EDUCAÇÃO FINANCEIRA: Influência dos fatores demográficos e socioeconômicos na atitude e comportamento financeiro de estudantes do ensino médio

Autores

DOI:

10.30781/repad.v5i2.11649

Palavras-chave:

Alfabetização financeira, Comportamento financeiro, Finanças

Resumo

Este artigo procura analisar as atitudes, comportamentos e conhecimentos financeiros de estudantes do terceiro ano do ensino médio, bem como verificar a influência das características demográficas e socioeconômicas desses estudantes em sua educação financeira. A amostra desta pesquisa foi composta por discentes de instituições de ensino públicas do interior dos estados de São Paulo e de Mato Grosso do Sul. A metodologia utilizada foi a de pesquisa descritiva, com abordagem quantitativa feita por meio de um levantamento. Para isso, aplicou-se um questionário adaptado de Potrich, Vieira e Ceretta (2013) e Potrich, Vieira e Kirch (2015). Diante dos resultados, constatou-se que a educação financeira é pouco expressiva no cotidiano desses estudantes. Foi possível identificar que os fatores demográficos e socioeconômicos analisados demostram que gênero e renda não exercem influência sobre a educação financeira do estudante estudado, mas que a escolaridade dos pais exerce uma influência significativa. Com este artigo, pretende-se estimular instituições públicas e privadas a elaborar programas que contribuam com a educação financeira de seus alunos, formando, assim, cidadãos capacitados para gerenciar suas finanças pessoais de forma satisfatória, evitando o endividamento precoce.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Beatriz Ribeiro Xavier, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Graduanda em Ciências Contábeis pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Tamires Sousa Araújo, Universidade Federal de Mato Grasso do Sul

Professora da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – Campus Três Lagoas, Lagoas.

Doutora em Ciências Contábeis pela Universidade Federal de Uberlândia. E-mail: tamires.sousa@ufms.br

Sirlei Tonello Tisott, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Doutora em Agronegócio – UFRGS. Professora na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Cleston Alexandre dos Santos, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Docente e pesquisador do Curso de Ciências Contábeis do Campus Universitário de Três Lagoas (CPTL-UFMS) e do Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis da Escola de Administração e Negócios (PPGCC, ESAN)

Doutor em Ciências Contábeis e Administração pela Universidade Regional de Blumenau (FURB).

Referências

ANDERLONI, L.; VANDONE, D. Risk of overindebtedeness and behavioral factors. In: LUCARELLI, C.; BRIGHETTI, G. (ed.). Risk tolerance in financial decision making. London: Palgrave Macmillan, 2010.

ARAÚJO, F.; SOUZA, M. Educação financeira para um Brasil sustentável: evidências da necessidade da atuação do Banco Central do Brasil em educação financeira para o cumprimento de sua missão. Trabalho para Discussão do Banco Central do Brasil, n. 280. Brasília, 2012.

ATKINSON, A.; MESSY, F. Measuring financial literacy: results of the OECD/International Network on Financial Education (INFE) Pilot Study. OECD Working Papers on Finance, Insurance and Private Pensions, n. 15, p. 1-75, 2012.

CARVALHO, L.; SCHOLZ, R. ‘Se vê o básico do básico, quando a turma rende’: cenário da educação financeira no cotidiano escolar. Revista Brasileira de Gestão e Inovação, v. 6, n. 2, p. 102-125, 2018.

CLAUDINO, L.; NUNES, M.; SILVA, F. Finanças pessoais: um estudo de caso com servidores públicos. In: SEMINÁRIOS EM ADMINISTRAÇÃO, 12., 2009, São Paulo. Anais [...]. São Paulo: SEMEAD, 2009.

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA. Retratos da sociedade brasileira: dois anos de crise econômica. Indicadores CNI, ano 5, n. 34, p. 1-12, 2016.

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DO COMÉRCIO DE BENS, SERVIÇOS E TURISMO. Número de brasileiros endividados. CNC. Brasília, 2020. Disponível em: http://cnc.org.br/editorias/economia/noticias/em-meio-pandemia-numero-de-brasileiros-endividados-cai-mesmo-com. Acesso em: 7 out. 2020.

COSTA, M. Educação financeira na escola do campo: a importância de jogos matemáticos em sua aprendizagem. 2018. Monografia (Graduação em Pedagogia) - Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2018.

COSTA, F.; LARN, J. A. A compra por impulso em ambientes on-line. Rev. adm. empres., v. 43, n. 4, p. 36-47, 2003.

D’AQUINO, C. E o que é a educação financeira? Educação Financeira. São Paulo, 2009. Disponível em: http://educacaofinanceira.com.br/index.php/escolas/conteudo/513. 2009. Acesso em: 28 ago. 2019.

D’AQUINO, C. Educação financeira: como educar seus filhos. Rio de Janeiro: Elsevier, 2008.

DENEGRI, M.; PALAVECINOS, M.; RIPOLL, M.; YÁÑEZ, V. Caracterización psicológica del consumidor de la IX Región. In: DENEGRI, M.; FERNÁNDEZ, F.; ITURRA, R.; PALAVECINOS, M.; RIPOLL, M. (eds.). Consumir para vivir y no vivir para consumir. Temuco, Chile: Ediciones Universidad de La Frontera, 1999.

FAVERI, D. B.; KROETZ, M.; VALENTIM, I. Educação financeira para crianças. In: SIMPÓSIO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO E TECNOLOGIA, 9., 2012, Resende. Anais [...]. Resende: SEGeT, 2012.

GORLA, M.; MAGRO, C.; SILVA, T.; NAKAMURA, W. A educação financeira dos estudantes do ensino médio de rede pública segundo aspectos individuais, demográficos e de socialização. In: CONGRESSO USP DE CONTROLADORIA E CONTABILIDADE, 16., 2016, São Paulo. Anais [...]. São Paulo: FEA-USP, 2016.

HISSA, G. Cartilha de finanças pessoais. Boa Vista: Editora Boa Vista, 2009.

HOFMANN, R. M.; MORO, M. L. F. Educação matemática e educação financeira: perspectivas para a ENEF. Zetetiké, v. 20, n. 38, p. 37- 54, 2013.

HUSTON, S. J. Measuring financial literacy. Journal of Consumer Affairs, v. 44, n. 2, p. 296-316, 2010.

MAROCO, J. Análise estatística com utilização do SPSS. 6. ed. Lisboa: ReportNumber, 2014.

MESSIAS, J. F.; SILVA, J. U.; SILVA, P. H. C. Marketing, crédito & consumismo: impactos sobre o endividamento precoce dos jovens brasileiros. Revista Eniac Pesquisa, v. 4, n. 1, p. 43-59, 2015.

MICHEL, M. H. Metodologia e pesquisa científica em ciências sociais. 2. ed. São Paulo. Atlas, 2009.

NASCIMENTO, B.; CASTRO, J.; COSTA, M.; FONSÊCA, F. Comportamento financeiro do consumidor: educação financeira de alunos de ensino médio em escolas públicas e privadas. Revista Pesquisa Em Administração UFP, v. 1, n. 1, p. 22-39, 2017.

NOCTOR, M.; STONEY, S.; STRADLING, R. Financial literacy. London: National Foundation for Educational Research, 1992.

OLIVEIRA, A.; MACHADO, F.; MARTINS, J.; SPOSITO, R. A importância da educação financeira no contexto escolar e familiar: uma amostra do projeto implantado na UNESPAR. Universidade Estadual do Paraná, Apucarana, 2016.

PESQUISA NACIONAL POR AMOSTRA DE DOMICÍLIOS. Indicadores IBGE: pesquisa nacional por amostra de domicílios contínua. PNAD contínua trimestral. Rio de Janeiro: IBGE - Coordenação de Trabalho e Rendimento, 2017.

POTRICH, A. Alfabetização financeira: integrando conhecimento, atitude e comportamento financeiros. 2014. Dissertação (Mestrado em Administração) – Programa de Pós-Graduação em Administração, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2014. Disponível em: http://repositorio.ufsm.br/handle/1/4672. Acesso em: 6 out. 2020.

POTRICH, A. C. G.; VIEIRA, K. M.; CERETTA, P. S. Nível de alfabetização financeira dos estudantes universitários: afinal, o que é relevante? RECADM – Revista Eletrônica de Ciência Administrativa, v. 12, n. 3, p. 1-20, 2013.

POTRICH, A.; VIEIRA, K. M.; KIRCH, G. Determinantes da alfabetização financeira: análise da influência de variáveis socioeconômicas e demográficas. Rev. cont, finance., v. 26, n. 69, p. 362-377, 2015. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?scrip=sci_arttext&pid=S1519-70772015000300362&Ing=pt&nrm=iso. Acesso em: 17 jan. 2020.

ROBB, C. A.; BABIARZ, P.; WOODYARD, A. The demand for financial professionals' advice: the role of financial knowledge, satisfaction, and confidence. Financial Services Review, v. 21, n. 4, p. 291-305, 2012.

S&P GLOBAL FINLIT SURVEY. Financial literacy around the world: insights from the S&P Global FinLit Survey. Washington: GEFLEC, 2015. Disponível em: https://gflec.org/initiatives/sp-global-finlit-survey/. Acesso em: 5 out. 2019.

SALES, V. A educação financeira no contexto do aprendizado escolar: um estudo com alunos do ensino fundamental II em uma escola particular no interior de Pernambuco. 2018. Monografia (Graduação em Ciências Contábeis) - Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2018.

SANTOS, J. A.; PARRA FILHO, D. Metodologia científica. 2. ed. São Paulo: Cengage Learning, 2011.

SERASA EXPERIAN. Educação financeira do brasileiro vai além da escolaridade, revela estudo inédito da Serasa Experian e do IBOPE Inteligência. Serasa Experian. São Paulo, 2019. Disponível em: https://www.serasaexperian.com.br/sala-de-imprensa/educacao-financeira-do-brasileiro-vai-alem-da-escolaridade-revela-estudo-inedito-da-serasa-experian-e-do-ibope-inteligencia. Acesso em: 14 ago. 2019.

SERVIÇO DE PROTEÇÃO AO CRÉDITO; CONFEDERAÇÃO NACIONAL DE DIRIGENTES LOJISTAS. Indicadores econômicos SPC Brasil e CNDL. Brasília: SPC e CNDL, 2015.

SILVA, L. Análise da abordagem e relevância da educação financeira no contexto do ensino médio em escola privada no município de Natal-RN. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Administração) – Curso de Administração, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.

SILVA, M. A.; LEAL, E. A.; ARAUJO, T. S. Habilidades matemáticas e o conhecimento financeiro no ensino médio. Revista de Contabilidade e Organizações, v. 12, e147269, 2018. Disponível em: https://doi.org/10.11606/issn.1982-6486.rco.2018.147269. Acesso em: 7 out. 2020.

SOUSA, L. Resolução de problemas e simulações: investigando potencialidades e limites de uma proposta de educação financeira para alunos do ensino médio de uma escola da rede privada de Belo Horizonte (MG). 2012. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) – Mestrado Profissional em Educação Matemática, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2012.

TEIXEIRA, A.; WUNDERLICH, A.; SANTOS, F.; FERREIRA, R. Vantagens e desvantagens da implantação da disciplina educação financeira nas escolas de ensino médio na cidade de pinhais. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Administração de Empresas) – Faculdades de Pinhais, Pinhais, 2010.

VIEIRA, K.; KUNKEL, F.; CAMPARA, J.; PARABONI, A. Alfabetização financeira dos jovens universitários Rio-Grandenses. Desenvolve Revista de Gestão do Unilasalle, v. 5, n. 1, p. 107-133, 2016.

VIEIRA, S.; BATAGLIA, R.; SEREIA, V. Educação financeira e decisões de consumo, investimento e poupança: uma análise dos alunos de uma universidade pública do norte do Paraná. Revista de Administração da UNIMEP, v. 9, n. 3, p. 61-86, 2011.

WISNIEWSKI, M. L. G. A importância da educação financeira na gestão das finanças pessoais: uma ênfase na popularização do mercado de capitais brasileiro. Revista intersaberes, v. 6, n. 11, p. 155-170, 2011.

Downloads

Publicado

2021-08-31

Como Citar

XAVIER, B. R.; ARAÚJO, T. S.; TISOTT, S. T.; SANTOS, C. A. dos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA: Influência dos fatores demográficos e socioeconômicos na atitude e comportamento financeiro de estudantes do ensino médio. Revista Estudos e Pesquisas em Administração, [S. l.], v. 5, n. 2, 2021. DOI: 10.30781/repad.v5i2.11649. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/repad/article/view/11649. Acesso em: 24 set. 2021.