O PIBID de Educação Física da UEM-PR: uma reflexão com a prática escolar

Autores

DOI:

10.29286/rep.v29ijan/dez.8447

Palavras-chave:

Educação Física Escolar, Prática de Ensino, Formação de Professores

Resumo

Este artigo busca analisar a prática escolar na proposta de ensino do PIBID Educação Física da UEM-PR (2014-2017). Esta pesquisa documental analisou os planos de aula objetivados pelos Pibidianos para o 8º ano de uma escola pública estadual na cidade de Maringá-PR, por meio da técnica de interpretação hermenêutica-dialética. Concluiu-se que os pressupostos teóricos norteadores da prática escolar contribuíram com a formação inicial dos Pibidianos, na medida em que possibilitaram aproximar a teoria da prática escolar objetivada numa Perspectiva Crítico-Superadora, fundamentada na tendência Pedagógica Histórico-Crítica e na concepção de desenvolvimento humano da Teoria Histórico-Cultural.

Biografia do Autor

Bruno Nicolau Cerine da CRUZ, Universidade Estadual de Maringá

Possui graduação em Educação Física pela Universidade Estadual de Maringá.  Atualmente participa do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação, Políticas e Práticas Pedagógicas da Cultura Corporal, realizando estudos sobre a Teoria Histórico-Cultural, sua relação com o ensino, aprendizagem e desenvolvimento humano e as propostas político-educacionais nesta perspectiva; desenvolvendo atividades para a formação esportiva e esporte de rendimento nas modalidades Badminton e Parabadminton.

Carlos Henrique Ferreira MAGALHÃES, Universidade Estadual de Maringá

Possui Doutorado em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (2009). Atualmente é Professor Associado da Universidade Estadual de Maringá-PR. Tem experiência na área de Educação Física Escolar e Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: trabalho docente; educação e trabalho, economia-política e Estética.

Gabriel Ferezin CAMARGO, Universidade Estadual de Maringá

Mestrando no Programa de Pós Graduação em Educação (PPE-UEM).
Possui graduação em Educação Física pela Universidade Estadual de Maringá(2017) e ensino-medio-segundo-grau pelo Colégio Objetivo Noroeste(2009). Tem experiência na área de Educação Física

Referências

BATISTA, A. M. A.; MAGALHÃES, C. H. F. A prática escolar do Badminton no PIBID de Educação Física da Universidade Estadual de Maringá. In: 1º Congresso Pedagogia Histórico-Crítica: educação e desenvolvimento humano, 2015, Bauru. Anais [...]. São Paulo: Faculdade de Ciências, 2016. p. 540-547.

CAPES, Ministério da Educação. Pibid – Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência. Portaria n. 96, de 18 de julho de 2013. Disponível em: https://www.capes.gov.br/images/stories/download/legislacao/Portaria_096_18jul13_AprovaRegulamentoPIBID.pdf. Acesso em: 12 mar. 2019.

CRUZ, B. N. C; SILVA, G. C. R; MAGALHÃES, C. H. F. A objetivação da prática escolar do PIBID de Educação Física em uma escola pública do interior do Paraná. Rev. Bras. de Iniciação Científica (RBIC), Itapetininga, v. 5, n. 4, p. 18-32, jul./set., 2018.

CRUZ, B. N. C. O Futsal na perspectiva da Teoria Histórico-Cultural: possibilidades pedagógicas e político-educativas. 2018. 73 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Estadual de Maringá, Paraná, 2018. Disponível em https://drive.google.com/drive/folders/1Lyck5OTjhI3nLVQeddep2y9GWl5xFmTB. Acesso em: 15 jan. 2019.

DUARTE, N. A Individualidade Para-Si: contribuição a uma teoria histórico-social da formação do indivíduo. 2. Ed. Campinas, SP: Autores Associados, 1999.

ENGELS, F. A origem da família, da propriedade privada e do Estado. 9ª ed. Civilização brasileira. 1984. Tradução de Leandro Konder. 9. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1984. Coleção: Perspectivas do Homem, v. 99.

ENGELS, F. Sobre o papel do trabalho na transformação do macaco em homem. 1876. Disponível em: https://pcb.org.br/portal/docs/opapeldotrabalho.pdf. Acesso em: 01 set. 2017.

MAGALHÃES, C. H. F. A necessidade de financiar o PIBID. In: MARTINS, J. A; ZAPPONE, M. H. Y. (org.). Formação docente: percursos e reflexões a partir do PIBID-UEM. Maringá: Eduem, 2018. p. 69-84.

GALUCH, M. T. B; SFORNI, M. S. F. Aprendizagem conceitual e apropriação da linguagem escrita: contribuições da teoria histórico-cultural. Est. Aval. Educ., São Paulo, v. 20, n. 42, p. 111-124, jan./abr. 2009.

LAVOURA, T. N.; SILVA, A. L. B; CARVALHO, M. J. F; PEREIRA, C. R.; LOPES, A.V. O pibid e a formação de professores: contribuições da pedagogia histórico-crítica para uma formação plena de conteúdos. In: 1º Congresso Pedagogia Histórico-Crítica: educação e desenvolvimento humano. 2015, Bauru. Anais [...]. São Paulo: Faculdade de Ciências, 2016. p. 1094-1103.

LEONTIEV, A. O Desenvolvimento do Psiquismo. Tradução de Rubens Eduardo Frias. 2. Ed. São Paulo: Centauro, 2004. 353 p.

LURIA, A. R. Atenção e memória (Curso de Psicologia Geral). Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1991b. v. III. Disponível em: https://www.passeidireto.com/arquivo/2112047/a-r-luria-curso-de-psicologia-geral-vol-3. Acesso em: 11 jan. 2019.

MARTINS, L. M. O Desenvolvimento do Psiquismo e a Educação Escolar: contribuições à luz da psicologia histórico cultural e da pedagogia histórico-crítica. 2011. 248 p. (Tese Livre-Docente) - Departamento de Psicologia, Universidade Estadual Paulista, Bauru, SP, 2011.

MARTINS, L. M.; RABATINI, V. G. A Concepção de Cultura em Vigotski: contribuições para a educação escolar. Psicologia Política, v. 11, n. 22, p. 345-358, jul./dez. 2011. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-549X2011000200011. Acesso em: 3 fev. 2018.

MARTINS, J. A.; ZAPPONE, M. H. Y. Formação docente: percursos e reflexões a partir do PIBID-UEM. Maringá: Eduem, 2018. 255 p.

MINAYO, M. C. S. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo: Hucitec; Rio de Janeiro: Abresco, 1998.

MODESTO, N. L.; CREPALDI, J. V. S.; MAGALHÃES, C. H. F. PIBID no Ensino Médio: uma prática escolar desenvolvida sob a perspectiva da problematização. Arquivos em Movimento, v. 13, n. 2, p. 46-55, jul./dez. 2017. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/am/article/view/12299. Acesso em: 5 jan. 2019.

MOTA, J. F.; OLIVEIRA, G. S.; REIS, S. V.; SOUZA, A. C. B. Possibilidades metodológicas para ensino da Educação Física à luz da Pedagogia Histórico-Crítica e da Cultura Corporal: experiências do Programa de Incentivo à Docência na Educação Básica-PIBID/UFPA. In: 1º Congresso Pedagogia Histórico-Crítica: educação e desenvolvimento humano, 2015, Bauru. Anais [...]. São Paulo: Faculdade de Ciências, 2016. p. 472-481.

PARANÁ, Secretaria de Educação. Diretrizes Curriculares da Educação Básica: Educação Física. Disponível em: http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/diretrizes/dce_edf.pdf. Acesso em: 10 ago. 2018.

RIBEIRO, D. M. et al. Formação de Professores no Paraná: o Pibid em foco. Porto Alegre: Unioeste, 2014.

SAVIANI, D. Escola e Democracia. Edição Comemorativa. Campinas: Autores Associados, 2008.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 11. ed. Campinas: Autores Associados, 2012.

SILVA JÚNIOR, J. R.; FERRETTI, C. J. O Institucional e a cultura da escola. São Paulo: Xamã, 2004.

SOARES, L. S; TAFFAREL, C. N. Z; VARJAL, E; FILHO, L.C; ESCOBAR, M. O; BRACHT, V. Metodologia do Ensino de Educação Física. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2012.

VYGOTSKY, L. S. (1931). Historia del desarrollo de las funciones psíquicas superiores. Obras Escogidas. Tomo III. Disponível em:

https://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=1&cad=rja&uact=8&ved=0ahUKEwiUvvrBktfWAhVChJAKHfpXAl0QFggnMAA&url=https%3A%2F%2Fedisciplinas.usp.br%2Fpluginfile.php%2F289941%2Fmod_folder%2Fcontent%2F...%2FTomo%25203.pdf%3F...&usg=AOvVaw3_kW_S5OJfd80nkDBfpiTB. Acesso em: 10 dez. 2018.

Downloads

Publicado

2020-03-02

Como Citar

Cerine da CRUZ, B. N., Ferreira MAGALHÃES, C. H., & CAMARGO, G. F. (2020). O PIBID de Educação Física da UEM-PR: uma reflexão com a prática escolar. Revista De Educação Pública, 29(jan/dez). https://doi.org/10.29286/rep.v29ijan/dez.8447