Corpo e arte-performance na escola básica

Autores

DOI:

10.29286/rep.v30ijan/dez.9906

Palavras-chave:

Corpo. Arte-performance. Escola Básica

Resumo

Este artigo discute o conceito de corpo e arte-performance enfatizando as experimentações realizadas na escola básica. Dialoga com GLUSBERG (1987), COHEN (2002), PEREIRA (2013) na perspectiva da arte-performance e seus desdobramentos para o campo da educação. Faz uso do método cartográfico de pesquisa-intervenção com ênfase no acompanhamento dos processos a partir da composição de um plano conceitual como destaca DELEUZE e GUATTARI (1997). Os resultados permitem pensar o conceito de corpo como signo e a performance enquanto arte experimental híbrida e anárquica que anuncia heterotopias inventivas e provoca transformações nas práticas pedagógicas de professores da escola básica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Valdinei Albuquerque MIRANDA, Universidade Federal do Pará (UFPA). Programa de Poá-Graduação em educação (PPGEDUC/UFPA)

Doutor em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Professor da Universidade Federal do Pará, Faculdade de Educação, Campus Universitário do Tocantins/Cametá (UFPA). Docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação e Cultura do CUNTINS (PPGEDUC/UFPA).

Carla Alice FAIAL, Programa de Educação e Cultura da Universidade Federal do Pará PPGEDUC/UFPA. Professora de Língua Portuguesa e Artes da Rede Pública Municipal de Ensino

Mestra em Educação e Cultura do Curso de Mestrado em Educação e Cultura- UFPA/2017-Especialista em Linguagem e Educação - UFPA (2008-2009). Graduada em Letras - Habilitação em Língua Portuguesa - UFPA (2000-2004). Licenciada Plena em Teatro (PARFOR/UFPA 2019). Preceptora do Programa Residência Pedagógica em Língua Portuguesa - UFPA/ Campus Universitário do Tocantins de Cametá(2018-2020).

Referências

CARLSON, M. Performance: uma introdução crítica. B. Horizonte: Editora da UFMG, 2010.

COHEN, Renato. Performance como Linguagem. São Paulo, Perspectiva, 2002.

COSTA, Gilcilene dias da. Trilogia antropofágica: a educação como devoração. Tese de doutorado, PPGED, UFRGS, 2008.

DELEUZE, Gilles.O que é a filosofia? [Tradução de Bento Prado Jr e Alberto Alonso Muñoz]. 2ª edição. – Rio de Janeiro: Editora 34, 1997.

DELEUZE, Gilles. Proust e os signos. 2.ed. Tradução: Antonio Piquet e Roberto Machado. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2003.

DELEUZE, Gilles e GUATTARI, Félix. Mil platôs: capitalismo e esquizofrenia, vol. 03. Tradução de Aurélio Guerra Neto et Alii. Rio de janeiro. Ed. 34, 1996. Col. TRANS.

DELEUZE, Gilles. Francis Bacon: Lógica da sensação. Trad. Roberto Machado. R/J, 2017.

GARROCHO, Luiz Carlos. “Exercício de liberdade”: dimensão na Escola. Belo Horizonte, v. 1, n. 5, março/abril. 2008.

GLUSBERG, Jorge. A arte da performance. 2ª edição. Tradução. Renato Cohen. São Paulo: Perspectiva, 2013.

GOLBERG, Rose Lee. A arte da performance: do futurismo ao presente. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

ICLE, Gilberto. Da performance na educação: perspectivas para a pesquisa e a prática. In. PEREIRA, Marcelo (Org.). Performance e educação: [desterritotializações pedagógicas]. Santa Maria: Editora-UFSM, 2013.

KASTRUP, Virgínia. O funcionamento da atenção do trabalho do cartógrafo. In PASSOS, E. KASTRUP, V. & ESCÓSSIA, L. (Orgs.). Pistas do método da cartografia. 4ª edição. Porto Alegre: Sulina, 2015.

MACHADO, Maria Marcondes. O professor Performer. Educação e Realidade, Porto Alegre, 2010.

MEYER, Dagmar Estermann, PARAÍSO, Marlucy (Orgs). Metodologias de pesquisas pós-críticas em educação. Belo Horizonte, Mazza Edições, 2012.

MILLER, Jussara. A escuta do corpo: sistematização da técnica Klauss Vianna. 2. Ed. São Paulo: Summus, 2007.

OLIVEIRA, Venceslao M. de; CAZZETA, Valéria (Orgs.) Grafias do espaço: imagens da educação geográfica contemporânea. Alínea. São Paulo, 2013.

PASSETTI, Edson e AUGUSTO Acácio. Anarquismo e Educação. Belo horizonte: Editora Autêntica, 2008.

PASSOS, E. KASTRUP, V. & ESCÓSSIA, L. (Orgs.). Pistas do método da cartografia. 4ª edição. Porto Alegre: Sulina, 2015.

PEREIRA, Marcelo de Andrade. Pedagogia da performance: do uso poético da palavra na prática educativa. In Performance, performatividade e educação. Porto Alegre/RS, Revista Educação e Realidade, v.35, n2, maio/agosto, 2010.

PEREIRA, Marcelo de Andrade (orgs). Performance e educação: [des]territorializações pedagógicas. Santa Maria: Editora-UFSM, 2013.

ROLNIK, Suely. Cartografia Sentimental. Transformações contemporâneas do desejo. Editora Estação Liberdade, São Paulo, 1989.

SALLES, Cecília Almeida. Gesto inacabado: processo de criação artística. 6ª edição. São Paulo: Intermeios, 2013.

SCHECHNER, Richard. Performance e Antropologia de Richard Schechner. Seleção de ensaios organizada por Zeca Ligiéro: Tradução - Augusto Rodrigues da Silva Júnior. Rio de Janeiro: Maud X, 2012.

TADEU, Tomaz; CORAZZA Sandra; ZORDAN. Paola. Linhas de escrita Autêntica, 2004,

Downloads

Publicado

2021-03-29

Como Citar

MIRANDA, J. V. A.; FAIAL, C. A. Corpo e arte-performance na escola básica. Revista de Educação Pública, [S. l.], v. 30, n. jan/dez, p. 1-20, 2021. DOI: 10.29286/rep.v30ijan/dez.9906. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/educacaopublica/article/view/9906. Acesso em: 2 ago. 2021.