IFPB), João Pessoa, Paraíba, Brasil.

Professora Titular da Universidade Federal da Paraíba. Possui Pós-Doutorado pela Université Catholique de Louvain-UCL Bélgica (2005-2006); Estágio Sênior na Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias- ULHT -Portugal (2011- 2012).Estágio Sênior na Universidade de València - Espanha (2018-2020). Doutorado em Sociologia - Université Paris I Panthéon Sorbonne . Mestrado em Educação pela Universidade Federal da Paraíba. Tem experiência na área de Educação e Gestão. Atua nos Cursos de Mestrado e Doutorado em Educação da UFPB e no Mestrado Profissional em Gestão principalmente nos seguintes temas: ciberdemocracia, cibercrimes, net-ativismo, ação comunicativa, ecologias cognitivas; tecnologia e violência; inteligência artificial e violência, educação, violência e direitos direitos humanos; educação,cinema e violência. Consultora da CAPES e da Universidade Aberta do Brasil - UAB. Coordenadora da Rede Interdisciplinar de Estudos sobre Violências - RIEV, parceria entre a UFPB, Universidade Federal da Santa Catarina - UFSC e a Universidade de València - Espanha.Membro do Conselho Científico e Pesquisadora do Laboratório de Aplicações de Vídeo Digital  LAVID-UFPB. Membro do Comitê de Governança Digital da UFPB. Coordenadora Técnica do Projeto Africanidade (Cabo Verde, Guiné Bissau e Brasil). Coordenadora da Biblioteca Digital Paulo Freire (www.paulofreire.ufpb.br). Idealizadora e Coordenadora Geral do Programa de Televisão - Conexão Ciência- TVUFPB canal 43. Foi Coordenadora dos Cursos de Mestrado e Doutorado em Educação da UFPB, Coordenadora do Mestrado Profissional em Gestão nas Organizações Aprendentes-MPGOA, Presidente do Fórum Nacional da Área de Pedagogia CAPES/UAB e Presidente do Fórum de Coordenadores de Pós-Graduação do Norte e Nordeste. 

Referências

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede – a era da informação: economia, sociedade e cultura. São Paulo: Paz e Terra, 1999, v. 1.

HABERMAS, Jürgen. Entre naturalismo e religião: estudos filosóficos. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2007 (Coleção Biblioteca Colégio do Brasil, 14).

HABERMAS, Jürgen. Diagnósticos do tempo: seis ensaios. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2005.

HABERMAS, Jürgen. A ética da discussão e a questão da verdade. São Paulo: Martins Fontes, 2004a.

HABERMAS, Jürgen. Verdade e justificação: ensaios filosóficos. São Paulo: Loyola, 2004b. (Coleção Humanística).

HABERMAS, Jürgen. Consciência moral e agir comunicativo. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2003 (Biblioteca Tempo Universitário, 84: Estudos Alemães).

HABERMAS, Jürgen. Teoria de la acción comunicativa: crítica de la razón funcionalista. Madrid: Taurus, 2001, v 2.

HABERMAS, Jürgen. O discurso filosófico da modernidade. Lisboa: Dom Quixote, 2000.

HABERMAS, Jürgen. Teoria de la acción comunicativa: racionalidad de la acción y racionalización social. Madrid: Taurus, 1999, v. 1.

HABERMAS, Jürgen. Técnica e ciência como ideologia. Lisboa: Edições 70, 1997. (Coleção Biblioteca de Filosofia).

HABERMAS, Jürgen. Pensamento pós-metafísico. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1990.

HABERMAS, Jürgen. Para o uso pragmático, ético e moral da razão prática. Estudos Avançados. São Paulo: USP, v. 3, n 7, set./dez., 1989.

HABERMAS, Jürgen. Conhecimento e interesse. Rio de Janeiro: Zahar, 1987.

HABERMAS, Jürgen. A crise de legitimação no capitalismo tardio. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1980.

KANT, Immanuel. Resposta à pergunta: o que é esclarecimento? In: Textos seletos. 2 ed. Petrópolis: Vozes, 1985.

NOVAES, Adauto. A crise da razão. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

Downloads

Publicado

2021-04-19

Como Citar

MEDEIROS, J. W. de M.; BRENNAND, E. G. de G. . A UTOPIA COMO ATRIBUTO DA EDUCAÇÃO EMANCIPATÓRIA. Revista de Educação Pública, [S. l.], v. 30, n. jan/dez, p. 1-20, 2021. DOI: 10.29286/rep.v30ijan/dez.7777. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/educacaopublica/article/view/7777. Acesso em: 19 out. 2021.