GESTÃO DE PESSOAS NA EDUCAÇÃO: A importância do trabalho coletivo para o alcance dos resultados educacionais

Autores

  • Nilson Robson Guedes Silva Faculdade de Conchas

DOI:

10.30781/repad.v3i3.9315

Palavras-chave:

Gestão de pessoas, Administração educacional, Trabalho coletivo.

Resumo


O trabalho apresentado é o resultado de uma pesquisa baseada em estudos exploratórios, de cunho bibliográfico e abordagem qualitativa, que possuiu como objetivo geral analisar a importância do trabalho coletivo em instituições educacionais, para o alcance de seus objetivos. Após a discussão das temáticas que envolvem a Gestão Educacional, a Gestão Empresarial, a Gestão de Pessoas, a dimensão humana na Gestão de Pessoas e a  Qualidade de Vida no Trabalho, ficou demonstrado que a administração escolar conseguirá cumprir melhor as suas funções, atuando de forma que os resultados educacionais sejam alcançados, se houver a participação da comunidade escolar através de um trabalho coletivo. Uma gestão democrática, em que esteja incluída uma maior participação da comunidade nas decisões de interesse coletivo, deve ser permanentemente buscada e planejadamente construída por todos, ao se considerar a sua importância para que os objetivos previstos pelas instituições educacionais sejam alcançados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nilson Robson Guedes Silva, Faculdade de Conchas

Possui graduação em Pedagogia, especialização em Gestão de Pessoas, Metodologia e Gestão de Educação a Distância e Metodologia do Ensino Superior, e Mestrado e Doutorado em Educação. Atualmente é professor e tutor a distância de graduação em Pedagogia e Supervisor Educacional da Prefeitura Municipal de Campinas. Consultor Especialista do Conselho Estadual de Educação de São Paulo - São Paulo. Parecerista de revistas acadêmico-científicas. Autor de livros, artigos e materiais didáticos da área de educação. Tem experiência na área de Educação (Educação Básica e Educação Superior), atuando, principalmente, nos seguintes temas: políticas de educação, gestão educacional, gestão democrática, planejamento educacional, estágio supervisionado e educação a distância. 

Referências

BOOG, G. G. A excelência na gestão de pessoas e equipes. in: LEITE, B.; FURLAN, J.; SITA, M. (coord.). Ser mais inovador em RH: ideias criativas e novas propostas para o desenvolvimento do capital humano. São Paulo: Ser Mais, 2010.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, 1998. Disponível em: <<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm>>. Acesso: 07 ago. 2019.

___ Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da Educação Nacional. Brasília, 1996. Disponível em: <<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm>>. Acesso: 07 ago. 2019.

CHIAVENATO, I. Gestão de Pessoas. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.

DEMO, P. Participação é conquista: noções de política social participativa. 4 ed. São Paulo: Cortez, 1999.

DIAZ BORDENAVE, J. E. O que é participação. São Paulo: Editora Brasiliense, 1994.

DRABACH, N. P.; MOUSQUER, M. E. L. Dos primeiros escritos sobre Administração Escolar no Brasil aos escritos sobre gestão escolar. Currículo sem Fronteiras, v.9, n.2, pp.258-285, Jul/Dez 2009. Disponível em: <http://www.curriculosemfronteiras.org/vol9iss2articles/drabach-mousquer.pdf>. Acesso: 07 ago. 2019.

DUTRA, J. S. Gestão de pessoas: modelo, processos, tendências e perspectivas. São Paulo: Atlas, 2016.

FERREIRA, N. S. C. Gestão democrática da educação: ressignificando conceitos e possibilidades. In: FERREIRA, N. S. C.;

AGUIAR, M. Â. da S. (org.). Gestão da educação: impasses, perspectivas e compromissos. São Paulo: Cortez, 2015.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2017.

LEÃO, A. C. Introdução à Administração Escolar. 2ª edição. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1945.

LEITE, Y. U. F; DI GIORGI, C. A. G. Ressignificando a função da escola pública e do professor nos dias de hoje: alguns apontamentos. In: SILVA JÚNIOR, C. A.; ARENA, D. B.; LEITE, Y. U. F. Pedagogia Cidadã: Cadernos de formação. São Paulo: UNESP, 2004.

LIBÂNEO, J. C.; OLIVEIRA, J. F. de; TOSCHI, M. S. Educação Escolar: políticas, estrutura e organização. 10 ed. São Paulo: Cortez, 2018.

LIMA, T. C. S. de; MIOTO, R. C. T. Procedimentos metodológicos na construção do conhecimento científico: a pesquisa bibliográfica. Rev. Katál. Florianópolis v. 10 n. esp. p. 37-45 2007. Disponível em: << http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-49802007000300004>>. Acesso: 07 ago. 2019.

LOURENÇO FILHO, M. B. Organização e Administração Escolar: curso básico. 5. Ed. São Paulo, Edições Melhoramentos, 1970.

MANSANO, E. L. de S. Gestão de recursos escolares. São Paulo: Know-How, 2010.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M.. Metodologia do trabalho científico: procedimentos básicos, pesquisa bibliográfica, projeto e relatório. 7. ed. São Paulo, Atlas, 2017.

OZAKI, Y. Dimensão Humana na Governança Corporativa. Departamento de Extensão e Pós-Graduação. Valinhos, 2009. Disponível em: <http://anhanguera.com>. Acesso em: 1 fev. 2019.

PARO, V. H. Administração escolar: introdução crítica. 17. Ed. São Paulo, Cortez Editora, 2018.

___. Eleição de diretores: a escola pública experimenta a democracia. 2. ed. Campinas: Papirus, 2003. Disponível em: << http://www.vitorparo.com.br/trabalhos-publicados/livros/download/>>. Acesso: 07 ago. 2019.

PEDRO, M. J. C.; OLIVIERI, M. de F. A. Gestão de pessoas na educação. 2008. Disponível em: <http://www.administradores.com.br/artigos/marketing/gestao-de-pessoas-na-educacao/23866/>. Acesso: 07 ago. 2019.

RUSSO, M. H. Trabalho e gestão na escola: especificidades do processo de produção pedagógico. 2013. Disponível em: <http://www.anpae.org.br/congressos_antigos/simposio2007/338.pdf>. Acesso: 07 ago. 2019.

RIBEIRO, J. Q. Ensaio de uma teoria da Administração Escolar. São Paulo: Saraiva, 1986.

SANDER, B.. Gestão da Educação na América Latina: construção e reconstrução do conhecimento. Campinas: Autores Associados, 1995.

SILVA, N. R. G. A participação da comunidade escolar como fator de influência na reeleição/não-reeleição dos diretores de escola. Tese de Doutorado. Faculdade de Educação, Unicamp. Campinas, 2006. Disponível em: << http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/252385>>. Acesso: 07 ago. 2019.

SILVEIRA JUNIOR, O. B. da; RIBEIRO, R. L. Gestão de pessoas na educação. 2013. Disponível em: <http://www.amog.org.br/amogarquivos/TCCPOS/Rozeli-Lucas-Maia-Ribeiro-Artigo-Cientifico.doc>. Acesso: 07 ago. 2019.

TEIXEIRA, A. Que é administração escolar? Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, v.36, n.84, p.84-89, 1961.

______. Educação para a Democracia: introdução à administração escolar. Rio de Janeiro: Editora da UFRJ, 1997.

______. Natureza e função da Administração Escolar. Cadernos de Administração Escolar, n. 1. Salvador: ANPAE, 1964.

VERGARA, S. C. Gestão de pessoas. 16. Ed. São Paulo, Atlas, 2016.

Downloads

Publicado

2019-12-31

Como Citar

SILVA, N. R. G. GESTÃO DE PESSOAS NA EDUCAÇÃO: A importância do trabalho coletivo para o alcance dos resultados educacionais. Revista Estudos e Pesquisas em Administração, [S. l.], v. 3, n. 3, p. 133-146, 2019. DOI: 10.30781/repad.v3i3.9315. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/repad/article/view/9315. Acesso em: 23 set. 2021.