Histórias de vida e ensino da matemática na educação básica catarinense entre 1970 e 1990

Autores

  • Adriana RICHIT Universidade Federal da Fronteira Sul – UFFS http://orcid.org/0000-0003-0778-8198
  • Lidiane Tania Ronsoni MAIER Mestre em Educação - UFFSDoutoranda em Educação Matemática - UNESP

DOI:

10.29286/rep.v29ijan/dez.8374

Palavras-chave:

Histórias de vida. Ensino de matemática. Educação básica.

Resumo

O Oeste Catarinense, região criada oficialmente em 1917, foi historicamente marcado pelo descaso do poder público com o desenvolvimento da educação. Com isso, o ensino de Matemática nessa região tem enfrentado muitos desafios, o que nos motivou a investigar os desafios enfrentados por professoras de matemática entre 1970 e 1990. Guiadas pela História Oral, entrevistamos professoras que atuavam em escolas públicas estaduais à época. As entrevistas foram gravadas, transcritas e textualizadas, constituindo o documento-base do estudo. Como resultados, evidenciamos desafios de formação, profissão e ensino da matemática, os quais embasam uma versão da história do ensino em Santa Catarina.

Biografia do Autor

Adriana RICHIT, Universidade Federal da Fronteira Sul – UFFS

Doutora em Educação Matemática (UNESP, Rio Claro). Pós-doutoramento em Educação (Universidade de Lisboa).

Lidiane Tania Ronsoni MAIER, Mestre em Educação - UFFSDoutoranda em Educação Matemática - UNESP

Mestre em Educação - UFFS
Doutoranda em Educação Matemática - UNESP

Referências

ARRUDA, J.P. Histórias e práticas de um ensino na escola primária: marcas e movimentos da matemática moderna. 2011. 302 f. Tese (Doutorado em Educação Científica e Tecnológica). Universidade Federal de Santa Catarina, 2011.

CONTRERAS, J. A autonomia de professores. São Paulo: Cortez, 2002.

D’AMBROSIO, U. Uma história concisa da matemática no Brasil. 2.ed. Petrópolis: Vozes, 2011.

D’AMBROSIO, U. Há 500 anos, que matemática? Revista Impulso, Piracicaba, v.12, n. 27, p. 47-58, 2000.

ESQUINSANI, R.S.S. Entre percursos, fontes e sujeitos: pesquisa em educação e uso da história oral. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 38, n. 1, p. 217-228, 2012.

FIORENTINI, D.; LORENZATO, S. Investigação em Educação Matemática: percursos teóricos e metodológicos. Campinas: Autores Associados, 2006.

GAERTNER, R. A matemática escolar em Blumenau (SC) no período de 1889 a 1968: da Neue Deutsche Schule à Fundação Universidade Regional de Blumenau. 2004. 248 f. Tese (Doutorado) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas. Universidade Estadual Paulista, Rio Claro.

GARNICA, A.V.M. História Oral e Educação Matemática: de um inventário a uma regulação. Zetetiké, São Paulo, v.11, n. 19, p. 9-56, 2003.

______. História Oral e História da Educação Matemática: considerações sobre um método. In: Congresso Iberoamericano de História da Educação Matemática, 1., 2011, Portugal. Anais... Portugal, 2011, p. 1-12.

GATTI, B. A atratividade da carreira docente no Brasil. São Paulo: Fundação Victor Civita, 2014.

GOMES, M.L.M. História do Ensino da matemática no Brasil: uma introdução. Belo Horizonte: CAED-UFMG, 2012.

MEIHY, J.C.S.B. Manual de história oral. São Paulo: Loyola, 2002.

MEIHY, J.C.S.B.; HOLANDA, F. História Oral: como fazer, como pensar. São Paulo: Contexto, 2014.

MIORIM, M.A. Introdução à História da Educação Matemática. São Paulo: Atual, 1998.

NÓVOA, A. Professores: Imagens do futuro presente. Lisboa: Educa, 2009.

ROLKOUSKI, E. Vida de professores de matemática: (im)possibilidades de leitura. 2006. 298 f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas. Universidade Estadual Paulista, Rio Claro.

SANTOS, I.S.F.; PRESTES, R.I.; VALE, A.M. Brasil, 1930 - 1961: escola nova, LDB e disputa entre escola pública e escola privada. HISTEDBR Online, Campinas, n.22, p.131-149, 2006.

SILVEIRA, R.K. Orientações da reforma Orestes Guimarães para a matemática na Escola Normal Catharinense, 2013.

SAVIANI, D. História das Ideias Pedagógicas no Brasil. São Paulo: Autores Associados, 2011.

SOUZA, L.A.; GARNICA, A.V.M. As matemáticas modernas: um ensaio sobre os modos de produção de significado ao(s) movimento(s) do ensino primário no Brasil. Revista Latinoamericana de Investigación en Matemática Educativa, México, v. 16, n. 3, p. 369-393, 2013.

TARDIF, M. Saberes docentes e a formação profissional. Petrópolis: Vozes, 2014.

TARDIF, M.; LESSARD, C. O trabalho docente: elementos para uma teoria da docência como profissão de interações humanas. Rio de Janeiro: Vozes, 2005.

THOMPSON, P. A voz do passado. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

VALENTE, W.R. Uma história da matemática no Brasil: 1730-1930. São Paulo: FAPESP, 1999.

Downloads

Publicado

2020-12-01 — Atualizado em 2020-12-02

Versões

Como Citar

RICHIT, A., & Ronsoni MAIER, L. T. (2020). Histórias de vida e ensino da matemática na educação básica catarinense entre 1970 e 1990. Revista De Educação Pública, 29(jan/dez), 1-21. https://doi.org/10.29286/rep.v29ijan/dez.8374 (Original work published 1º de dezembro de 2020)